• Save
Hemoterapia no Ensino de Ciências
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hemoterapia no Ensino de Ciências

on

  • 1,709 views

Palestra apresentada na Semana da Biologia 2011 CEDERJ Volta Redonda

Palestra apresentada na Semana da Biologia 2011 CEDERJ Volta Redonda

Statistics

Views

Total Views
1,709
Views on SlideShare
1,709
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Hemoterapia no Ensino de Ciências Hemoterapia no Ensino de Ciências Presentation Transcript

  • Hemoterapia no Ensino de Ciências Biólogo André Vargas [email_address]
  • História
    • Sangue era utilizado como dom de cura.
    • Povos bebiam sangue p/ vivificar o corpo, curar doenças, trazer juventude e alegria de viver.
    • Idosos – vida longa...
  • 1666 – Lower: Transfusão de animal para homem
  • 1818 – James Blundell: Transfusão braço a braço
  • 1900 – Karl Landsteiner descobriu grupos sanguíneos diferentes
    • A transfusão passou a adquirir bases mais científicas para a sua realização.
  • Transfusão de sangue na Segunda Guerra Mundial
    • Durante a Segunda Guerra Mundial, aumentou o uso do sangue.
                             
  • Hemoterapia atual
    • É a utilização de sangue de um indivíduo doador para um indivíduo receptor com fins terapêuticos.
    • Reações transfusionais
  • Responsabilidades em Hemoterapia
    • RDC 153/2004 – normatiza os serviços de Hemoterapia.
    • Segurança e qualidade ao paciente/receptor quanto ao procedimento realizado.
    • Cadastro de doadores;
    • Triagem Clínica;
    • Triagem hematológica;
    • Coleta de Sangue;
    • Testes pós-doação:
      • Tipagem sanguínea
      • Sorologias
    Serviço de Hemoterapia
    • Fracionamento
      • CH
      • Plasma
      • Plaquetas
    Serviço de Hemoterapia
  • Pausa para o Ensino de Ciências
    • Definição de Sangue;
    • Funções do sangue;
    • Importância da Hemoterapia;
    • Importância da Triagem Clínica e Sorológica em relação às doenças transmissíveis pelo sangue;
  • Serviço de Hemoterapia
    • Compatibilidade sanguínea
    • Testes pré-transfusionais
      • Fenotipagem: grupo ABO e Rh (D)
      • PAI
      • Prova de compatibilidade
      • Seleção do hemocomponente
  • Compatibilidade sanguínea
    • Lei de Ottenberg
    • A transfusão será possível, sempre que os glóbulos vermelhos do doador, não sejam aglutinados pelo soro do receptor .
    • Noções de Imunologia
      • Antígeno
      • Anticorpo
      • Interação ag x ac
    Pausa para o Ensino de Ciências
    • Sorologias – Teste Elisa
      • HIV
        • Anti-HIV 1 & 2
        • Anti-HIV Ag Ab
      • Hepatite B
        • Anti-HBc
        • HBs Ag
      • Hepatite C
        • Anti-HCV
      • Doença de Chagas
      • HTLV
      • Sífilis
    Serviço de Hemoterapia
  • Pausa para o Ensino de Ciências
    • Importância destas doenças;
    • Responsabilidade do Serviço de Hemoterapia para uma transfusão mais segura;
    • Noções mais avançadas sobre imunologia, aproveitando-se o gatilho sobre os testes Elisa.
    • Testes Elisa
    Pausa para o Ensino de Ciências [After R. A. Goldsby, T. J. Kindt, B. A. Osborne, Kuby Immunology , 4th ed. (W. H. Freeman and Company, 2000), p. 162.] [After R. A. Goldsby, T. J. Kindt, B. A. Osborne, Kuby Immunology , 4th ed. (W. H. Freeman and Company, 2000), p. 162.]
  • Importante
    • Nenhuma hemotransfusão é 100% segura.
      • Janela Imunológica (Importância da Triagem Clínica para o receptor)
    • Reações Transfusionais.
  • Hemoterapia
    • É o emprego terapêutico do sangue, que pode ser transfundido como sangue total ou como um de seus componentes e derivados (hemoderivados), de um indivíduo doador para um indivíduo receptor.
