Your SlideShare is downloading. ×

43886 1322344690236

704
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
704
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia Ensino Médio, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo
  • 2. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Introdução Alimentos antioxidantesAs vitaminas são compostos orgânicos de natureza e composição variada. Embora sejam necessárias empequenas quantidades, são essenciais para o metabolismo dos organismos vivos.Muitas vitaminas originam as coenzimas de muitas enzimas. Outras delas são precursores de hormônios. Osvegetais, fungos e microrganismos são capazes de sintetizá-las; já os animais, salvo algumas exceções, nãopossuem essa capacidade, motivo pelo qual devem obtê-las a partir dos alimentos da dieta. Em algunscasos, os animais obtêm algumas vitaminas através de suas paredes intestinais, cuja flora bacterianasimbionte as produzem e são substâncias lábeis, alterando-se facilmente por mudanças de temperatura, pHe também por armazenamento prolongado.Origem do termo vitamina A palavra Vitamina foi criada no princípio do século por Casimir Funk, um Bioquímico polonês,que achava que este nutriente era uma "amina da vida". As aminas são compostos formados pelasubstituição de um ou mais átomos de hidrogênio na molécula da amônia (NH³) por radicais orgânicos. Apalavra inglesa original "Vitamine" foi posteriormente modificada para "Vitamin", quando se reconheceuque nem todas as vitaminas eram aminas. Em português não houve modificação semelhante (1). As vitaminas dividem-se em dois grandes grupos: A -Vitaminas lipossolúveis -( A , D , E , K ) B -Vitaminas hidrossolúveis-(complexo do B : B1 B2 B3 B5 e ( vit. C ). A - Vitaminas lipossolúveis são armazenadas no tecido B6 B9 B12 adiposo do organismo, não são solúveis em água e assim podem surgir hipervitaminoses, pois não são excretadas B - As vitaminas hidrossolúveis são solúveis em na urina. água, como o próprio nome nos indica, e são excretadas na urina quando em excesso.
  • 3. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesAs frutas devem fazer parte do cardápio de todas as pessoas, poisagem no organismo de forma positiva, ou seja, produzem reservas devitaminas e minerais associados ao equilíbrio e força do corpo. Dentreas frutas o mamão pode ser citado como uma das frutas maisaproveitável. Por quê? A resposta é simples, veja:O mamão é uma fruta saborosa e que possui benefícios para amanutenção do organismo. Essa fruta tem o poder laxativo e calmante,além de ser indicado para quem apresenta estômago sensível, por serdigestivo. Contém betacaroteno, que atua na produção de vitamina A,que combate doenças da pele, cegueira noturna e queda de cabelos eem 120g contém 88 cal (2). Imagem: Vinayaraj / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 UnportedO repolho roxo é rico em antocianinas, o mesmo pigmento quefaz a fama da uva e do vinho, com grande poder de afastar orisco de infarto.Além de conter vitamina A, aposte no repolho roxo para daruma força no seu sistema imunológico, pois contém vitaminaC e selênio que ajuda a manter a pele mais saudável. É ricotambém em fósforo, que é essencial para os ossos. Em 90 gtem 24 cal (3). Imagem : Rick Heath from Bolton, England / Creative Commons Attribution 2.0 Generic
  • 4. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesO brócolis que faz parte da família das crucíferas, a mesma família da couve-flor, couve-de-bruxelas e repolho, ganhou importância nutricional depois quecientistas da Universidade John Hopkins, em Baltimore, descobriram que elecontinha uma substância química rica em enxofre, o sulfurofano, que poderiaatuar na prevenção de alguns tipos de câncer. Além disso, possui também outrassubstâncias químicas denominadas indol, que se mostrou inibidora de agentescausadores de câncer em animais.Em geral se consome as flores e os talos, mas as folhas também podem seraproveitadas em saladas e caldos.O brócolis é rico em sais minerais como o cálcio e o ferro. É um dos vegetaismais ricos em Vitamina A, e também contém a vitamina C que infelizmente seperde em parte durante o cozimento.Não temos muito o costume de consumi-lo cru, mas bem fresco e higienizado éuma delícia. Também contém ácido fólico, que produz substâncias químicas que Foto: Quadell / GNU Free Documentation Licensesão boas para o cérebro e o sistema nervoso. 60 gramas de brócolis tem cercade 22 calorias (4). Documentation License Foto: Softeis / GNU FreeO tomate Trata-se de um fruto, uma vez que é o produto dodesenvolvimento do ovário e do óvulo da flor, formando o pericarpoe as sementes, respectivamente, após a fecundação.Popularmente, no entanto, não há consenso entre sua classificaçãocomo fruta ou legume.O tomate é rico em licopeno e contém VITAMINA C. Em 100gcontém 25 cal.
  • 5. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesO pimentão é um vegetal encontrado em três tipos mais comuns:verde, amarelo e vermelho.Internamente ele é oco, possuindo sementes pequenas eachatadas.Apresenta um bom valor nutricional, sendo rico em sais minerais evitaminas.Possui boas quantidades de vitaminas E ,A , C e do complexo B.É rico também em sais minerais (potássio, fósforo, cálcio e sódio).Com relação ao índice calórico, possui apenas 30 calorias por 100gramas (5). Foto: Togo / GNU Free Documentation LicenseA árvore que produz este fruto chama-se videira, tambémconhecida como parreira.Possui um formato arredondado, podendo ser, de acordo com aespécie, da cor preta, rosada ou verde.Existem diversas espécies de uva, porém as mais conhecidas noBrasil são: Uva Itália, Niágara, branca e rosada.É uma fruta rica em sais minerais, tais como: cálcio, ferro, fósforo,magnésio, sódio e potássio.Possui também, em quantidade razoável, vitaminas (complexo B eVITAMINA C). Em 100 g contém 80 cal (6). Foto: Roodiparse / Public Domain
  • 6. BIOLOGIA, 1ª Série As vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesA laranja de tamanho médio contém cerca de 70mg desta vitamina, umaquantidade maior do que as necessidades diárias de um adulto.A vitamina C é um oxidante que protege contra danos causados às células,pelos radicais livres (produzidos no organismo com a queima de oxigênio) eajuda a reduzir o risco de certos tipos de câncer, ataques do coração, derramescerebrais e outras doenças. A parte fibrosa da fruta (bagaço da laranja) é rica emfibras, sendo um grande estimulador do funcionamento intestinal.Esta fruta tem baixo teor calórico. Em 100 g contém aproximadamente 43calorias e contém 60 mg de Vitamina.C (7). Foto: Rüdiger Wölk / Creative CommonsA acelga, também conhecida como beterraba branca, é uma verdura pouco Attribution-Share Alike 2.5 Genericconsumida no Brasil. Seu uso tem se restringido à decoração de saladas ou Attribution-Share Alike 3.0 Germany Foto: Schwäbin / Creative Commonsapenas ao consumo do talo, como tira-gosto.No entanto, a acelga é uma hortaliça rica em nutrientes e de sabor agradável, coma qual podem ser feitos inúmeros pratos. É uma fonte de vitamina A e de saisminerais como cálcio, fósforo e ferro. Tem poucas calorias e quase nenhumagordura, sendo muito adequada para regimes de emagrecimento. Em bom estado,a acelga deve ter as folhas novas, de cor verde-clara e talo verde-esbranquiçado.Sua consistência é firme, parecida à do repolho, de tal forma que estale quando sequebra o talo. As folhas internas devem estar viçosas, sem manchas ou marcas deinsetos. Quando o talo está mole ou com manchas pretas, é sinal de que a acelgajá está passada. Em 90 g tem 18 cal (8).
