• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
CNA - EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO CRESCEM EM MAIO
 

CNA - EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO CRESCEM EM MAIO

on

  • 709 views

www.beefpoint.com.br - CNA - EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO CRESCEM EM MAIO (análise da balança comercial)

www.beefpoint.com.br - CNA - EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO CRESCEM EM MAIO (análise da balança comercial)

Statistics

Views

Total Views
709
Views on SlideShare
704
Embed Views
5

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

3 Embeds 5

http://www.beefpoint.com.br 2
http://www.milkpoint.com.br 2
http://www.pantanalcertificadora.com.br 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    CNA - EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO CRESCEM EM MAIO CNA - EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO CRESCEM EM MAIO Document Transcript

    • EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO CRESCEM EM MAIO As exportações brasileiras apresentaram em maio de 2011 um crescimento de31,1% em relação ao mesmo período de 2010. As importações aumentaram 38,1%.Todavia, o resultado final foi positivo, com um saldo de US$ 3,53 bilhões, valor 2,3%maior do que o observado em 2010. No acumulado do ano o comportamento se manteve,exportações de US$ 94,61 bilhões, US$ 86,05 bilhões de importações com saldo positivode US$ 8,56 milhões. As exportações do agronegócio brasileiro, efetuadas em maio deste ano alcançaramUS$ 8,47 bilhões, ou seja, 17,5% maior que em relação a maio de 2010. O saldo positivoda balança comercial do agronegócio cresceu 11,5% comparado a 2010. Nas exportações vale destacar o resultado do complexo soja, representado porgrãos, farelos e óleo, responsável por 39,8% das exportações do agronegócio. Asexportações destes produtos cresceram 27% no mês de maio atingindo um faturamento deUS$ 3,37 bilhões. A soja em grãos foi o carro-chefe, com crescimento de 22,2% emrelação a maio de 2010, o faturamento passou de US$ 2,09 bilhões para US$ 2,55 bilhões. O aumento da receita se deve à elevação do preço dessa commodity em 31,3%. Ofarelo de soja também teve a sua importância, a receita apresentou crescimento de 33,7%em comparação a 2010 e fechou o mês com um faturamento de US$ 608,82 milhões.Quanto ao óleo de soja, o preço teve aumento expressivo de 46,3% e a quantidadeexportada, de 30,5%. Atingindo um faturamento de US$ 211,6 milhões. Os produtos de origem animal apresentaram situação diferenciada. O volumeexportado sofreu redução de 3,2%, atingindo 497,19 mil toneladas no mês. Ainda assim,foi o segundo setor em crescimento, com faturamento da ordem de US$ 1,37 bilhão. Acarne bovina, sofreu uma redução de 1,3% no volume exportado se deu em função de doisfatores: a elevação dos preços em 28,7% e a redução de 23,7% da quantidade ofertada. A carne suína teve comportamento diferenciado: se por um lado houve queda de2,2% na quantidade exportada, por outro, a elevação dos preços em 9,7% fez com que areceita apresentasse crescimento de 7,3% em relação a maio de 2010. Por último,ressaltamos os aspectos positivos da comercialização da carne de frango. Graças aoaumento das vendas, tanto para o Oriente Médio quanto para a Ásia, o faturamentoapresentou crescimento de 35,0%, atingindo US$ 678,66 milhões. Importante destacar o complexo sucroalcooleiro, sendo responsável por 11% dototal das exportações do agronegócio. Todavia, comparando maio de 2011 com o mesmoperíodo de 2010, verifica-se uma queda de 9,7% em seu faturamento, atingindo US$ 931,8milhões. O argumento para esse comportamento adverso foi a queda de 7,6% nas vendasde açúcar, fazendo com que fossem registrados US$ 906,48 milhões em maio deste ano.
    • Do ponto de vista quantitativo, a redução foi de 24,8%, ou seja, em 2010 exportamos 2,12milhões de toneladas contra 1,60 milhões de toneladas em 2011, o que de certa forma foicompensado pelo aumento de 22,8% do preço dessa commodity. Quanto ao álcool, o valorexportado apresentou uma redução de 50,4% a menos do que em maio de 2010, fazendocom que o faturamento totalizasse US$ 25,33 milhões. Em termos quantitativos odecréscimo foi de 56,1%, ou seja, de 75 mil toneladas em maio de 2010 passou para 33 miltoneladas no mesmo período de 2011. Por outro lado, os preços apresentaram aumento de13,1%. O café continua mantendo bom desempenho no mercado internacional. Em maio de2011, o volume exportado chegou a 151 mil toneladas, representando um crescimento de14,0%. Em termos de faturamento, ao compararmos maio deste ano com o mesmo períodode 2010, verificamos o expressivo crescimento de 93,7%, ou seja, US$ 