PROCESSAMENTO DA LINGUAGEM ESCRITA [email_address]
Leitura e escrita <ul><li>Habilidade de ler e escrever    Multidimensional  </li></ul><ul><li>BIOPSICOSSOCIAL </li></ul>
<ul><li>Saber social ou interpessoal </li></ul><ul><li>Saber conceitual </li></ul><ul><li>Saber lingüístico-textual </li><...
Requisitos para a aprendizagem: <ul><li>Percepção (reconhecimento e identificação) </li></ul><ul><li>Memória </li></ul><ul...
Processamento da linguagem escrita <ul><li>Produção e compreensão    processos mentais </li></ul><ul><li>Dependem das rep...
Processamento da linguagem escrita <ul><li>Conjunto variado de mecanismos de interface entre a computação gramatical e sis...
Processamento da linguagem escrita <ul><li>Armazenamento de palavras na memórias  </li></ul><ul><li>e  </li></ul><ul><li>R...
Processamento da linguagem escrita Acesso ao  léxico escrito significado pronúncia soletração Relação  com outras palavras
Processadores: <ul><li>Fonológico ~auditivo </li></ul><ul><li>Semântico </li></ul><ul><li>Ortográfico  </li></ul><ul><li>C...
<ul><li>Imagem recebida visualmente x correspondente sonoro (arquivado no léxico fonológico).  </li></ul><ul><li>Em nível ...
<ul><li>Processador fonológico analisa e armazena o componente fonológico das palavras, de base auditiva; </li></ul><ul><l...
<ul><li>“ Que bela manga!” </li></ul><ul><li>Busca pela identificação das palavras nos processadores fonológico ou ortográ...
<ul><li>  PROCESSADOR FONOLÓGICO </li></ul><ul><li>PROCESSADOR      PROCESSADOR </li></ul><ul><li>ORTOGRÁFICO      SEMÂNTI...
<ul><li>Ao início da alfabetização, o processador ortográfico ainda não está formado, devendo então se estruturar.  </li><...
<ul><li>Problemas no sistema - as articulações estarão prejudicadas e a correlação fonema-grafema não garante a estabilida...
Fatores que interferem no PL <ul><li>Propriedades do material lingüístico </li></ul><ul><li>Tipo de tarefa a ser executada...
Psicolingüística experimental <ul><li>Descreve e analisa como o ser humano compreende e produz linguagem - fenômenos lingü...
<ul><li>Atividades fundamentais no estudo do processamento lingüístico - compreensão e produção, tanto em sua forma oral, ...
<ul><li>Compreensão e  produção = processos distintos e não completamente simétricos. </li></ul><ul><li>Esquema de produçã...
<ul><li>Compreensão realimenta o sistema de produção da linguagem. </li></ul><ul><li>Mas não tem uma realimentação equival...
PROCESSAMENTO DA LEITURA <ul><li>Transformar sinais visuais (letras, palavras, frases e texto) em informação lingüística. ...
<ul><li>A compreensão da leitura implica operações cognitivas  interdependentes :  </li></ul><ul><li>i) habilidade de reco...
Decodificação = Acesso ao léxico mental <ul><li>O primeiro processo envolvido no reconhecimento de palavras - acesso ao lé...
<ul><li>Processamento: </li></ul><ul><li>Teorias modulares - processamento serial  </li></ul><ul><li>Conexionistas - proce...
TGP - Teoria do  Garden-Path  ou do labirinto <ul><li>Quando ouvimos ou lemos uma frase, entramos em uma casa sem janelas ...
<ul><li>Psicolinguistas - na leitura, o ser humano processa a linguagem uma palavra por vez.  </li></ul>
<ul><li>O processador usa o seu conhecimento gramatical  isoladamente do conhecimento de mundo  e de outras informações de...
Conexionismo <ul><li>Modelos baseados em experiência.  </li></ul><ul><li>Nova palavra = atualização do padrão de ativação ...
<ul><li>Voltando à metáfora da casa, é como se não existisse mais a estrutura física da casa, e só existisse o caminho que...
Rotas de leitura: <ul><li>Rota fonológica </li></ul><ul><li>Rota lexical </li></ul><ul><li>Dupla Rota </li></ul>
1. Rota fonológica <ul><li>Processo que envolve a mediação fonológica </li></ul><ul><li>Ascendente ( botton-up ) </li></ul...