  • 7. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesA batata é antioxidante. É pobre em gordura e rica emcarboidratos. É fonte importante de fósforo, vitaminas docomplexo B, e se destaca como fonte de vitamina C entre osalimentos básicos. Enquanto em 100g de batatas cozidas tem88 calorias, a mesma quantidade de batatas fritas tem 274calorias. Foto: United States Department of Agriculture / Public DomainHá amoras brancas e pretas, mas só as segundas sãocomestíveis. As brancas servem apenas para alimentaranimais. É uma fruta de sabor ligeiramente ácido eadstringente, usada para fazer doces, compotas e geleias. Aamora é muito rica em vitaminas A, B e C e contém ácidocítrico. Tem propriedades depurativas, digestivas erefrescantes . O comércio da amora natural é praticamenteinexistente. Em supermercados pode ser comprada sob formade geleias em 100 g tem 233 kcal, compotas ou xaropes. Dequalquer maneira, ao natural, é uma fruta extremamenteperecível, devendo ser consumida ou usada logo após ter sidocolhida (9). Foto: Scott Bauer, USDA / Public Domain
  • 8. COMPONENTE CURRICULAR, SérieTópico Alimentos antioxidantesCEBOLA - Rica em ÁCIDO FÓLICO e VITAMINA C, possui altoteor de cálcio, cloro, magnésio, fósforo, potássio, sódio, enxofree pequenas quantidades de zinco, ferro e cobre além devitaminas B1, B2, B3, B5, B6 e BIOTINA. Revigora as membranasmucosas, o estômago e os intestinos e ajuda a criar uma sadiaflora intestinal, tem propriedades antissépticas, anti-inflamatóriase desintoxicantes. O selênio é o mineral revolucionário dacebola. Em 100 g contém 31,5 cal. Foto: ryan griffis / Creative Commons Attribution-Share Alike 2.0 GenericCOUVE - Rica em betacaroteno, vitaminas do complexo B(principalmente a VITAMINA B6 e VITAMINA C), a couve tambémpossui muito cálcio, fósforo, potássio, magnésio e ferro. Fortaleceos rins e o coração, e é boa para os olhos, especialmente nos casosde cegueira noturna. Regula a digestão e possui efeitosdesintoxicantes. A couve tem folhas muito duras e não pode serconsumida crua, por isso deve-se limpar suas folhas com muita águapara eliminar parasitas e insetos. Em 100 g tem 25 cal (10). Foto: Evan-Amos / Public Domain
  • 9. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesO alecrim tornou-se um dos temperos naturais com maior uso naculinária, sendo utilizado como tempero no preparo de aves, cordeiro,carnes suínas e peixes, bem como muitas sopas e molhos. O alecrimcontem substâncias que são úteis para se estimular o sistemaimunológico, aumentando a circulação e a melhora da digestão. Comcompostos anti-inflamatórios, é muito útil para reduzir a gravidade dosataques de asma. Rico em cálcio, magnésio e potássio, o alecrim temtambém boa quantidade de fósforo e ferro, e uma pequena quantidadede zinco, cobre, manganês e selênio. Nas vitaminas, é ainda rico emvitamina A e C, tendo uma pequena quantidade de B1 , B2 , B3 e Foto: Tomasz Sienicki / GNU Freevitamina B6 (11). Documentation LicenseAlho poró é fonte de antioxidantes, como o betacaroteno, e decarotenoides, como a luteína e zeaxantina, que ajudam a neutralizar aação de radicais livres. Essas moléculas estão envolvidas noaparecimento de várias doenças e no processo de envelhecimento. Ricoem fibras, potássio, magnésio, ferro, cálcio e vitaminas B e C, o alho-poró tem inúmeros benefícios para a saúde: combate gripes, resfriados emá digestão e previne arteriosclerose e pressão alta.Cru ou branqueado, pode ser usado como base ou complemento desalada ou vinagrete. Em 100 g tem 43 cal (12). Foto: Quadell / GNU Free Documentation License
  • 10. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismoO morango tem compostos fenólicos que são apontados como Alimentos antioxidantesprincipais substâncias com atividade antioxidante. Dentre oscompostos fenólicos o morango, Zheng et. al.(2007) encontraram emseus estudos o ácido gálico como componente majoritário. É rico emvitamina C possui várias outras propriedades, previne rugas eretarda o envelhecimento da pele ,principalmente da pele do rosto ,Os resultados revelam que o consumo regular dessa fruta podemelhorar a capacidade antioxidante do plasma sanguíneo e aresistência dos glóbulos vermelhos à fragmentação oxidativa. Tem39 calorias em 100g (13). Foto: FoeNyx / GNU Free Documentation LicenseEm geral, todos os tipos de limão têm aspecto semelhante, emboramudem no tamanho e na textura da casca, que pode ser lisa ouenrugada. Quanto à cor, variam do verde-escuro ao amarelo-claro.Os efeitos antioxidantes e alcalinizastes (devido ao seu teor de saisminerais) permitem que o limão “limpe” o sangue e proteja veias eartérias, pois ajuda a eliminar o mau colesterol (LDL); reforça aparede dos vasos, dá elasticidade às artérias e impede acoagulação excessiva do sangue. A fruta é rica em flavonoides, epor isso tem ação anticancerígena; atua como anti-inflamatório,previne o envelhecimento precoce, problemas nos olhos e nas viasrespiratórias e rica em VITAMINA C. Tem apenas 21 cal em 100 g(14). Foto: 4028mdk09 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
  • 11. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesA pêra é um fruto muito nutritivo de sabor adocicado.Possui uma casca fina que pode ser, de acordo com a espécie, de cor amarela,verde ou vermelha. A polpa também varia de acordo com a variedade, podendoser macia, dura ou granulosa. As variedades mais conhecidas no Brasil são:pêra willians, pêra-dágua, pêra de pé curto e pêra red. (casca vermelha).É rica em sais minerais como, por exemplo, sódio, potássio, ferro, magnésio ecálcio. As vitaminas encontradas na pêra são do tipo A, C e do complexo B.Cada 110 gramas desse fruto apresenta, aproximadamente, 68 calorias.É uma fruta rica em fibras, contribuindo para o bom funcionamento intestinal.É uma fruta típica de regiões de clima temperado (15). Foto: FoeNyx / GNU Free Documentation LicenseO kiwi possui uma polpa suculenta de cor verde esmeralda que contémmuitas sementes com substâncias nutritivas, que não precisam serretiradas. Tem sabor levemente doce e ácido. Rico em vitamina C,potássio e pectina (fibra solúvel que ajuda a controlar os níveis decolesterol no sangue). O kiwi pode ser consumido cru ou em sucos,sorvetes e saladas. Além de vitamina C, também possui quantidadesconsideráveis de vitamina E, uma combinação que pode reduzir o riscode câncer, de doenças arterias -coronarianas e melhora o sistemaimunológico. Em 100g contém 46 cal (16) . Foto: André Karwath aka Aka / Creative Commons Attribution-Share Alike 2.5 Generic