714,0 milhões em2011, contra US$ 364,0 milhões em 2010. As importações somaram US$ 1,56 bilhão, traduzindo um crescimento de 53,8%,em relação ao mesmo período do ano anterior, ainda assim, a situação é positiva. Em maio a importação do trigo atingiu US$ 183 milhões, representando umaumento de 100,6% quando comparado ao mesmo período de 2010. Esse fato se deu emfunção da elevação do preço no mercado internacional. No caso brasileiro, a produção vemcaindo em função da falta de incentivo aos agricultores, tornando a produção poucoatrativa e tendo como conseqüência a redução das áreas plantadas. Fatores climáticos eimportações desenfreadas, sobretudo da Argentina, também contribuem para a queda danossa produção. No âmbito externo, a situação também é preocupante. A Austrália,tradicional produtora desse grão, vem sofrendo com estiagens. A conseqüência é a mesma:escassez do produto e conseqüente aumento do preço, também, no mercado internacional.Tabela Balança Comercial – Maio/2011 Maio Exportação (US$ milhões) Importação (US$ milhões) Saldo 2010 2011 ∆% 2010 2011 ∆% 2010 2011Total Brasil 17.703 31,1 38,1 3.449 3.527 23.208 14.254 19.681Demais Produtos 10.491 40,5 36,9 -2.749 -3.384 14.737 13.240 18.121Agronegócio 7.212 17,5 53,8 6.198 6.911 8.471 1.014 1.560Participação % 40,7 - - - - 36,5 7,1 7,9Fonte: AgroStat Brasil a partir dos dados da SECEX / MDIC
    • Tabela Balança Comercial por Produtos – Janeiro à Maio/2011 Janeiro-Maio Produtos Valor (US$ milhões) Quantidade (mil toneladas) Preço Médio (US$/t) 2010 2011 ∆% 2010 2011 ∆% 2010 2011 ∆%EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIOComplexo Soja 7.422 9.586 29,2 19.958 19.647 -1,6 372 488 31,2 Soja em grãos 5.359 6.570 22,6 14.449 13.557 -6,2 371 485 30,7 Farelo de soja 1.721 2.253 30,9 5.098 5.462 7,1 338 413 22,2 Óleo de soja 343 763 122,7 411 627 52,6 834 1.217 46Carnes 5.297 6.239 17,8 2.350 2.365 0,6 2.254 2.638 17,1 Carne de Frango 2.327 3.045 30,9 1.403 1.517 8,2 1.659 2.007 20,9 in natura 2.154 2.806 30,3 1.339 1.441 7,6 1.608 1.947 21 industrializada 173 239 38,2 63 76 20,2 2.734 3.145 15 Carne Bovina 1.898 2.103 10,8 517 442 -14,5 3.668 4.754 29,6 in natura 1.458 1.643 12,7 390 329 -15,6 3.734 4.988 33,6 industrializada 255 243 -4,9 62 44 -29,9 4.095 5.555 35,6 Carne Suína 543 583 7,2 222 214 -3,8 2.445 2.724 11,4 in natura 497 527 6,1 191 182 -4,6 2.607 2.897 11,1 Carne de Peru 200 156 -21,6 70 53 -25 2.848 2.975 4,5 in natura 50 59 19,4 29 28 -3,2 1.743 2.150 23,4 industrializada 150 97 -35,2 42 25 -39,9 3.606 3.886 7,8Complexo Sucroalcooleiro 3.991 4.291 7,5 8.307 7.197 -13,4 480 596 24,1 Açúcar 3.730 4.019 7,8 7.945 6.879 -13,4 469 584 24,5 Álcool 261 272 3,9 362 318 -12,2 722 853 18,2Produtos Florestais 3.741 3.969 6,1 5.964 5.944 -0,3 627 668 6,5 Papel e Celulose 2.745 2.963 7,9 4.631 4.567 -1,4 593 649 9,4 Madeiras e suas obras 986 987 0,2 1.330 1.373 3,3 741 719 -3Café 1.928 3.310 71,6 690 773 11,9 2.794 4.284 53,4 Café em grãos 1.702 3.047 79,1 656 738 12,5 2.593 4.129 59,2 Café solúvel 205 240 17,4 30 31 4,1 6.872 7.752 12,8Couros e seus produtos 1.121 1.217 8,5 173 177 2,2 6.469 6.868 6,2Sucos de frutas 672 925 37,8 778 782 0,4 863 1.183 37,2 Sucos de laranjas 619 845 36,5 748 744 -0,5 828 1.136 37,3Cereais, farinhas e preparações 675 1.564 131,5 3.418 5.394 57,8 198 290 46,7 Milho 371 678 83 2.057 2.773 34,8 180 245 35,8Fibras e produtos têxteis 421 314 -25,4 180 106 -40,8 2.341 2.952 26,1 Algodão 171 89 -48 118 48 -59,4 1.451 1.857 28Frutas (inclui nozes e castanhas) 311 304 -2,4 327 251 -23,3 954 1.213 27,2 Frutas frescas 184 170 -7,2 289 218 -24,5 636 782 23IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIOCereais, farinhas e preparações 1.158 1.324 -12,5 3.986 3.604 10,6 291 367 -20,9 Trigo 634 823 -23 2.763 2.557 8 230 322 -28,7 Malte 209 168 24,2 367 307 19,6 568 547 3,8 Arroz 136 85 60,4 277 201 37,5 491 421 16,6 Farinha de trigo 85 120 -29,7 260 282 -7,6 324 426 -23,9Produtos florestais 1.045 1.465 -28,7 1.032 1.105 -6,6 1.012 1.326 -23,7 Papel e Celulose 677 896 32,4 758 835 10,1 893 1.074 20,2 Borracha natural 313 493 -36,5 113 106 6,7 2.772 4.660 -40,5Pescados 415 567 -26,7 116 157 -26,3 3.592 3.613 -0,6Produtos oleaginosos (exclui soja) 267 413 -35,4 218 230 -4,9 1.222 1.800 -32,1 Óleo de dendê ou de palma 106 207 -48,8 131 145 -9,7 808 1.427 -43,3 Azeite de oliva 83 114 -27,6 19 25 -25,8 4.397 4.507 -2,4Lácteos 117 231 -49,1 42 63 -32,8 2.774 3.662 -24,3Demais Produtos 2.083 3.000 - - - - - -Elaboração: CGOE / DPI / SRI / MAPA
    • Principais Destinos das Exportações do Agronegócio – Maio/2011 Rússia 6,9% União Européia 23,0% JapãoEstados Unidos 3,6% China 5,6% 25,6% Demais Países 35,3% Fonte: MAPA Elaboração CNA