Cnidários

83,589 views
82,827 views

Published on

Aula síntese do Filo Cnidaria

Published in: Technology, Education
6 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Tem muita coisa falando ! Mais nada que eu esta prcisando.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Eu aprendi,e ainda mais que eu estou estudando para fazer a prova hoje na escola.Mas a prova não é sobre isso,eu estudei sobre isso na III unidade.A prova que eu vou fazer hoje é sobre Platelmintos e Nematelmintos.Os Espongiários e Cinidários é uma pesquisa que a profª passou para fazer para entregar até hoje que é o dia da prova dela (de Ciências).
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • porque a toxina do cnidocitos mata
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Comensalismo é uma das relações harmônicas interespecíficas (entre indivíduos de espécies diferentes), caracterizada por ser benéfica para uma das partes, sem causar prejuízo para a outra parte, em situações que envolvam alimentos, tais como restos de alimentos ou do metabolismo. É denominado comensal, a espécie que se alimenta dos restos da outra espécie. A anêmona é indiferente ao peixe palhaço.
    Mutualismo= Associação na qual duas espécies envolvidas são beneficiadas, porém, cada espécie só consegue viver na presença da outra. Entre exemplos destacaremos. O peixe palhaço vive sem a anêmona e também o contrário. Mas o musgo e a alga que compõem o líquen não sobrevivem sozinhos.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • peixe palhaço e a anêmona do mar formam uma relação de comensalismo ? não seria mutualismo ? tenhos dúvidas !!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
83,589
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
401
Actions
Shares
0
Downloads
916
Comments
6
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cnidários

  1. 1. Cnidários <ul><li>Animais invertebrados. </li></ul><ul><li>Aquáticos, também conhecidos como Celenterados. </li></ul><ul><li>Possuem o corpo com células urticantes. </li></ul><ul><li>Podem ser marinhos ou de água doce. </li></ul><ul><li>Se nome vem do Latim : knide = irritante e aria = como. </li></ul>
  2. 2. Características Gerais <ul><li>Possuem uma célula de defesa chamada cnidoblasto, que provoca uma irritação semelhante a da urtiga. </li></ul><ul><li>Os Cnidoblastos estão mais comumente nos tentáculos ao redor da boca . </li></ul><ul><li>Essas células de defesa injetam na sua presa um espinho chamado de Nematocisto, que tem uma toxina , que serve para espantar ou matar suas vítimas. </li></ul>
  3. 3. Tegumento <ul><li>Possuem três camadas que constituem o corpo: epiderme (camada mais externa, com células sensoriais e cnidócitos), mesogléia (camada gelatinosa que possui células nervosas formando um sistema nervoso difuso) e gastroderme (revestimento da cavidade gastrovascular). A mesogléia é muito mais desenvolvida nas medusas, o que confere aspecto gelatinoso. </li></ul>
  4. 4. Digestão e Defesa <ul><li>São animais predadores. Por isso caçam para se alimentar. </li></ul><ul><li>Digestão: apresentam boca, mas não possuem ânus. O alimento é parcialmente digerido na cavidade gastrovascular e a digestão é completada pelas células que revestem a cavidade. O que não é aproveitado é eliminado pela boca. A excreção e a respiração ocorrem por difusão. </li></ul><ul><li>Defesa : Os cnidários possuem um tipo especial de células, os cnidócitos (cnidoblastos ou nematoblastos), células de ataque e defesa, em maior quantidade nos tentáculos. Quando o cnidocílio é estimulado, um filamento que fica dentro do nematocisto é disparado. Este filamento possui um líquido urticante que pode provocar desde queimaduras até a morte. </li></ul>
  5. 5. Reprodução <ul><li>Assexuada: </li></ul><ul><ul><li>Brotamento </li></ul></ul><ul><li>Muitos pólipos podem se reproduzir assexuadamente por brotamento. Nesse processo a parede do corpo sofre um dobramento, formando um broto que cresce e, após algum tempo, forma tentáculos e boca. Finalmente a base do broto se estrangula e o pequeno pólipo se destaca do genitor, tornando-se independente. Esse tipo de reprodução é comum em hidras de água doce e em certas anêmonas marinhas. </li></ul><ul><li>Sexuada: </li></ul><ul><li>Todos os cnidários apresentam reprodução sexuada. Entretanto há espécies dióicas e monóicas. </li></ul><ul><li>Os espermatozóides e os óvulos se formam a partir das células intersticiais. Os espermatozóides são libertados na água e nadam à procura do óvulo. Este, em certas espécies, também é liberado na água; em outras, porém, fica aderido ao corpo da mãe. </li></ul><ul><li>A fecundação do óvulo por um espermatozóide origina o zigoto, que produz um embrião. Este se desenvolve e origina as formas adultas. </li></ul>
  6. 6. Alternância de Gerações <ul><li>Algumas espécies de cnidários apresentam ciclo de vida complexo, onde se alternam gerações de pólipo e de medusa. Fala-se, nesse caso, em alternância de gerações ou metagênese. </li></ul><ul><li>Em algumas espécies a forma predominante no ciclo de vida é o pólipo; em outras, a forma predominante é a medusa. </li></ul><ul><li>Pólipo tem a forma cilíndrica e, geralmente, fixo. Medusa lembra um guarda - chuva , é livre. </li></ul>
  7. 7. Classificação <ul><li>Classe Hidrozoa </li></ul><ul><ul><li>Os hidrozoários são os únicos cnidários que possuem representantes marinhos e de água doce, os demais ocorrem apenas no ambiente marítimo. </li></ul></ul><ul><li>Classe Scyphozhoa </li></ul><ul><ul><li>Nessa classe, a medusa é forma predominante do ciclo de vida. </li></ul></ul><ul><li>Classe Anthozoa </li></ul><ul><ul><li>Apresenta apenas pólipos. Existem espécies solitárias e algumas que vivem em colônias. </li></ul></ul>
  8. 8. Exemplos de Cnidários <ul><li>Água - viva </li></ul><ul><li>Corais </li></ul><ul><li>Anêmonas </li></ul><ul><li>Caravela </li></ul>
  9. 9. Curiosidade - Anêmonas e peixe Palhaço <ul><li>O peixe palhaço vive em uma relação de comensalismo com as anêmonas. Vocês lembram do Nemo ( filme “Procurando Nemo)? Ele é um peixe palhaço que vive no meio das Anêmonas. Elas lhe providenciam o abrigo e a proteção. O peixe trata de se esconder de seus predadores lá, já que ele não sente - pois é revestido de muco - a ação irritante das anêmonas. Porém os seus predadores sentem e não ficam ali. </li></ul>

×