Virtualização de Serviços para uma Nova
Abordagem em testes
Ana Negrello
Fabio Santos

1

#IBMMobile

© 2013 IBM Corporati...
Virtualizaç ã de Serviç os para
o
modernizar o Processo de Testes

2 2

#IBMMobile

© 2013 IBM Corporation
Cenário Comum em Qualquer Cliente…..

3

#IBMMobile

© 2013 IBM Corporation
Qual o desafio à Qualidade?
Garantir a qualidade de
sistemas complexos, integrados,
heterogêneos exige que todos
os serviç...
Testes continuam sendo feito do mesmo jeito há 30+ anos
Controle
de Qualidade

Requisitos
Big Bang

Testes
Unitários

Test...
Abordagem Proposta
•
•
•

Requisitos

Ciclos de testes mais curtos
Reduz custos
Menores riscos

Testes
Unitários

Testes d...
Esta é sua realidade hoje ?

Esforço

Produção

Dev

Dev

Tempo

Test

Nova Abordagem
... ... como realmente
e e como real...
Vantagens com a Antecipação dos Testes



Testar a Arquitetura antes
de iniciar o Desenvolvimento :
menor retrabalho


E...
Idé ia Simples mas Difícil de
Implementar. Por que?

9 9

#IBMMobile

© 2013 IBM Corporation
É Complicado e Caro Montar o Ambiente de Testes

Business Partners

Content
Providers
Web/
Internet

Shared
Services
Porta...
Limitações no ciclo de vida de desenvolvimento e de testes
Ambiente Físico de Testes
Restrições Manutençao
Server/ Web Ser...
Solução: Virtualização em Testes

Virtualização ouve e captura o comportamento e características dos sistemas back-end
Amb...
Solução de Virtualização em Testes possibilita a implantação
de serviços virtuais em múltiplos ambientes

Physical Test En...
A Montagem do Ambiente de Testes fica mais Simples com Virtualização

Business Partners

Content
Providers
Web/
Internet

...
A Virtualização em Testes tem papel chave para os Testes Contínuos

de Integração

Virtualização habilita Teste Contínuos...
Mudar por que?
Mobile: Mais Agilidade, inclusive
nos Testes

16
16

#IBMMobile

© 2013 IBM Corporation
Expectativa x Realidade

85% dos adultos que

fizeram uma
transação mobile no ano passado, esperavam
que a experiência fos...
Qualidade x Tempo, quem não passou por isso?

A mesma porcentagem de desenvolvedores
que dizem que Testes e Qualidade estã...
Por que desenvolvimento Mobile é diferente
Apps Mobile são diferentes.

Desenvolvimento é diferente.

•

•

•

•

•

•

•
...
Testes Mobile
Gerenciamento de Qualidade de Apps Mobile

1.

Manuais/ Crowd-Sourcing

2.

Uso de emuladores de dispositivo...
Desenvolvimento de Apps para Mobile demandam Processos Ágeis

21

#IBMMobile

© 2013 IBM Corporation
Soluç õ de Virtualizaç ã de
es
o
Serviç os e de Testes para Mobile

22
22

#IBMMobile

© 2013 IBM Corporation
Endereç ando diversos temas em Mobile, com Rational

Desenvolvimento &
Implantação de Apps Mobile

23

Gerenciamento Ciclo...
Endereç ando diversos temas em Mobile, com Rational
Acelerando implantação de aplicações mobile multicamadas, com alta qua...
Endereçando diversos temas em Mobile, com Rational
Acelerando implantação de aplicações mobile multicamadas, com alta qual...
1.1 Automatize testes para apps mobile nativas e híbridas
Benefício: Reduz o tempo de testes de
mobile, que tipicamente é ...
1.2 Virtualize serviços de back-end para manter agilidade
Benefício: O time de desenvolvimento para Mobile consegue trabal...
1.3 Refine o gerenciamento dos testes manuais
Benefício: automatiza tarefas de QA, para
reduzir tempo de teste manual:
 M...
1.3 Facilite a execução de testes nos diferentes tipos/modelos
de dispositivos
Benefício: Melhoria da qualidade e os resul...
Em resumo: RQM+ Virtualização + “DeviceClouds” para Agilizar os Testes
Camada cliente

Desafios nos Testes
1. Variedade de...
Recursos Disponíveis














Youtube:
What is Service Virtualization:
http://www.youtube.com/watch?v=Np...
Recursos Disponíveis










