Práticas de Linguagem e Design: algumas questões de usabilidade no contexto da web social

494
-1

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
494
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Práticas de Linguagem e Design: algumas questões de usabilidade no contexto da web social

  1. 1. Práticas de Linguagem e Design: algumas questões de usabilidade no contexto da web social Fernanda Maria Pereira Freire [email_address] Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED) André Constantino da Silva [email_address] Instituto de Computação (IC) Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) São Paulo, Brasil III WAIHCWS Porto de Galinhas, 25 de outubro de 2011
  2. 2. Agenda <ul><li>Contextualização </li></ul><ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Análise de Dados </li></ul><ul><li>Considerações Finais </li></ul>
  3. 3. com quem se fala; em que circunstâncias se fala; sobre o quê se fala; que se conhece a respeito do interlocutor e do assunto, etc. língua conhecimentos partilhados tema da conversa o sabem a respeito um do outro ... Condições de produção dos enunciados Falar/escrever pressupõe, além do uso de uma determinada língua, ajustes sintáticos, semânticos e discursivos em função das condições de produção do enunciado .
  4. 4. No caso das práticas de linguagem mediadas pelo computador a interface da aplicação pode ser vista como mais um elemento das “condições de produção do enunciado” que pode então, interferir no modo como o usuário usa a linguagem. língua conhecimentos partilhados tema da conversa o sabem a respeito um do outro ... Interface da aplicação Condições de produção dos enunciados
  5. 5. Contextualização <ul><li>Estudos linguísticos mostraram que determinados ajustes sintáticos , semânticos e discursivos produzidos em práticas de linguagem digitais ( CMC ) podem ser interpretados como decorrentes da influência que a interface da aplicação exerce naquela prática particular (Freire, 2003, 2007, 2010; Freire et al. , 2007) </li></ul>
  6. 6. http://www.uol.com.br/ Bate-papo <ul><ul><ul><li>pensar naquilo que pretende dizer </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li> escolher que tipo de ruído tem a ver com o que pretende dizer </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li> escolher que tipo de imagem tem a ver com o que pretende dizer </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li> endereçar - explicitamente - seu enunciado, escolhendo o(s) interlocutor(es) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li> analisar que tipo de ação pretende com seu enunciado </li></ul></ul></ul>
  7. 7. Contextualização <ul><li>Outros estudos para desenvolvimento de aplicações mostraram que a observação e a análise de práticas sociais de uso da linguagem podem subsidiar decisões de design de interfaces para aplicações de CMC (Oeiras, 2005; Oeiras et al. , 2001, 2005, 2006) </li></ul>
  8. 8. Bate-papo coordenado – “assembléia” (Oeiras, 2005) (A) platéia (B) coordenador (C) mensagens (D) escrita e envio de mensagens
  9. 9. Reciprocidade <ul><li>Portanto, as influências entre as práticas sociais de uso da linguagem e as decisões de design são recíprocas </li></ul>
  10. 10. Objetivo do Estudo <ul><li>Correlacionar o resultado de análises linguísticas com problemas de usabilidade utilizando as heurísticas de usabilidade (Nielsen, 1994) </li></ul>
  11. 11. Análise de Dados <ul><li>Foram selecionadas duas situações reais de interação da web social: </li></ul><ul><li>- Entretenimento : redes sociais </li></ul><ul><li>- Contexto educacional : curso de EaD </li></ul>
  12. 12. Análise de Dados <ul><li>Foram selecionadas duas situações reais de interação: </li></ul><ul><li>- Entretenimento : redes sociais </li></ul><ul><ul><li>como o design do Fórum do Orkut provocou ajustes linguísticos nos textos dos usuários de modo a sustentar a interlocução entre eles </li></ul></ul><ul><li>- Contexto educacional : curso de EaD </li></ul>
  13. 13. Dado Achado - O Fórum do Orkut <ul><li>- Rede Social: Orkut </li></ul><ul><li>- Ferramenta: Fórum </li></ul><ul><li>- Comunidade: “Livros, Textos e Redação” </li></ul><ul><li>- Objetivo: troca de experiência em relação à escrita </li></ul><ul><li>- Usuários seguem padrões interacionais que regulam o funcionamento do fórum </li></ul><ul><li>- Participação voluntária e informal </li></ul>
