RACISMO E DESIGUALDADES RACIAIS<br />Oficina Mídia, Infância e Desigualdade Racial<br />Belém, 17 de maio de 2011<br />Re...
Relações Raciais no Brasil<br />-Calcadas no mito da união das três raças:  a branca, a negra e a indígena, sendo a raça b...
Relações Raciais no Brasil<br />-A  mestiçagem tida como a solução do problema da formação da nação brasileira, capaz de g...
Relações Raciais no Brasil<br />-Fundação do mito da  Democracia Racial – onde os diferentes grupos raciais viviam e ainda...
Relações Raciais no Brasil<br />-Na década de 70 novos estudos são elaborados informando que o atraso social é fruto da es...
Relações Raciais no Brasil<br />-O Apartheid chega ao fim;<br />-Em 1999 tem inicio processo de revisão das deliberações d...
Desigualdades Raciais<br /><ul><li>Praticas  racistas que geram  invisibilidade; violência; discriminação; segregação;  de...
Empobrecimento e não redistribuição de renda.
Acesso dificultado aos direitos e as políticas públicas.
Não participação no poder.</li></li></ul><li>Desigualdades Raciais<br />Sustentação:<br /><ul><li>Modo de produção e repro...
Processos ideológicos, políticos, sociais, culturais e históricos racistas e patriarcalistas.
Disputa por bens materiais, territoriais e de poder.
Violência.
Conhecimento.</li></li></ul><li>Indicadores das Desigualdades <br /><ul><li>Em 2002  o Brasilocupa a 73ªposição do ranking...
Ajustado por raça:
IDH da população negra brasileira: 105ª
IDH da população branca: 44ª</li></li></ul><li>Indicadores das Desigualdades <br />
Indicadores das Desigualdades <br />
Indicadores das Desigualdades <br />
Taxa ajustada de homicídios (100mil hab.) na população negra e branca, Brasil , 2000 a 2008.<br />Fonte: Ministério da Saú...
Raçanão é um conceito biológico. Segundo Richie<br />Witzigsomente 0,012% das variações genéticas<br />responsáveis por di...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Power Point "Racismo e Desigualdades Raciais no Brasil"

24,899 views

Published on

Apresentação feita por Suzana Varjão (baseada nos conteúdos preparados por Lucia Xavier) na oficina Midia, Infância e Desigualdade Racial organizada pela ANDI e UNICEF em Belem no dia 17 de maio de 2011

Published in: Spiritual
2 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
24,899
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
111
Actions
Shares
0
Downloads
1,098
Comments
2
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Power Point "Racismo e Desigualdades Raciais no Brasil"

