O papel dos frigoríficos no debate ambiental

  • 2,159 views
Uploaded on

O papel dos frigoríficos no debate ambiental, por Priscila Souza da Abiec

O papel dos frigoríficos no debate ambiental, por Priscila Souza da Abiec

More in: Business , Travel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here

  • otimo

    <b>[Comment posted from</b> http://www.beefpoint.com.br/papel-dos-frigorificos-no-debate-ambiental-artigo_noticia_58050_15_326_.aspx]
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
2,159
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
1
Likes
5

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES O Papel dos Frigoríficos no Debate Ambiental Priscila da Silva Souza Gerente Técnica
  • 2. BRASIL NO MERCADO MUNDIAL, 2008 % MUNDIAL REBANHO CABEÇAS 190 Milhões 19% ABATE ANUAL 40 Milhões 16% PRODUÇÃO ANUAL 9 Milhões Ton Eqc 15% EXPORTAÇÕES 2,2 Milhões Ton Eqc 30% CONSUMO PER CAPITA 37,2 KG UNIDADES INDUSTRIAIS (SIF’s) 1.500 Alimento seguro da fazenda à mesa do consumidor A cada 3kg de carne bovina exportada no mundo, 1kg é do Brasil Fonte: SECEX/MDIC, CNPC, USDA
  • 3. BRASIL TERRA DO CHURRASCO Animais alimentados a pasto Carne magra e macia Não há uso de hormônios Rastreabilidade e bem estar animal
  • 4. DISTRIBUIÇÃO DO REBANHO BOVINO (%) Outros Cabeças % Mato Grosso 25.683.031 12,9 Minas Gerais 22.575.194 11,3 Mato Grosso do Sul 21.832.001 10,9 Goiás 20.471.490 10,2 Pará 15.353.989 7,7 Rio Grande do Sul 13.516.426 6,8 São Paulo 11.790.564 5,9 Bahia 11.385.723 5,7 Rondônia 11.007.613 5,5 Paraná 9.494.843 4,8 7.7 Tocantins 7.395.450 3,7 Outros 29.245.690 14,6 TOTAL 199.752.014 100,0 5.5 3.7 12.9 5.7 10.2 11.3 14% 10.9 5.9 26,1% 4.8 45,3% 6.8 Fonte: IBGE (2007)
  • 5. Ganho de Produtividade na Pecuária Brasileira Rebanho X Pastagem 180.000.000 200.000.000 160.000.000 180.000.000 140.000.000 160.000.000 140.000.000 120.000.000 120.000.000 (cabeças) 100.000.000 (ha) 100.000.000 80.000.000 80.000.000 60.000.000 60.000.000 40.000.000 40.000.000 20.000.000 20.000.000 0 0 1940 1950 1960 1970 1975 1980 1985 1996 2006 Rebanho Pasto Dados de 2008: rebanho de 190 milhões de animais (CNPC) e pastagem de 220 milhões de ha - Produtividade em torno de 0,8 – 1,0 animais/ha; perspectivas futuras de melhoria de eficiência. Fonte: IBGE
  • 6. PRODUÇÃO BRASILEIRA DE CARNE BOVINA (000) TON Eq. C. 10.000 9.000 8.000 7.000 6.000 5.000 4.000 3.000 2.000 1.000 - 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008* Seqüência1 5.200 5.400 6.045 5.820 6.040 6.270 6.650 6.900 7.300 7.700 8.350 8.776 9.053 9.297 9.011 * Estimativa Avanços tecnológicos + Ganhos em produtividade e boas práticas de manejo alta na produção animal Fonte: CNPC
  • 7. EXPORTAÇÕES DE CARNE BOVINA, US$ MILHÕES + 28% 20% + 6,000 5,325 5,000 4,425 3,924 4,000 3,060 3,000 2,525 2,000 1,590 1,049 1,144 1,000 813 0 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 AS EXPORTAÇÕES DE CARNE BOVINA REPRESENTAM 24 % DA PRODUÇÃO 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 In Natura 503 739 776 1.155 1.963 2.419 3.135 3.486 4.006 Exportação: Industrializada 252 252 299 338 447 525 654 694 853 2008 2,2 milhões T Outros 58 58 69 97 115 116 135 245 466 (Eqc) Produção: Total 813 1.049 1.144 1.590 2.525 3.060 3.924 4.425 5.325 9,0 milhões T Fonte: SECEX/MDIC
