Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Cibercultura e educação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Cibercultura e educação

  • 1,125 views
Published

Palestra proferida no II SIM TIC's Parnamirim 2011.

Palestra proferida no II SIM TIC's Parnamirim 2011.

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,125
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
25
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CIBERCULTURA E EDUCAÇÃO: A ESCOLA EM REDE.Profª Mª Andreia Regina Moura Mendes atenasregina@yahoo.com.br
  • 2. Questão inicial• Que era vivemos?• Pós-modernidade.• Sociedade de massa.• Sociedade de consumo.• Sociedade da informação.• Sociedade em rede. atenasregina@yahoo.com.br
  • 3. Novos conceitos?Cibercultura Ciberespaço World wide web Técnica Interfaces Hipertexto Comunidade virtual atenasregina@yahoo.com.br
  • 4. Algumas definiçõessegundo Pierre Lévy• CIBERESPAÇO: é o novo meio de comunicação que surge da interconexão mundial dos computadores.• CIBERCULTURA: conjunto de técnicas (materiais e intelectuais) de práticas, de atitudes, de modos de pensamento e de valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento do ciberespaço.• TÉCNICA: uma técnica é produzida dentro de uma cultura, e uma sociedade encontra-se condicionada por sua técnica.• COMUNIDADE VIRTUAL: grupo de pessoas se correspondendo mutuamente por meio de computadores interconectados. atenasregina@yahoo.com.br
  • 5. • HIPERTEXTO: é um texto em formato digital, reconfigurável e fluido. A noção de hiperdocumento generaliza, para todas as categorias de signos (imagens, animações, sons, etc), o princípio da mensagem em rede móvel que caracteriza o hipertexto.• WORLD WIDE WEB: função da internet que junta, em um único e imenso hipertexto ou hiperdocumento (compreendendo imagens e sons), todos os documentos e hipertextos que a alimentam.• INTERFACES: aparatos materiais que permitem a interação entre o universo da informação digital e o mundo ordinário. atenasregina@yahoo.com.br
  • 6. Vamos pensar nisso?• “[...] a cibercultura expressa , o surgimento de um novo universal, diferente das formas culturais que vieram antes dele no sentido de que ele se constrói sobre a indeterminação de um sentido global qualquer”. (LÉVY, 1999:15) atenasregina@yahoo.com.br
  • 7. Novas mídias Computador TabletCelular Smartphone Televisão TV digital atenasregina@yahoo.com.br
  • 8. atenasregina@yahoo.com.br
  • 9. Professores: imigrantesdigitais.• Nascidos antes da explosão da internet e da era da convergência.• Falta de formação dentro dos usos das novas tecnologias da informação e comunicação em sala de aula.• Busca pela atualização do currículo e procura por programas que auxiliem no trabalho dentro do novo paradigma. atenasregina@yahoo.com.br
  • 10. Estudantes: nativos digitais• Os Nativos Digitais estão acostumados a receber informações muito rapidamente. Eles gostam de processar mais de uma coisa por vez e realizar múltiplas tarefas. Eles preferem os seus gráficos antes do texto ao invés do oposto. Eles preferem acesso aleatório (como hipertexto). Eles trabalham melhor quando ligados a uma rede de contatos. Eles têm sucesso com gratificações instantâneas e recompensas frequentes. Eles preferem jogos a trabalho “sério”. (Isto lhe parece familiar?) Marc Prensky atenasregina@yahoo.com.br
  • 11. E como isso afeta a escola?• Função da escola dentro do novo paradigma.• Surgimento de novas demandas e exigências provocadas pela revolução tecnológica, que por sua vez é marcada nesta fase pelo desenvolvimento da comunicação e da informação.• Novas metodologias: aprendizagem colaborativa. atenasregina@yahoo.com.br
  • 12. • Acesso ao conhecimento é ampliado de tal maneira que grandes transformações começaram a ser gestadas a partir desta mudança.• Imbricada relação entre a cultura e as novas mídias, estabelecendo novos modelos para a “sociedade avançada capitalista” e novas formas de pensamento• Surgimento de uma geração de nativos digitais em oposição aos imigrantes digitais. atenasregina@yahoo.com.br
  • 13. A escola em rede• Uso das ferramentas colaborativas nas metodologias de ensino.• Perceber as redes sociais como espaços de transmissão e elaboração de conhecimento: fortalecer o trabalho coletivo.• Utilizar o conteúdo educativo e informativo disponível nas mídias para complementar o ensino em sala.• Orientar o aluno para explorar fontes adequadas para o trabalho de sala de aula. atenasregina@yahoo.com.br
  • 14. • Pierre Lévy (1993:170) enxerga uma mudança na economia do saber e indica que: “Os professores aprendem ao mesmo tempo que os estudantes e atualizam continuamente tanto seus saberes „disciplinares‟ como suas competências pedagógicas. atenasregina@yahoo.com.br
  • 15. Referências bibliográficas• CASTELLS, Manual. A sociedade em rede. 8ª ed. São Paulo: Paz e terra, 1999, vol.1.• GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.• GOMEZ, Margarita Victoria. Cibercultura, formação e atuação docente em rede. Brasília: Liber Livro, 2010.• GONTIJO, Silvana. O livro de ouro da comunicação. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.• HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1992.• LEMOS, André; Cunha, Paulo (orgs). Olhares sobre a Cibercultura. Sulina, Porto Alegre, 2003;• LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed.34, 1999. atenasregina@yahoo.com.br
  • 16. Fontes• PRENSKY, Marc. "Digital natives, digital immigrants". NCB University Press, Vol. 9 No. 5, Outubro 2001. Tradução de Roberta de Moraes Jesus de Souza. Disponível em: http://depiraju.edunet.sp.gov.br/nucleotec/documentos/Texto_1_Nativo s_Digitais_Imigrantes_Digitais.pdf. Acesso em: 23.10.2011. atenasregina@yahoo.com.br