0
DOSAGEM DO CONCRETO
CONCRETOConceito:Concreto é um material de construção constituído de aglomerante, água e agregados graúdos e miúdos.Dos...
Características do Concreto Fresco:  CONCRETO FRESCO E O NOME DADO AOCONCRETO EM SEU ESTADO MALEÁVEL ANTESDO INÍCIO DA PE...
TRAÇO:Traço é a proporção da quantidade de agregados e água para uma certa quantidade de cimento.O traço pode ser deter...
Dosagem Empírica: dosagem obtida pela experiência acumulada em outras obras. São dosagens para obras de portes pequeno e ...
INFORMAÇÕES        A SEREM CONSIDERADAS NA DOSAGEM:Resistência; (FCK – resistência característica à compressão);Dimensõ...
O concreto – A resistência do concreto- O Fck, a relação  água/cimento, o slump e as betoneiras do mercadoA composição do...
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Para ter um bom concreto é fundamental uma boa mistura de pedra, areia, cimento é água, sempre tendo em vista produzir um...
Lembremos que, ao comprar concreto usinado de usina, está é na pratica um betoneira localizada fora da obra. Só isso. As ...
O material CONCRETO e seus componentes: pedra,cimento, areia, água e fôrma. Os Fck recomendados :O concreto é uma tentati...
Água, que hidratará o cimento transformando-o em uma cola e a água dá plasticidade à mistura.Formas, que darão forma e d...
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Nota:Há uma tendência de se apresentar as fôrmas de concreto sempre com formas geométricas lineares. No caso de lajes, vi...
A resistência do Concreto – O fckO projeto da obra indica a resistência do concreto deseja.Normalmente:Fck >= 200 kgf/c...
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Depois de lançado o concreto nas fôrmas, ele ainda ficará plástico por minutos. Depois de alguns horas ele ganhará uma re...
Depois de horas de lançamento do concreto nas fôrmas e quando ele ganhou alguma resistência, devemos manter sua superfíci...
Como dito, uma das mais importante características do concreto é sua resistências à compressão. Normalmente o concreto co...
A melhor prova de que o concreto é uma pedra artificial, de fraca resistência se comparada com as pedras mais comumente e...
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Na prática, não tiram centenas de corpos de prova, mas com penas alguns exemplares e baseado nessas regras estatísticas, ...
O uso de água na mistura auxilia a produção de um concreto mais plástica e mais trabalhável e portanto é muito tentador c...
O concreto, como visto, é chamado de concreto simples e é usado depois com armadura de aço chamado de concreto armado.O ...
Terminologia do concretoConcreto: mistura de pedra grossa com pedra fina com cimento, areia e água. A pedra grossa costum...
Cuidado na produção do concreto:Antes de falar do cuidado com concreto, vamos dar os tamanhos comerciais das pedra usada...
NotaConsumo: 30% do cimento produzidos no Brasil vai para grandes obras e mais de 70% vai para o “consumidor formiga”, na...
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Recomenda-se os seguintes cuidados mínimos na produção do concreto:Produzido o concreto este deve até em uma hora ser  co...
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
Pergunta e resposta:Por que se usa o prazo de 28 dias para definir a resistências do concreto?Após alguns dias de sua pr...
A resistência do concreto – O fckO projeto da obra indica a resistência do concreto desejada.Normalmente:Fck >= 20MPa p...
O que é fck?Fck é uma        mensagem, uma ordem do projetista ao construtor. O concreto deve ser tal que, de cada 100 co...
O cálculo de uma estrutura de concreto é feito com base no projeto arquitetônico da obra e no valor de algumas variáveis,...
Exemplo10 Mpa = 100 kg/cm² (Ou seja, uma tensão que aplica o peso de 100 Kg numa área de 1,0 cm²)Dessa forma, se um conc...
No recebimento do concreto na obra, devendo o valor do fck, fazer parte do corpo da nota fiscal de entrega, juntamente o ...