Webcasts:
Webcast especialista de mercado: "Is early Performance Test really valua...
Visite nosso estande !
Temos demonstraç õ das
es
Soluç õ Integradas:
es
- Virtualizaç ã de Serviç os
o
- Testes de Mobile
...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Brateste 2103: Virtualização de Serviços para uma Nova Abordagem em testes

170
-1

Published on

Apresentação realizada no evento Brateste 2013 noRio de Janeiro. Como a Virtualização de Serviços pode ser usado para facilitar os testes em ambientes complexos, especialmente testes de aplicações mobile.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
170
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Bom dia,
    Eu sou Ana, trabalho com o Fábio , trabalhamos juntos no time Rational, responsáveis por soluções de Virtualização para o Brasil.
    Temos exeperiencia na implantação de processos de desenvolvimento
    A solução que vamos falar faz parte de um plataforma IBM para desenvolvimento de apps mobile,
    Que inclui diferentes disciplinas e ferramental.
    A nossa idéia hj é mostrar como o uso de Virtualização de serviços pode contrubir para uma nova abordagemem testes
  • Vamos então pensar um pouco mais a respeito do processo de testes
  • Pense no projeto que vc está trabalhando agora. Se tentar esquematizar o ambiente do seu cliente terá a;lgo muito paracedi com essa figura:
    Muitos sistemas interconectados, seja ponto a ponto ou via um ESB, trabalhando com componentes de diferentes forncedores: SAP, Oracle e também sistemas desenvolvidos internamente.
    Não existe mais um sistema monolítico,
    Quando eu era programadora,
    Um tepo atrás: eu desenvolvia o sistema, segundo meus próprios requistos de funcionalidades, testava e implantava.
    Os erros eram corrigidos por mim mesma.
    Inimaginável esse cenário nos dias de hj…
    Então , implementar uma mudança em qualquer um dos sistemas , requer que os demais estejam diponíveis na fase de testes..
    Para se realizar uma transação de negócio, ou seja, devolver o valor esperado ao cliente final da empresa,
    É necessário transitar informação entre esses vários sistemas.
    A questão da disponibilidade dos sistemas é crítica: qualquer indisponibilidade desses sistemas, de qq tipo e por qq razão implicam em perda de rentabilidade, impactam diretamente o negócio, em vários aspectos, inclusive confiabilidade. Garantir a qualidade dos sistemas que suportam e negócio é imperativo.
    Example of this new world
    Many of you will be able to relate to this. One of the first things we do as testers on a new project is to get hold of these diagrams to understand the challenge ahead.
    We can see 3 departments, previously silo’d that are now converging. Need to share business information and IT needs to provide for that by making it’s components interoperable, accessible to the departments that my need to interface with them.
    Now it may be, and it’s extremely probable, (given the limited resources available to testing) that when testing changes in this new world that not all of the functionality that interfaces into your testing will be available to test against.
    And this is key to the requirement of tester driven stubbing.
  • Nossos processos de testes são muito orientados pela interface do usuário, que normalmente só são disponibilizadas tardiamente no projeto.
    E constituem apenas a ponta do iceberg, pois realizar um testes funcional na camada de apresentação requer a disponibilização dos sistemas que automatizam o negócio
    Mesmo quem não se orienta pela interface de usuário para os testes, acaba implementando uma interface “temporária” para porder exercitar o que quer.
    E novamente, os sitemas precisam estar presentes para que o teste desejado possa acontecer.
  • Apesar do aumento da complexidade dos sistemas,
    Os testes continuam sendo realizados da mesma forma há decadas…
    De maneira geral:
    Fase de requisitos, codif, testes untiários, de sistemas/integração/ holog
    E performance no final do ciclo de desenvolvimento
    Consequencia: Big Bang: defeitos todos de uma vez, atrasos no projeto. O risco fica alto até final do projeto.
    Mas vc pode me dizer: eu uso metdos ágeis, trabalho de modo iterativo.
    Cuidado! Temos visto muitos casos em que os times agile só realizam testes nas interações finais,
    Isso nao condiz com o manifesto agile,
    É na verdade um mix de agile com tradicional… o risco continua alto até as iterações de testes serem realizadas..
  • Como modernizar os processos de testes? Simples, realizado os testes desde início do desenvolvimento.
    Os testes de integração contecendo junto com os testes unitários, fazem com que o codigo va com melhor qualidade para eta de testes de sistemas.
    E portanto , essa fase pode diminuir..
    O tempo do projeto pode ficar menor
    Os testes de perfomance, tb acontecendo durantem os testes unitários…
    Simples não? Alguém trabalha dessa forma hj?
  • Quando o gerente de projeto faz o plano de trabalho, a curva de esforço se assemelha a isso:
    Uma onde de desenvolvimento, os testes acontecendo no final dela. Os erros encontrados geram nova onda ou várias, aonde eles são corrigidos e depois,
    Maravilha: liberamos para a produção.