  • 12. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos antioxidantesO abacate é rico em vitamina E, gorduras monoinsaturadas (amesma do azeite de oliva), vitaminas, sais minerais e glutationa que éum poderoso antioxidante. Seu acentuado valor energético érelacionado ao seu conteúdo em gorduras, responsável pelo aumentodo colesterol HDL (considerado o bom colesterol, pois protege asartérias ao invés de destruí-las). O abacate beneficia as artérias, suagordura age como antioxidante, bloqueando a toxidade do colesterolLDL, que destrói as artérias. Além disso, é um poderoso bloqueador detrinta agentes cancerígenos diferentes. O chá da folha do abacateirotem fama de ser diurético. É usado para eliminar cálculos renais e Foto: Hariadhi / GNU Free Documentation Licensegases intestinais. Em 100g tem 162 cal (17).A maçã possui um excelente valor nutritivo, pois em suacasca encontramos a pectina que ajuda a reduzir o colesteroldo sangue. Além disso, é um fruto rico em vitaminas C, B1,B2, niacina (B3) , ferro e fósforo. É um fruto com propriedadeadstringente, sendo excelente para a garganta e cordasvocais. É ótimo também para evitar a constipação intestinal.Os pesquisadores da universidade Cornell descobriram quea ingestão de 100 gramas de maçãs frescas, com casca,fornecia uma atividade antioxidante total equivalente a 1500miligramas de vitamina C. Em 100g tem 64 cal (18). Foto: • S • C • A • R • C • E • / GNU Free Documentation License
  • 13. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo A Vitamina A ou Retinol Situação –problema Conhecida por muitos como a “vitamina da visão”, uma vez que desempenha papelimportante na manutenção do globo ocular, age também, segundo estudos mais recentes, comoantioxidantes , ou seja, combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento e fortalece osistema imunológico e evita as doenças infecciosas (principalmente as provocadas por vírus) (19). No caso dos vegetais não há vitamina A, mas sim betacarotenos,que são pró-vitamina A (precursores da vitamina A), que poderão ser convertidos pelo nosso organismoem vitamina A . Sua carência causa a xeroftalmia e cegueira noturna. O excesso fica acumulado no fígado.REQUISITOS DIÁRIOS: Homem 5000 UI ; Mulher 4000 UI.ALIMENTOS RICOS EM A: Brócolis , Fígado de animais , Gema de ovo, pêra , cenouras , nabo , agriões,batata inglesa, mamão, espinafre, abóbora ,leites enriquecidos , tomate e margarina.FUNÇÕES: Importante para a pele e mucosas, visão, cicatrização de lesões na pele, gripes etc (20).A (precisamos de 0,9 mg) Dose acima de 3 mg compromete os reflexos e tem relação com dormência nos pés e nas mãos.Quantidade de vitamina A ( em unidades internacionais- UI ) por cada 100 gramas dealimentos:Agriões - 4725Batata - 6250Gema - 3215Espinafre cozido - 9450Cenoura crua - 12000Fígado de boi frito - 53500Fígado de galinha - 32300Folhas de nabo cozidas - 10500 Fotos: (a)Kander / Public Domain (b) David Benbennick / Public Domain (c)Beck / Creative Commons Attribution 2.0 Generic
  • 14. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo D VITAMINA D ou CALCIFEROLÉ uma vitamina que promove a absorção de cálcio (após aexposição à luz solar), essencial para o desenvolvimento normaldos ossos e dentes. É lipossolúvel, obtida a partir do colesterolcomo precursor metabólico através da luz do sol, e de fontesdietéticas. Funcionalmente, a vitamina D atua como um hormônioque mantém as concentrações de cálcio e fósforo no sangue,através do aumento ou diminuição da absorção desses mineraisno intestino delgado. A vitamina D também regula o metabolismoósseo e a deposição de cálcio nos ossos. Carência causaRaquitismo em criança.REQUISITOS DIÁRIOS: 400 unidades internacionais (UI) por dia.FUNÇÕES: Tem bastante importância no metabolismo do cálcio e fósforo. Tem um papel importante naconstrução, resistência e regeneração do tecido ósseo.ALIMENTOS MAIS RICOS EM VITAMINA D: gema de ovo, óleo de fígado de peixe, sardinhas em lata, leiteenriquecido, margarina e manteigas enriquecidas, salmão, bagre, cavalinha, atum e cogumelos (21). Lipo - D Fotos: (a)Darkone / Creative Commons Attribution-Share Alike 2.5 Generic (b)BrokenSphere / GNU Free Documentation License(c)California Department of Fish and Game / Public Domain
  • 15. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismoE VITAMINA E ou TOCOFEROL Várias substâncias, das quais a mais conhecida é o tocoferol, são incluídas nessa denominação. Suas ações e deficiências não são bem conhecidas no homem.FUNÇÕES: Atua no metabolismo muscular. Parece aumentar aelasticidade das fibras musculares, prevenindo o dano muscular.Previne os músculos do stress, provocado por exercícios intensos ecolabora nos processos de recuperação muscular pós-esforço.Carência : Não apresenta nenhum sintoma evidenteVit. E (precisamos de 15 mg) Mais de 1 g por dia pode causar hemorragia (22).ALIMENTOS MAIS RICOS EM VITAMINA E: Óleos vegetais ( amendoim, girassol, soja e oliva),feijão, ovos, cereais integrais, fígados de animais, nozes, kiwi, abacate, espinafre, amêndoas e pimentões egerme de trigo. A falta dessa vitamina provoca a esterilidade e o aborto. Fotos: (a)Lemone / GNU Free Documentation License (b)AndonicO / GNU Free Documentation License Lipo - E (c)Andrew Butko / GNU Free Documentation License
  • 16. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo K VITAMINA K ou Naftoquinona Situação –problema A vitamina K foi descoberta em 1929, por pesquisadores dinamarqueses ao observarem asíndrome hemorrágica. Somente em 1970, foi demonstrado que a vitamina K era o substrato de umaenzima envolvida na conversão dos precursores inativos das proteínas dependentes de vitamina K em suasformas ativas; um grupo de moléculas que tem em comum a presença do grupo naftoquinona, presente emvegetais: Filoquinonas (vitamina K1) e Menaquinonas (vitamina K2), produzidas por bactérias e presentesem alimentos de origem animal e também a Menadiona ( vitamina K3), forma sintética.FUNÇÕES: A Vitamina K atua como cofator essencial na reação de carboxilação de resíduos específicosde ácido glutâmico (Glu), levando à formação de Gla, ácido gama carboxiglutâmico ,um aminoácido. Acarboxilação capacita as proteínas de coagulação a se ligarem ao cálcio, permitindo assim a interação comos fosfolipídios das membranas de plaquetas e células endoteliais, o que, por sua vez, possibilita oprocesso de coagulação sanguínea normal. Quando ingerimos quantidade insuficiente desse composto,há o surgimento de aftas (úlceras) nas mucosas dos lábios, língua e bochechas (23).ALIMENTOS MAIS RICOSEM VITAMINA K: Vegetaisde folha verde (verde-escuros, como espinafre,brócolis e couve), banana,ovos e fígados de animais. Fotos: (a) Jack Dykinga, USDA / Public Domain (b)Mariuszjbie / GNU Free Documentation License (c)topicchio / Creative Commons Attribution 2.0 Generic Lipo - K
