abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital

452 views
376 views

Published on

Material usado na abertura do módulo de vídeo da Pós Jornalismo Digital da Famecos/PUCRS

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
452
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital

  1. 1. Produção em Hipermídia II: AudiovisualEspecialização em Jornalismo Digital -FAMECOS - PUCRSDr André F. Pase - 2012
  2. 2. Plataforma mais usada praver vídeo?Conteúdo preferido?
  3. 3. 31/08 e 1º/9 14 e 15/9 28 e 29/9 05 e 06/10 Politelas ExercícioVídeo Digital TV Digital Conexões Politelas Produção Transmídia Live Streaming Gravação EdiçãoVídeo Digital II Reunião de Vídeo Interativo Publicação Pauta
  4. 4. BURGESS, Jean; GREEN, Joshua.YouTube e a Revolução Digital.Aleph: São Paulo, 2009GRIPSRUD, Jostein (org).Relocatiing Television: Televisionin the Digital Context. EstadosUnidos, Nova York: Routledge,2010GARRETT, Jesse James. TheElements of User Experience.Estados Unidos, Nova York: NewRiders, 2002JENKINS, Henry. Cultura daConvergência. São Paulo: Aleph.2009. 2ª edição
  5. 5. MOGGRIDGE, Bill. DesigningInteractions. Estados Unidos,Cambridge: MIT Press, 2005MURPHY, Sheila. How TelevisionInvented New Media. Rutgers Press:New York, 2011NEGROPONTE, Nicholas. Vida Digital.Cia. das Letras: São Paulo, 1995PASE, André. Vídeo Online, Alternativapara as Mudanças da TV na CulturaDigital. Porto Alegre: PUCRS, 2008.Tese de Doutorado.PAVLIK, John. Media in the Digital Age.Estados Unidos, Nova York: ColumbiaUniversity Press, 2008
  6. 6. PEARSON, Roberta. Reading Lost. Inglaterra,Londres: I.B. Tauris, 2009PRIMO, Alex. Interação Mediada porComputador. Porto Alegre: Sulina, 2007ROSE, Frank. The Art of Immersion. EstadosUnidos, Nova York: W. W. Norton & Company.2011VONDERAU, Patrick; SNICKARS, Pelle;BURGESS, Jean. The YouTube Reader. NationalLibrary of Sweden: Estocolmo, 2010.WALSH, Mike. Futuretainment. Inglaterra,Londres: Phaidon. 2009
  7. 7. AvaliaçãoGrau = Politelas + Nota do Vídeo 2
  8. 8. ATENÇÃO
  9. 9. EU NÃO SOUCONTRA A TV.EU PENSO EM VÍDEO
  10. 10. vídeoONLINEDIGITAL
  11. 11. Quem é o meupúblico?
  12. 12. mídia públicogoverno indústria
  13. 13. mídia públicogoverno indústria
  14. 14. PÚBLICO MUDOU, CONSUMO DE VÍDEO TAMBÉM
  15. 15. O que aindaolhamos na TV?
  16. 16. O que olhamos no computador?
  17. 17. TV NORMAL TV DIGITAL
  18. 18. Captação Edição Veiculação
  19. 19. Captação Pluralidade de câmeras Diferentes formatos Muitos usos
  20. 20. Edição Digital engoliu as mesas de edição Colisões e combinações entre formatos Um aparelho faz tudo - “One ring to rule them all” Valorização do fato - “A ocasião faz o ladrão
  21. 21. Veiculação Telas tradicionais - TV, cinema Telas digitais - online puro, online integrado, videogame Telas contemporâneas - múltiplas, geolocalizadas
  22. 22. Processo
  23. 23. “É pra web, então é simples” NÃO
  24. 24. TV clássica Pauta/ Gravação Edição ExibiçãoStoryboard
  25. 25. TV Digital 480 HDExibição 1seg web
  26. 26. TV Digital interativa Pauta/ Gravação Edição Interatividade Exibição DiálogoStoryboard
  27. 27. Web Edição Interatividade Texto Entrevistas Publicação Diálogo Pauta/ /Gravação (embed)Storyboard Edição Vídeo
  28. 28. Codec?
  29. 29. VídeoOnline
  30. 30. Tempo
  31. 31. diferente da TV, vídeo onlinesempre está lá teoria do Astronauta de Mármore
  32. 32. Recomendação
  33. 33. Tamanho variado
  34. 34. Inclusão Cultural
  35. 35. 72 horas de vídeopor minuto
  36. 36. Por que deu certo?
  37. 37. RelatedVideos
  38. 38. Facilidade pracompartilhar
  39. 39. Comentários
  40. 40. Embed
  41. 41. 1,2 milhões em 10 dias + de 5 milhões emfevereiro de 2006, 2 meses depois
  42. 42. Universalidade de formatos
  43. 43. CulturaParticipativa “Fácil”
  44. 44. Prosumerlândia
  45. 45. Mundo ComumMundo das Celebridades
  46. 46. YouTube é memória da TV
  47. 47. Requenta TV
  48. 48. Publicidade Criativa
  49. 49. Espaço dere_Combinações Culturais
  50. 50. 2 semanas em 3meses de 2007 CMS - MIT
  51. 51. Número Mais Mais Mais Mais de Adicionado Comentados Respondidos Total aos Favoritos VistosVídeos CriadorTradicional 511 717 276 308 1812Usuário 466 277 751 683 2177Comum NãoDeterminado 103 86 53 89 331 Total 1080 1080 1080 1080 4320
  52. 52. Quem faz 8%8% upload? 20% 2%61% Tradicional PMEs/indies Organizações Usuários Indeterminado
  53. 53. Tipo de vídeo x Categoria 277 1125 466 683 751 717 750 511 308 375 86 276 + Vistos 103 89 0Usuário Comum + Respondidos 51Criador TradicionalIndeterminado
  54. 54. Mandamosmuito, olhamos dos mesmos
  55. 55. Interatividade
  56. 56. Playlist Simplesmente coloco um vídeo depois do outro para tocar, como em uma ordem específica Não preciso ser o dono dos vídeos
  57. 57. Links entre vídeos Conexões com cliques marcados dentro de vídeos Precisa recarregar toda a página
  58. 58. Links entre vídeos Público carrega apenas uma página e um vídeo grande, mas com marcações Vídeo é “montado” offline
  59. 59. Edição de Interatividade noYouTubeO exercício feito na aula
  60. 60. Link do vídeohttp://youtu.be/fwGl0cz8Rkc
  61. 61. Depois de colocar que é para ser link, deve ser colocado o link para o vídeo, mesmo que seja omesmo. O YouTube vai entender que é no mesmo vídeo e aí é só arrumar o ponto no tempo.
  62. 62. YouTube = TV aberta Vimeo = TV por assinatura

×