Hemoterapia no Ensino de Ciências

2,686 views

Published on

Palestra apresentada na Semana da Biologia 2011 CEDERJ Volta Redonda

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,686
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Hemoterapia no Ensino de Ciências

  1. 1. Hemoterapia no Ensino de Ciências Biólogo André Vargas [email_address]
  2. 2. História <ul><li>Sangue era utilizado como dom de cura. </li></ul><ul><li>Povos bebiam sangue p/ vivificar o corpo, curar doenças, trazer juventude e alegria de viver. </li></ul><ul><li>Idosos – vida longa... </li></ul>
  3. 3. 1666 – Lower: Transfusão de animal para homem
  4. 4. 1818 – James Blundell: Transfusão braço a braço
  5. 5. 1900 – Karl Landsteiner descobriu grupos sanguíneos diferentes <ul><li>A transfusão passou a adquirir bases mais científicas para a sua realização. </li></ul>
  6. 6. Transfusão de sangue na Segunda Guerra Mundial <ul><li>Durante a Segunda Guerra Mundial, aumentou o uso do sangue. </li></ul>                         
  7. 7. Hemoterapia atual <ul><li>É a utilização de sangue de um indivíduo doador para um indivíduo receptor com fins terapêuticos. </li></ul><ul><li>Reações transfusionais </li></ul>
  8. 8. Responsabilidades em Hemoterapia <ul><li>RDC 153/2004 – normatiza os serviços de Hemoterapia. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Segurança e qualidade ao paciente/receptor quanto ao procedimento realizado. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Cadastro de doadores; </li></ul><ul><li>Triagem Clínica; </li></ul><ul><li>Triagem hematológica; </li></ul><ul><li>Coleta de Sangue; </li></ul><ul><li>Testes pós-doação: </li></ul><ul><ul><li>Tipagem sanguínea </li></ul></ul><ul><ul><li>Sorologias </li></ul></ul>Serviço de Hemoterapia
  11. 11. <ul><li>Fracionamento </li></ul><ul><ul><li>CH </li></ul></ul><ul><ul><li>Plasma </li></ul></ul><ul><ul><li>Plaquetas </li></ul></ul>Serviço de Hemoterapia
  12. 12. Pausa para o Ensino de Ciências <ul><li>Definição de Sangue; </li></ul><ul><li>Funções do sangue; </li></ul><ul><li>Importância da Hemoterapia; </li></ul><ul><li>Importância da Triagem Clínica e Sorológica em relação às doenças transmissíveis pelo sangue; </li></ul>
  13. 13. Serviço de Hemoterapia <ul><li>Compatibilidade sanguínea </li></ul><ul><li>Testes pré-transfusionais </li></ul><ul><ul><li>Fenotipagem: grupo ABO e Rh (D) </li></ul></ul><ul><ul><li>PAI </li></ul></ul><ul><ul><li>Prova de compatibilidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Seleção do hemocomponente </li></ul></ul>
  14. 14. Compatibilidade sanguínea <ul><li>Lei de Ottenberg </li></ul><ul><li>A transfusão será possível, sempre que os glóbulos vermelhos do doador, não sejam aglutinados pelo soro do receptor . </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Noções de Imunologia </li></ul><ul><ul><li>Antígeno </li></ul></ul><ul><ul><li>Anticorpo </li></ul></ul><ul><ul><li>Interação ag x ac </li></ul></ul>Pausa para o Ensino de Ciências
  16. 16. <ul><li>Sorologias – Teste Elisa </li></ul><ul><ul><li>HIV </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Anti-HIV 1 & 2 </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Anti-HIV Ag Ab </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Hepatite B </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Anti-HBc </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>HBs Ag </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Hepatite C </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Anti-HCV </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Doença de Chagas </li></ul></ul><ul><ul><li>HTLV </li></ul></ul><ul><ul><li>Sífilis </li></ul></ul>Serviço de Hemoterapia
  17. 17. Pausa para o Ensino de Ciências <ul><li>Importância destas doenças; </li></ul><ul><li>Responsabilidade do Serviço de Hemoterapia para uma transfusão mais segura; </li></ul><ul><li>Noções mais avançadas sobre imunologia, aproveitando-se o gatilho sobre os testes Elisa. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Testes Elisa </li></ul>Pausa para o Ensino de Ciências [After R. A. Goldsby, T. J. Kindt, B. A. Osborne, Kuby Immunology , 4th ed. (W. H. Freeman and Company, 2000), p. 162.] [After R. A. Goldsby, T. J. Kindt, B. A. Osborne, Kuby Immunology , 4th ed. (W. H. Freeman and Company, 2000), p. 162.]
  19. 19. Importante <ul><li>Nenhuma hemotransfusão é 100% segura. </li></ul><ul><ul><li>Janela Imunológica (Importância da Triagem Clínica para o receptor) </li></ul></ul><ul><li>Reações Transfusionais. </li></ul>
  20. 20. Hemoterapia <ul><li>É o emprego terapêutico do sangue, que pode ser transfundido como sangue total ou como um de seus componentes e derivados (hemoderivados), de um indivíduo doador para um indivíduo receptor. </li></ul>Hemocomponentes CH PF PL CRIO Hemoderivados Albumina Imunoglobulina Fatores de coagulação