  • 17. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo B1 VITAMINA B1 OU TIAMINA Situação –problema A tiamina é necessária na dieta de muitos vertebrados, e sua deficiência causa o beribéri (atrofia muscular)no homem e a polineurite nos pássaros. Nas células, a tiamina aparece na forma de pirofosfato de tiamina outiamina-pirofosfato, substância que funciona como coenzima no fluxo do metabolismo dos carboidratos. Atiamina sozinha leva a descarboxilização não enzimática do piruvato, produzindo acetaldeído e CO2.FUNÇÕES: É importante no metabolismo dos glucídios. Quanto maior a atividade física do indivíduo, maior ometabolismo glucídio e maiores os gastos de vitamina B1. Atua também como agente de recuperação durantea fadiga dos músculos e dos nervos. A falta resulta em um quadro de falta de apetite e nervosismo, além depossibilitar o surgimento de beribéri (imagem), doença que provoca fadiga muscular e dificuldadesrespiratórias (24).ALIMENTOS RICOS EM B1: Flocos de cereais; cereais integrais; amêndoas; amendoim; nozes; soja ;milho,fígados de animais; massas alimentícias enriquecidas.Quantidade de vitamina B1 em mgpor 100 gramas de alimentos:Pão de trigo integral - 0,30Arroz integral - 0,32Fígado de boi frito - 0,26Macarrão enriquecido - 0,88Farinha de soja - 1,10Fígado de galinha - 2,46Farinha de centeio integral - 0,61 Fotos: (a)H.Zell / GNU Free Documentation License (b)Ashlyak / GNU Free Documentation LicenseFlocos de trigo enriquecidos - 0,56 (c)Mogens Engelund / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 UnportedFlocos de arroz enriquecidos - 0,46 Hidro - B1
  • 18. BIOLOGIA, 1ª Série As vitaminas: a regulação do metabolismo B2 VITAMINA B2 OU Riboflavina A riboflavina foi reconhecida como fator de crescimento necessário a muitos mamíferos. Estavitamina derivada de isoaloxazine é sintetizada por todos os vegetais e por muitos microrganismos. Os animaissuperiores não a produzem, devendo obtê-las de fontes exógenas. A riboflavina atua como coenzima naoxidação de nucleotídeos da piridina reduzida. Faz parte de um grupo de pigmentos amarelos denominadosflavinas. Sua estrutura compreende uma base nitrogenada composta por 3 anéis de 6 C e 2 N, ligadas àribose. A flavina-adenina-dinucleotídeos (FAD), bem como outros nucleotídeos flavínicos, atua como coenzimas na degradação oxidativa do piruvato, aminoácidos e dos ácidos graxos e também no processo de transporte de elétrons. Sua falta provoca acne, dermatite seborreica (imagem), lesões nas mucosas, principalmente nos lábios e narinas, fotofobia. Suas principais funções conservam os tecidos, os do globo ocular, cabelo, pele e boca, anticorpos, oxigenação das células, ajudam no desempenho do atleta (25). FONTES: Fígado, carne magra, gema, leite, queijo, levedo de cerveja, espinafre, berinjela, abacate, nozes e integrais. Quantidade de vitamina B2 em mg por 100 gramas de alimentos: Carne de bovino - 0,20 Queijo - 0,61 Ovo inteiro - 1,06 Fígado de bovino frito - 3,96 Fígado de porco - 2,98 Rim de bovino - 2,55 Leite integral - 0,17 Folhas de nabo cozidas - 0,41 Farinha de trigo - 0,26 Fígado de galinha - 2,46 Fotos: (a)Horst Frank / GNU Free Documentation License Macarrão enriquecido - 0,37 (b)Christian Bauer / Creative Commons Attribution 2.0 Generic (c)Stefan Kühn / GNU Free Documentation License Hidro - B2
  • 19. BIOLOGIA, 1ª Série As vitaminas: a regulação do metabolismo B3 Niacina ou PP ou vitamina B3 A Vitamina B3 foi isolada pela primeira vez durante a oxidação da nicotina do tabaco, quando foi lhe dado o nome de Nicotinic Acid Vitamin, abreviado para Niacin. A Niacina, Ácido Nicotínico ou Niacinamida ou Vitamina PP, é essencial para a síntese dos hormônios sexuais e a saúde do sistema nervoso, além de atuar como desintoxicante, eliminando do corpo toxinas, poluentes e drogas. Pode também ajudar a reduzir as alucinações em esquizofrênicos, por bloquear a DMT (Dimetil-Triptamina) que está elevada nesses doentes, sendo esta DMT uma das causas dos surtos alucinatórios nos esquizofrênicos. O Ácido Nicotíco (Ácido Piridino-3-carbônico) é o precursor da Nicotinamida um componente das coenzimas que transferem hidrogênio; o Nicotinamida-Adenina- Dinucleotídeo (NAD) e o Nicotinamida-Adenina-Dinucleotídeo-Fosfato (NAD-P). Fig.1 imagens: (a) e (b) NEUROtiker / Public Domain Na biossíntese de niacina necessita de tiamina (B1), riboflavina (B2), e piridoxina (B6). Assim, em termos práticos, tanto a niacina quanto o Triptofano (aminoácido) são essenciais e precisam estar na dieta (26). A hipovitaminose evidente só aparece quando existe uma carência simultânea de Triptofano. A deficiência de niacina causa pelagra - imagem, uma doença envolvendo a pele, o trato gastrintestinal e o Sistema Nervoso Central. Os sintomas da evolução da pelagra compreendem três “D”: Dermatite, Diarreia, Demência e se não tratada, Fig. .01 mata. Fontes de niacina: Hidro -B3Fotos: (a)Rüdiger Wölk / Creative Commons Attribution-Share Alike 2.5 Generic (b)United States Department of Agriculture / Public Domain
  • 20. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismoB5 Vitamina B5 (Ácido pantotênico , coenzima A)Esta vitamina, reconhecida como coenzima , é sintetizada por vegetais emicrorganismo, mas não pelos animais que devem incluí-la em sua dieta. Comocoenzima, o ácido pantotênico faz o transporte dos grupamentos do radical acilaem muitas reações enzimáticas envolvidas na oxidação doa ácidos graxos, comoa síntese de ácidos graxos a oxidação do piruvato e acetilações biológicas.Atua no metabolismo da maioria das células, na produção de energia e dehormônios e no metabolismo de proteínas (web), gorduras e açúcares.A sua falta provoca alergias, artrite, retardo no crescimento, envelhecimento precoce,estresse, hipoglicemia, queda de cabelo, perturbações digestiva, ulceras.Fontes :Cogumelo, ervilha, feijão, fígado, germe de trigo, integrais, ovos, milho, salmão,melado, levedo de cerveja. Darkone / Creative Commons David Benbennick / Public Domain Hidro - B5 Attribution-Share Alike 2.5 Generic
  • 21. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo B6 Vitamina B6 Fig.1É um termo coletivo para piridoxina (álcool), piridoxal (aldeído) e piridoxamina(amina) (fig.1), todos derivados da piridina (C5H5N). Eles diferem apenas nanatureza do grupo funcional ligado ao anel. A piridoxina ocorre principalmente nasplantas, enquanto que o piridoxal e a piridoxamina são encontrados em alimentosobtidos de animais. Todos os três compostos podem servir como precursores dacoenzima biologicamente ativa, o piridoxal-fosfato, pois é precursor do heme (o Imagem:heme é uma porfirina que contém ferro e que, unido à globina, forma a NEUROtiker / Public Domainhemoglobina).(fig. 2)Este funciona como uma coenzima para um 60 enzimas do corpo, particularmente Fig.2aquelas que catalisam reações envolvendo aminoácidos e esta envolvida comoum cofator em percursos que incluem o metabolismo de carboidratos, lipídeos eproteínas. (fig.3)O requerimento de vitamina B6 por animais está positivamente relacionada com a Imagem: NEUROtiker / Public Domainsua ingestão de proteínas e aminoácidos. A deficiência de vitamina B6 éraramente vista em animais, pois a maioria das dietas já é adequada (27). Fig.3Fonte : Carne de boi e porco, fígado, cereais integrais, cebola, banana,beterraba, repolho, farelo de trigo arroz, milho, gema de ovo, levedo decerveja, couve e peixe. Imagem: Alcibíades / Public DomainB6 (precisamos de 1,7 mg) Mais de 100 mg podem causar fotossensibilidade e afetar o sistema nervoso. Hidro - B6