Clique para editar os estilos do texto mestre   Segundo nível   Terceiro nível      Quarto nível        Quinto nível
O concreto, dentro das variáveis que podem existir nos projetos estruturais, foi o item que mais evoluiu em termos de tec...
Como relacionar fcj com fck?Fcj= resistência à compressão do concreto previsto para idade de “j” dias, em MPaA NBR 1265...
O que influi na qualidade do concreto?a quantidade de cimento por m³ de concretoa relação água/cimento usadaos cuidado...
A relação água/cimentoÁgua é necessária ao concreto para:Hidratar o cimento( o cimento hidratado vira cola).Dar fluide...
O consumo mínimo de cimentoOs teores mínimos de cimento recomendáveis são:Para concreto magro (camada de concreto entre...
O teste do abatimento do cone – Slump testePara se controlar a trabalhabilidade do concreto e seu teor de água, recomenda...
As betoneiras do mercadoQuando se usa betoneira na preparação do concreto, obtém-se misturas mais homogêneas e produção m...
Há betoneiras de eixo inclinado(basculante), eixo horizontal e de eixo vertical.Há betoneiras com carregadeira (fazem pr...
A rotação das betoneiras é função de sua capacidade. As menores devem ter maior velocidade de rotação.As betoneiras basc...
Ao final de cada dia, a betoneira deve ser lavada para evitar incrustrações. Deixa-la funcionar com água e pedra ajuda a ...
ConcretoBrasil–Nabetoneiraounobraço–OtestedaslatasHá o desejo e há a realidade. O desejável é que, na        preparação d...
Na realidade da pequena construção, pensar nisso é irreal. A areia é a que se tem. A brita nem sempre é classificada.Não...
Fórmula MágicaA formula mágica é CAP : 1 :2 :3.Isso quer dizer:C: volume de cimento, cerca de 35 litros que é o  volume...
Preparação e mistura:Para facilitar a dosagem de areia e pedra, construa a caixa padrão:Ou seja, a dosagem – 1:2:3 é uma...
Como se dá a sequência de colocação dos materiais para a mistura manual?Sobre uma superfície rígida e impermeável ( piso...
Se a água usada for de rede pública não há problemas quanto a sua qualidade.Qual a resistência esperada desse concreto?...
O teste das latasQuando há numa obra britas classificados (nº1 e nº2),  dá para confiar na informação do vendedor que ela...
Após, adiciona-se água a cada lata. A lata que transbordar com menos quantidade desse líquido é a mistura com menor índic...
Como comprar concreto de usina(pré-misturado)Para as obras em que não há espaço para produzir seu  concreto, é comum comp...
Quando o caminhão-betoneira chega na obra( é importante que esta esteja preparada para receber o concreto), adiciona-se a...
Cuidados na compra do concreto de usinaa, Pedir concreto pelo fck. Se na obra vamos produzir concreto visando o fck, o co...
e, Você tem certeza de que no local de disposição do concreto não há obstáculo para a chegada do caminhão?f, A usina ent...
h, Não se esqueça, que mesmo comprando concreto de usina, você poderá precisar de uma betoneira na obra para trabalhos mi...
1º Caso: esta peça não é de concreto armado.Critica: as armaduras estão muito espaçadas e com isso é mínimo o atrito armad...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Dosagem do concreto

106,503

Published on

7 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
106,503
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1,045
Comments
7
Likes
13
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
  • Transcript of "Dosagem do concreto"

    1. 1. DOSAGEM DO CONCRETO
    2. 2. CONCRETOConceito:Concreto é um material de construção constituído de aglomerante, água e agregados graúdos e miúdos.Dosagem é a determinação do traço do concreto ou argamassas.
    3. 3. Características do Concreto Fresco: CONCRETO FRESCO E O NOME DADO AOCONCRETO EM SEU ESTADO MALEÁVEL ANTESDO INÍCIO DA PEGA.O concreto fresco deve ser trabalhável e coeso.O concreto endurecido deve ser resistênte e durável.