  • 8. PRINCIPAIS EXPORTADORES DE CARNE BOVINA ARGENTINA Forma de produção Pasto. 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Rebanho (milhões de cabeças) 48,7 48,9 48,1 50,9 50,8 50,2 50,7 50,8 Produção (mil ton Eq. C.) 2 880 2 640 2 700 2 800 3 130 3 200 3 100 3 300 Exportações (mil ton Eq. C.) 354 168 345 382 616 754 552 534 Principal Mercado União Européia AUSTRÁLIA Forma de produção Extensivo. 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Rebanho (milhões de cabeças) 27,6 27,7 27,9 26,7 27,5 28,2 28,4 28,0 Produção (mil ton Eq. C.) 2 053 2 079 2 090 1 998 2 113 2 090 2 188 2 180 Exportações (mil ton Eq. C.) 1 329 1 407 1 362 1 246 1 357 1 343 1 408 1 387 Principal Mercado Sudeste Ásiático (Japão, Coréia do Sul, Taiwan, Filipinas e outros), Estados Unidos Fonte: MLA.
  • 9. PRINCIPAIS EXPORTADORES DE CARNE BOVINA NOVA ZELÂNDIA Forma de produção Intensivo. 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Rebanho (milhões de cabeças) 9,3 9,6 9,7 9,7 9,6 9,5 9,6 9,7 Produção (mil ton Eq. C.) 568 591 576 660 710 652 643 623 Exportações (mil ton Eq. C.) 473 483 475 548 594 577 530 496 Principal Mercado Sudeste asiático (Indonésia, Filipinas, Japão, Coréia do Sul). URUGUAI Forma de produção Extensivo/Pasto. 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Rebanho (milhões de cabeças) 10,4 10,6 11,3 11,7 12,0 12,0 11,7 12,0 Produção (mil ton Eq. C.) 440 317 425 450 544 600 640 560 Exportações (mil ton Eq. C.) 236 145 225 282 354 417 460 385 Principal Mercado União Européia e Estados Unidos Fonte: MLA.
  • 10. PRINCIPAIS EXPORTADORES DE CARNE BOVINA ESTADOS UNIDOS Forma de produção Intensivo. 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Rebanho (milhões de cabeças) 98,2 97,3 96,7 96,1 94,9 95,4 96,7 97,0 Produção (mil ton Eq. C.) 12 298 11 983 12 427 12 039 11 261 11 318 11 980 12 096 Exportações (mil ton Eq. C.) 1 120 1 029 1 110 1 142 209 316 519 650 Principal Mercado Sudeste Asiático (Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Filipinas e outros) -Grandes exportadores mundiais com dados de exportação estagnados (rebanho, produção, volume das exportações); -Foco em mercados específicos (incapacidade de aumento de produção/melhoria de produtividade); - Perda de market share mundial! Fonte: MLA.
  • 11. MERCADO MUNDIAL DE CARNE BOVINA 2002 2008 Outros Austrália 21% 21% Outros Brasil 27% 28% UE-25 Canadá 8% 6% N. Zelândia EUA 8% 17% N. Zelândia Austrália 6% 17% Canadá EUA Brasil Argentina 11% 9% 5% 16% Fonte: USDA
  • 12. UTILIZAÇÃO DA TERRA DISTRIBUIÇÃO DO SOLO (Milhões de hectares) Floresta Amazônica 350 41% Amazônia Legal 522 61% Pastagens nativas e cultivadas 220 26% Reservas Legais 55 6,4% Lavouras anuais 48* 5,6% Culturas permanentes 14 1,6% Cidades, lagos, estradas, etc. 20 2,4% Florestas cultivadas 5 0,6% Outros usos (reservas indígenas, etc) 51 6% Área disponível 90 11% Total 853 Área utilizada pela agricultura 7,6% Fonte: CONAB *Safra 2008/09 e SUDAM
  • 13. AMAZÔNIA Amazônia Legal (5 milhões Km2) X Floresta Amazônica (3,5 milhões Km2) Cerrado: Agricultura e Pecuária Preservação é Política Nacional Gado criado na região Amazônica é para consumo local População: 19.676.745 hab. Área: 5 milhões Km2 3,9 hab./Km2 VEGETATION Bioma Amazônico “Cerrado” Fonte: SUDAM
  • 14. AMAZÔNIA LEGAL - CONCEITOS • A Amazônia Legal corresponde em sua totalidade aos Estados do AC, AP, AM, MT, PA, RO, RR e TO e, parcialmente, o Estado do MA, a oeste do meridiano de 44°WGr (Constituição Federal, de 05 de outubro de 1988). • Objetivos: Conceito político instituído como forma de gestão econômica a estados e áreas com características semelhantes, visando o desenvolvimento local (Lei n°1.806, de 06 de janeiro de 1953) Fonte: SUDAM
  • 15. FLORESTA AMAZÔNICA - CONCEITOS • Abrange os estados do AC, RO, RR, AP, AM, norte do PA e segundo o IBGE, corresponde a 64% da Amazônia Legal, ou seja, 3,3 milhões de km². Fonte: IBGE
  • 16. DISTRIBUIÇÃO DO REBANHO BOVINO – AMAZÔNIA LEGAL RR AM 0,24% PA AP 1% 8% 0,05% AC 1% MA 3% TO 4% MT 13% RO * Estados habilitados OUTROS 6% para exportação (OIE) 64% IBGE (2007)