  • 22. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismoB8 Vitamina B8 ou BiotinaA Biotina, primeiramente chamada de vitamina H (do alemão “haut”, que significa pele) é um ácidomonocarboxílico, vitamina B7 ou vitamina B8, é uma molécula da classe das vitaminas que funcionacomo cofactor enzimático. Funciona no metabolismo das proteínas e dos carboidratos. Ela agediretamente na formação da pele e indiretamente na utilização dos hidratos de carbono (açúcares eamido) e das proteínas. Tem como principal função neutralizar o colesterol.É uma coenzima nas reações de carboxilação, nas quais ela serve como carregador do dióxido de carbonoativado. Esta coenzima está amplamente distribuída nos alimentos. Além disso, uma grande porcentagem.de biotina necessária para os humanos é suprida por bactérias intestinais.É uma coenzima transportadora de CO2 de quatro enzimas envolvidas em reações de gliconeogênese,lipogênese, síntese de ácidos graxos.É necessária para o crescimento e o bom funcionamento da pele e seus órgãos anexos (cabelo, glândulassebáceas, glândulas sudoríparas) assim como para o desenvolvimento das glândulas sexuais. A carência causa dermatites (eczema - imagem) , dores musculares, anemia, aumento do colesterol no sangue (28).Fontes : Em humanos é sintetizada por bactérias do trato intestinal.É produzida por vegetais e bactérias.Está nos alimentos de origem animal como carnes, ovos, leite, fígado. B8 Foto: Cgoodwin / GNU Free Documentation License
  • 23. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismoB9 VITAMINA B9 ou ÁCIDO FÓLICOConhecido também como ácido pteroliglutâmico ou folacina, esta vitaminaé encontrada em muitos vegetais, sendo um fator de crescimento muitoimportante para os mamíferos. Sua deficiência provoca uma limitação docrescimento e vários tipos de anemia. É formado por uma pteridinasubstituída, um ácidop-aminobenzoico e um ácido glutâmico .Como coenzima o ácido fólicoparticipa na transferência de grupos de um tipo de carbono utilizado nabiossíntese de purinas da tiamina. Sua falta provoca anemia, alteração na medula óssea (Medula bífida - Foto: Church of emacs / GNU Free imagem) , distúrbio intestinais, lesões nas mucosas, cabelos grisalhos, queda Documentation License de cabelo, problemas menstruais. Suas principais funções, atua na formação dos glóbulos vermelhos, crescimento e reprodução, metabolismo de proteína, produção de HCL. Importante na gestação para formação do feto principalmente do tubo neural (29).Fontes :Carnes, fígado, leguminosas , cebola, vegetais de folhas escuras,banana, melão, atum, cogumelos, nozes, ostras, salmão, levedo de cerveja.B9 (precisamos de 0,4 mg) Dose diária maior que 1 mg está ligada a câncer de cólon. Foto: Chris 73 / GNU Free Documentation License Hidro - B9
  • 24. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo B12 VITAMINA B12 (Cobalamina)A vitamina B12 é produzida exclusivamente por determinadosmicrorganismos. Ela é necessária ao homem em pequenas quantidades enão está presente nos vegetais. Os animais obtêm a vitamina pré-formada,a partir de sua flora bacteriana natural ou pela ingestão de alimentosderivados de outros animais.A cianocobalamina está unida a uma proteína e para ser utilizada deve serhidrolisada pelo ácido gástrico, onde se combina com uma glicoproteínasecretada pelo próprio estômago, chamada fator intrínseco (o fatorextrínseco é a cobalamina). Essa proteína transporta a cianocobalamina Foto: Vyperx1 / Public Domainaté o íleo onde é absorvida. A deficiência de cianocobalamina provoca doistipos principais de sintomas: hematopoiético e neurológico.A vitamina B12 intervém como coenzima na síntese dos diferentes estágiosdo ácido nucleico, como na produção de tiamina (B1) e desoxitimidina .A vitamina B12 também influencia de alguma forma no armazenamento eutilização do ácido fólico (O acido fólico é fundamental para uma gravidezsaudável, ele é capaz de prevenir a má formação do bebê).Suas principais funções: formação dos glóbulos vermelhos, síntese doácido nucleico, Foto: David Monniaux / Creative Commonsfavorece o apetite, combate ao câncer de pulmão, auxilia na memória para Attribution-Share Alike 1.0 Genericgestantes (30).Fontes: fígado bovino , marisco , ostra, atum, ovo, frango ,hambúrguerbovino e queijo. Hidro - B12
  • 25. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismoC VITAMINA C ou Ácido Ascórbico Situação –problemaO ácido ascórbico é sintetizado pelos vegetais e pela quase totalidade dos animais. Os homens e outrosprimatas são incapazes de sintetizá-lo e necessitam de recebê-lo na dieta, sendo necessário para ahidroxilação da prolina e da lisina, condição indispensável à formação de um colágeno normal. A maior partedas alterações verificadas no escorbuto são explicadas por distúrbios da formação do colágeno, que éessencial para síntese do colágeno, uma das proteínas mais abundantes do organismo, constituindo de 25%a 30% da proteína total e cerca de 6% do peso total do corpo; é também indispensável no metabolismo doferro e da hemoglobina.A porção orgânica da matriz óssea, ou osteoide, sintetizada pelos osteoblastos, é formada em sua maiorparte por fibras colágenas, envolvidas por pequena quantidade de substância fundamental amorfa. Naausência de vitamina C, o osteoide não é produzido, ou a produção é escassa e imperfeitamente.Embora continue a haver deposição cálcica, as alterações do osteoide impedem a transformação emtecido ósseo, prejudicando, assim, o processo de ossificação normal.As manifestações hemorrágicas do escorbuto são atribuídas a um defeito da substância intercelular, comaumento da permeabilidade e fragilidade dos capilares. A anemia pode ser observada no paciente comescorbuto em decorrência dos fenômenos hemorrágicos e também porque a vitamina C tem participaçãona hematopoese. Formação deficiente de colágeno causa atraso na cicatrização de feridas e alteraçõesnos ligamentos que mantêm o dente no alvéolo, facilitando sua queda (31).Fontes: Legumes e frutas frescas, laranja,limão, mamão, caju, goiaba, kiwi, pera ,acerola, alho, pimenta , pimentão ,cebola, romã, maçã, tomate,morango, tangerina, mexerica, manga, Hidro- Cuva, couve-flor, repolho. Foto: Rüdiger Wölk / Creative Commons Foto: Eric Gaba / GNU Free SITUAÇÕES-PROBLEMA - Clique aqui Attribution-Share Alike 2.5 Generic Documentation License
  • 26. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Alimentos ricos em Antioxidantes A função destes alimentos é combater os chamados radicais livres, que afetam negativamente o organismo e são produzidos naturalmente pela respiração e produção de energia. Quando há um desequilíbrio entre a produção de radicais livres e os mecanismos de defesa antioxidante, ocorre o chamado "estresse oxidativo". Os radicais livres podem ser originados não só de processos endógenos, mas também por fatores exógenos, como poluição, hábito de fumar, ingestão de bebidas alcoólicas, ou ainda, por uma nutrição inadequada. O excesso de radicais livres no organismo é combatido por antioxidantes, que podem ser obtidos através da alimentação (32). Foto: Scott Bauer, USDA / Public Domain Introdução Glossário Vit. hidrossolúveis Vit. lipossolúveis Volta a Vit.- C