    4. 4. TRAÇO:Traço é a proporção da quantidade de agregados e água para uma certa quantidade de cimento.O traço pode ser determinado em peso ou volume.
    5. 5. Dosagem Empírica: dosagem obtida pela experiência acumulada em outras obras. São dosagens para obras de portes pequeno e médio.Dosagem Experimental: é determinada em laboratório levando em consideração a umidade dos agregados (absorção e inchamento), quantidade de água exata e quantidade de cimento para se obter o concreto com as características exigidas no projeto e com menor custo possível.
    6. 6. INFORMAÇÕES A SEREM CONSIDERADAS NA DOSAGEM:Resistência; (FCK – resistência característica à compressão);Dimensões das formas;Nível de acabamento das peças estruturais;Transporte e lançamento;
    7. 7. O concreto – A resistência do concreto- O Fck, a relação água/cimento, o slump e as betoneiras do mercadoA composição do concreto:O concreto é uma mistura de:Pedras grandes e pequenas - agregados graúdos.Areia – agregados míudosCola – cimentoO concreto é uma tentativa de reconstrução de pedra natural. Tudo o que aproxima o concreto da pedra natural é bom para ele. As pedras e a areia(inertes) são usadas umas para ocupar os espaços deixados pelas outras e o cimento molhado ligará tudo.
    8. 8. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    9. 9. Para ter um bom concreto é fundamental uma boa mistura de pedra, areia, cimento é água, sempre tendo em vista produzir um produto sem vazios, que serão ocupados pelo ar.Como se fazer essa mistura? Primeiro pela escolha granulométrica de seus componentes e, segundo pela sua própria qualidade.Essa mistura pode ser feita:Manual: só para pequenas quantidades ou obras de pequeno porte.Nas betoneiras de obras.Comprando de usinas.
    10. 10. Lembremos que, ao comprar concreto usinado de usina, está é na pratica um betoneira localizada fora da obra. Só isso. As exigências que se fariam para a produção na obra devem ser feitas para compra de concreto de usina, além das exigências de transporte.
    11. 11. O material CONCRETO e seus componentes: pedra,cimento, areia, água e fôrma. Os Fck recomendados :O concreto é uma tentativa de fazer uma pedra artificial com vantagem enorme de ter a forma, resistência e dimensões que se queira.Usa-se para produzir o concreto a mistura de:Pedra, usualmente de dois tamanhos, de maneira que a pedra de maior tamanho, gerando uma mistura bem densa(pouco vazios);Areia, que ocupará os espaços entre as pedras;Cimento, que é um material industrial pulverulento, que depois de molhado, começa a ganhar resistências e age como cola;
    12. 12. Água, que hidratará o cimento transformando-o em uma cola e a água dá plasticidade à mistura.Formas, que darão forma e dimensões à mistura ainda plástica e que serão removidas depois. Normalmente as formas são de madeira ou aço.Escoramento, que dá estabilidade as fôrmas, enquanto essas fôrmas protegerem o concreto, ainda plástico;
    13. 13. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    14. 14. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    15. 15. Nota:Há uma tendência de se apresentar as fôrmas de concreto sempre com formas geométricas lineares. No caso de lajes, vigas e pilares comuns é assim mesmo. Lembremos todavia que a arquitetura poderá exigir fôrmas sinuosas. Afinal fazemos esculturas com concreto armado e a arquitetura brasileira que o diga.Claro que aí o trabalho das fôrmas é então decisivo e então fazemos qualquer forma com o concreto.
    16. 16. A resistência do Concreto – O fckO projeto da obra indica a resistência do concreto deseja.Normalmente:Fck >= 200 kgf/cm² = 20 Mpa para obras de médio vulto como por exemplo, prédio de apartamentos.
