Your SlideShare is downloading. ×
0
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Planejamento criativo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Planejamento criativo

4,328

Published on

Published in: Business, Travel
1 Comment
23 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
4,328
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
468
Comments
1
Likes
23
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Arquitetar histórias : a arte do planejamento
  • 2.  
  • 3. Construir histórias O brasileiro é especialista. E adoramos isso ! Desenvolver essa técnica para marcas e para a comunicação
  • 4. Três passos básicos
  • 5. 1° Entender... O contexto As pesquisas As Informações (ouvir o atendimento) A História
  • 6.  
  • 7. 2° Imaginar... Um foco Uma orientação Uma história Uma estratégia Um ponto de vista Acontecimentos
  • 8. Instituição social e cultural Globalização Conflitos sociais
  • 9. 3° Conversar (ou contar a história) Para a criação Para a mídia E finalmente, para o cliente
  • 10. Pra mídia e para a criação: Em qualquer formato cabe uma história ! A arte não tem problemas com formatos
  • 11. A arte não tem problemas com formatos
  • 12. A arte não tem problemas com formatos
  • 13. A arte não tem problemas com formatos
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.  
  • 17. Contar a história dentro da agência brief criativo
  • 18. O planejamento tem que ser um trampolim para facilitar o mergulho da criação !
  • 19. De que forma?
  • 20.
    • Sendo um orientador e inspirador do trabalho da criação (!)
    • Mas o que ele é?
    • Ele é a consolidação do trabalho de entendimento e imaginação do planner
  • 21. Ele contém elementos importantes para a construção da história. Mas pára por aí... A outra metade, cabe à criação encher, misturar e fazer o enredo ficar “redondo”. Perfeito pra matar a sede de quem assiste !
  • 22. Então, o brief criativo
    • Aponta e revela o contexto
    • Dá indícios sobre o público que vai assistir
    • Orienta na construção dos personagens
    • Aponta um provável desenrolar para a história
  • 23. Provável?
    • Sim, afinal de contas, há várias formas de se contar uma história !
    • O importante é que o planner inspire a criação e a mídia a gostar da história
    • E os deixe ou a desenvolver a partir daquele ponto de vista proposto ou a puxar um novo fio da meada
  • 24. Mas o planejamento será sempre o guardião da história ! Ela tem que ser coerente com o produto, contexto, público...
  • 25.
    • Por isso que, depois de inspirados, ou cutucados, confrontados, ou de ter causado um desconforto, vem uma reunião de briefing.
    • Todas as reações acima são desejáveis com um brief criativo.
    • O negócio é estimular o brainstorm.
  • 26.
    • No briefing, os elementos da história são colocados à mesa
    • O planejamento apresenta suas conexões e caminhos prováveis
    • O quebra-cabeça vai se formando, com a participação de todos
  • 27.
    • Por isso que o trabalho do planejamento nunca é isolado: nessa etapa, ele não funciona sem interações com a criação e mídia (entenda mídia como qualquer meio de levar a mensagem)
  • 28. Caminhos para os insigths
  • 29. Cinco faíscas Product Insight Business Insight Brand Insight Consumer Insight Culture Insight
  • 30. Product Insight
    • Diferenciais verdadeiros, relevantes e atributos marcantes
    • Smirnoff: Vodka 3X destilada
    • Energizer: Uma pilha que dura mais, tira mais fotos !
  • 31. Consumer Insight
    • O consumidor como ponto de partida para uma idéia
    • Brastemp: “Não é lá essas coisas” é exatamente o que a mulher diz quando não tem o que quer
    • Kibon: Ipod no palito
  • 32. Brand Insight
    • Crença de uma marca sobre a vida, sobre a história
    • Apple: Loucas o suficiente para acreditarem que podem mudar o mundo. Pensam diferente
  • 33. Business Insight
    • Diferenciação radical dos dogmas da categoria
    • Gol: Linhas Aéreas Inteligentes
    • Oi: Simples assim
  • 34. Culture Insight
    • Pensamento, atitude coletiva, costume
    • Aerolienas Argentinas: inconsciente coletivo, o sentimento de um país
    • Guaraná Seleção e Copa do Mundo 2004
  • 35.  
  • 36.  
  • 37. O papel do planejador
  • 38.
    • Pesquisa de mercado (informação é tuuudo)
    • Análise de dados e informações
    • Criam e gerenciam um centro de informações
    • Planos de Comunicação
    • Brief criativo
    • Concorrência
    • Mineradores de insights
    • Criam conexões
  • 39. Planejamento e Atendimento Precisão
  • 40. A gente não vive sem eles
    • Atendimento: total envolvimento e conhecimento do negócio do cliente
    • Relacionamento: abre a guarda do cliente, facilita o trabalho da agência
    • Garimpo: identificador de necessidades e oportunidades
  • 41. O brief é tudo !
    • O que temos que resolver
    • Os objetivos de marketing
    • Foco no mercado
    • A empresa
    • A história
    • Contexto do problema
  • 42. Como usar o planejamento
    • Em tudo que for estratégico
    • Naquilo que requer aprofundamento
    • No envolvimento das equipes internas de trabalho
    • Para trazer o cliente mais para perto da agência
    • Para afinar o brief
  • 43. Mas não precisa ser careta assim
  • 44. Histórias, planejamento e marcas
  • 45.
    • “ Marca é uma fusão metafórica entre as histórias que as pessoas tem de um produto e as suas histórias”
    • Bob Deutch
    • Antropólogo e fundador da consultoria Brains Sells
  • 46. As marcas pertencem às pessoas A Imagem As Atitudes As aplicações Os valores A importância
  • 47. Pense Bem:
    • Ninguém se relaciona com uma marca só porque pedimos
    • Ninguém se relaciona com uma marca porque premiamos (se sim, relação instável. Quem dá mais?)
  • 48. As pessoas se envolvem com idéias !
  • 49. E as pessoas se envolvem com idéias cujo conteúdo tenha a ver com a história delas ! Histórias que as pessoas participam
  • 50. Enxergar o mundo pelos olhos de alguém Entender como as pessoas gostam de ver as histórias
  • 51. Conhecer o público para criar relacionamento para as marcas
  • 52. Fazer as pessoas gastarem mais tempo com as nossas marcas. E se importarem com elas
  • 53. Atração. Identificação com a história. Complemento. Reputação. Conexões !
  • 54. É assim: planejamento entende, imagina, conversa. Sugere conexões, histórias. Se posiciona como o público. Agora a bola é com a criação e a mídia.
  • 55. E, por mais que você já seja uma marca forte, nunca deixe de emocionar... Conectar-se !
  • 56. Faça a marca expressar sua personalidade e criar suas conexões por meio de ATITUDES ! AÇÕES !
  • 57. Na comunicação de produtos
  • 58. Na comunicação de varejo
  • 59. Promoções

×