<ul><li>Gough (1972) – o leitor caminha na sentença letra por letra, palavra por palavra - leitor não proficiente.  </li><...
2. Rota lexical <ul><li>Processo visual direto, não-linear, analítico e dedutivo </li></ul><ul><li>Descendente ( top-down ...
LEXICALIDADE <ul><li>Palavras com significado    rota lexical </li></ul><ul><li>Palavras sem significado (pseudo-palavras...
<ul><li>Luria (1970): o leitor adivinha o sentido da palavra, guiado pelo contexto. Não exige recodificação sonora pra apr...
<ul><li>Goodman (1988) – leitura = jogo de adivinhações psicolingüísticas.  </li></ul><ul><li>Prioriza a informação contex...
3. Modelos de compreensão de dupla rota <ul><li>Importância de ambas as rotas, no entanto: </li></ul><ul><li>Leitores que ...
Leitor Hábil <ul><li>As duas rotas estão disponíveis e podem intervir paralelamente na leitura de palavras </li></ul><ul><...
Reconhecimento visual de palavras ESTÍMULO VISUAL Sistema de análise visual Reconhece Léxico ortográfico Léxico semântico ...
<ul><li>Kato (2002) e Scliar-Cabral (2003):  processo que o leitor usa depende de várias condições: </li></ul><ul><ul><li>...
<ul><li>Compreensão - não é suficiente reconhecer as estruturas semânticas, mas, ainda, identificar o esquema organizativo...
HABILIDADES <ul><li>Acesso ao léxico mental (memória de longo prazo; </li></ul><ul><li>Memória de trabalho fonológica: pro...
Memória de trabalho <ul><li>Memória de trabalho    sistema de  produção fonológica  e buffer fonológico. </li></ul><ul><u...
<ul><li>Ex.: Se não houver ouvido a palavra antes, não terá representação fonológica correspondente ao LA.  </li></ul><ul>...
CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA <ul><li>Consciência fonológica  leitura/escrita </li></ul><ul><li>Análises metalingüísticas que vão...
CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA <ul><li>–  Síntese silábica </li></ul><ul><li>–  Síntese fonêmica </li></ul><ul><li>–  Rima / Alite...
Consciência de Sílabas e Lexical <ul><li>Contar palavras e sílabas </li></ul><ul><li>Segmentação e síntese silábica </li><...
Achados recentes... <ul><li>Hipótese  da Prosódia Implícita (HPI): na  leitura silenciosa,  um  contorno  prosódico defaul...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Processamento da linguagem escrita

10,200

Published on

1 Comment
21 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
10,200
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Processamento da linguagem escrita

  1. 1. PROCESSAMENTO DA LINGUAGEM ESCRITA [email_address]
  2. 2. Leitura e escrita <ul><li>Habilidade de ler e escrever  Multidimensional </li></ul><ul><li>BIOPSICOSSOCIAL </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Saber social ou interpessoal </li></ul><ul><li>Saber conceitual </li></ul><ul><li>Saber lingüístico-textual </li></ul>
  4. 4. Requisitos para a aprendizagem: <ul><li>Percepção (reconhecimento e identificação) </li></ul><ul><li>Memória </li></ul><ul><li>Atenção (observação e experiência) </li></ul><ul><li>Uso </li></ul>
  5. 5. Processamento da linguagem escrita <ul><li>Produção e compreensão  processos mentais </li></ul><ul><li>Dependem das representações: fonológicas, sintáticas, semânticas, ortográficas e lexicais, armazenadas no sistema de memória. </li></ul><ul><li>A casinha das abelhas é perigosa </li></ul>
  6. 6. Processamento da linguagem escrita <ul><li>Conjunto variado de mecanismos de interface entre a computação gramatical e sistemas de desempenho externos a ela, como memória, decodificação e codificação fonética e instruções motoras ao aparelho fonador. </li></ul>
  7. 7. Processamento da linguagem escrita <ul><li>Armazenamento de palavras na memórias </li></ul><ul><li>e </li></ul><ul><li>Recuperação da informação </li></ul>
  8. 8. Processamento da linguagem escrita Acesso ao léxico escrito significado pronúncia soletração Relação com outras palavras
  9. 9. Processadores: <ul><li>Fonológico ~auditivo </li></ul><ul><li>Semântico </li></ul><ul><li>Ortográfico </li></ul><ul><li>Contextual </li></ul>Nível Cortical