    No mundo real trabalhamos com riscos, mas o fato é que muitos incidentes são registrados quando o sistema é colocado em produção.
    E muitas vezes são erros de performance, de requisitos não funcionais, que implicam em revisam da arquitetura.
    E portanto em retrabalho.
    Todos ja estamos cansados de ouvir a máxima: quanto mais cedo descoberto o erro, mais barato.
    Para isso, o que propomos é antecipar o testes, realizar testes, inclusive de integração, durante o desenvolvimento.
    Essa é uma estratégia para nos aproximarmos do desejo do gerente, que imaginava uam quantidade de erros minima, próximo a data de implantação
  • As vantagens dessa abordagem
  • Por conta dessa complexidade, podemos imaginar o esforço necessário para se confirgurar um ambinete de testes, quando se implanta um sistema novo ou se faz upgrade de uma nova versão.
    A quantidade de hardware, software, sistemas operacionais, banco de dados usados nesse processo.
    Em muitos casos, o time de infraestrutura é responsável pela disponibilização desse ambiente. Fazem uso de Vmware, que sem dúvida facilita a montagem dos ambientes, mas ainda assim estas precisam ser instaladas, configuradas e uma vez disponibilizadas, se precisa de alguém que conheça as aplicações, às vezes de terceiros, que saiba como usá-las, conheça as senhas, etc.
    Isso é uma reliadade para a maioria de nossos clientes.
  • Para complicar, muitos dos sistemas , banco de dados, dispositivos necessários à realização dos testes não~podem ser usados à qualquer hora. Ou são compartilhados, ou são sistemas externos à empresa, ou mesmo, sistemas de produção que disponibilizam janelas de testes.
    Isso compromete o cronograma e gera estresses enormes entre as equipes.
  • É nesse contexto que entra a virtualização: tudo o que não está disponivel pode ser virtualizado através dos serviços.
  • Por conta dessa complexidade, podemos imaginar o esforço necessário para se confirgurar um ambinete de testes, quando se implanta um sistema novo ou se faz upgrade de uma nova versão.
    A quantidade de hardware, software, sistemas operacionais, banco de dados usados nesse processo.
    Em muitos casos, o time de infraestrutura é responsável pela disponibilização desse ambiente. Fazem uso de Vmware, que sem dúvida facilita a montagem dos ambientes, mas ainda assim estas precisam ser instaladas, configuradas e uma vez disponibilizadas, se precisa de alguém que conheça as aplicações, às vezes de terceiros, que saiba como usá-las, conheça as senhas, etc.
    Isso é uma reliadade para a maioria de nossos clientes.
  • We always want to be testing.
    Stub interfacing components out that are unavailable at the time and then re-introduce them when they are available.
    O teste de integração pode ser feito em nível de componente.
    Inicia-se os testes virtualizando os componentes que não estao disponiveis. Ã medida que ficam prontos, são substituídos.
    E entao, quando um novo componente ou uma nova versão é introduzida, pode se executar testes de regressao.
    Assim se contra o risco de liberar um componente com erros. É uma abordagem iterativa para os testes de integração.
    Essa abordagem é interessante para times usando métodos agile, permitindo que os testes sejam de fato executados em cada iteração.
  • Goal: Get your customer talking and engage with them to identify their mobile challenges.
    MAIN POINT: User expectations of mobile is high…. yet those expectations are not being met
    Source: Harris Interactive Survey of Mobile User Experience March 2011
  • Goal: Get your customer talking and engage with them to identify their mobile challenges.
    MAIN POINT: Quality and time are two factors in the “software paradox” and many organizations face these same challenges.
    Source: SD Times: “More than half of organizations are building mobile applications” http://www.sdtimes.com/link/36553
  • MAIN POINT: Mobile poses unique challenges that separate it from traditional IT projects. Let’s look at a few of them.
    SPEAKER NOTES:
    First of all the apps themselves are different. Not just smaller in footprint, but more strategic, and delivering more user and context-awareness. Unlike traditional apps, mobile apps are intended to run on unstable networks. Interruption in service is the norm, not the exception.
    Development is different. The app development lifecycle is more complicated. In addition to being faster and more iterative, you have to deal with multiple device platforms and development styles. You have to securely integrate into back-end enterprise services and cloud and be ready to scale appropriately – even when demand occurs in less predictable patterns. On top of all that you have unique mobile requirements like a user interface that has significant restrictions in terms of real-estate. Then there are questions about how do you effectively take advantage of unique capabilities mobile has to offer. Things like geo-location, for instance.
    Management is different. Managing app distribution and governance means working with as many as four different AppStores – each with their own approach and challenges for managing B2C apps. And, because the devices they run on are outside of IT control, mobile apps pose greater challenges associated with app governance, distribution, and version management.
