Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
(08)inicializacao e gerencia_de_processos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

(08)inicializacao e gerencia_de_processos

  • 567 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
567
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
39
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUXInicialização e Gerenciamento de Processos Frederico Madeira LPIC­1, LPIC­2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br
  • 2. AgendaInicialização de Gerência de Serviços Processos
  • 3. Inicialização – SysV init RunLevelsO Sistema SysV determina quais programas devem seriniciados/terminadosquando um runlevel é iniciado.Mais simples e mais flexível do que o padrão BSD.Runlevels (Estados ou Modos do sistema)0 – Desligamento1 – Modo Monousuário (Modo Texto)2 – Modo Multiusuário sem rede3 - Modo Multiusuário com rede (Modo Texto)4 – Não utilizado5 – Modo X11 completo6 – Reiniciar
  • 4. Inicialização – SysV init RunLevelsEstrutura /etc/rc.d/
  • 5. Inicialização de ServiçosIniciando um serviço manualmente1. Necessário rodar o script desejado na pasta /etc/init.d/informando a operação desejada (start/stop/reload/restart)Ex:# /etc/init.d/httpd start# /etc/init.d/mysql stop2. Através do comando serviceEx:# service httpd start# service mysql stop
  • 6. Inicialização de ServiçosIniciando serviços automaticamento no bootNecessária a criação do link do script do serviço para as pastas dorunlevels desejados.Isso é feito através do comando chkconfigEX:Desabilitando o httpd de inicar nos runlevels 2345# /sbin/chkconfig --level 2345 httpd offHabilitando o mysql a ser iniciado nos runlevels 35# /sbin/chkconfig --level 35 mysql on
  • 7. Inicialização de ServiçosPara listar um relatório de todos os serviços separados por runlevels:/sbin/chkconfig --listFiltrando:/sbin/chkconfig --list | grep http/sbin/chkconfig --list | grep 3:sim/sbin/chkconfig --list | grep 5:não
  • 8. Gerência de Processos- Processo é um programa em execução.- Do ponto de vista do SO, é a estrutura responsável pela manutençãode todas as informações necessárias à execução de um programa- Possuem permissões e atributos individuais- Identificado pelo PID – Process Identification- Para cada PID existe uma pasta em /proc
  • 9. Gerência de Processos- Arquivos de informação detalhada:/proc/<PID>/cmdline/proc/<PID>/environ/proc/<PID>/status- Através de ps, pstree e top obtêm-se informações sobre os processos.- Permite alteração da prioridade do processo em execução- Maior prioridade (-20), menor prioridade (19), padrão (10)
  • 10. Gerência de ProcessosAtributosAtributo Descrição Process Identification – Identifica o processo, não pode ser PID repetido Parent Process Identification – identifica o processo pai que PPID gerou o processo filho UID User Identification – Identifica o usuário que criou o processo Group Identification – Identifica o grupo ao qual pertence o GID processo Effective User Identification – identifica o usuário dono do EUID arquivo (suid) Effective Group Identification – identifica o grupo efetivo ao qual EGID pertençe o processo (sgid)
  • 11. Gerência de Processos ClassificaçãoQuanto a Execução:Foreground (Primeiro Plano)- inicializados no terminal de comandos- podem interagir com usuários- execução exibida no monitor- prendem o promptBackground (Segundo Plano)- inicializados no terminal de comandos- não podem interagir com os usuários- não exibem saída no monitor- não prendem o prompt
  • 12. Gerência de Processos ClassificaçãoQuanto ao Tipo:Processos interativos- iniciados nos terminal de comandos a partir de uma sessão de usuário- controlado pelo usuário- Processos em lote (batch)- Controlados pelos comandos at, batch e cron- saída é enviada por email para o usuário- Daemons- Processos servidores, normalmente inicializados no boot- Rodam em background, aguardando que seja solicitado
  • 13. Gerência de Processos ComandosjobsFunção: Lista os jobs em execuçãoOpções: -l (exibe nome e PID)fgFunção: Resume o job e o torna o job correnteCTRL-C – Encerra aplicativoCTRL-Z – Para aplicativoBgFunção: Resume o job e o envia para backgroundpsFunção: exibe informações sobre processos ativosOpções: -a (todos), -u (nome de usuário/hora), -x (proc. Não associados aoterminal)Ex: ps -aux ps -efa
  • 14. Gerência de Processos ComandospstreeFunção: Informações sobre processos ativos em forma de árvoreOpções: -a (argumentos de linha de cmd), -c (não compacta sub-árvores),-n (classifica por id), -p (mostra PID)Ex: pstree -cpntopFunção: Exibe processos com maior uso de CPUOpções: -d (delay), -u (processos do usuário), -U (não mostra desseusuário), h (ajuda), q (sair)
  • 15. Gerência de Processos ComandoskillFunção: Finaliza um processo pelo PIDEx: kill -9 2212killallFunção: Finaliza um processo pelo nomeEx: killall -9 geditnohupFunção: Continua a execução de um comando, mesmo que o usuário saiado sistema.Ex: nohup wget http://www.site.com/arquivo.isoniceFunção: Permite executar um programa ou comando com uma dadaprioridade.Ex: nice -4 updatedb
  • 16. Gerência de ProcessosComandosreniceFunção: Modifica a prioridade de um processo já em execução.Aplicado a um processo, usuário ou grupoEx: renice +15 updatedb renice -1 -u joao renice +5 -g financeiro
  • 17. ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUXInicialização e Gerenciamento de Processos Frederico Madeira LPIC­1, LPIC­2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br