  • 27. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema1 (UFV)- Recentemente a engenharia genética possibilitou a transferência de genes controladores darota de biossíntese da provitamina A para o genoma do arroz. Deste modo foi produzido o chamado"Golden Rice", ou arroz dourado. De acordo com os autores do projeto, o consumo desse tipo dearroz poderia amenizar os problemas de carência dessa vitamina em populações de paísessubdesenvolvidos. Em relação à provitamina A, é INCORRETO afirmar que:a) está associada ao betacaroteno. b) sua deficiência está normalmente associada ao escorbuto.c) pode ser encontrada como provitamina na cenoura d) sua deficiência está associada à xeroftalmia.e abóbora.e) não é biossintetizada pelo organismo humano.2 - Em 16/08/94, o jornal FOLHA DE SÃO PAULO apresentou uma reportagem sobre a vitamina A. Oartigo dava destaque às consequências benéficas de suplemento periódico dessa vitamina. Porémabordava, também, problemas causados pela ingestão excessiva da mesma e doenças provenientesde sua ingestão deficitária. A vitamina A, por sua "natureza química", armazena seu excesso ingeridoem determinado "órgão" do corpo humano, gerando problemas orgânicos, bem como sua faltaacarreta "problemas carenciais” (33).Com base na afirmação destacada, assinale a opção correta que relaciona, respectivamente, a naturezaquímica, o órgão acumulador do excesso e a hipovitaminose (problema carencial), correspondentes a estavitamina.a) lipossolúvel, fígado e cegueira noturna.b) lipossolúvel, baço e bócio endêmicoc) lipossolúvel, pâncreas e escorbuto.d) hidrossolúvel, pâncreas e beribéri.e) hidrossolúvel, fígado e raquitismo próxima questão
  • 28. BIOLOGIA, 1ª Série As vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema 3 (UFV) - Com relação às vitaminas, assinale a alternativaa)CORRETA: K é encontrada em vegetais folhosos e no alho, a vitamina b) todas as vitaminas são substânciasmas também é sintetizada naturalmente pela flora bacteriana orgânicas que pertencem ao grupo dasdo intestino delgado. aminas.c) uma das funções da vitamina A é aumentar a absorção e) a beribéri, uma espécie de neurite,intestinal de cálcio e fosfato é causada pela deficiência dad) cegueira noturna é um sintoma característico de deficiência vitamina E.de vitamina B1 (tiamina). 4- Observe as funções a seguir: Indique a opção que contém a vitamina detentora I - Estimula a síntese do de todas as funções anteriores: colágeno; II - Estimula a migração a) Vitamina K química; b) Vitamina D III - Facilita a absorção do ferro; c) Vitamina B12 IV - Participa da fosforilação oxidativa; d) Vitamina C V - Aumenta a disponibilidade energética. Próxima questão Questão anterior
  • 29. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema 5 (UFRN) - A hemorragia decorrente da ingestão de trevo doce por bovinos e ovinos se deve ao dicumarol, substância presente nesse vegetal e que exerce ação antagonista à vitamina a) E b) B12 c) B1 d) K 6 (UERJ) - VITAMINAS , "Megadoses de desconfiança" Utilização de tratamento alternativos e práticas de terapia ortomolecular provocam polêmica entre médicos. ("Época", 14/09/98) Algumas vitaminas, entre elas o ácido ascórbico e o tocoferol ou vitamina E, são preconizadas em doses elevadas pelos defensores da chamada medicina ortomolecular, com o objetivo de prevenir uma série de doenças provocadas, segundo eles, por um acúmulo de radicais livres no organismo. A utilização com essa finalidade está baseada na seguinte propriedade química dos compostos citados: a) oxidante b) redutora c) detergente d) emulsionante 7 (UNESP) - Um determinado medicamento, recentemente lançado no mercado, passou a ser a nova esperança de pessoas obesas, uma vez que impede a absorção de lipídios, facilitando sua eliminação pelo organismo. Como efeito colateral, os usuários desse medicamento poderão apresentar deficiência em vitaminas lipossolúveis, tais como A, D, E e K. a) Quais são os efeitos que a falta das vitaminas A , D e K pode causar ao homem? A carência de vitamina A causa cegueira noturna e xeroftalmia. A falta da vitamina D aumenta a chance de desenvolver a osteoporose .A falta de vitamina K causa dificuldade de coagulação sanguínea. Próxima questão Questão anterior
  • 30. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema8 (UNESP) - Na charge a seguir, extraída da Revista "Saúde" (fevereiro de 1996, p. 130, Seção HumorSpacca), encontram-se à venda, em forma de pastilhas, de comprimidos e de cápsulas, vitaminasextraídas de vegetais.a) Que vegetais poderiam estar expostos nasbancas correspondentes às vitaminas A e Cindicadas pelas placas, em substituição àspastilhas, comprimidos e cápsulas?b) Que distúrbios orgânicos podem ser evitadospela ingestão de alimentos ricos em vitaminas B1 eK? B1 -Beribéri e K- Hemorragias Imagem: Autor desconhecido / http://www.professor.bio.br/provas_vestibular.asp?origem=Unesp Próxima questão Questão anterior
  • 31. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema10 (UNIRIO) - Tomando uma grande dose de vitamina A, uma pessoa pode suprir suasnecessidades por vários dias; porém, se fizer o mesmo em relação à vitamina C, não terá omesmo efeito, necessitando de reposições diárias dessa vitamina.Essa diferença na forma de administração se deve ao fato de a vitamina:a) A ser necessária em menor quantidade.b) A ser sintetizada no próprio organismo.c) A ser lipossolúvel e ficar armazenada no fígado.d) C ser mais importante para o organismo.e) C fornecer energia para as reações metabólicas.11- (Puc-pr) Analise as afirmações sobre avitaminoses ou doenças de carência, que sãoformas de estados mórbidos, ou seja, são doenças causadas pela ou carência de uma oumais vitaminas no organismo: I - O escorbuto é uma doença que se instala pela Estão corretas as afirmações: falta de Vitamina D. II - O raquitismo é uma doença que surge pela a) Apenas I, II e III. falta de Vitamina C. b) I, II, III e IV. III - A xeroftalmia, que pode levar à cegueira, é c) Apenas I e II. consequência da falta de Vitamina A. d) Apenas II e III. IV - O beribéri é causado pela falta de vitamina do e) Apenas III e IV. Complexo B. Próxima questão Questão anterior
  • 32. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema9 (ENEM/2005) - A obesidade, que nos países desenvolvidos já é tratada como epidemia, começa apreocupar especialistas no Brasil. Os últimos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares,realizada entre 2002 e 2003 pelo IBGE, mostram que 40,6% da população brasileira estão acima dopeso, ou seja, 38,8 milhões de adultos. Desse total, 10,5 milhões são considerados obesos. Váriassão as dietas e os remédios que prometem um emagrecimento rápido e sem riscos. Há algunsanos foi lançado no mercado brasileiro um remédio de ação diferente dos demais, pois inibe aação da lipases, enzimas que aceleram a reação de quebra de gorduras. Sem serem quebradaselas não são absorvidas pelo intestino e parte das gorduras ingeridas é eliminada com as fezes.Como os lipídios são altamente energéticos, a pessoa tende a emagrecer. No entanto, esseremédio apresenta algumas contraindicações, pois a gordura não absorvidalubrifica o intestino, causando desagradáveis diarreias. Além do mais, podem ocorrer casos debaixa absorção de vitaminas lipossolúveis, como as A, D, E e K, poisa) essas vitaminas, por serem mais energéticas queas demais, precisam de lipídios para sua absorção.b) a ausência dos lipídios torna a absorçãodessas vitaminas desnecessária. e) essas vitaminas se dissolvem nos lipídios ec) essas vitaminas reagem com o remédio, só são absorvidas junto com eles..transformando- se em outras vitaminas.d) as lipases também desdobram as vitaminaspara que essas sejam absorvidas. Próxima questão Questão anterior
