Biografia de barack_obama
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Biografia de barack_obama

on

  • 1,070 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,070
Views on SlideShare
1,064
Embed Views
6

Actions

Likes
1
Downloads
7
Comments
0

5 Embeds 6

http://www.paulomotaribeiro.blogspot.com 2
http://paulomotaribeiro.blogspot.com 1
http://paulomotaribeiro.blogspot.nl 1
http://www.paulomotaribeiro.blogspot.pt 1
http://paulomotaribeiro.blogspot.pt 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Biografia de barack_obama Biografia de barack_obama Presentation Transcript

    • Núcleo Gerador: Identidade e Alteridade
    • Domínio de referência 4
    • Relacionar Património Comum da Humanidade com interdependência e Solidariedade
    • Tema:
    • Identidades e Patrimónios Culturais
  • Biografia de Barack Obama “ Yes, We Can”
    • Barack Hussein Obama Jr. nasceu a 4 de Agosto de 1961, em Honolulu, Havai. Sua mãe, Ann Dunham (mulher branca nascida no Kansas e filha de um veterano da 2ª Guerra Mundial) e seu pai Barack Obama (um queniano negro, filho de um pastor de cabras), conheceram-se enquanto se matriculavam na Universidade do Havai.
    • Divorciaram-se quando o filho ainda era criança. Depois disso, o pai trocou o Havai por Harvard e regressou para o Quénia, onde trabalhou como economista de uma consultora de petróleo.
  • Barack Obama, pouco depois de ter sido eleito o primeiro presidente afro-americano da Harvard Law Review em 1990, ( revista criada em 1887 por um grupo de estudantes da Harvard Law School, nos EUA).
    • Na sua autobiografia de 1996, "Dreams from My Father", Obama revelou que durante a adolescência e na faculdade experimentou alguns tipos de drogas .
    • Quando Steve Kroft, do "60 Minutes", perguntou se ele estava arrependido em assumir tal acto Obama respondeu: "Não. Você sabe, não estou”.
    • No entanto, em 2007, iniciou a sua primeira tentativa de parar de fumar após prometer à esposa que trocaria o tabaco por chicletes de nicotina para acabar com o vício.
    • Após a formatura em Columbia, em 1985, mudou-se para Chicago. Lá, começou a envolver-se com grupos não-lucrativos da igreja que forneciam habitação e apoio às famílias pobres da cidade.
    • Depois, foi para a Universidade de Direito de Harvard onde supervisionava um jornal mensal direccionado aos estudantes. Publicava cerca de 2.000 páginas por edição.
    • Nessa Universidade acabou o Doutoramento em 1991.
    • A retórica de OBAMA parece uma conversa descontraída entre amigos. O seu público é essencialmente democrata mas ele cultiva os eleitores independentes e também os republicanos insatisfeitos. Nunca fala do próprio partido. Também não se apresenta como um candidatado negro nem se apresenta como herdeiro dos movimentos de direitos civis. O tom é de quem não tem medo das próprias opiniões e que, nesses encontros, permite-se momentos de transparência absoluta. Embora fique de pé, e caminhe de um lado para outro no palco, discursa como se estivesse sentado à frente de cada pessoa da plateia.
    • Em 1992, Obama casou-se com Michelle Robinson, uma veterana da Harvard Law, que conheceu na firma de advocacia de Chicago onde trabalhava.
    • Em 1998, o candidato juntou-se ao United Church of Christ de Chicago, apesar de ter sido criado fora da religião da mãe, a qual ele descreveu como sendo uma "testemunha solitária de um humanismo secular". Pouco tempo depois, em 1999, nasceu a sua primeira filha Mahalia e, em 2001, nasceu a sua segunda filha, Natasha.
    • Além de praticar a advocacia, Obama também actuou como orador júnior sobre as leis, na Universidade de Direito de Chicago e, para a lém de "Dreams from My Father," Obama também publicou, em 2006, o bestseller "The Audacity of Hope".