    Finally, security is different with greater risks of exposing applications and data on small, light, and always on portable devices. You need to figure out how to protect your confidential information and the privacy of the participants – all while you are enabling connection through devices owned privately by the participants themselves and not controlled by the enterprise.
  • MAIN POINT: Introduce these Solutions to Improve ROI.
    SPEAKER NOTES: There are several “dimensions” to testing: User Interface functionality and usability, performance testing, Solutions to improve ROI:
    Automate UI and Performance tests for mobile apps (new capability introduced at Innovate2013)
    Virtualize back-end services to maintain agility
    Improve manual test case management and optimize execution across multiple mobile devices
    Extend Worklight with automated testing
  • MAIN POINT: Agile and Mobile are often used in conjunction with each other.
    SPEAKER NOTES: Agile and Mobile are aligned in that most simply want to:
    Accelerate Time to Market
    Manage the Changing Priorities and
    Increase Productivity
  • MAIN POINT: Responding to these challenges means thinking differently about familiar tasks.
    SPEAKER NOTES:
    Within the highly repetitive, Agile mobile lifecycle, we see a familiar cadence of activities – planning, designing, building, test, deliver etc.
    Three key themes emerge the continually support the mobile lifecycle for teams: Quality Management, Continuous Delivery and Extending Enterprise Apps to Mobile.
    This section of the presentation uses these three themes and presents the value in an “outline” format to discuss value in each of the areas.
  • MAIN POINT: Introduce these Value areas that Rational’s Mobile Solutions provide.
    SPEAKER NOTES:
    Quality Management: Tools to Automate testing and boost the ROI expected for mobile apps
    Continuous Delivery: The need to drive MORE mobile apps and to accelerate the delivery of these applications requires a “Continuous Delivery” approach.
    Extend Enterprise Apps to Mobile: a large majority of developers are currently extending enterprise apps to mobile or plan to in the future.
  • MAIN POINT: Introduce these Solutions to Improve ROI.
    SPEAKER NOTES: There are several “dimensions” to testing: User Interface functionality and usability, performance testing, Solutions to improve ROI:
    Automate UI and Performance tests for mobile apps (new capability introduced at Innovate2013)
    Virtualize back-end services to maintain agility
    Improve manual test case management and optimize execution across multiple mobile devices
    Extend Worklight with automated testing
  • MAIN POINT: Most mobile testing today appears to be laborious manual testing. Automated testing can provide significant productivity gains for agile, mobile projects.
    SPEAKER NOTES: Clients can greatly reduce testing time for mobile apps through automation. With a typical “record and playback” type of approach, Rational Test Workbench is a NEW offering by IBM that not only aligns with the IBM MobileFirst initiative, but also extends Rational Test Workbench capabilities beyond the “Green Hat” capabilities of test virtualization and performance testing, described in the next section.
  • MAIN POINT: Most mobile apps are engaging “systems of record” or existing systems to provide enterprise knowledge, data and business processes and therefore, mobile testing should represent testing more than just the User Interface.
    SPEAKER NOTES: Rational Test Workbench also includes capabilities to test the back-end enterprise systems. This provides two distinct benefits:
    Reduces MIPS / processing usage on enterprise systems, which can often involve chargebacks to the client teams using those MIPS. This can be instant operational savings for many projects that need to test.
    Keeps mobile appdev teams agile so that they can continue to develop and test iteratively in the aggressive backlog schedules.
  • MAIN POINT: Most mobile app testing today is manual, as it has been with other platforms in history. Manual testing is often filled with many time consuming tasks that themselves can be “automated” helping improve productivity of testers.
    SPEAKER NOTES: Rational Quality Manager provides two key capabilities in this area:
    A collaborative interface that replaces manual document and spreadsheet creation and emails with a single dashboard for all QA team members to work together.
    Test Coverage Optimization helps prioritize and consolidate “similar tests” and greatly reduces the number of potential test cases that cover the platforms of interest.
  • MAIN POINT: Running tests on multiple mobile devices requires you to acquire each of these devices for testing – IBM has partnerships with companies that host “mobile device clouds” to extend the reach of testing multiple mobile platforms.
    SPEAKER NOTES: Two Business Partner Device Cloud vendors provide integration to Rational Quality Manager to execute tests in their device clouds.
  • Brateste 2103: Virtualização de Serviços para uma Nova Abordagem em testes

