• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
História do caranaval
 

História do caranaval

on

  • 4,088 views

palestra sobre a história do carnaval

palestra sobre a história do carnaval

Statistics

Views

Total Views
4,088
Views on SlideShare
4,048
Embed Views
40

Actions

Likes
8
Downloads
274
Comments
0

3 Embeds 40

http://ueuaa.blogspot.com 22
http://ueuaa.blogspot.com.br 17
http://www.ueuaa.blogspot.com 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    História do caranaval História do caranaval Presentation Transcript

    • 12
      12
      1
      História do:
    • 12
      12
      O que é  ?
      O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.
    • 12
      12
      História do Carnaval 
      O entrudo chegou ao Brasil por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia.
    • 12
      12
      No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.
    • No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas.
      As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado.
    • As Marchinhas
    • 12
      12
      Bonecos gigantes em Recife
      O carnaval de rua manteve suas tradições originais na região Nordeste do Brasil. Em cidades como Recife e Olinda, as pessoas saem as ruas durante o carnaval no ritmo do frevo e do maracatu. 
    • 12
      A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca chamado Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na escola de samba Estácio de Sá. A partir dai o carnaval de rua começa a ganhar um novo formato. Começam a surgir novas escolas de samba no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, começam os primeiros campeonatos para verificar qual escola de samba era mais bonita e animada.
    • 13
      Os desfiles de bonecos gigantes, em Recife, são uma das principais atrações desta cidade durante o carnaval.
    • 12
      12
      Na cidade de Salvador, existem os trios elétricos, embalados por músicas dançantes de cantores e grupos típicos da região. Na cidade destacam-se também os blocos negros como o Olodum e o Ileyaê, além dos blocos de rua e do Afoxé Filhos de Gandhi.
    • 12
      12
      Vendo a animação com que o público reagira ao frevo pernambucano, e para suprir a frustração provocada pela interrupção do desfile, Antonio Adolfo Nascimento - Dodô - e seu amigo Osmar Álvares Macêdo adaptam uma "forbica“ ligando à Bateria do automóvel um violão e um protótipo de guitarra e saíram pelas ruas executando o ritmo recifense, com enorme sucesso. Estava, assim, instituída a dupla elétrica Dodô e Osmar.
    • No ano seguinte, com o apoio da fábrica de refrigerantes Fratelli Vita, incorporam mais um músico, Temistoles Aragão, tocava baixo com pau elétrico fabricado por Dodô, com a sua inclusão, Osmar mudou o nome de Dupla Elétrica para Trio Elétrico. Inaugurando o nome com que seria imortalizado, de trio elétrico. Em 1959 apresentam-se em Recife, com patrocínio da Coca-Cola, fechando o ciclo das influências carnavalescas.
    • Carnaval em Rio de Contas
    • Carnaval em Rio de Contas