  • 33. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema12 (FESP) - As vitaminas são consideradas os alimentos reguladores. Precisam ser ingeridas empequenas quantidades através dos alimentos. Assinale as afirmativas verdadeiras e as afirmativasfalsas.a) O escorbuto, doença comum entre os marinheiros que faziam longas viagens, é umaconsequência da deficiência de vitamina B. Falsa, é a vitamina Cb) As crianças em fase de crescimento e de formação dos ossos precisam tomar solregularmente, pois o mesmo é importante para o metabolismo da vitamina D. Verdadeirac) A vitamina B1 ou tiamina é essencial para a oxidação dos glicídios e a suadeficiência provoca a doença conhecida como beribéri. Verdadeira d) A carência de vitamina E é muito comum e dificulta a interrupção das hemorragias. Falsa, é a vitamina Ke) A deficiência da vitamina K ou nicotinamida provoca lesões no sistema nervoso quepodem levar à loucura. Falsa , é a vitamina B12 Próxima questão Questão anterior
  • 34. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema13 (CESGRANRIO) - Se você diz que pernilongos gostam mais de morder a sua pele que a dos outros,talvez você não esteja dizendo nenhum absurdo. O entomologista Jerry Butler montou uma espéciede olfactômero e constatou, num trabalho para a Universidade da Flórida, nos EUA, que, quandosaem em busca do sangue necessário para o trabalho de pôr ovos, pernilongos fazem sua escolha,principalmente, a partir do cheiro.Butler descobriu, auxiliado pela pesquisadora Karan Mckenzie, que pernilongos conseguem detectarum odor até a uma distância de 60 quilômetros: a respiração ou o suor de um corpo, misturado aoutras substâncias, fica no ar, e vai sendo rastreado. Uma das preferências notadas no teste sãoodores decorrentes do ácido lático e do ácido úrico. (http://www.galileuon.com.br/nd/20000828.htm)Suponha que determinado pernilongo esteja com deficiência de vitamina A e que procure uma fonterica nesta vitamina. Tem que optar por picar indivíduos entre um grupo de pessoas sofrendo dedoenças carenciais. Dentre pacientes acometidos das doenças a seguir, deve ser PRETERIDO oque apresenta: a) beribéri b) cegueira noturna c) escorbuto d) raquitismo e) queilose14- (UFRN) Em um passeio pela Mata Atlântica seu guia afirma que os vegetais ali existentes sãoimportantes fontes naturais de vitaminas. As vitaminas são:a) componentes do grupo das aminas e necessárias à manutenção da saúde.b) requeridas em pequenas doses diárias e não podem ser sintetizadas pelos animais.c) necessárias aos organismos e podem funcionar como cofatores de reações enzimáticas.d) encontradas naturalmente nos alimentos e constituem fontes de energia. Próxima questão Questão anterior
  • 35. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Situação – problema De acordo com os versos de Camões,15 (UFSM) - Leia com atenção os versos abaixo: a doença descrita é : "E foi que de doença crua e feia, a) raquitismo ,devido à falta de vitamina D. A mais que eu nunca vi, desampararam Muitos a vida, e em terra estranha e alheia b) xeroftalmia , devido à falta de vitamina A Os ossos para sempre sepultaram. c) escorbuto , devido à falta de vitamina C Quem haverá que, sem o ver, o creia? d) anemia , devido à falta de vitamina B12 Que tão disformemente ali lhe incharam As gengivas na boca, que crescia e) beribéri ,devido à falta de vitamina B1 A carne, e juntamente apodrecia? Apodrecia com um fétido e bruto Cheiro, que o ar vizinho inficionava; Não tínhamos ali médico astuto, Cirurgião subtil menos se achava; Mas qualquer, neste ofício pouco instruto (instruído), Pela carne já podre assim cortava Como se fora morta, e bem convinha, Pois que morto ficava quem a tinha.” (Camões, Os lusíadas ,canto V,81/82.) Glossário Imagens de doenças Alimentos antioxidantes Questão anterior
  • 36. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Banco de imagens Vit.B1 -Beribéri Vit. C -Escorbuto Vit. B3 -pelagra Biotina - eczemas Vit. B2 -Dermatite B9 – Medula bífida cística Vit. D - RaquitismoImagens: (a)Autor desconhecido / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported(b)Centers for Disease Control and Prevention / Public Domain (c)Autor Desconhecido / PublicDomain (d)Topbanana / GNU Free Documentation License (e)Mijane / GNU Free Documentation Doenças causadas pela Doença causadas pelaLicense (f)MrArifnajafov / GNU Free Documentation License (g)National Institutes deficiência de vitaminas deficiência de vitamina.of Health / Public Domain
  • 37. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismoGlossárioAntocianinas (do grego ἀνθός (anthos): flor; κυανός (kyanos): azul) são derivados de sais flavílicos, solúveisem água, que na natureza estão associados à moléculas de açúcar, denominando-se entãoantocianidinas[1]. São pigmentos pertencentes ao grupo dos flavonoides responsáveis por uma grandevariedade de cores de frutas, flores e folhas que vão do vermelho-alaranjado, ao vermelho vivo, roxo e azul.Casimir Funk Bioquímico polonês (1884 - 1967) nascido em Varsóvia e naturalizado americano (1920) cujaspesquisas levaram à descoberta de que certas doenças tinham origem na deficiência de vitaminas noorganismo (1912).Radicais livres são moléculas instáveis, pelo fato de seus átomos possuírem um número ímpar de elétrons.Para atingir a estabilidade, essas moléculas reagem com o que encontram pela frente para roubar umelétron.Universidade Cornell (em inglês Cornell University) é uma universidade privada situada em Ithaca, NovaIorque, Estados Unidos da América.Selênio é fundamental para acionar as enzimas que combatem os radicais livres. É umantioxidante importante que protege as células contra os efeitos destes radicais livres. Hematopoese é um sistema altamente organizado responsável pela produção das células sanguíneas. Osteoide é a porção orgânica da matriz do tecido ósseo
  • 38. BIOLOGIA, 1ª SérieAs vitaminas: a regulação do metabolismo Anexo http://vestibular.com.br/exercicio/vitaminas-exercicio-aa http://www.omundodacorrida.com/vitaminas.htm http://www6.ufrgs.br/favet/lacvet/restrito/pdf/vitaminas_hidro.pdf http://www.educar-se.unisc.br/calorias_frutas.html http://super.abril.com.br/saude/verdade-vitaminas-607913.shtml Referências bibliográficas Zheng, Y.; Wang, S. Y.; Wanga, C. Y.; Zheng, W. Changes in strawberry phenolics, anthocyanins, and antioxidant capacity in response to high oxygen treatments. LWT 40 (2007) 49–57.