    1. 1. Virtualização de Serviços para uma Nova Abordagem em testes Ana Negrello Fabio Santos 1 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    2. 2. Virtualizaç ã de Serviç os para o modernizar o Processo de Testes 2 2 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    3. 3. Cenário Comum em Qualquer Cliente….. 3 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    4. 4. Qual o desafio à Qualidade? Garantir a qualidade de sistemas complexos, integrados, heterogêneos exige que todos os serviços/aplicativos e hardware estejam disponíveis para a realização de testes de sistemas e de integração  E por isso: − Custos de setup e manutenção são altos: • Salários e equipe • Hardware • Software • Taxas para acessar sistemas externos, de terceiros − Normalmente os testes só são realizados uma vez, ao final do ciclo de desenvolvimento, o que resulta em descoberta tardia de significativos problemas de integração/arquitetura − Uma barreira à adoção de métodos ágeis 4 Interface Usr Testes Integrados Testes de Componentes Testes Unitários A complexidade está escondida sob a superfície #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    5. 5. Testes continuam sendo feito do mesmo jeito há 30+ anos Controle de Qualidade Requisitos Big Bang Testes Unitários Testes de Sistemas Homolo gação Produç ão • • • 5 Defeitos surgem todos de uma vez Maior risco Mais caro Performance #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    6. 6. Abordagem Proposta • • • Requisitos Ciclos de testes mais curtos Reduz custos Menores riscos Testes Unitários Testes de Integração Testes de Sys Tests Sistemas Erros Homol ogação Produ ção Performance 6 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    7. 7. Esta é sua realidade hoje ? Esforço Produção Dev Dev Tempo Test Nova Abordagem ... ... como realmente e e como realmente acontece acontece ! ! Esforço Dev Dev Antecipar Testes Antecipar Testes 7 Como o Gerente de Projeto considera a distribuição do Esforço ... Dev Test Dev Test #IBMMobile Temp o © 2013 IBM Corporation
    8. 8. Vantagens com a Antecipação dos Testes  Testar a Arquitetura antes de iniciar o Desenvolvimento : menor retrabalho  Esforço Produção Evitar, identificar e remover defeitos antecipadamente, sem perda de contexto: mais rápido, mais barato   Validar interfaces de componentes e sistemas Detectar antecipadamente potenciais falhas para o negocio ... Dev  Reuso de serviços virtualizados entre o time: maior colaboração, menor custo, mais segurança Tempo Test 8 #IBMMobile  Ambientes de testes corporativos individualizados para cada desenvolvedor © 2013 IBM Corporation
    9. 9. Idé ia Simples mas Difícil de Implementar. Por que? 9 9 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    10. 10. É Complicado e Caro Montar o Ambiente de Testes Business Partners Content Providers Web/ Internet Shared Services Portals Messaging Services Routing Service Third-party Services Directory Identity Application Collaboration File systems EJB Enterprise Service Bus Data Warehouse 10 Mainframe #IBMMobile Archives © 2013 IBM Corporation
    11. 11. Limitações no ciclo de vida de desenvolvimento e de testes Ambiente Físico de Testes Restrições Manutençao Server/ Web Services Server/ Web Services Janelas de Utilização Mainframe / /MQ/CICS Mainframe MQ/CICS Sistema Sob Teste Sistema Sob Teste Restrições de Volume Problema: Restrições que penetram no desenvolvimento e limitam a produtividade dos testes 11 Dispositvos / /SD-IO Dispositvos SD-IO Restrições Volume/Acesso Banco de Dados / /JDBC Banco de Dados JDBC #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    12. 12. Solução: Virtualização em Testes Virtualização ouve e captura o comportamento e características dos sistemas back-end Ambiente Físico de Testes Ouve / /Captura Ouve Captura Maintenance Constraints Server/ Web Services Server/ Web Services 2hr. access window Mainframe / /MQ/CICS Mainframe MQ/CICS Sistema Sob Teste Sistema Sob Teste Armazena Armazena Volume Constraints Captura & Modela Smart Device / /SD-IO Smart Device SD-IO Web Services Test Case Repository MQ/CICS Volume Constraints Smart Devices Database / /JDBC Database JDBC JDBC 12 Ambiente Virtual Ambiente Virtual #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    13. 