  21. 21. Os principais componentes do sangue Incorporando ao E. C. <ul><li>Plasma: Corresponde a cerca de 55% do sangue. É constituido por 92% de água, o resto é constituido por proteínas, tais como: globulina, fibrinogênio, albumina e anticorpos. </li></ul><ul><li>Plaquetas: Corresponde a cerca de 0,17% do sangue. Importante para a coagulação. </li></ul><ul><li>Glóbulo branco: Corresponde a cerca de 1% do sangue. Sistema imunológico. </li></ul><ul><li>Glóbulo vermelho: Corresponde a cerca de 45% do sangue. Transporte de O 2 </li></ul>
  22. 22. Componentes do sangue
  23. 23. Reações transfusionais <ul><li>Reações Imediatas </li></ul><ul><ul><li>Reação hemolítica aguda – grave </li></ul></ul><ul><ul><li>Reação febril não-hemolítica – comum </li></ul></ul><ul><ul><li>Reação urticariforme – comum </li></ul></ul><ul><ul><li>Reação anafilática – grave e rara </li></ul></ul>
  24. 24. As hemácias <ul><li>As hemácias, que são células também conhecidas como eritrócitos ou glóbulos vermelhos, tem sua sobrevida de 100 a 120 dias. São capazes de transportar oxigênio e vários nutrientes como: glicose, aminoácidos, proteínas, gorduras, água e retira o dióxido de carbono existente no organismo. </li></ul>
  25. 25. Sistema ABO <ul><li>Sistema ABO: </li></ul><ul><li>Dois tipos de antígenos: A e B </li></ul><ul><ul><li>Tipo A: Ag A </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipo B: Ag B </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipo AB: Ag A e B </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipo O: nenhum destes Ag. </li></ul></ul>
  26. 26. Sistema Rh <ul><li>Sistema Rh: </li></ul><ul><li>Um Tipo de Antígeno: D </li></ul><ul><ul><li>Positivo: Ag D </li></ul></ul><ul><ul><li>Negativo: sem Ag D </li></ul></ul>
  27. 27. Grupo sanguíneo ABO Anti-A e Anti-B - O - AB AB Anti-A B B Anti-B A A Ac Ag GS
  28. 28. Grupo sanguíneo Rh (D) - Negativo + Positivo Ag Rh (D) GS
  29. 29. Pausa para o Ensino de Ciências <ul><li>Doador Universal </li></ul><ul><ul><li>Suas Hemácias não apresentam Ag do grupo ABO e D </li></ul></ul><ul><li>Receptor Universal </li></ul><ul><ul><li>Suas Hemácias apresentam todos os Ag do Sistema ABO e D </li></ul></ul>
  30. 30. Compatibilidade entre os tipos de sangue
  31. 31. Hemoterapia em Neonatologia <ul><ul><li>Hemotransfusão </li></ul></ul><ul><ul><li>Exsanguíneotransfusão </li></ul></ul><ul><ul><li>Transfusão intra-uterina </li></ul></ul>
  32. 32. Anemia no período neonatal <ul><ul><ul><li>Síndromes de produção insuficiente de eritrócitos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Anemias hemolíticas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Doença hemolítica do recém-nascido </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Anemia hemolítica causada por um aumento da destruição de hemácias devido incompatibilidade sanguínea. </li></ul></ul></ul></ul>
  33. 33. Fisiopatologia Mãe Rh - 1.ª gestação: hemácias ag + fetais passam p/ circulação materna Sensibilização materna 2.ª gestação: passagem de ac maternos p/ circulação fetal Destruição das hemácias fetais
  34. 34. Incompatibilidade materno-fetal
  35. 35. Tratamento <ul><li>Substituição do sangue de um paciente através de remoções e reposições parciais e sucessivas. </li></ul>
  36. 36. EST <ul><li>Corrigir a anemia </li></ul><ul><li>Reduzir o título dos anticorpos maternos </li></ul><ul><li>Remover hemácias sensibilizadas </li></ul><ul><li>Substituí-las por hemácias não-sensibilizadas </li></ul><ul><li>Remover a bilirrubina não conjugada antes da sua difusão para os tecidos. </li></ul>
  37. 37. Transfusão intra-uterina <ul><li>É necessária quando a análise do líquido amniótico mostra que o feto está gravemente afetado e apresenta imaturidade pulmonar. </li></ul><ul><li>Punção da cavidade abdominal do feto </li></ul><ul><li>Punção de vasos umbilicais </li></ul>
  38. 38. Doar sangue
  39. 39. Pausa para o Ensino de Ciências <ul><li>Cidadania </li></ul><ul><li>Expôr os casos responsáveis pelo maior consumo de Hemocomponentes </li></ul><ul><ul><li>Hemorragias digestivas </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Úlceras </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>CA de Estômago e Intestino </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Leucemias </li></ul></ul><ul><ul><li>Mielodisplasia </li></ul></ul><ul><ul><li>CA de útero </li></ul></ul><ul><ul><li>Anemia Falciforme </li></ul></ul><ul><ul><li>Acidentes sangrativos </li></ul></ul>
  40. 40. Doe Sangue <ul><li>Há sempre alguém precisando </li></ul><ul><li>Procure o Hemonúcleo ou Hemocentro mais próximo </li></ul><ul><ul><li>Hospital Santa Margarida </li></ul></ul><ul><ul><li>Hospital Vita </li></ul></ul><ul><ul><li>Hospital São João Batista </li></ul></ul>
  41. 41. Fim!!! <ul><li>Muito Obrigado!!! </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×