Your SlideShare is downloading. ×
Reunião do Grupo de Trabalho CBAN 09
Reunião do Grupo de Trabalho CBAN 09
Reunião do Grupo de Trabalho CBAN 09
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Reunião do Grupo de Trabalho CBAN 09

342

Published on

Reunião de discussão da minuta

Reunião de discussão da minuta

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
342
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. REUNIÃO GRUPO DE TRABALHO CBAN GT 0922 de maio de 2013PRESENTES: Ana Cristina França (APSIS ANEFAC) Giana Araújo (APSIS ANEFAC) Tarciano Cardoso (Ferrari Avaliações) Tiago Vial (Ferrari Avaliações) Celsoir Benetti (Ferrari Avaliações)1. DISCUSSÃO MINUTA OCBAN 03 – MENSURAÇÃODO VALOR JUSTO A minuta foi discutida passo a passo e os comentários são resumidos abaixo:2. INTRODUÇÃO O objetivo não é apenas falar do CPC 46, mas fazer uma síntese dos conceitos e marcosrelativos à apuração de valor, bem como traçar diretrizes básicas para esta apuração. Posteriormente foi sugerida a inserção de um roteiro de itens mínimos para constar numlaudo de avaliação que aborde o CPC 46. Ficou ao encargo da equipe da Ferrari Avaliações umaminuta deste roteiro para ser discutida na próxima reunião do CBAN. Apresenta as diretrizes específicas como complementares ao trabalho. Dentre asdiretrizes técnicas específicas a Ferrari Avaliações ofereceu ajuda técnica na comissão de ativosintangíveis e vai dar o ponto de partida e coordenar a diretriz de ativo imobilizado.3. COMPONENTES DE VALOR Para os componentes de valor seguimos o roteiro do IACVA, especificando o que éconsiderado um a premissa de valor e o padrão de valor a serem considerados.4. PREMISSA DE VALOR O CPC 46 não considera o Valor em Funcionamento (Going Concern Value), que deveentrar na Orientação.
  • 2. 25. PADRÕES DE VALOR O CPC não aborda as discussões específicas em torno das definições de valor, mas por serum conceito chave em avaliação consideramos que deve constar na Orientação. Além, dos valores relacionados, sugeriu-se a entrada do valor histórico e do valorespecial, definido nas IVS (International Valuation Standards, traduzido recentemente para oportuguês pelo IBAPE). As definições de valor não são uniformizadas internacionalmente, salvo a vigente devalor justo. Foi sugerido incluir um anexo à Orientação com uma tabela comparativa que traga asprincipais definições de valor das diferentes fontes.6. HISTORICO DO VALOR JUSTO Deve ser sintético, para não perder o foco do objetivo da Orientação. Parte sobre valor justo na Lei das S.A. – consultar advogados sobre a vigência do novoconceito CPC 46 na legislação para avaliar o seu peso legal.7. OBJETIVOS DO CPC 46 A Orientação traz de modo esquemático e resumido voltado para avaliação, uma vez quejá consta no documento de referência.8. ALCANCE Foi sugerido um maior detalhamento na descrição do escopo desta Orientação, uma vezque traz um resumo de onde entra o valor justo em todos os CPC listados. Comentáriosespecíficos serão desenvolvidos em diretrizes técnicas específicas. Quanto a este tópico, sugeriu-se montar uma enquete ou debate no Linkedin e/ouFacebook para consultar os especialistas acerca dos pontos de atenção referentes à aplicação doCPC 46 em cada situação.9. MENSURAÇÃO Neste item, no parágrafo referente à definição dos participantes de mercado, sugeriu-searrolar as diferenças de aplicação em relação à mensuração anterior.
  • 3. 3 No parágrafo referente às Técnicas de Avaliação, sugeriu-se elaborar uma introduçãogeral contextualizando o Brasil nas dificuldades do emprego de algumas técnicas de avaliação –falta de dados no mercado etc. As principais metodologias devem ser aprofundadas nas diretrizes, devem ser apenascitadas. Sugeriu-se inserir o item sobre unidade contábil (unit of account) neste item. Sobre as hierarquias, explicitar os pontos de atenção – definição baseada nos dados e nãona metodologia etc.10. APLICAÇÃO PRÁTICA DO CPC 46 Neste item pretende-se fazer um diagnóstico da situação de quando aplicar o valor justoem forma de fluxograma levantando os pontos de atenção. A ideia é formar um guia que possa auxiliar na saída do campo teórico para o prático.11. APENDICES Sugeriu-se inserir um quadro comparativo das diferentes definições de valor dosdiferentes órgãos nacionais e internacionais em vigor para confronto.

×