13. Solução de Virtualização em Testes possibilita a implantação de serviços virtuais em múltiplos ambientes Physical Test Environment Maintenance Constraints Modela eeimplanta Modela implanta Real / /Virtual Real Virtual Server/ Web Services 2hr. access window Mainframe / MQ/CICS Volume Constraints Smart Device / SD-IO Volume Constraints Sistema Sob Teste Sistema Sob Teste Database / JDBC Captura & Modela Captura & Modela Web Services Repositório de Test Cases Captura & Modela Web Services Web Services MQ/CICS MQ/CICS MQ/CICS Smart Devices JDBC 13 AV - - FTE AV FTE Smart Devices JDBC #IBMMobile- - SIT AV AV SIT Smart Devices JDBC AV - - UAT © 2013 IBM Corporation AV UAT
    14. 14. A Montagem do Ambiente de Testes fica mais Simples com Virtualização Business Partners Content Providers Web/ Internet Shared Services Portals Messaging Services Routing Service Third-party Services Directory Identity Application Collaboration File systems EJB Enterprise Service Bus Data Warehouse 14 Mainframe #IBMMobile Archives © 2013 IBM Corporation
    15. 15. A Virtualização em Testes tem papel chave para os Testes Contínuos de Integração Virtualização habilita Teste Contínuos de Integração Serviço/App Real Serviço/App Virtual Serviços, aplicações, sistemas são introduzidos dentro do ciclo de integração contínua de forma priorizada, controlada. Incrementalmente Testando a Integração Incrementalmente Testando a Integração 15 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    16. 16. Mudar por que? Mobile: Mais Agilidade, inclusive nos Testes 16 16 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    17. 17. Expectativa x Realidade 85% dos adultos que fizeram uma transação mobile no ano passado, esperavam que a experiência fosse melhor do que usando um laptop ou um desktop Ainda 41% dos comentários sobre as empresas top de mobile expressaram frustração 17 © 2013 IBM Corporation #IBMMobile Source: Harris Interactive Survey of Mobile User Experience March 2011
    18. 18. Qualidade x Tempo, quem não passou por isso? A mesma porcentagem de desenvolvedores que dizem que Testes e Qualidade estão entre suas 5 maiores preocupações… Também dizem têm como desafio entregar as aplicações tão rapidamente quanto a área gerencial quer. 18 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation SD Times: “More than half of organizations are building mobile applications” http://www.sdtimes.com/link/36553
    19. 19. Por que desenvolvimento Mobile é diferente Apps Mobile são diferentes. Desenvolvimento é diferente. • • • • • • • 19 Elas são mais estratégicas – Maior urgência e imediatismo O risco é mais visível– As app stores mostram notas e comentários, que podem desanimar adoção Elas são orientadas a contexto– sabem aonde você está e o que está fazendo Elas rodam em redes instáveis– interrupção é a norma, não a exceção Navegaçao mais intuitiva – Mais desafiador para serem atrativas e fáceis de usar Sempre no ar – Uma oportunidade de entregarem maior valor • • • • #IBMMobile Ciclos mais rápidos de desenvolvimento demandam automação Mais tipos de aparelhos para suportar, cada um com seu próprio conjunto de funcionalidades, OS e interfaces de usuários Mais abordagens para escolher– Web, HTML, Nativa Mais ferramentas open-source e de terceiros, frameworks and bibliotecas para escolher Sempre uma exceção : coordenação com áreas de serviços da empresa © 2013 IBM Corporation