  14. 14. Dado Achado - O Fórum do Orkut Lista ordenada Cronologicamente (novo para mais antigo)
  15. 15. Dado Achado - O Fórum do Orkut Lista ordenada Cronologicamente (antiga para mais nova) Lima, 2010
  16. 16. Lima, 2010 Operação linguística de condensação - retoma a mensagem anterior Divisão do enunciado em título + mensagem + mensagem (o que obriga o usuário a responder para sim mesmo!) provavelmente tem o objetivo de dar destaque ao texto que deseja que seja corrigido
  17. 17. Dado Achado I - O Fórum do Orkut Lima, 2010
  18. 18. No dia seguinte...Leandro responde Dois dias depois...Altair responde Lima, 2010
  19. 19. Dado Achado – O Fórum do Orkut <ul><li>Leandro e ALTAIR iniciam as mensagens com o nome da destinatária, Joice. Opcional? </li></ul><ul><ul><li>No caso deste Fórum, o nome do destinatário não é facultativo. Por quê? </li></ul></ul><ul><li>Como as mensagens são organizadas por ordem cronológica – da mais antiga para a mais recente – cria um complicador para interações dirigidas a determinadas pessoas. </li></ul><ul><li>Solução empregada: operação de determinação </li></ul>
  20. 20. O TelEduc não possui esse complicador:
  21. 21. O Fórum do Orkut “ Essa mensagem se refere a quê?”
  22. 22. Dado Achado I – O Fórum do Orkut <ul><li>E se outro membro qualquer da comunidade quiser contribuir com Joice, mas há um conjunto de mensagens entre a mensagem de Joice e a sua postagem? </li></ul><ul><li>Ele é obrigado a relembrar o contexto , já que a mensagem pode ter ficado “para trás”. </li></ul>“ Reconhecimento ao invés de relembrança”
  23. 23. O Fórum do Orkut “ Será que essa foi a última mensagem que li?”
  24. 24. Dado Achado I – O Fórum do Orkut <ul><li>As mensagens não lidas não são marcadas na interface de modo que o usuário possa rapidamente identificá-las. </li></ul><ul><li>Joice pode usar pistas para auxiliá-la: Procurar pelo seu nome . </li></ul><ul><li>Problema: E se um participante postar um comentário sem referenciá-la explicitamente? </li></ul><ul><li>Leitura de todas as mensagens postadas depois da sua e decifrar pelo conteúdo </li></ul>“ Reconhecimento ao invés de relembrança”
  25. 25. No dia seguinte...Leandro responde Dois dias depois...Altair responde Cinco dias depois...Joice agradece “o pessoal”
  26. 26. Dado Achado I – O Fórum do Orkut <ul><li>Ao que parece, para ela mesma é difícil lembrar quem são os seus interlocutores, tanto que ela se referencia a eles, dias depois, usando a expressão “ oi pessoal ”. </li></ul>“ Reconhecimento ao invés de relembrança”
  27. 27. Análise de Dados <ul><li>Foram selecionadas duas situações reais de interação: </li></ul><ul><li>- Entretenimento : redes sociais </li></ul><ul><ul><li>como o design do Fórum do Orkut provocou ajustes linguísticos nos textos dos usuários de modo a sustentar a interlocução entre eles </li></ul></ul><ul><li>- Contexto educacional : curso de EaD </li></ul><ul><ul><li>como o design do Portfólio do TelEduc promoveu o trabalho colaborativo ampliando práticas de escrita, leitura e reescrita </li></ul></ul>
  28. 28. Dado Achado II - O Portfólio do TelEduc <ul><li>- Ambiente: TelEduc </li></ul><ul><li>- Ferramenta: Fórum de Discussão </li></ul><ul><li>- Curso: Formação de Professores na área de Linguagem e Letramento </li></ul><ul><li>- Objetivo da atividade proposta: Elaborar um memorial sobre o aprendizado da leitura e escrita </li></ul><ul><ul><li>- Usuários seguem padrões bem estabelecidos (papéis formadores e alunos) </li></ul></ul>
  29. 29. Várias versões Troca de opinião
  30. 30. compartilhamento postagem de comentários de alunos e professores com cores diferentes rápido reconhecimento de novidades (negrito) escrever memorial atividade-alvo “ Reconhecimento ao invés de relembrança”
  31. 31. compartilhamento postagem de comentários de alunos e professores com cores diferentes rápido reconhecimento de novidades (negrito) escrever memorial atividade-alvo Conjunto de memoriais produzido colaborativa-mente “ Reconhecimento ao invés de relembrança” Prática de linguagem foi influenciada!