  1. 1. RACISMO E DESIGUALDADES RACIAIS<br />Oficina Mídia, Infância e Desigualdade Racial<br />Belém, 17 de maio de 2011<br />Realização:<br />Apoio:<br />
  2. 2. Relações Raciais no Brasil<br />-Calcadas no mito da união das três raças: a branca, a negra e a indígena, sendo a raça branca tida como superior e a negra a indígena com inferiores;<br />-Estudos científicos que comprovavam esta inferioridade e a necessidade de implantação de políticas de cunho eugênico e migratório contribuíram para o fortalecimento do cidadão brasileiro;<br />
  3. 3. Relações Raciais no Brasil<br />-A mestiçagem tida como a solução do problema da formação da nação brasileira, capaz de gerar indivíduos capazes de participar do desenvolvimento social, econômico, cultural e político;<br />-A construção de representação social calcada em estereótipos racistas que constitui uma imagem da população negra negativa, associada ao primitivismo, à violência, à preguiça, à lascividade, a falta de caráter e ética;<br />
  4. 4. Relações Raciais no Brasil<br />-Fundação do mito da Democracia Racial – onde os diferentes grupos raciais viviam e ainda vivem em harmonia em nosso país, de modo pacífico e tolerante;<br />-O mito da Democracia Racial – derrubado nas décadas de 70/80 - encobriu as desigualdades e as discriminações sofridas pela população negra através de gerações;<br />
  5. 5. Relações Raciais no Brasil<br />-Na década de 70 novos estudos são elaborados informando que o atraso social é fruto da escravidão e do modo como os negros foram inseridos no projeto de nação;<br />-Na década dos 1990 o governo brasileiro assume que o país é racista e que se faz necessário medidas de todas as ordens para o enfrentamento das desigualdades raciais .<br />
  6. 6. Relações Raciais no Brasil<br />-O Apartheid chega ao fim;<br />-Em 1999 tem inicio processo de revisão das deliberações das Nações Unidades contra o racismo;<br />-No Brasil surge as primeiras iniciativas governamentais contra o racismo;<br />-Após a III Conferência contra o Racismo, a Discriminação racial, Xenofobia e Formas Correlatas de Intolerância (Durban, 2001) , o debate em torno das relações raciais e do enfrentamento do racismo toma novos rumos.<br />
  7. 7. Desigualdades Raciais<br /><ul><li>Praticas racistas que geram invisibilidade; violência; discriminação; segregação; destruição cultural e histórica.
  8. 8. Empobrecimento e não redistribuição de renda.
  9. 9. Acesso dificultado aos direitos e as políticas públicas.
  10. 10. Não participação no poder.</li></li></ul><li>Desigualdades Raciais<br />Sustentação:<br /><ul><li>Modo de produção e reprodução da vida.
  11. 11. Processos ideológicos, políticos, sociais, culturais e históricos racistas e patriarcalistas.
  12. 12. Disputa por bens materiais, territoriais e de poder.
  13. 13. Violência.
  14. 14. Conhecimento.</li></li></ul><li>Indicadores das Desigualdades <br /><ul><li>Em 2002 o Brasilocupa a 73ªposição do ranking do IDH - Índice de Desenvolvimento Humano do PNUD.
  15. 15. Ajustado por raça:
  16. 16. IDH da população negra brasileira: 105ª
  17. 17. IDH da população branca: 44ª</li></li></ul><li>Indicadores das Desigualdades <br />
  18. 18. Indicadores das Desigualdades <br />
  19. 19. Indicadores das Desigualdades <br />
  20. 20. Taxa ajustada de homicídios (100mil hab.) na população negra e branca, Brasil , 2000 a 2008.<br />Fonte: Ministério da Saúde, SIM/SVS, 2010.<br />
  21. 21. Raçanão é um conceito biológico. Segundo Richie<br />Witzigsomente 0,012% das variações genéticas<br />responsáveis por diferenças entre a humanidade pode<br />ser atribuído à raça.<br />Porém, o conceito de raça é aceito como categoria<br />de análise em diversas áreas. E pode ser definido<br />como grupo ou categoria de pessoas conectadas por<br />uma origem comum, cujo significado está influenciado<br />pelas regras e códigos sociais de um determinado<br />tempo histórico, pelos grupos sociais considerados e<br />pelo espaço físico e simbólico que ocupam. <br />O conceito tem pleno uso político, social, jurídico e<br />econômico.<br />Raça<br />
  22. 22. Racismo<br />É uma ideologia que prega a superioridade de<br />uma raça sobre a outra. Atribuindo um<br />significado social a determinados<br />padrões de diversidades fenotípicas e/ou<br />genéticas e que imputa, ao grupo “desviantes”,<br />características negativas que justificam o<br />tratamento desigual. <br />
  23. 23. Em outras palavras é acreditar que grupos não<br />brancos são inferiores, incapazes, “primitivos”.<br />Alimenta um padrão civilizatório branco que<br />impede a existência e o exercício da diferença e<br />que promove privilégios para grupos e classes<br />sociais que não se sentem responsáveis por<br />este outro – a população negra, o diferente. <br />O racismo não é uma questão de opinião. Todos estão submetidos a ele.<br />Fernanda Lopes<br />
  24. 24. Discriminação<br />Distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada em raça, cor, descendência ou origem nacional ou étnica que tenha por objeto ou resultado anular ou restringir o reconhecimento, gozo ou exercício em um mesmo plano (em igualdade de condições) de direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural ou em qualquer outro campo da vida pública.<br />
  25. 25. Racismo Institucional<br />Incapacidade coletiva de uma organização em prover um serviço profissional apropriado às pessoas devido a sua cor, cultura, origem racial ou étnica.<br />(CREUK, 1999)<br />
  26. 26. Pode ser visto ou detectado em práticas consolidadas no cotidiano, processos, atitudes e comportamentos que contribuem para a discriminação via preconceito (não intencional), ignorância, desatenção e estereótipos racistas que prejudicam grupos. <br />(CREUK, 1999)<br />
  27. 27. Superar o Racismo e as Desigualdades<br />-Implementar um conjunto de legislação, de medidasjudiciais e de políticaspúblicasque parte desde o aperfeiçoamentodaquelas de caráter universal, atéiniciativasespeciaisquevisamsuperar as iniquidades;<br />-Mudança da imagem e da representação social dos negros e negras, especialemntenosmeios de comunicação;<br />-Fortalecimento do debate sobre as relaçõesraciaiscomotermometropara a qualidade da democraciabrasileira.<br />
  28. 28. “Ninguémnasceodiandooutrapessoapelacor, porsuaorigemoureligião. Para odiar, as pessoasprecisamaprender e, se aprendem a odiar, podemserensinadas a amar" Nelson MandelaLídersul-africano, presopormais de 30 anosporsualuta contra o<br /> regime segregacionistavigentenaÀfricado Sulaté a década de 1990;Prêmio Nobel da PazPrimeiroPresidente Negro da África do Sulapós o Apartheid <br />

×