Your SlideShare is downloading. ×
0
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Cibercultura e educação

1,179

Published on

Palestra proferida no II SIM TIC's Parnamirim 2011.

Palestra proferida no II SIM TIC's Parnamirim 2011.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,179
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CIBERCULTURA E EDUCAÇÃO: A ESCOLA EM REDE.Profª Mª Andreia Regina Moura Mendes atenasregina@yahoo.com.br
  • 2. Questão inicial• Que era vivemos?• Pós-modernidade.• Sociedade de massa.• Sociedade de consumo.• Sociedade da informação.• Sociedade em rede. atenasregina@yahoo.com.br
  • 3. Novos conceitos?Cibercultura Ciberespaço World wide web Técnica Interfaces Hipertexto Comunidade virtual atenasregina@yahoo.com.br
  • 4. Algumas definiçõessegundo Pierre Lévy• CIBERESPAÇO: é o novo meio de comunicação que surge da interconexão mundial dos computadores.• CIBERCULTURA: conjunto de técnicas (materiais e intelectuais) de práticas, de atitudes, de modos de pensamento e de valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento do ciberespaço.• TÉCNICA: uma técnica é produzida dentro de uma cultura, e uma sociedade encontra-se condicionada por sua técnica.• COMUNIDADE VIRTUAL: grupo de pessoas se correspondendo mutuamente por meio de computadores interconectados. atenasregina@yahoo.com.br
  • 5. • HIPERTEXTO: é um texto em formato digital, reconfigurável e fluido. A noção de hiperdocumento generaliza, para todas as categorias de signos (imagens, animações, sons, etc), o princípio da mensagem em rede móvel que caracteriza o hipertexto.• WORLD WIDE WEB: função da internet que junta, em um único e imenso hipertexto ou hiperdocumento (compreendendo imagens e sons), todos os documentos e hipertextos que a alimentam.• INTERFACES: aparatos materiais que permitem a interação entre o universo da informação digital e o mundo ordinário. atenasregina@yahoo.com.br
  • 6. Vamos pensar nisso?• “[...] a cibercultura expressa , o surgimento de um novo universal, diferente das formas culturais que vieram antes dele no sentido de que ele se constrói sobre a indeterminação de um sentido global qualquer”. (LÉVY, 1999:15) atenasregina@yahoo.com.br
  • 7. Novas mídias Computador TabletCelular Smartphone Televisão TV digital atenasregina@yahoo.com.br
  • 8. atenasregina@yahoo.com.br
  • 9. Professores: imigrantesdigitais.• Nascidos antes da explosão da internet e da era da convergência.• Falta de formação dentro dos usos das novas tecnologias da informação e comunicação em sala de aula.• Busca pela atualização do currículo e procura por programas que auxiliem no trabalho dentro do novo paradigma. atenasregina@yahoo.com.br
  • 10. Estudantes: nativos digitais• Os Nativos Digitais estão acostumados a receber informações muito rapidamente. Eles gostam de processar mais de uma coisa por vez e realizar múltiplas tarefas. Eles preferem os seus gráficos antes do texto ao invés do oposto. Eles preferem acesso aleatório (como hipertexto). Eles trabalham melhor quando ligados a uma rede de contatos. Eles têm sucesso com gratificações instantâneas e recompensas frequentes. Eles preferem jogos a trabalho “sério”. (Isto lhe parece familiar?) Marc Prensky atenasregina@yahoo.com.br
  • 11. E como isso afeta a escola?• Função da escola dentro do novo paradigma.• Surgimento de novas demandas e exigências provocadas pela revolução tecnológica, que por sua vez é marcada nesta fase pelo desenvolvimento da comunicação e da informação.• Novas metodologias: aprendizagem colaborativa. atenasregina@yahoo.com.br
  • 12. • Acesso ao conhecimento é ampliado de tal maneira que grandes transformações começaram a ser gestadas a partir desta mudança.• Imbricada relação entre a cultura e as novas mídias, estabelecendo novos modelos para a “sociedade avançada capitalista” e novas formas de pensamento• Surgimento de uma geração de nativos digitais em oposição aos imigrantes digitais. atenasregina@yahoo.com.br
  • 13. A escola em rede• Uso das ferramentas colaborativas nas metodologias de ensino.• Perceber as redes sociais como espaços de transmissão e elaboração de conhecimento: fortalecer o trabalho coletivo.• Utilizar o conteúdo educativo e informativo disponível nas mídias para complementar o ensino em sala.• Orientar o aluno para explorar fontes adequadas para o trabalho de sala de aula. atenasregina@yahoo.com.br
  • 14. • Pierre Lévy (1993:170) enxerga uma mudança na economia do saber e indica que: “Os professores aprendem ao mesmo tempo que os estudantes e atualizam continuamente tanto seus saberes „disciplinares‟ como suas competências pedagógicas. atenasregina@yahoo.com.br
  • 15. Referências bibliográficas• CASTELLS, Manual. A sociedade em rede. 8ª ed. São Paulo: Paz e terra, 1999, vol.1.• GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.• GOMEZ, Margarita Victoria. Cibercultura, formação e atuação docente em rede. Brasília: Liber Livro, 2010.• GONTIJO, Silvana. O livro de ouro da comunicação. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.• HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1992.• LEMOS, André; Cunha, Paulo (orgs). Olhares sobre a Cibercultura. Sulina, Porto Alegre, 2003;• LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed.34, 1999. atenasregina@yahoo.com.br
  • 16. Fontes• PRENSKY, Marc. "Digital natives, digital immigrants". NCB University Press, Vol. 9 No. 5, Outubro 2001. Tradução de Roberta de Moraes Jesus de Souza. Disponível em: http://depiraju.edunet.sp.gov.br/nucleotec/documentos/Texto_1_Nativo s_Digitais_Imigrantes_Digitais.pdf. Acesso em: 23.10.2011. atenasregina@yahoo.com.br

×