Your SlideShare is downloading. ×
AULA SOBRE Termometria
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

AULA SOBRE Termometria

7,958

Published on

AULA SOBRE TERMOMETRIA

AULA SOBRE TERMOMETRIA

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
7,958
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
253
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. TERMOMETRIA
    Temperatura
  • 2. Temperatura
    Chamamos de Termologia a parte da física que estuda os fenômenos relativos ao calor, aquecimento, resfriamento, mudanças de estado físico, mudanças de temperatura, etc.
    Temperatura é a grandeza que caracteriza o estado térmico de um corpo ou sistema.
    Fisicamente o conceito dado a quente e frio é um pouco diferente do que costumamos usar no nosso cotidiano. Podemos definir como quente um corpo que tem suas moléculas agitando-se muito, ou seja, com alta energia cinética. Analogamente, um corpo frio, é aquele que tem baixa agitação das suas moléculas.
    Quando dois corpos ou sistemas atingem o mesma temperatura, dizemos que estes corpos ou sistemas estão em equilíbrio térmico.
  • 3. Escalas Termométricas
    Para que seja possível medir a temperatura de um corpo, foi desenvolvido um aparelho chamado termômetro.
    O termômetro mais comum é o de mercúrio, que consiste em um vidro graduado com um bulbo de paredes finas que é ligado a um tubo muito fino, chamado tubo capilar.
    Quando a temperatura do termômetro aumenta, as moléculas de mercúrio aumentam sua agitação fazendo com que este se dilate, preenchendo o tubo capilar. Para cada altura atingida pelo mercúrio está associada uma temperatura.
    A escala de cada termômetro corresponde a este valor de altura atingida.
  • 4. Escala Celsius
    É a escala usada no Brasil e na maior parte dos países, oficializada em 1742 pelo astrônomo e físico sueco Anders Celsius (1701-1744). Esta escala tem como pontos de referência a temperatura de congelamento da água sob pressão normal (0°C) e a temperatura de ebulição da água sob pressão normal (100°C).
  • 5. Escala Fahrenheit
    Outra escala bastante utilizada, principalmente nos países de língua inglesa, criada em 1708 pelo físico alemão Daniel Gabriel Fahrenheit (1686-1736), tendo como referência a temperatura de uma mistura de gelo e cloreto de amônia (0°F) e a temperatura do corpo humano (100°F).
    Em comparação com a escala Celsius:
    0°C=32°F
    100°C=212°F
  • 6. Escala Kelvin
    Também conhecida como escala absoluta, foi verificada pelo físico inglês William Thompson (1824-1907), também conhecido como Lorde Kelvin. Esta escala tem como referência a temperatura do menor estado de agitação de qualquer molécula (0K) e é calculada apartir da escala Celsius.
    Por convenção, não se usa "grau" para esta escala, ou seja 0K, lê-se zero kelvin e não zero grau kelvin.
    Em comparação com a escala Celsius:
    -273°C=0K (zero absoluto)
    0°C=273K
    100°C=373K
  • 7. Conversões entre escalas
    Para que seja possível expressar temperaturas dadas em uma certa escala para outra qualquer deve-se estabelecer uma convenção geométrica de semelhança.
    Por exemplo, convertendo uma temperatura qualquer dada em escala Fahrenheit para escala Celsius:
  • 8. Conversões entre escalas
    Pelo princípio de semelhança geométrica:
  • 9. Exemplo:
    Qual a temperatura correspondente em escala Celsius para a temperatura 100°F?
  • 10. Conversões entre escalas
    E para escala Kelvin:
  • 11. Algumas temperaturas:

×