CBIE 2012 - 23º SBIE

208
-1

Published on

Published in: Education
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
208
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

CBIE 2012 - 23º SBIE

  1. 1. Desenvolvendo Checklists para a Produção de Material Didático Digital Acessível para Alunos com Deficiência Visual Ana Paula Scariot Maurício C. RositoInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Bento Gonçalves.
  2. 2. Introdução• Segundo o INEP (2011), há 750 mil alunos com necessidades especiais matriculados em escolas regulares e especiais de ensino; – Deficiências físicas, mentais, intelectuais e aqueles que apresentam superdotação e altas habilidades;• Deste total, 82 mil alunos possuem Deficiência Visual.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  3. 3. Justificativa 2010 2011Escolas Educação infantil, Queda de 11,2%Especiais ensino fundamental e médio e EJA (EducaçãoEscolas Profissional e deRegulares Aumento de 15,3% Jovens e Adultos). Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  4. 4. Dificuldades• Comprometimento do corpo docente;• Infraestrutura das escolas;• Apoio adicional para alunos com necessidades especiais: – Recursos tecnológicos; – Auxiliares de sala.• Para cada necessidade especial, uma atenção diferente deve ser dada.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  5. 5. Objetivo• Auxiliar no desenvolvimento de material didático acessível, com o apoio de checklists; – Editores de Texto, Planilhas Eletrônicas e Apresentação de Slides.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  6. 6. Deficiência Visual Diminuição irreversível da resposta visual, por motivos congênitos ou hereditários, mesmo após tratamento clínico e/ou cirúrgico [Simões e Frug, 2010]. • Visão subnormal ou baixa-visão; • Cegueira.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  7. 7. Tecnologia Assistiva Produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que possuem o objetivo de promover a autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social de pessoas com deficiência [CAT, 2007].Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  8. 8. Tecnologia Assistiva Figura 3. Ampliador de tela. Fonte: centrocultural.sp.gov.brFigura 1. Mouse ocular.Fonte: laurabandres.blogspot.com Figura 2. Colmeia e equipamento de auxílio para deficiência motora. Fonte: laurabandres.blogspot.com Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  9. 9. Leitores de Tela Programa que captura toda e qualquer informação apresentada na forma de texto e a transforma em uma resposta falada. Figura 4. Leitores de Tela – Virtual Vision, NVDA, Jaws e Orca. Fonte: movimentolivre.orgRio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  10. 10. Metodologia• Levantamento bibliográfico sobre os leitores de tela e definição do público-alvo (Deficientes Visuais - DVs);• Desenvolvimento do questionário para testes, a partir do estudo dos recursos oferecidos pelo pacote de software Microsoft Office 2007 e BrOffice 3.1;Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  11. 11. Recursos testados(Editores de texto)• Fonte: – tamanho da fonte, tipo de fonte, texto em negrito, texto sublinhado, texto em itálico, realce do texto, cor, alinhamento, espaçamento do parágrafo e marcadores;• Layout da Página: – bordas, marca d’água e colunas;Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  12. 12. Recursos testados(Editores de texto)• Inserir Recursos: – imagem, gráfico, tabela, hiperlink, formas, SmartArt, cabeçalho e rodapé, caixa de texto, WordArt, símbolos, equação (fórmulas), número da página e letra capitular;• Referências Externas: – Nota de rodapé.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  13. 13. Recursos testados(Apresentação de slides)• Fonte: – tamanho da fonte, tipo da fonte, texto em negrito, texto sublinhado, texto em itálico, cor do texto, alinhamento, espaçamento do parágrafo e marcadores;• Inserir Recursos: – imagem, gráfico, tabela, hiperlink, cabeçalho e rodapé, número do slide, WordArt, SmartArt, formas e símbolos;• Animações: – animações sonoras e visuais.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  14. 14. Recursos testados(Planilhas eletrônicas)• Fonte: – tamanho da fonte, tipo de fonte, texto em negrito, texto sublinhado, texto em itálico, realce do texto, cor e tamanho da célula;• Inserir Recursos: – gráfico, tabela, tabela com AutoSoma (fórmulas), símbolos, hiperlink, bordas, nome das planilhas, número da página e cabeçalho e rodapé.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  15. 15. Exemplo do formulário de testes Item Comportamento Descrição NFD – NC – PC – TCTestes para o menu FonteTamanhoTipoTestes para o menu InserirImagemGráficoTabela • NFD: Não faz diferença para os leitores de tela; • NC: Não é compatível com os leitores de tela; • TC: Totalmente compatível com os leitores de tela; • PC: Parcialmente compatível com os leitores de tela. Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  16. 16. Metodologia• Leitores de tela utilizados: JAWS 9.0, Virtual Vision 6.0, NVDA 2009.1 e Orca 2.28;• Realização dos testes por três DV’s (dois cegos e um com baixa-visão), tanto em Windows quanto em Linux, conforme compatibilidades;• Depois, foi feita a análise dos dados.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  17. 17. Resultados• Cabeçalho e Rodapé: não é lido pelos leitores de telas. Para acessibilizar, o conteúdo dos mesmos deve ser colocado junto ao texto;• Caixas de Texto: não são lidas, sendo adequado utilizar bordas para obter mesmo efeito;• Número da página: não influencia, pois os leitores de tela sempre leem essa informação.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  18. 18. Resultados• Imagem: devem vir acompanhadas de um texto descritivo para o seu conteúdo;• Gráfico: o Jaws tenta realizar a leitura do gráfico, porém não consegue com efeito. O melhor é deixar o mesmo em formato de imagem e, assim, criar uma descrição. Os outros leitores o ignoram.• Tabela: é lida de forma linear, da esquerda para a direita. Portanto, basta apenas que esteja bem organizada.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  19. 19. Exemplo de Checklist (Editores de texto) Resposta Observações Regra Em Está acessível quando... Sim Não N/A do Avaliador Parte Os marcadores não são1. Há marcadores no necessários para otexto? entendimento do texto.2. Há cabeçalho e Não há cabeçalho e rodapé.rodapé no texto?3. O texto possui caixas Não há caixas de texto e sim,de texto? bordas. Não há colunas, e o texto está4. Há colunas no texto? o mais simples possível. 1) Não tem notas de rodapé;5. Há notas de rodapé 2) Tem notas de rodapé e ono texto? aluno usa JAWS ou NVDA.6. Há número da Tem número da página nopágina no texto? texto do documento. Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  20. 20. Agradecimentos Apoio: IFRS/PROPI – Bento Gonçalves.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  21. 21. ReferênciasSimões, C and Frug, F. “Deficiência visual”. Disponível em:<http://ies.portadoresdedeficiencia.vilabol.uol.com.br/DeficienciaVisual.htm>. Acesso em: jun, 2011.INEP. Censo Escolar 2011. Brasília, 2011. Disponível em:<http://www.inep.gov.br/basica/censo/default.asp>. Acesso em:jun. 2012.CAT, (2007). Comitê de Ajudas Técnicas, “Ata da Reunião VII”.Brasília, 2007.Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE
  22. 22. DÚVIDAS? OBRIGADA!Rio de Janeiro, 2012 CBIE 2012 – 23º SBIE

×