Trabalho final david_duarte

220
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
220
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Trabalho final david_duarte

  1. 1. Trabalho realizado por: o David Ribeiro o Duarte Bartolomeu o Ângelo Santos
  2. 2. • Foi Newton que no séc. XVII decompôs a luz branca em luz colorida. • Para realizarmos a experiência de Issac Newton basta incidir luz branca num prisma de vidro ou acrílico e projectá-lo numa superfície branca para podermos obter as sete cores do arco-íris
  3. 3. • A cor é uma sensação produzida pelos raios luminosos nos órgãos visuais e que é interpretada no cérebro. Trata-se de um fenómeno físico-químico em que cada cor depende do comprimento de onda. • Os corpos iluminados absorvem parte das ondas electromagnéticas e reflectem as restantes • Um objecto terá determinada cor se não absorver os raios correspondentes à frequência daquela cor.
  4. 4. • Todas as cores visíveis podem ser produzidas utilizando a mistura de cores primárias por combinação aditiva ou subtrativa. • O processo aditivo cria cores adicionando luz a um fundo preto • o processo subtrativo usa pigmentos ou tinturas para, seletivamente, bloquear a luz branca. • A compreensão de cada um destes processos é a base fundamental para entender a reprodução de cores.
  5. 5. • No modelo aditivo a ausência de luz ou de cor corresponde à cor preta, enquanto que a mistura dos comprimentos de onda ou de cores encarnada, verde e azul indica a presença da luz ou a cor branca. • A síntese aditiva resulta numa mistura de luzes coloridas, que constituem o espectro visível. Por exemplo se projectarmos num ecrã branco, luz verde e luz vermelha temos como resultado a cor amarela e se ainda sobrepusermos o azul dá o branco .
  6. 6. • No modelo subtrativo, ao contrário do modelo aditivo, a mistura de cores cria uma cor mais escura, porque são absorvidos mais comprimentos de onda, subtraindo-os à luz. A ausência de cor corresponde ao branco isso significa que nenhum comprimento de onda é absorvido, mas sim todos refletidos.
  7. 7. • A mistura subtrativa de duas cores vai resultar numa cor, ou tom, menos luminosa relativamente às duas que a formam. • Por exemplo se à tinta verde juntarmos tinta vermelha, a resultante não consegue reflectir nenhuma das cores que a constituem. • A mistura subtrativa de todas as cores tende para o negro.
  8. 8. Mistura de Cor Aditiva Mistura de Cor Subtrativa Vermelho + Verde → Amarelo Ciano + Magenta → Azul Verde + Azul → Ciano Magenta + Amarelo → Vermelho Azul + Vermelho → Magenta Amarelo + Ciano → Verde Vermelho + Verde + Azul → Branco Ciano + Magenta + Amarelo → Preto
  9. 9. MODELO ADITIVO MODELO SUBTRATIVO Luz imitada e projectada num ecrã. Luz reflectida. Mistura de cores emitas por fontes de luz. Mistura de cores de pintura ou por impressão. Os monitores e televisores, utilizam o modelo aditivo para representar a cor. As impressoras e plotters utilizam o modelo subtrativo para representar a cor.
  10. 10. C (ciano) M (magenta) Y (amarelo) K (preto) O preto é representado pela letra K, pois o B causaria confusão com B – blue.
  11. 11. • o modelo CMYK é um modelo construído a partir de um modelo CMY em que foi acrescentada a cor preta (black). É um modelo subtrativo, que descreve as cores como uma combinação das três cores ciano, magenta e amarelo. A cor preta foi adicionada ao modelo por ser mais fácil a sua obtenção quando impressa em papel, do que recorrendo à mistura de cores.
  12. 12. • O método mais comum de reprodução de imagens coloridas em papel é pela combinação de pigmentos ciano, magenta, amarelo e preto • Neste modelo cada cor é descrita com uma percentagem (de 0% a 100%) • O modelo de cor CMYK é chamado de modelo subtrativo de cores porque cria cores absorvendo luz.
  13. 13. • O modelo HSV é definido pelas grandezas tonalidade (Hue) ,saturação (Saturation) e valor (Value), onde este último representa a luminosidade ou o brilho de uma determinada cor.
  14. 14. • No modelo HSV as cores são mostradas como se estivéssemos a percorrer o perímetro de um disco de cores. Quando o valor ângular atinge os 360º vemos o mesmo vermelho que era exibido quando estava em 0º, pois fomos percorrendo ao longo de uma circunferência.
  15. 15. • É a cor pura com saturação e luminosidade máximas, por exemplo, amarelo, laranja, verde, azul. Permite a distinção das várias cores puras. Tonalidade • Indica a maior ou menor intensidade da tonalidade, isto é, se a cor é pura ou esbatida (cinzenta). Uma cor saturada ou pura não contém a cor preta nem a branca. Saturação • Traduz a luminosidade ou o brilho de uma cor, isto é, se uma cor é mais clara ou mais escura, indicando a luminosidade de luz que a mesma contém. Valor
  16. 16. • O modelo HSV baseia-se na perceção humana da cor do ponto de vista dos artistas plásticos. Os artistas plásticos para obterem as várias cores das suas pinturas combinam a tonalidade com elementos de brilho e saturação. Desta forma, o modelo HSV é mais intuitivo de utilizar do que o modelo RGB (Red Green Blue)que está associado à emissão de luz (televisão e monitores de computador).
  17. 17. • Wikipédia • http://ensinarevt.com/conteudos/teoria_cor/ • http://olhandoacor.web.simplesnet.pt/ • https://sites.google.com/site/esagapib12/os-modelos-da-cor

×