    20. 20. Testes Mobile Gerenciamento de Qualidade de Apps Mobile 1. Manuais/ Crowd-Sourcing 2. Uso de emuladores de dispositivos 3. Difícil testar de ponta a ponta 41% dos projetos não retornam o ROI experado para o negócio 20 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    21. 21. Desenvolvimento de Apps para Mobile demandam Processos Ágeis 21 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    22. 22. Soluç õ de Virtualizaç ã de es o Serviç os e de Testes para Mobile 22 22 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    23. 23. Endereç ando diversos temas em Mobile, com Rational Desenvolvimento & Implantação de Apps Mobile 23 Gerenciamento Ciclo de Vida e Testes Acesso a Dados & Integração  Requisitos  Definir os Endpoints  Planejamento Coletar opinião e retorno do Escolher provedor Nuvem e Escopo e Objetivos do usuário appls de back end Projeto Gerenciamento de Qualidade Gerenciamento de Qualidade  Colaborar  Integrar  Design Coordenar times de Conexão rapida com back Definir a experience do usr desenvolvimento agile end e combinação de do mobile e usar as dados funcionalidades mais  Testar recentes do dispositivo  Converter Testes automatizados para Build devices e sistemas Mostrar os dados num Entrega Contínua Entrega Contínua Para diversas plataformas e conectados formato amigável no mobile gerenciamento  Implantar  Repassar  Simulação Liberar para produção com Receber os eventos do Garantir funcionalidade e distribuição controlada back end e repassar para o usabilidade da appl. device apropriado  Experiência Contínua Expandir Apps Corporativas para Mobile   Revisar Expandir Apps Corporativas para Mobile Coletar retorno contínuo do Sincronizar Coletar opinião dos usuário e iterar KeepManter os dados interessados sicronizados no 2013 IBM Corporation © modo off #IBMMobile line
    24. 24. Endereç ando diversos temas em Mobile, com Rational Acelerando implantação de aplicações mobile multicamadas, com alta qualidade Gerenciamento de Qualidade Implantação Contínua de Sistemas e apps Mobile De Aplicações Mobile 41% dos projetos não retornam o ROI esperado para o negócio 24 Maioria das empresas esperam implantar mais de 25 apps de mobilidade nos próximos dois anos #IBMMobile Estender Apps Corporativas para Mobile Aproximadamente 90% dos desenvolvedores estão estendendo apps corporativas para mobile ou assim planejam para breve © 2013 IBM Corporation
    25. 25. Endereçando diversos temas em Mobile, com Rational Acelerando implantação de aplicações mobile multicamadas, com alta qualidade Gerenciamento de Qualidade das Apps Mobile Como melhorar o ROI: 1. 2. 41% dos projetos não retornam o ROI experado para o negócio 25 Automatize testes de Performance e de apps mobile Virtualize serviços do back-end para ter agilidade 3. Melhore o gerenciamento de testes manuais e otimize a execução dos testes nas diferentes plataformas de mobile #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    26. 26. 1.1 Automatize testes para apps mobile nativas e híbridas Benefício: Reduz o tempo de testes de mobile, que tipicamente é manual Gerencia gravação e playback em dispositivos móveis e emuladores  Carregue as apps a partir do Rational Test Workbench para gravar ou executar  Gravação em alta fidelidade de gestos de interface e eventos  Execução dos testes gravados diretamente no dispositivo ou no emulador através do Rational Test Workbench  Geração de relatórios detalhados sobre a execução  Envia os relatórios de volta para Rational Test Workbench quando o teste acaba. 26 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    27. 27. 1.2 Virtualize serviços de back-end para manter agilidade Benefício: O time de desenvolvimento para Mobile consegue trabalhar com cronogramas agressivos e reduzir o uso de MIPS em sistemas corporativos Virtualização para isolar a camada cliente da Apps Rational Test Workbench Camada de apresentação Testes de UI 27 Para testes funcionais da camada de apresentação, as demais camadas podem ser virtualizadas com Rational Test Virtualization Server #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    28. 28. 1.3 Refine o gerenciamento dos testes manuais Benefício: automatiza tarefas de QA, para reduzir tempo de teste manual:  Muitos testes ainda são manuais − Comum documentação desatualziada, planilhas, emails e decisões  Otimizar a cobertura de testes − Pode reduzir a quantidade de testes que precisam ser realizados 28 #IBMMobile Rational Quality Manager 10 devices 3 OS versions 5 carriers 30-50 test cases 150 combinations © 2013 IBM Corporation
