0
Era uma vez um rei que tinha enorme tesouro esmeraldas,  Uma fortuna diamantes  guardada e muitas  merecia moedas de  apli...
A rainha entãolhe disse:                E o príncipe real-Podias comprar           não se conseguiupara mim               ...
Isto dizia a  família  O rei franziu o Ergueu um  e diziam os  nariz,           grande edifício,  vassalos. nada forrou-o ...
Na nova     biblioteca     O rei não quis                    Cheio deestudou,biblioteca          dar ouvidos              ...
Encheram afoi que-Aqui piorMas o é que sebarrigaestá bem!-as traças,roendo aqui, além.disseram talao verem todosUm coro.em...
Sete sábiosver os Os tirosao  -O rei, nãoprepararam acertaram  insectosterrível a sala em bichos tão  por todainsecticida....
Quando a noite     Mas as traçasdesceu             resistiram,apareceu um        ainda roeram maisgigante            os li...
Julgava venho,Logo eujá a-Não, gritoufoi-Ai! –entãotercomidocontratadomajestade,multidão,todas as traças,o simpáticoapenas...
-Ao agitar sobre   -Mas quem trincar                     Em vez de és tu os livros          borboleta? –                  ...
O gigante arregalou os olhos com       Depois acorda à grande espanto     noitinha e levou-a até ao   para caçar osEncanta...
Graças à fada, aogiganteé mesmo umaloucuraver tanta gentefelizpresa à sualeitura.
Já deixaram dedizeruns ignorantesvassalos         Vitória,que estar        vitória
Esta apresentação foi adaptada deoutras apresentações elaboradas porprofessores bibliotecários anónimos,tendo o professor ...
261224 633921912696695000 ver1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

261224 633921912696695000 ver1

1,705

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,705
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "261224 633921912696695000 ver1"

  1. 1. Era uma vez um rei que tinha enorme tesouro esmeraldas, Uma fortuna diamantes guardada e muitas merecia moedas de aplicação ouro. esmeraldas,-Que hei-de diamantesfazer, digam lá? e muitasPerguntoude ao moedas eleserão. ouro.
  2. 2. A rainha entãolhe disse: E o príncipe real-Podias comprar não se conseguiupara mim conter:um palácio com -Ó meu pai, dê-medez torres um batalhão,e telhado de A princesa sua que eu gosto demarfim. filha combater. lhe falou desta maneira: -Quero mil metros de
  3. 3. Isto dizia a família O rei franziu o Ergueu um e diziam os nariz, grande edifício, vassalos. nada forrou-o todo não ficou-Que lembrança com estantes, -Ficar contente.tão maluca,outra mandou vir sentadinho Ele tinha aque não lembra a imensos livros ler ideiaum careca, na de no dorso de Vieram livros no tempos há rabo até fazirbarco, tanto gastar calos. sua mente. elefantes. de cavalo, dedinheiro camelo,assim, numa das terrasbiblioteca! quentes com sol,
  4. 4. Na nova biblioteca O rei não quis Cheio deestudou,biblioteca dar ouvidos curiosidade,nela se fartou deganhou tal a gente tão o povo desserir,sabedoria ignorante, paísporque os livrosque melhor rei tinha gosto de quis todo Leu os livros de aprender a lertambém servem,neste mundo aventuras Comolá meter oafinal, queaposto paranão para se fosse de ciências um estudante.divertir.havia. nariz. naturais, os de banda desenhada, e ainda leu muitos mais.
  5. 5. Encheram afoi que-Aqui piorMas o é que sebarrigaestá bem!-as traças,roendo aqui, além.disseram talao verem todosUm coro.em banquete decorrupio,papel comer-Vamosentraram naé mesmo o queos livrinhosbiblioteca
  6. 6. Sete sábiosver os Os tirosao -O rei, nãoprepararam acertaram insectosterrível a sala em bichos tão por todainsecticida. pequeninos a voarem,Os leitores da que comiam vinte mandou virbiblioteca dicionários soldadosquase iam para os earmados livros paraperdendo a vida. meninos. matarem.
  7. 7. Quando a noite Mas as traçasdesceu resistiram,apareceu um ainda roeram maisgigante os livros aoscom longas asas, quadradinhosque vinha as revistas, osde uma gruta jornais.distante.
  8. 8. Julgava venho,Logo eujá a-Não, gritoufoi-Ai! –entãotercomidocontratadomajestade,multidão,todas as traças,o simpáticoapenas tinhaque nãopedir maisum dia,giganteemprego.sossego.quando viu umae desatou a limparComer traças é-Este medonhotracinhaos bichostrabalhogigante de cadanum paraestante. umideallivro deparece mesmo umpoesia.morcego.
  9. 9. -Ao agitar sobre -Mas quem trincar Em vez de és tu os livros borboleta? – as folhas a varinha de perguntou ele, ela estava a condão, intrigado. devorar-Sobre todos a ponho as -Sou a Fadaos o livro com pensarcrianças eu deito Palavrinha seus olhos. e a teruns pós de que vivo aqui ao teu Não conseguia imaginação.perlimpimpim lado. parar.para descobriremque ler
  10. 10. O gigante arregalou os olhos com Depois acorda à grande espanto noitinha e levou-a até ao para caçar osEncantado, o insectos reisoberano que destroem que estava delhe pediu para belos livros coroa e manto.ficar e tantos outrosa ajudar então osFicaram o bom objectos.gigante,doispara ele podera cuidar dadescansar.biblioteca.
  11. 11. Graças à fada, aogiganteé mesmo umaloucuraver tanta gentefelizpresa à sualeitura.
  12. 12. Já deixaram dedizeruns ignorantesvassalos Vitória,que estar vitória
  13. 13. Esta apresentação foi adaptada deoutras apresentações elaboradas porprofessores bibliotecários anónimos,tendo o professor bibliotecário PauloGomes, do Agrupamento de Escolas deSacavém e Prior Velho, transformado deforma mais fácil de ser apresentado porqualquer professor com turma.Este documento surge no MêsInternacional das Bibliotecas Escolarespara ser utilizado no Dia das BibliotecasEscolares no nosso Agrupamento (entre o
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×