Your SlideShare is downloading. ×
0
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Judaismo construção de uma identidade religiosa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Judaismo construção de uma identidade religiosa

987

Published on

Apresentação realizada na Semana de Humanidades 2011 dentro da programação do Minicurso Os judeus na antiguidade e período medieval: identidade e imaginário.

Apresentação realizada na Semana de Humanidades 2011 dentro da programação do Minicurso Os judeus na antiguidade e período medieval: identidade e imaginário.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
987
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Docente Andreia Regina Moura Mendes Historiadora, antropóloga e doutoranda em Ciências Sociais-UFRN [email_address] @AndreiaReginaBr
  • 2.
    • Olhai para Abraão, vosso pai
    • e para Sara, aquela que vos deu à luz.
    • Ele estava só quando o chamei,
    • mas eu o abençoei e o multipliquei.
    • Isaías, 51,2.
  • 3.
    • Percepção do conceito de identidade enquanto fenômeno sociocultural.
    • Necessidade de contextualizar o fenômeno a partir de cada sociedade.
    • Definidores de uma identidade.
  • 4.
    • Ernest Renan afirma a oposição entre laços biológicos e laços intelectuais na construção do conceito de nação. Desqualifica os laços biológicos, enfatizando os laços intelectuais como fatores da formação das nações.
    • Substitui critérios objetivos de pertença nacional (fatores etnográficos, geográficos ou linguístico) por critérios subjetivos como desejo, a vontade e o consentimento.
    • Para Weber, não existe diferença entre disposições raciais e as disposições adquiridas (cultura e tradição).
  • 5.
    • Acervo religioso, histórico e cultural que constitui elemento de identidade do povo judeu.
    • Estes parâmetros se aplicam aos judeus “históricos” (por genealogia ou reconhecimento de pertencimento); aos judeus “religiosos” (professam e praticam a religião) e aos judeus “culturais” (identificam-se com as tradições e práticas culturais judaicas).
    • Religião coletiva assumida por um grupo e de caráter não dogmático.
  • 6.
    • “ (...) para a maioria dos judeus, o significado de ‘judaísmo’ e de ‘judeu’ transcende o aspecto puramente religioso, o que nem sempre é compreendido muito bem, pois não tem analogia total com os termos que designam outras religiões (...)”. (AZEVEDO, 2002, p.214).
  • 7.
    • “ A religião de Israel é acima de tudo a religião do Livro”.
    • (ELIADE, 2010, p.162)
  • 8.
    • Segundo a Halachá: judeu é todo aquele descendente de mãe judia ou convertido ao judaísmo.
    • Judaísmo moderno: também é aceito como judeu o descendente patrilinear.
    • A identidade judaica é calcada desde o princípio (séc. XIII a. C) na história, fé e regras de comportamento.
  • 9.
    • “ (...) alguns autores (...) afirmaram que a cosmogonia e os mitos de origem desempenharam um papel secundário na consciência religiosa de Israel. Em suma, os hebreus interessavam-se mais pela ‘história santa’, isto é, pelas suas relações com Deus (...)”
    • Idem
  • 10.
    • “ (...) o judaísmo implica, pois, a percepção de pertinência ao povo judeu, a identificação com os valores religiosos e comportamentais e culturais (...) e a sintonia e engajamento com os processos que lhe são comuns como entidade histórica”. (AZEVEDO, p.215).
  • 11.
    • OS TREZE PRINCÍPIOS DA FÉ JUDAICA
    • Ordenados pelo Rambam, Rabi Moshé ben Maimon (também conhecido por "Maimônides")
    •  
    • 1 —  Eu acredito com plena fé que o Criador, abençoado seja o Seu nome, é o Criador e Guia de todas as criaturas, e apenas Ele, criou, cria e criará todas as coisas.
    • 2 —  Eu acredito com plena fé que o Criador, abençoado seja o Seu nome, é Único e que não há nenhuma unicidade como Ele; que somente Ele é nosso Deus, era, é e será.
    • 3 —  Eu acredito com plena fé que o Criador, abençoado seja o Seu nome, não é corpóreo, não tem nenhuma propriedade antropomórfica, e não há absolutamente nada parecido com Ele.
    • 4 —  Eu acredito com plena fé que o Criador, abençoado seja o Seu nome, é primeiro e último.
    • 5 —  Eu acredito com plena fé que o Criador, abençoado seja o Seu nome, é o único a Quem é apropriado rezarmos, e que não é apropriado rezar a mais ninguém.
    • 6 —  Eu acredito com plena fé que todas as palavras dos profetas são verdadeiras.
    • 7 —  Eu acredito com plena fé que a profecia de Moshé (Moisés), nosso mestre, que esteja em paz, foi verdadeira, que ele foi o pai de todos os profetas, daqueles que o precederam como daqueles que o seguiram.
    • 8 —  Eu acredito com plena fé que toda a Torá que está em nossas mãos foi dada a Moisés, nosso mestre, que esteja em paz.
  • 12.
    • 9 —  Eu acredito com plena fé que esta Torá não será modificada nem haverá outra Torá dada pelo Criador, abençoado seja o Seu nome.
    • 10 —  Eu acredito com plena fé que o Criador, abençoado seja o Seu nome, conhece todas as ações e todos os pensamentos dos seres humanos, como está escrito: “É Ele quem forma os corações de todos, Quem percebe todas as suas ações” (Salmos 33:15).
    • 11 —  Eu acredito com plena fé que o Criador, abençoado seja o Seu nome, recompensa aqueles que guardam Seus mandamentos, e pune aqueles que os transgridem.
    • 12 —  Eu acredito com plena fé na vinda de Mashiach (Messias), e ainda que possa tardar, mesmo assim espero a cada dia pela sua vinda.
    • 13 —  Eu acredito com plena fé que haverá a ressurreição dos mortos no momento que assim o desejar nosso Criador, abençoado seja o Seu nome, exaltada seja a Sua lembrança para todo o sempre.
    • http://www.admatai.org/iniciantes/13_principios_da_fe_judaica.htm
  • 13.
    • AZEVEDO, Antonio Carlos do Amaral. Dicionário histórico de religiões. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2002.
    • ELIADE, Mircea. História das crenças e das ideias religiosas. Da idade da pedra aos mistérios de Elêusis. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2010.

×