    17. 17. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    18. 18. Depois de lançado o concreto nas fôrmas, ele ainda ficará plástico por minutos. Depois de alguns horas ele ganhará uma resistência que irá aumentando com o passar dos dias;Tão logo o concreto seja lançado nas formas devemos fazer sua acomodação, usando vibradores ou mecânicos ou até manuais. É para expulsar o ar que ficou preso e que se não for expulso, com o tempo gerará vazios, que diminuirão significativamente a resistências à compressão do concreto;
    19. 19. Depois de horas de lançamento do concreto nas fôrmas e quando ele ganhou alguma resistência, devemos manter sua superfície exposta bastante úmida, operação essa chamada de cura. A cura prolongada do concreto, seja por esborrifamento, seja pelo uso de superfícies molhadas, etc. Melhora bastante a resistência do concreto à compressão, que é sempre o grande parâmetro de analise da qualidade do concreto. Devemos fazer cura pelo menos sete dias.
    20. 20. Como dito, uma das mais importante características do concreto é sua resistências à compressão. Normalmente o concreto costuma ter as seguintes resistências à compressão:100 kgf/cm² (10 MPa) muito usada no passado;150 kgf/cm² (15 MPA) mínima resistências aceitável para um concreto estrutural e hoje só pode ser usada em fundações;200 kgf/cm² (20 MPa) resistências mínima estrutural do concreto a partir da nova de concreto NBR 6118 de 2003;500 kgf/cm² concretos especiais chamados de CAD, concreto alto desempenho, ou mais.
    21. 21. A melhor prova de que o concreto é uma pedra artificial, de fraca resistência se comparada com as pedras mais comumente encontradas, estas tem resistências a compressão variando de 800 kgf/cm² =80 MPa a mais de 2000 kgf/cm²=200MPa.
    22. 22. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    23. 23. Na prática, não tiram centenas de corpos de prova, mas com penas alguns exemplares e baseado nessas regras estatísticas, é possível se ter o valor do fck.Vários fatores influenciam o fck de um lote de concreto, mas os mais importantes são:Teor de cimento por m³ do concretoRelação água cimento da misturaO cimento é componente mais caro do concreto e há sempre o interesse econômico de usar o mínimo desse componente.
    24. 24. O uso de água na mistura auxilia a produção de um concreto mais plástica e mais trabalhável e portanto é muito tentador colocar muita água no concreto, mas isso tem uma enorme problema, pois reduz significativamente a resistência do concreto. Um adequado estudo da mistura:a, um concreto econômico;b, um concreto razoavelmente plástico e adequado para ser colocado nas fôrmas, evitando a ocorrência de bicheiras(vazios);c, um concreto resistente (alto fck)
    25. 25. O concreto, como visto, é chamado de concreto simples e é usado depois com armadura de aço chamado de concreto armado.O concreto sem armadura ou seja, o concreto simples é usado:- na fabricação de blocos de concreto- na confecção de tubos de diâmetros pequenos- no cimentado de piso
    26. 26. Terminologia do concretoConcreto: mistura de pedra grossa com pedra fina com cimento, areia e água. A pedra grossa costuma ser a brita nº2 e a pedra fina costuma ser a brita nº1;Concreto armado: concreto + armadura de aço;Argamassa: areia mais cimento mais água;Pasta: cimento mais águaConcreto magro: concreto sem função estrutural e com pouco cimento. É usado por exemplo com enchimento e camada de proteção.Argamassa armada: cimento mais areia mais água armadura. A argamassa armada é usada em pequenas obras como bancos de jardim, abrigo de ônibus, vasos e tanques.