  10. 10. <ul><li>Imagem recebida visualmente x correspondente sonoro (arquivado no léxico fonológico). </li></ul><ul><li>Em nível cortical - associação grafema-fonema, base do princípio alfabético, descoberta fundamental. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Processador fonológico analisa e armazena o componente fonológico das palavras, de base auditiva; </li></ul><ul><li>Processador ortográfico, o componente gráfico, de base visual; </li></ul><ul><li>Processador semântico fornece o acesso ao significado das palavras identificadas; </li></ul><ul><li>Processador contextual escolhe o melhor significado dentro de um contexto específico. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>“ Que bela manga!” </li></ul><ul><li>Busca pela identificação das palavras nos processadores fonológico ou ortográfico. </li></ul><ul><li>Quando há o reconhecimento das palavras, elas são correlacionadas com o processador semântico, para dar-lhes significado. </li></ul><ul><li>Mas somente ativando o processador contextual poderemos saber se se trata da manga fruta ou parte de uma vestimenta. </li></ul>
  13. 13. <ul><li> PROCESSADOR FONOLÓGICO </li></ul><ul><li>PROCESSADOR PROCESSADOR </li></ul><ul><li>ORTOGRÁFICO SEMÂNTICO </li></ul><ul><li>Informação auditiva – acesso ao SO e representação ortográfica. </li></ul><ul><li>Informação visual - SO e a representação fonológica. </li></ul><ul><li>Pensar em um objeto - formas fonológica e ortográfica. </li></ul><ul><li>Entrando por qualquer vértice - articular todo o sistema. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Ao início da alfabetização, o processador ortográfico ainda não está formado, devendo então se estruturar. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Problemas no sistema - as articulações estarão prejudicadas e a correlação fonema-grafema não garante a estabilidade necessária ao bom desenvolvimento da escrita. </li></ul><ul><li>Dislexia - a correlação letra-som não consegue ser fixada e armazenada de forma eficiente. Decorre daí uma série de sintomas : leitura lenta, silabada, parecendo adivinhar palavras, sem entonação adequada nem respeito à pontuação. </li></ul><ul><li>O resultado é o prejuízo na compreensão do material lido e na leitura de enunciados. </li></ul>
  16. 16. Fatores que interferem no PL <ul><li>Propriedades do material lingüístico </li></ul><ul><li>Tipo de tarefa a ser executada </li></ul><ul><li>Situação de uso </li></ul><ul><li>Condições pessoais (sexo, idade, escolaridade, condições emocionais) </li></ul>
  17. 17. Psicolingüística experimental <ul><li>Descreve e analisa como o ser humano compreende e produz linguagem - fenômenos lingüísticos </li></ul><ul><li>Como esse processamento lingüístico se estrutura na mente humana? </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Atividades fundamentais no estudo do processamento lingüístico - compreensão e produção, tanto em sua forma oral, quanto escrita. </li></ul><ul><li>Essas atividades são realizadas pelos mesmos processos cognitivos que atuam de maneira inversa? </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Compreensão e produção = processos distintos e não completamente simétricos. </li></ul><ul><li>Esquema de produção - mais complexo do que o de compreensão. </li></ul><ul><li>Quando o escritor produz um enunciado, ao mesmo tempo, lê e compreende o que escreve, o que afeta o que está sendo escrito e o que se vai ainda escrever </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Compreensão realimenta o sistema de produção da linguagem. </li></ul><ul><li>Mas não tem uma realimentação equivalente: compreendemos sem reproduzir o que compreendemos. </li></ul>
  21. 21. PROCESSAMENTO DA LEITURA <ul><li>Transformar sinais visuais (letras, palavras, frases e texto) em informação lingüística. </li></ul><ul><li>Decodificação fonológica </li></ul>
  22. 22. <ul><li>A compreensão da leitura implica operações cognitivas interdependentes : </li></ul><ul><li>i) habilidade de reconhecimento de palavras </li></ul><ul><li>ii) habilidades de compreensão </li></ul>
