A amizade e o amor

4,842 views
4,510 views

Published on

A amizade e o amor

Published in: Devices & Hardware
0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,842
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
102
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A amizade e o amor

  1. 1. A Amizade e o Amor<br />Educação moral religiosa e católica<br />
  2. 2. O que é a Amizade?<br />A amizade é uma relação afectiva, entre duas pessoas. <br />A amizade pode ter como origem, um instinto de sobrevivência da espécie, com a necessidade de proteger e ser protegido por outros seres. Alguns amigos se denominam "melhores amigos". Os melhores amigos muitas vezes se conhecem mais que os próprios familiares e cônjuges, funcionando como um confidente. Para atingir esse grau de amizade, muita confiança e fidelidade são depositadas.<br />A amizade é uma das mais comuns relações interpessoais que a maioria dos seres humanos tem na vida. Em caso de perda da amizade, sugere-se a reconciliação e o perdão.<br /> Carl Rogers diz que a amizade "é a aceitação de cada um como realmente ele é".<br />
  3. 3. A religião e a cultura popular<br />A amizade, tem sido considerada pela religião e cultura popular, como uma experiência humana de vital importância, inclusive tendo sido santificada por várias religiões. <br />Na Bíblia, cita-se no livro 2 de Samuel, a amizade entre David (que depois se tornaria rei em Israel) e Jonatas (filho do Rei Saul). Os evangelhos canónicos falam a respeito de uma declaração de Jesus, "Nenhum amor pode ser maior que este, o de sacrificar a própria vida por seus amigos." . Salomão escreveu a sabedoria da Amizade em seus Provérbios: "Em todo o tempo ama o amigo, e na angustia se faz o irmão".<br />As relações de amizade são amplamente retratadas tanto na literatura como no cinema e na televisão.<br />
  4. 4. Senso Comum<br />A amizade comum costuma determinar, também através da sabedoria popular, aquilo que se deve esperar como sendo componente de uma amizade ideal. Embora muitas vezes na prática alguns ou muitos destes componentes não estejam presentes na relação de amizade, a título informativo, algumas destas afirmativas estão listadas abaixo:<br />a tendência de desejar o melhor para o outro; <br />simpatia e empatia; <br />honestidade; <br />lealdade; <br />A amizade leva a um sentimento de altruísmo e lealdade, ao ponto de colocarmos os interesses do outro à frente de seu próprio interesse. <br />Faz parte da amizade não exacerbar os defeitos do outro e dividir os bons e maus momentos; <br />Os amigos se sentem atraídos pelos outros pela forma que eles são e não pelo que eles possuem. As verdadeiras amizades tudo suportam, tudo esperam, tudo crêem e tudo perdoam pelo simples facto de existir entre eles o verdadeiro amor, também conhecido como amor de amigos. <br />
  5. 5. A Amizade está em tudo o que nos rodeia!<br />Todos somos amigos, por isso estamos a jogar à bola!<br />Oh! Não tenho com quem brincar  Ninguém quer ser meu amigo!<br />Adoro-te Melhor amiga…<br />Os verdadeiros amigos ajudam-se uns aos outros. E eu ajudarte-ei sempre!<br />
  6. 6.
  7. 7. Poema sobre a amizade…<br />Amizade<br />Ser-se amigo é ser-se pai ( — Ou mais do que pai talvez...) É pôr-se a boca onde cai A nódoa que nos desfez. É dar sem receber nada, Consciente da prisão, Onde os nossos passos vão Em linha por nós traçada... É saber que nos consome A sede, e sentirmos bem O Céu, por na Terra, alguém Rir, cantar e não ter fome. É aceitar a mentira E achá-la formosa e humana Só porque a gente respira O ar de quem nos engana. Pedro Homem de Mello, in "Miserere" <br />
  8. 8. O que é o amor?<br />A palavra amorpresta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atracção, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc. O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objecto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e alimentar as estimulações sensoriais e psicológicas necessárias para a sua manutenção e motivação.<br />
  9. 9. Características do amor<br />Fala-se do amor das mais diversas formas: amor físico, amor platónico, amor materno, amor a Deus, amor à vida. É o tipo de amor que tem relação com o carácter da própria pessoa e a motiva a amar.<br />Amar também tem o sentido de gostar muito, sendo assim possível amar qualquer ser vivo ou objecto.<br />
  10. 10. Atracção física<br />Na atracção física reside os nossos instintos atrelados ao nosso estado fisiológico como as necessidades sexuais, prazer e perpetuidade da espécie.<br />
  11. 11. Paixão<br />A paixão é um forte sentimento que se pode tomar até mesmo como uma patologia provinda do amor. Manifestada a paixão em devida circunstância, o indivíduo tende a ser menos racional, periodizando o instinto de possuir o objecto que lhe causou o desejo. Sendo assim, o apaixonado pode transcender seus limites no que tange a razão e, em situações extremas, beira a obsessão.<br />
  12. 12. Amor Impessoal<br />O Amor Interpessoal se refere ao amor entre os seres humanos.<br />Alguns sentimentos que são frequentemente associados com Amor Interpessoal: <br />Carinho: sentimentos de ternura e / ou querendo proximidade física <br />Atracção: satisfazer necessidades básicas emocionais <br />Altruísmo: altruísta ou altruísta preocupação para outrem <br />Reciprocidade: se o amor é recíproco <br />Compromisso: um desejo de manter o amor <br />Intimidade emocional: a troca de emoções e sentimentos <br />Amizade: o espírito entre amigos <br />Parentesco: laços familiares <br />Paixão: desejo constante, sentido via modificação do ritmo cardíaco <br />Intimidade física: compartilhamento do espaço pessoal e íntimo <br />A auto-interesse: quando se visa recompensas <br />Serviço: desejo de ajudar <br />
  13. 13. Poema sobre o amor<br />Amor é fogo que arde sem se ver<br />Amor é fogo que arde sem se ver;<br />É ferida que dói e não se sente;<br />É um contentamento descontente;<br />É dor que desatina sem doer;<br />É um não querer mais que bem querer;<br />É solitário andar por entre a gente;<br />É nunca contentar-se de contente; <br />É cuidar que se ganha em se perder;<br />É querer estar preso por vontade;<br />É servir a quem vence, o vencedor;<br />É ter com quem nos mata lealdade. <br />Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade, <br />Se tão contrário a si é o mesmo Amor? <br /> Luís de Camões <br />
  14. 14. Não te esqueças…<br />Sê amigo…<br />Trabalho elaborado por:<br /> Andreia Moreira <br /> Docente:<br />Prof. Artur Ribeiro<br />

×