    27. 27. Cuidado na produção do concreto:Antes de falar do cuidado com concreto, vamos dar os tamanhos comerciais das pedra usadas no concreto:Areia grossaBrita zero: dimensões variando entre 5 a 9,5mm;Brita um: dimensões variando 9,5mm a 22mm;Brita dois: dimensões variando de 22 32 mm;Brita três: dimensões variando de 32 a 50mmBrita um e brita dois: tipos mais usados
    28. 28. NotaConsumo: 30% do cimento produzidos no Brasil vai para grandes obras e mais de 70% vai para o “consumidor formiga”, na construção de pequenas obras(argamassa de assentamento, cimentado e pequenas edificações)
    29. 29. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    30. 30. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    31. 31. Recomenda-se os seguintes cuidados mínimos na produção do concreto:Produzido o concreto este deve até em uma hora ser colocado nas formas;Retirada de fôrmas das faces laterais, só depois de 3 dias do lançamento do concreto nas fôrmasRetirada de fôrmas de faces inferiores e tomando cuidado com os apoios (pontaletes), só depois de 14 dias;Retirada total de fôrmas e de proteção dos apoios(retirada de apoios), só depois de 21 dias;Fazer cura por no mínimo 7 dias.Com 28 dias se analisam os resultados da resistências do concreto à compressão pelos resultados das analises dos corpos de prova que foram para laboratório para serem rompidos em prensa .
    32. 32. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    33. 33. Pergunta e resposta:Por que se usa o prazo de 28 dias para definir a resistências do concreto?Após alguns dias de sua produção, o concreto tem grande variabilidade em termos de amostras para serem ensaiadas ao teste de compressão em prensas. A partir de algo com 30 dias, essa variabilidade diminui. Escolheu-se então 28 dias, que é o múltiplo de 7 dias. Como as concretagens costumam ser feitas em dias úteis, o rompimento dos corpos de provas também será em dias úteis.
    34. 34. A resistência do concreto – O fckO projeto da obra indica a resistência do concreto desejada.Normalmente:Fck >= 20MPa para obra de médio vulto como por exemplo prédio de apartamentosFck – 250 kg/cm²=25 Mpa para grandes obras de concreto armado
    35. 35. O que é fck?Fck é uma mensagem, uma ordem do projetista ao construtor. O concreto deve ser tal que, de cada 100 corpos de prova, somente 5 poderão ter resistência à compressão inferior ao fck fixado ou no máximo 5% dos corpos de prova .A medida de resistência do concreto é feita em corpos de prova (cilindros com 15 cm de diâmetro de base e 30cm de altura), que são rompidos em prensa depois de 28 dias.O valor médio (média aritmética) dos valores é chamado fcj. O fcj é o valor encontrado nas tabelas de traço e corresponde à expectativa de um valor médio aritmético.
    36. 36. O cálculo de uma estrutura de concreto é feito com base no projeto arquitetônico da obra e no valor de algumas variáveis, como por exemplo, a resistência do concreto que será utilizado na estrutura.Portanto, a Resistência Característica do Concreto à Compressão (fck) é um dos dados utilizados no cálculo estrutural. Sua unidade de medida é o MPa (Mega Pascal), sendo:Pascal: Pressão exercida por uma força de 1 newton, uniformemente distribuída sobre uma superfície plana de 1 metro quadrado de área, perpendicular à direção da força.Mega Pascal (MPa) = 1 milhão de Pascal = 10,00 Kgf/cm².Por exemplo: O Fck 30 MPa tem uma resistência à compressão de 300,00 Kgf/cm².O valor desta resistência (fck) é um dado importante e será necessário em diversas etapas da obra, como por exemplo:Para cotar os preços do concreto junto ao mercado, pois o valor do metro cúbico de concreto varia conforme a resistência (fck), o slump, o uso de adições, etc.
    37. 37. Exemplo10 Mpa = 100 kg/cm² (Ou seja, uma tensão que aplica o peso de 100 Kg numa área de 1,0 cm²)Dessa forma, se um concreto deve ter um Fck de 20 Mpa, isso significa que este deverá suportar uma tensão de 200 kg numa área de 1,0 cm².