  23. 23. Decodificação = Acesso ao léxico mental <ul><li>O primeiro processo envolvido no reconhecimento de palavras - acesso ao léxico mental - é o acesso à palavra da memória permanente dado um input gráfico </li></ul><ul><li>(PERFETTI, 1992) </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Processamento: </li></ul><ul><li>Teorias modulares - processamento serial </li></ul><ul><li>Conexionistas - processamento em paralelo </li></ul>Modelos de Compreensão
  25. 25. TGP - Teoria do Garden-Path ou do labirinto <ul><li>Quando ouvimos ou lemos uma frase, entramos em uma casa sem janelas e sem referência externa, e a partir daí quiséssemos chegar, por exemplo, no quarto. Quando entramos na casa, nos deparamos com uma série de cômodos contendo várias portas, vamos rapidamente escolhendo portas por onde achamos que encontraríamos o quarto mais rápido e de repente abrimos uma porta que dá para o jardim, percebemos então que temos que voltar e refazer o caminho para encontrar a porta que nos leva ao quarto. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Psicolinguistas - na leitura, o ser humano processa a linguagem uma palavra por vez. </li></ul>
  27. 27. <ul><li>O processador usa o seu conhecimento gramatical isoladamente do conhecimento de mundo e de outras informações de caráter semântico para a identificação das relações entre as palavras e os sintagmas - modularista. </li></ul>
  28. 28. Conexionismo <ul><li>Modelos baseados em experiência. </li></ul><ul><li>Nova palavra = atualização do padrão de ativação da representação da frase. </li></ul><ul><li>Conexões em rede que permitem que os inputs atualizem a representação da frase. </li></ul>
  29. 29. <ul><li>Voltando à metáfora da casa, é como se não existisse mais a estrutura física da casa, e só existisse o caminho que nos leva até onde fica o quarto e para percorremos esse caminho temos como guia a nossa experiência lingüística que já fez e refez o mesmo caminho muitas e muitas vezes, quanto mais vezes percorremos o caminho, menos dificuldades teremos de processar as frases dentro de um contexto. </li></ul>
  30. 30. Rotas de leitura: <ul><li>Rota fonológica </li></ul><ul><li>Rota lexical </li></ul><ul><li>Dupla Rota </li></ul>
  31. 31. 1. Rota fonológica <ul><li>Processo que envolve a mediação fonológica </li></ul><ul><li>Ascendente ( botton-up ) </li></ul><ul><li>Processo linear, sintético e indutivo </li></ul>
  32. 32. <ul><li>Gough (1972) – o leitor caminha na sentença letra por letra, palavra por palavra - leitor não proficiente. </li></ul><ul><li>Unidades menores  unidades maiores </li></ul><ul><li>c + a = ca, ca + co = caco </li></ul><ul><li>Palavras irregulares dificultam a leitura pela rota fonológica. </li></ul><ul><li>A leitura por RF também é afetada pelo n o . de letras das palavras ( efeito de extensão ) </li></ul>
  33. 33. 2. Rota lexical <ul><li>Processo visual direto, não-linear, analítico e dedutivo </li></ul><ul><li>Descendente ( top-down ) </li></ul><ul><li>Palavras de alta ocorrência são reconhecidas com maior rapidez ( efeito de freqüência ) </li></ul><ul><li>Palavras “reais” também são identificadas mais rapidamente do que “pseudopalavras” ( efeito de lexicalidade ) </li></ul>
  34. 34. LEXICALIDADE <ul><li>Palavras com significado  rota lexical </li></ul><ul><li>Palavras sem significado (pseudo-palavras)  rota fonológica </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Luria (1970): o leitor adivinha o sentido da palavra, guiado pelo contexto. Não exige recodificação sonora pra apreensão do significado. </li></ul><ul><ul><li>Formação de hipótese </li></ul></ul><ul><ul><li>Síntese de dados </li></ul></ul><ul><ul><li>Confirmação ou desconfirmação </li></ul></ul>
  36. 36. <ul><li>Goodman (1988) – leitura = jogo de adivinhações psicolingüísticas. </li></ul><ul><li>Prioriza a informação contextual no reconhecimento das palavras. </li></ul><ul><li>Pressupõe que o leitor já tenha um conhecimento prévio da palavra, já tenha familiaridade - estratégias de correspondências e analogias. </li></ul>