  • 17. ABATE BOVINO – AMAZÔNIA LEGAL versus OIE AM RR 0,25% 0,24% PA AC MA 7% 1% 2% TO 4% MT 17% * Estados habilitados para exportação (OIE) OUTROS 62% RO 7% Em 2008, 15% do volume das exportações brasileiras de carne bovina in natura e industrializada destinaram-se a países da Lista Geral, e foram oriundas dos 17 estados habilitados pela OIE. Desse total, somente 4 Estados (centro –sul do PA, norte do MT, TO e RO estão localizados na Amazônia Legal. Ou seja, 85% das exportações de in natura e industrializada decorreram de animais abatidos no Centro-Sul do país. MAPA/ MDIC (2008)
  • 18. LOCALIZAÇÃO DAS PLANTAS FRIGORÍFICAS Plantas por região (SIF’s): * Centro - Oeste: 44 * Sudeste: 19 * Norte: 17 5 1 * Sul: 11 * Nordeste: 3 1 3 * Total: 94 8 2 19 10 8 15 1 11 1 4 6 Fonte:ABIEC (2009)
  • 19. Exportações Exporta ões Brasileiras de Carne Bovina por UF 2008 MT PA 13% 1% Outros Am. Legal 8% Outros Estados do Brasil 78% SP, MT, MS, GO e MG - estados que se destacaram por agregarem 51,2 % do rebanho bovino e 63% dos frigoríficos das empresas associadas - detiveram 83% das exportações de carne bovina do Brasil. Fonte: SECEX/MDIC
  • 20. EXPORTAÇÕES DE CARNE BOVINA – PARÁ Dados 2008 • Total de plantas exportadoras (SIF): 14 • Total de unidades dos associados (SIF): 4 (28%) • Total de abate no estado (SIF): 1,6 milhão de bovinos • Total de matadouros com SIM: 11 1 Empresa INFORMALIDADE NO SETOR IMENSURÁVEL! associada Fonte:ADEPARÁ, ABIEC, SAGRE e MAPA
  • 21. EXPORTAÇÕES : MERCADOS IMPORTANTES EM 2008 IN NATURA US$ (000) 2006 2007 2008 08/07 RUSSIA 743.188 967.634 1.430.286 48% VENEZUELA 33.724 124.634 418.308 236% IRÃ 107.234 145.228 322.836 122% UE-27 1.159.720 1.086.969 270.579 -75% HONG KONG 61.122 97.467 224.744 131% EGITO 364.185 333.135 210.231 -37% ARGÉLIA 101.707 104.979 164.834 57% ISRAEL 69.423 67.493 134.971 100% ARÁBIA SAUDITA 80.983 92.427 134.185 45% Fonte: SECEX/MDIC
  • 22. EXPORTAÇ EXPORTAÇÕES : MERCADOS IMPORTANTES EM 2008 INDUSTRIALIZADAS US$ (000) 2006 2007 2008 08/07 UE-27 267.118 298.726 414.597 39% EUA 273.231 285.644 279.845 -2% JAMAICA 6.023 10.301 14.669 42% ANGOLA 997 4.723 13.837 193% JAPÃO 7.314 6.526 13.505 107% HONG KONG 273 3.569 12.666 255% EGITO 7.650 9.230 11.589 26% PORTO RICO 8.251 6.964 9.876 42% CUBA 22.615 2.896 8.349 188% Fonte: SECEX/MDIC
  • 23. Exportações Brasileiras, 2009 2009 2008 Produto US$ (000) Ton Eqc US$/Ton US$ (000) Ton Eqc US$/Ton in natura 1.359.314 535.613 2.538 1.909.764 768.052 3.657 Industrializadas 336.105 174.198 4.000 393.418 250.581 3.925 Miudezas* 219.711 77.281 2.856 222.314 69.811 3.185 TOTAL 1.915.130 787.092 3.115 2.525.496 1.088.444 3.648 * Inclui: miúdos, tripas e salagadas. 2009x2008 Produto US$ (000) Ton Eqc US$/Ton in natura -29% -30% -31% Industrializadas -15% -30% 2% Miudezas* -1% 11% -10% TOTAL -24% -28% -15% Fonte: SECEX/MDIC
  • 24. DESAFIOS GLOBAIS • Produção x Aumento da Demanda global •Limitação Climática •Instabilidades econômicas •Negociações no OMC(DOHA) sem perspectivas •Subsídios dos países Desenvolvidos (EUA,UE,Japão) • Barreiras Tarifárias e sanitárias •Protecionismo baseado em Regras Ambientais
  • 25. Desafios Brasileiros • Sanidade Animal, Segurança Alimentar, Febre Aftosa e BSE; • Protecionismo – UE (Cota Hilton pequena, full levy, alta taxação); • Barreiras Sanitárias (SPS) – Novo nome do protecionismo; • Segurança e qualidade = sucesso; • Rastreabilidade; • Taxa de Câmbio; • Negociações Comerciais; OMC; • Ampliação no market share em alguns mercados (U.E).; • Abertura dos mercados asiáticos e americano.
  • 26. ASSOCIADOS DA ABIEC R Selected Brazilian Beef
  • 27. ABIEC OBRIGADA! www.abiec.com.br Priscila da Silva Souza.