    38. 38. No recebimento do concreto na obra, devendo o valor do fck, fazer parte do corpo da nota fiscal de entrega, juntamente o slump.No controle tecnológico do concreto (conforme normas da ABNT), através dos resultados dos ensaios de resistência à compressão.Neste ensaio, a amostra do concreto é "capeada" e colocada em uma prensa. Nela, recebe uma carga gradual até atingir sua resistência máxima (kgs). Este valor é dividido pela área do topo da amostra (cm²). Teremos então a resistência em kgf/cm². Dividindo-se este valor por 10,1972 se obtém a resistência em MPa.A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), descreve com exatidão os ensaios de Resistência à Compressão e de Slump Test, através de suas normas.
    39. 39. Clique para editar os estilos do texto mestre  Segundo nível  Terceiro nível  Quarto nível  Quinto nível
    40. 40. O concreto, dentro das variáveis que podem existir nos projetos estruturais, foi o item que mais evoluiu em termos de tecnologia. Antigamente muitos cálculos eram baseados no fck 18 MPa e hoje, conseguimos atingir no Brasil, resistências superiores a 100 MPa. Isto é uma ferramenta poderosa para os projetistas e para a engenharia em geral. Implica na redução das dimensões de pilares e vigas, no aumento da velocidade das obras, na diminuição do tamanho e do peso das estruturas, formas, armaduras, etc.
    41. 41. Como relacionar fcj com fck?Fcj= resistência à compressão do concreto previsto para idade de “j” dias, em MPaA NBR 12655 – Concreto de Cimento Portland –preparo, controle e recebimento, dá critérios para isso.Fcj= fck + (1,65 .Sd)Os valores de Sd:Para obras de alto controle Sd = 40 kg/cm²Para obras de bom com controle Sd = 55 Kg/cm²Para obras d médio controle Sd = 70 kg/cm²
    42. 42. O que influi na qualidade do concreto?a quantidade de cimento por m³ de concretoa relação água/cimento usadaos cuidados na preparação, transporte, lançamento, vibração e cura do concreto nas formas
    43. 43. A relação água/cimentoÁgua é necessária ao concreto para:Hidratar o cimento( o cimento hidratado vira cola).Dar fluidez, plasticidade e trabalhabilidade.Pouca água, atrapalha; muita água, desanda o concreto. Usa-se pois, o mínimo de água para as funções indicadas.
    44. 44. O consumo mínimo de cimentoOs teores mínimos de cimento recomendáveis são:Para concreto magro (camada de concreto entre o terreno e o concreto estrutural): 100 a 150 kg/m³.Para concreto estrutural: 300 kg/m³.Para concreto exposto a condições agressivas ( por exemplo, em contato com água do mar); 350 kg/m³.
    45. 45. O teste do abatimento do cone – Slump testePara se controlar a trabalhabilidade do concreto e seu teor de água, recomenda-se o teste do abatimento de cone slump).È um teste fácil e simples que pode ser feito, e deve, na obra. Ele fiscaliza e controla as aguaceiras do mestre de obras que tende sempre a pôr um pouquinho mais de água para facilitar a produção e lançamento do concreto.Para fazer o teste, molda-se numa forma tronco-cônica ( com diâmetro de 10cm no topo, 20cm na base e 30cm de altura) o concreto, formado em três camadas igualmente adensadas cada um com 25 golpes de barra com 16mm de diâmetro. Em seguida, coloca-se a forma sobre a forma e mede-se o abatimento.
    46. 46. As betoneiras do mercadoQuando se usa betoneira na preparação do concreto, obtém-se misturas mais homogêneas e produção maior do que a mistura anual.A desvantagem é o custo da betoneira e sua instalação elétrica. Uma obra com betoneira exige um mínimo de produção para compensar seu uso. Há vários tipos de betoneiras e vários tamanhos:Betoneiras comuns: Capacidade(L) Potência do motor 320 3,0 cv 500 7,50cv 600 10,0cv 750 15,0cv
    47. 47. Há betoneiras de eixo inclinado(basculante), eixo horizontal e de eixo vertical.Há betoneiras com carregadeira (fazem previamente a carga) sendo, por isso, mais eficientes que as de carregar pela boca.A capacidade de produção de cada betoneira é parte de seu volume interno. Para betoneiras inclinadas, a capacidade de cada uma é de 70% de sua capacidade interna. Para as de eixo horizontal é da ordem de 35,0%O tempo de mistura na betoneira é da ordem de 1 a 3 min.