  37. 37. 3. Modelos de compreensão de dupla rota <ul><li>Importância de ambas as rotas, no entanto: </li></ul><ul><li>Leitores que usam preferencialmente a RL têm mais facilidade na leitura de palavras irregulares que na de pseudopalavras </li></ul><ul><li>Leitores que usam preferencialmente a RF têm maior facilidade na leitura de palavras regulares e pseudopalavras que na de palavras irregulares </li></ul>
  38. 38. Leitor Hábil <ul><li>As duas rotas estão disponíveis e podem intervir paralelamente na leitura de palavras </li></ul><ul><li>Características lingüísticas do estímulo  processo a ser usado </li></ul>
  39. 39. Reconhecimento visual de palavras ESTÍMULO VISUAL Sistema de análise visual Reconhece Léxico ortográfico Léxico semântico Léxico auditivo Produção fonológica FALA Sistema de segmentação ortográfica Não Reconhece Conversão de segmentos ortográficos em fonológicos Síntese fonológica Buffer fonol. Léxico semântico Léxico ortográfico Reconhecimento Léx. auditivo
  40. 40. <ul><li>Kato (2002) e Scliar-Cabral (2003): processo que o leitor usa depende de várias condições: </li></ul><ul><ul><li>maturidade do leitor </li></ul></ul><ul><ul><li>complexidade do texto e a familiaridade tanto com o assunto, como com o léxico, </li></ul></ul><ul><ul><li>estilo individual na leitura </li></ul></ul><ul><ul><li>gênero do texto. </li></ul></ul>
  41. 41. <ul><li>Compreensão - não é suficiente reconhecer as estruturas semânticas, mas, ainda, identificar o esquema organizativo que o autor utilizou para estruturar os conteúdos e que refletem o propósito da elaboração do texto. </li></ul>
  42. 42. HABILIDADES <ul><li>Acesso ao léxico mental (memória de longo prazo; </li></ul><ul><li>Memória de trabalho fonológica: processamento ativo e arquivo transitório de informações fonológicas; </li></ul><ul><li>Consciência fonológica: segmentar e manipular fonemas. </li></ul>
  43. 43. Memória de trabalho <ul><li>Memória de trabalho  sistema de produção fonológica e buffer fonológico. </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li> </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li> Controle articulatório </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>Extensão da memória imediata. </li></ul><ul><li>Capacidades da memória temporária que operam em paralelo, ativadas segundo o tipo de estímulo. </li></ul><ul><li>Propicia que o gerenciador central de informações determine a relevância e originalidade de cada novo estímulo, para o SN, num acesso rápido às memórias preexistentes. </li></ul>
  44. 44. <ul><li>Ex.: Se não houver ouvido a palavra antes, não terá representação fonológica correspondente ao LA. </li></ul><ul><li>Vai para o sistema de produção fonológica, sem a mediação do LA. </li></ul><ul><li>Essa forma produzida vai para o buffer . </li></ul><ul><li>Informações contextuais </li></ul>
  45. 45. CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA <ul><li>Consciência fonológica leitura/escrita </li></ul><ul><li>Análises metalingüísticas que vão além da consciência fonológica – CMS, CP. </li></ul>
  46. 46. CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA <ul><li>– Síntese silábica </li></ul><ul><li>– Síntese fonêmica </li></ul><ul><li>– Rima / Aliteração </li></ul><ul><li>– Segmentação fonêmica </li></ul><ul><li>– Exclusão fonêmica </li></ul><ul><li>– Transposição fonêmica </li></ul>
  47. 47. Consciência de Sílabas e Lexical <ul><li>Contar palavras e sílabas </li></ul><ul><li>Segmentação e síntese silábica </li></ul><ul><li>Adição e subtração de sílabas </li></ul>
  48. 48. Achados recentes... <ul><li>Hipótese da Prosódia Implícita (HPI): na leitura silenciosa, um contorno prosódico default é projetado e pode influenciar. </li></ul><ul><li>O default pode variar entre as línguas, a depender do peso dos constituintes, como orações ou palavras curtas ou longas. </li></ul>

×