    Hemocomponentes CH PF PL CRIO Hemoderivados Albumina Imunoglobulina Fatores de coagulação
  • Os principais componentes do sangue Incorporando ao E. C.
    • Plasma: Corresponde a cerca de 55% do sangue. É constituido por 92% de água, o resto é constituido por proteínas, tais como: globulina, fibrinogênio, albumina e anticorpos.
    • Plaquetas: Corresponde a cerca de 0,17% do sangue. Importante para a coagulação.
    • Glóbulo branco: Corresponde a cerca de 1% do sangue. Sistema imunológico.
    • Glóbulo vermelho: Corresponde a cerca de 45% do sangue. Transporte de O 2
  • Componentes do sangue
  • Reações transfusionais
    • Reações Imediatas
      • Reação hemolítica aguda – grave
      • Reação febril não-hemolítica – comum
      • Reação urticariforme – comum
      • Reação anafilática – grave e rara
  • As hemácias
    • As hemácias, que são células também conhecidas como eritrócitos ou glóbulos vermelhos, tem sua sobrevida de 100 a 120 dias. São capazes de transportar oxigênio e vários nutrientes como: glicose, aminoácidos, proteínas, gorduras, água e retira o dióxido de carbono existente no organismo.
  • Sistema ABO
    • Sistema ABO:
    • Dois tipos de antígenos: A e B
      • Tipo A: Ag A
      • Tipo B: Ag B
      • Tipo AB: Ag A e B
      • Tipo O: nenhum destes Ag.
  • Sistema Rh
    • Sistema Rh:
    • Um Tipo de Antígeno: D
      • Positivo: Ag D
      • Negativo: sem Ag D
  • Grupo sanguíneo ABO Anti-A e Anti-B - O - AB AB Anti-A B B Anti-B A A Ac Ag GS
  • Grupo sanguíneo Rh (D) - Negativo + Positivo Ag Rh (D) GS
  • Pausa para o Ensino de Ciências
    • Doador Universal
      • Suas Hemácias não apresentam Ag do grupo ABO e D
    • Receptor Universal
      • Suas Hemácias apresentam todos os Ag do Sistema ABO e D
  • Compatibilidade entre os tipos de sangue
  • Hemoterapia em Neonatologia
      • Hemotransfusão
      • Exsanguíneotransfusão
      • Transfusão intra-uterina
  • Anemia no período neonatal
        • Síndromes de produção insuficiente de eritrócitos
        • Anemias hemolíticas
        • Doença hemolítica do recém-nascido
          • Anemia hemolítica causada por um aumento da destruição de hemácias devido incompatibilidade sanguínea.
  • Fisiopatologia Mãe Rh - 1.ª gestação: hemácias ag + fetais passam p/ circulação materna Sensibilização materna 2.ª gestação: passagem de ac maternos p/ circulação fetal Destruição das hemácias fetais
  • Incompatibilidade materno-fetal
  • Tratamento
    • Substituição do sangue de um paciente através de remoções e reposições parciais e sucessivas.
  • EST
    • Corrigir a anemia
    • Reduzir o título dos anticorpos maternos
    • Remover hemácias sensibilizadas
    • Substituí-las por hemácias não-sensibilizadas
    • Remover a bilirrubina não conjugada antes da sua difusão para os tecidos.
  • Transfusão intra-uterina
    • É necessária quando a análise do líquido amniótico mostra que o feto está gravemente afetado e apresenta imaturidade pulmonar.
    • Punção da cavidade abdominal do feto
    • Punção de vasos umbilicais
  • Doar sangue
  • Pausa para o Ensino de Ciências
    • Cidadania
    • Expôr os casos responsáveis pelo maior consumo de Hemocomponentes
      • Hemorragias digestivas
        • Úlceras
        • CA de Estômago e Intestino
      • Leucemias
      • Mielodisplasia
      • CA de útero
      • Anemia Falciforme
      • Acidentes sangrativos
  • Doe Sangue
    • Há sempre alguém precisando
    • Procure o Hemonúcleo ou Hemocentro mais próximo
      • Hospital Santa Margarida
      • Hospital Vita
      • Hospital São João Batista
  • Fim!!!
    • Muito Obrigado!!!
    • [email_address]