    48. 48. A rotação das betoneiras é função de sua capacidade. As menores devem ter maior velocidade de rotação.As betoneiras basculantes tem a rotação de cerca de 300 rotações por minutos e as de eixo horizontal, 15 rotações por minutos.Com a betoneira já em funcionamento, a sequência de colocação de material é:Parte do agregado graúdo e parte da água (corresponde quase a uma lavagem interna).Cimento mais a água que falta e areia.Resto agregados graúdos
    49. 49. Ao final de cada dia, a betoneira deve ser lavada para evitar incrustrações. Deixa-la funcionar com água e pedra ajuda a lavagem (ação de atrito).
    50. 50. ConcretoBrasil–Nabetoneiraounobraço–OtestedaslatasHá o desejo e há a realidade. O desejável é que, na preparação do concreto considere-se:A classe do cimentoA granulometria da areiaOs tipos de britas a serem usadas (brita 1, brita 2 e outras).A umidade da areia no cálculo da relação água/cimento.
    51. 51. Na realidade da pequena construção, pensar nisso é irreal. A areia é a que se tem. A brita nem sempre é classificada.Não é tão fácil medir a umidade da areia. As vezes tem betoneiras; às vezes o concreto é misturado no braço.Como fazer então um bom concreto? Que resistência esperar dele?Vamos dar regras práticas para esse concreto bem brasileiro, sem apoio tecnológico, um concreto real.
    52. 52. Fórmula MágicaA formula mágica é CAP : 1 :2 :3.Isso quer dizer:C: volume de cimento, cerca de 35 litros que é o volume aparente de saco de 50kg.A: volume de areia. Como o volume de cimento é de 35 litros, vamos colocar 2 x 35 = 70 litros de areia.P: volume de brita, ou seja 3 x35 litros = 105 litros.
    53. 53. Preparação e mistura:Para facilitar a dosagem de areia e pedra, construa a caixa padrão:Ou seja, a dosagem – 1:2:3 é uma dosagem volumetrica, corresponde à:1 saco de cimento2 caixas padrão de areia3 caixas padrão de pedraE água?Para areia seca: 27 litros de águaPara areia pouco úmida (a mais comum) 24 litros de águaPara areia molhada água: 20 litros de água
    54. 54. Como se dá a sequência de colocação dos materiais para a mistura manual?Sobre uma superfície rígida e impermeável ( piso de tábua ou cimentado), coloca-se areia formando uma camada de 15cm. Adiciona-se uniformemente o cimento e mistura-se bem. Recomenda-se pá de formato quadrado. Após uma boa mistura( cor homogênea de toda a massa misturada), junta-se a brita (pedra) e mistura-se, outra vez. Só então faz-se um buraco no meio da massa e adiciona-se lentamente a água, não deixando escapar nada. Mistura-se bem até se obter uma massa de visual homogêneo. Usa-se para isso um pá ou enxada.
    55. 55. Se a água usada for de rede pública não há problemas quanto a sua qualidade.Qual a resistência esperada desse concreto?Não conheço estudos a respeito. Conversando com vários colegas, tenho uma ideia. Esse concreto seria estimado como tendo um fcj de 120 a 150 kg/cm² .
    56. 56. O teste das latasQuando há numa obra britas classificados (nº1 e nº2), dá para confiar na informação do vendedor que elas são realmente de brita nº1 e brita nº2?Não há um processo mais elaborado que demonstre qual é a mistura que resulta em concreto mais denso ( com menor índice de vazios), menos porosos, mais resistente. Para que se descubra um concreto com essas características, existe o teste das latas.Para se saber a melhor dosagem de pedra nº1 e nº2 fazem-se várias misturas diferentes e colocam-se as mesmas em várias latas.