  • 39. Tabela de ImagensSlide Autoria / Licença Link da Fonte Data do Acesso3.a Foto: Vinayaraj / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pappa 16/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported ya_fruit.jpg3.b Foto: Rick Heath from Bolton, England / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Red_c 16/03/2012 Creative Commons Attribution 2.0 Generic abbage.jpg4.a Foto: Quadell / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Brocc 16/03/2012 License oli_in_a_dish_2.jpg4.b Foto: Softeis / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Tomat 16/03/2012 License o_je.jpg5.a Foto: Togo / GNU Free Documentation License http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Capsic 16/03/2012 um1.jpg5. b Foto: Roodiparse / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Grape 16/03/2012 s_Angoor.JPG6.a Foto: Rüdiger Wölk / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Orang 16/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 2.5 Generic en_2999.jpg6.b Foto: Schwäbin / Creative Commons http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Mang 16/03/2012 Attribution-Share Alike 3.0 Germany old_01.jpg7.a Foto: United States Department of Agriculture / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Potat 16/03/2012 Public Domain oes.jpg7.b Foto: Scott Bauer, USDA / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Black 16/03/2012 _Butte_blackberry.jpg8.a Foto: ryan griffis / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Vidali 16/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 2.0 Generic a_Onions.jpg8.b Foto: Evan-Amos / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Collar 16/03/2012 d-Greens-Bundle.jpg
  • 40. Tabela de ImagensSlide Autoria / Licença Link da Fonte Data do Acesso 9.a Foto: Tomasz Sienicki / GNU Free http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Rosma 16/03/2012 Documentation License rinus_officinalis_ubt.jpeg 9.b Foto: Quadell / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Leeks_ 16/03/2012 License produce-1.jpg10.a Foto: FoeNyx / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:FraiseF 16/03/2012 License ruitPhoto.jpg10.b Foto: 4028mdk09 / Creative Commons http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Unreif 16/03/2012 Attribution-Share Alike 3.0 Unported e_Zitrone_2009.JPG11.a Foto: FoeNyx / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:PearPh 16/03/2012 License oto.jpg11.b Foto: André Karwath aka Aka / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Kiwi_a 16/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 2.5 Generic ka.jpg12.a Foto: Hariadhi / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Alpuka 16/03/2012 License t.jpg12.b Foto: • S • C • A • R • C • E • / GNU Free http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Dark_a 16/03/2012 Documentation License pple.png13.a Foto: Kander / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Carrots 16/03/2012 .JPG13.b Foto: David Benbennick / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Fried_ 16/03/2012 egg,_sunny_side_up.jpg13.c Foto: Beck / Creative Commons Attribution 2.0 http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Lambs 16/03/2012 Generic _liver.jpg14.a Foto: Darkone / Creative Commons Attribution- http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Champ 16/03/2012 Share Alike 2.5 Generic ignons_Agaricus.jpg
  • 41. Tabela de ImagensSlide Autoria / Licença Link da Fonte Data do Acesso14.b Foto: BrokenSphere / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Salmo 16/03/2012 License n_fillet.JPG14.c Foto: California Department of Fish and Game / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bluefin 16/03/2012 Public Domain _tuna.jpg15.a Foto: Lemone / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Olive_ 16/03/2012 License oil_from_Oneglia.jpg15.b Foto: AndonicO / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Two_E 16/03/2012 License nglish_Walnuts_edit.jpg15.c Foto: Andrew Butko / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Ab_foo 16/03/2012 License d_19.jpg16.a Foto: Jack Dykinga, USDA / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Autum 19/03/2012 n_Red_peaches.jpg16.b Foto: Mariuszjbie / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Kiszeni 19/03/2012 License e_og%C3%B3rk%C3%B3w.jpg16.c Foto: topicchio / Creative Commons Attribution http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Platan 19/03/2012 2.0 Generic o_de_canarias.jpg17.a Foto: H.Zell / GNU Free Documentation License http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Arachis 19/03/2012 _hypogaea_004.JPG17.b Foto: Ashlyak / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Corn_0 19/03/2012 License 1.JPG17.c Foto: Mogens Engelund / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Rugbr 19/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported %C3%B8d_Rye-bread.JPG18.a Foto: Horst Frank / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Auberg 19/03/2012 License ine.jpg
  • 42. Tabela de ImagensSlide Autoria / Licença Link da Fonte Data do Acesso18.b Foto: Christian Bauer / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Swiss_ 19/03/2012 Commons Attribution 2.0 Generic cheese_cubes.jpg18.c Foto: Stefan Kühn / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Milk_g 19/03/2012 License lass.jpg19.a imagem: NEUROtiker / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Nicotin 19/03/2012 s%C3%A4ure.svg19.b imagem: NEUROtiker / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Nicotin 19/03/2012 amid.svg19.c Foto: Rüdiger Wölk / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Orange 19/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 2.5 Generic n_2999.jpg19.d Foto: United States Department of Agriculture / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Phaseo 19/03/2012 Public Domain lus_vulgaris_seed.jpg20.a Foto: Darkone / Creative Commons Attribution- http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Champ 19/03/2012 Share Alike 2.5 Generic ignons_Agaricus.jpg20.b David Benbennick / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Fried_ 19/03/2012 egg,_sunny_side_up.jpg21.a imagem: NEUROtiker / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pyrido 19/03/2012 xin.svg21.b imagem: NEUROtiker / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pyrido 19/03/2012 xal2.svg21.c imagem: NEUROtiker / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pyrido 19/03/2012 xamin.svg21.d imagem: NEUROtiker / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pyrido 19/03/2012 xalphosphat.svg
  • 43. Tabela de ImagensSlide Autoria / Licença Link da Fonte Data do Acesso21.e Imagem: Alcibíades / Public Domain http://de.wikipedia.org/w/index.php?title=Dat 19/03/2012 ei:Pyridoxalphosphat_aldimin.svg&filetimestam p=20070524142026 22 Foto: Cgoodwin / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Lowli 19/03/2012 License ne_bull.jpg23.a Foto: Church of emacs / GNU Free http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Honey 19/03/2012 Documentation License dew.Melon.2.jpg23.b Foto: Chris 73 / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Open 19/03/2012 License _Oyster_Lyon_market.JPG24.a Foto: Vyperx1 / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Roast 19/03/2012 ed_chicken.jpg24.b Foto: David Monniaux / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cooke 19/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 1.0 Generic d_mussels_DSC09244.JPG25.a Foto: Rüdiger Wölk / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Orang 19/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 2.5 Generic en_2999.jpg25.b Foto: Eric Gaba / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cashe 19/03/2012 License w_Brazil_fruit_3.png 26 Foto: Scott Bauer, USDA / Public Domain http://en.wikipedia.org/wiki/File:Vegetarian_di 19/03/2012 et.jpg 30 Imagem: Autor desconhecido / 19/03/2012 http://www.professor.bio.br/provas_vestibular. http://www.professor.bio.br/provas_vestibular. asp?origem=Unesp asp?origem=Unesp
  • 44. Tabela de ImagensSlide Autoria / Licença Link da Fonte Data do Acesso36.a Foto:Autor desconhecido / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:COLLE 19/03/2012 Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported CTIE_TROPENMUSEUM_Beri- beri_patient_TMnr_10006754.jpg36.b Foto: Centers for Disease Control and http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Scorbu 19/03/2012 Prevention / Public Domain tic_gums.jpg36.c Foto: Autor Desconhecido / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pellagr 19/03/2012 a_NIH.jpg36.d Foto: Topbanana / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Derma 19/03/2012 License titis.jpg36.e Foto: Mijane / GNU Free Documentation License http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Seborr 19/03/2012 hoeic_dermatitis.jpg36.f Imagem: MrArifnajafov / GNU Free http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Myelo 19/03/2012 Documentation License meningocele_Azerbaijan.jpg36.g National Institutes of Health / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Rickets 19/03/2012 _USNLM.gif