    29. 29. 1.3 Facilite a execução de testes nos diferentes tipos/modelos de dispositivos Benefício: Melhoria da qualidade e os resultados dos testes integrados numa unica base, facilitando tomada de decisões  Dispositivos podem ser dispobilizados através de Cloud (parceiros IBM) e os testes e os resultados podem ser integrados através do Rational Quality Manager Rational Quality Manager  Cloud de dispositivos mobile 29 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    30. 30. Em resumo: RQM+ Virtualização + “DeviceClouds” para Agilizar os Testes Camada cliente Desafios nos Testes 1. Variedade de dispositivos 2. Configuração das camadas servidor e backend 3. Acesso a dispositivos físicos e redes para testes 30 Camada Servidor Dados eServiços Brack end Solutions 1. Otimizar a cobertura de testes com RQM 2. Usar serviços virtualizados poder realizar testes de ponta a ponta no dispositivo mobile 3. Usar nuvem para disponibilizar maioria dispositivos móveis para testes (Perfecto Mobile, Device Anywhere são parceiros Rational) #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    31. 31. Recursos Disponíveis              Youtube: What is Service Virtualization: http://www.youtube.com/watch?v=Np5_O43BFD4&list=PLEE1757606E9348F5&index=1&feature=plpp_video What is Continuous Integration Testing: http://www.youtube.com/watch?v=wGOogTsOtc4&list=PLEE1757606E9348F5&index=3&feature=plpp_video When to you Service Virtualization: http://www.youtube.com/watch?v=j1f5vP3gCIM&list=PLEE1757606E9348F5&index=2&feature=plpp_video Videos feitos por parceiros IBM: http://www.youtube.com/playlist?list=PLlhg84-xzjfwdUShtwq7sG4HZQpFUwwFM&feature=edit_ok Artigos: Artigo em português: Métodos ágeis e qualidade: como conciliar? https://www.ibm.com/developerworks/mydeveloperworks/blogs/rationalbrasil/entry/m_c3_a9todos__c3_a1geis_e_qualidad e_como_conciliar2?lang=pt_br  PDF - Service Virtualization for dummies:  https://www14.software.ibm.com/webapp/iwm/web/signup.do?source=swg-rtl-sd-wp&S_PKG=ov13523   Use service virtualization to remove testing bottlenecks  http://library.theserverside.com/data/document.do?res_id=1368550664_519   Relatórios de Mercado:  Relatório de mercado Infotech 2013 – IBM como líder de testes:  https://www14.software.ibm.com/webapp/iwm/web/signup.do?source=swg-rtl-sd-ar&S_PKG=ov12576  Relatório sobre ROI em Virtualização da WinterGreen Resear Inc:  https://www14.software.ibm.com/webapp/iwm/web/signup.do?source=swg-rtl-sd-wp&S_PKG=ov12601  Forrester Research Total Economic Impact Study on Service Virtualization and Test Automation Solutions (estudo de caso de implementação pela Sadhanta)  https://www14.software.ibm.com/webapp/iwm/web/signup.do?source=swg-rtl-sd-ar&S_PKG=ov16778 31 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    32. 32. Recursos Disponíveis          Webcasts: Webcast especialista de mercado: "Is early Performance Test really valuable and viable?" :. http://video.webcasts.com/events/pmny001/viewer/index.jsp?eventid=43694   Recording a mobile app test using RTW http://www.youtube.com/watch?v=ktQ9HUGytZo   Running a mobile app test using RTW http://www.youtube.com/watch?v=s6mq5qoj6Fs   Creating virtualized services for a mobile app using RIT http://www.youtube.com/watch?v=Z2bVWS70EAA   Running virtualized services for a mobile app using RTVS http://www.youtube.com/watch?v=QWPTwbkY4NM   Setting up a mobile app test using RQM http://www.youtube.com/watch?v=ZmkLHhPuHeg   Putting it together: Running a mobile app test against virtualized services for a mobile app using RQM, RTW, RTVS http://www.youtube.com/watch?v=oyhnRfeMq-w    32 Webcast IBM (português) http://www.tiwebcast.com.br/WebcastImages/IBM/525444_IBM_Podcast.zip Mobile: http://www.youtube.com/watch?v=w1HRP85vnKM http://www.youtube.com/watch?v=kPiVpl8lbjw Adoção de Agile na IBM: http://www.youtube.com/watch?v=PjE-XeJuV7Q&list=PLF491A0C598AF9E39&index=24 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation
    33. 33. Visite nosso estande ! Temos demonstraç õ das es Soluç õ Integradas: es - Virtualizaç ã de Serviç os o - Testes de Mobile - Gerenciamento de Qualidade 33 33 #IBMMobile © 2013 IBM Corporation

    ×