    57. 57. Após, adiciona-se água a cada lata. A lata que transbordar com menos quantidade desse líquido é a mistura com menor índice de vazios. Assim, em vez de especificar uma fórmula de dosagem, uma caixa de brita 1 e uma caixa de brita 2, alteremos essas proporções de acordo com a mistura que resultou mais densa (menor índice de vazios).
    58. 58. Como comprar concreto de usina(pré-misturado)Para as obras em que não há espaço para produzir seu concreto, é comum comprá-lo de usina e esta é uma tendência dominante em todas as obras. Na central de concreto, os componentes são dosados e lançados no caminhão. Só não é adicionado a água necessária. Só parte da água é adicionada. E lá vai o caminhão em direção à obra misturando lentamente areia, a pedra, o cimento e parte da água. A mistura é lenta só para não deixar tudo se depositar no fundo ( da ordem de 2 a 5 voltas por minuto).
    59. 59. Quando o caminhão-betoneira chega na obra( é importante que esta esteja preparada para receber o concreto), adiciona-se a água restante e começa a mistura final.A rotação do tambor passa a girar de 5 de 16 voltas por minutos e mistura-se durante 5 a 10 minutos. Inicia-se o descarregamento e, em seguida, o transporte interno do concreto em carrinhos, caçambas, esteiras transportadoras ou bombeamento.
    60. 60. Cuidados na compra do concreto de usinaa, Pedir concreto pelo fck. Se na obra vamos produzir concreto visando o fck, o compraremos pelo fck. A questão do traço é problema de usina de concreto.b, Fazem-se exigências também pelo tipo de pedra a usar, considerando o espaço entre as armaduras o bombeamento ou não do concreto, ou seja, fixa-se o diâmetro máximo.c, Deve-se fixar também o abatimento(slump test)e, se necessário, o teor de cimento por m³.d, O tempo máximo aceitável no transporte do concreto no caminhão é de 90min. Não adianta, pois, comprar concreto de usina muito afastada do local da obra
    61. 61. e, Você tem certeza de que no local de disposição do concreto não há obstáculo para a chegada do caminhão?f, A usina entrega o caminhão cheio de concreto nas seguintes capacidades: 5, 7, 8 e 10 m³. A sua obra está capacitada para receber, transportar e lançar todo esse concreto? As concreteiras não entregam meio caminhão, ou se entregam há um sobrepreço.g, O controle do concreto entregue, aferido por testes em corpos de provas, é um controle de concreto entregue(fim da responsabilidade da usina).Você deve fazer o controle adicional(não mais para a usina) do concreto lançado nas formas. Ás vezes, você pode ter um ótimo concreto na porta do caminhão, e um péssimo concreto nas formas por deficiências de transporte e lançamento. O controle pois a qualidade do concreto nas formas, tirando corpos de prova do concreto lançado nelas.
    62. 62. h, Não se esqueça, que mesmo comprando concreto de usina, você poderá precisar de uma betoneira na obra para trabalhos miúdos.Lembremos a norma brasileira de Concreto pré misturado NBR 7212. Consultar também a norma de recebimento do concreto NBR 12.655
    63. 63. 1º Caso: esta peça não é de concreto armado.Critica: as armaduras estão muito espaçadas e com isso é mínimo o atrito armadura concreto. Toda a teoria e fórmulas do concreto armado prevêem a necessidade desse atrito. Barras de aço só devem ser colocados na periferia da peça e não no centro. 2º Caso: Esta peça não é de concreto armado< Critica: as armaduras estão muito próximas e naconcretagem, as pedras não conseguirão penetrar por entre as barras.3º Caso: Esta peça sim é de concreto armado.Esta Peça sim obedece a exigência de uma distâncias mínima entre as barras. Há adequado espaço entre as barras (para passar o vibrador) e entre as barras e as formas.
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×