  32. 32. Considerações Finais <ul><li>Estudo exploratório </li></ul><ul><li>Resultados mostraram que operações linguísticas que aparecem em certos contextos e não em outros podem ser vistas como indícios de problemas de usabilidade </li></ul><ul><ul><li>No caso dos dados apresentados, problemas relacionados à heurística Reconhecimento ao invés de relembrança </li></ul></ul><ul><li>Estudos futuros deverão ser feitos com dois enfoques: </li></ul><ul><ul><li>As avaliações heurísticas (padrão) identificariam os problemas que aqui foram apresentados? </li></ul></ul><ul><ul><li>É possível por meio de análises linguísticas identificar problemas de usabilidade relacionadas às demais heurísticas? </li></ul></ul>
  33. 33. Bibliografia <ul><li>FREIRE, F. M. P. Formas de materialidade linguística, gêneros de discurso e interfaces . A Leitura nos oceanos da Internet . Cortez, São Paulo SP, p. 1-127, 2003. </li></ul><ul><li>FREIRE, F. M. P. Armadilhas virtuais na educação de leitores . Anais do 16º Congresso de Leitura do Brasil (Campinas SP, 2007), 1-17. </li></ul><ul><li>FREIRE, F. M. P. Letramento(s) e uso de interface: um estudo de caso. Anais do 21 Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE 2010 (João Pessoa, 2010) 1-10. </li></ul><ul><li>FREIRE, F. M. P.; CAVALCANTI, Ma. C.; POSSENTI, S.; KLEIMAN, A. Leitura e escrita via Internet: formação de professores nas áreas de alfabetização e linguagem. Trabalhos em Linguística Aplicada 46, 1, (2007), 93-111. </li></ul><ul><li>LIMA, M. Escrita, Interlocução e Moderação em um Fórum Online do Orkut . Dissertação de Mestrado. Campinas: Instituto de Estudos da Linguagem , UNICAMP, 2010. 123p. </li></ul><ul><li>NIELSEN, J. Heuristic Evaluation. Usability Inspection Methods , John Wiley & Sons, Nova Iorque NY, 1994. </li></ul><ul><li>OEIRAS LACHI, J. Y. Y. ; ROMANI, L. A. S. ; ROCHA, H. V. da. Communication, visualization and social aspects involved on a virtual collaborative learning environment . Journal of Three Dimensional Images , v. 15, n. 1, p. 122-131, 2001. </li></ul><ul><li>OEIRAS, J. Y. Y. Design de ferramentas de comunicação para colaboração em ambientes de educação a distância. 2005. Tese (Doutorado em Ciência da Computação) – UNICAMP. </li></ul><ul><li>OEIRAS LACHI, J. Y. Y. ; FREIRE, F. M. P.; LACHI, R. L.; ROCHA, H. V. da. Desenvolvimento de uma ferramenta de bate-papo com mecanismos de coordenação baseados na linguagem em ação . RENOTE. Revista Novas Tecnologias na Educação , Porto Alegre, v. 3, n. 2, p. 1-10, 2005. </li></ul><ul><li>OEIRAS LACHI, J. Y. Y. ; FREIRE, F. M. P.; LACHI, R. L.; ROCHA, H. V. da. Design de ferramentas de comunicação baseado em gêneros de discurso . In: Simpósio de Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC2006) , 2006, Natal - Rio Grande do Norte. SBC, 2006. v. 1. p. 56-65. </li></ul>
  34. 34. Agradecimentos <ul><li>CAPES </li></ul><ul><li>CNPq </li></ul><ul><li>Instituto de Computação / UNICAMP </li></ul><ul><li>NIED / UNICAMP </li></ul>
  35. 35. Práticas de Linguagem e Design: algumas questões de usabilidade no contexto da web social Fernanda Maria Pereira Freire [email_address] Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED) André Constantino da Silva [email_address] Instituto de Computação (IC) Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) São Paulo, Brasil III WAIHCWS Porto de Galinhas, 25 de outubro de 2011
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×