  • Em 2004, Barack Obama apresenta resoluções na Corrida da Vitória dos Eleitores da Liga de Conservação, em Boston Ele é visto com simpatia entre os trabalhadores e com hostilidade por parte das empresas. O sistema de saúde, a diplomacia e o fim da guerra do Iraque estão entre as suas maiores preocupações. Ele é a favor do desarmamento nuclear, da diplomacia com o IRA e defende a escolha pessoal no debate sobre o aborto. Durante a sua campanha Barack Obama tentou convencer os eleitores do que ele realmente representa “mudança”.
    • Ética, Moralidade e Veteranos
    • Questões Éticas e Morais
    • Em 2005, Obama votou a favor de uma proposta (rejeitada) que previa a expansão do financiamento do planeamento familiar e o acesso ao controlo da natalidade.
    • Em 2006, Obama votou a favor de uma proposta (aprovada) que permitia que fundos federais fossem utilizados em pesquisas com células-tronco embrionárias.
    • Votou contra uma emenda Constitucional que daria ao Congresso o poder de punição à queima da bandeira , em 2006.
    • Também em 2006, votou contra a proposta de emenda à Constituição que incluía a definição de casamento como a "união de um homem e de uma mulher".
    • Votou a favor da criação da “Liga para a Prevenção de Crimes de Ódio”, em 2007, que inclui crimes praticados baseados nas orientações sexuais das vítimas.
    • Meio ambiente
    • Em 2005, votou a favor de uma emenda rejeitada que procurava melhorar a eficiência do combustível automóvel.
    • Obama votou a favor da Eficiência Energética de 2007, aprovada na votação do Senado mas, não votou na emenda rejeitada que teria limitado o crédito de taxas para propriedades que fornecessem energia eólica.
    • Neste ano, votou contra manter os níveis dos orçamentos actuais para os créditos de taxas da electricidade produzida por recursos renováveis até 2012
  • Imigração e Saúde Obama também votou pela construção da Cerca de Segurança, em 2006 , e aprovou US$ 1,2 bilhões para a construção da mesma ao longo dos 1.120 km existentes entre a fronteira EUA/México Também em 2007, votou a favor de uma proposta (rejeitada) para uma compreensiva reforma da imigração ,que previa o aumento da segurança nas fronteiras dos Estados Unidos, introduzia programas de vistos para empregados convidados e de caminhos para a cidadania para imigrantes que já residissem no país Em 2007, Obama votou a favor de uma proposta que restringia o tráfego de camiões comerciais do México, nas zonas comerciais da fronteira
    • Em 4 de Novembro de 2008 o senador Barack Obama (Partido Democrata) tornou-se o primeiro negro a ser eleito presidente dos EUA. "Se há por aí alguém que ainda duvida que a América seja um lugar onde todas as coisas são possíveis", disse Obama no seu discurso de vitória, "esta noite é a sua resposta."
    • A votação popular mostrou o país dividido, com 62,2 milhões de votos (52% do total) para Obama Só que no colégio eleitoral Obama ganhou de lavada. Ele ficou com 338 votos (estimativa), 68 a mais que o necessário para se tornar presidente. Além de vencer em todos os Estados que tinham votado pelos democratas em 2004, Obama conseguiu tirar aos republicanos pelo menos 7 Estados - entre eles a Florida, Ohio e Virgínia (Estado em que um democrata não vencia desde 1964).
    • Presidente dos Estados Unidos recebe prémio a meio de uma guerra
    •  
    • O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que já assinou o livro dos agraciados com o prémio Nobel da Paz ao lado de sua mulher, Michelle, na quinta-feira 10 de Dezembro, no local da cerimónia de entrega do galardão na capital da Noruega, Oslo.
  • Alguns dos principais trechos do discurso do presidente dos Estados Unidos Barack Obama, quando aceitou formalmente  o Prémio Nobel da Paz
    • * "Comparado a alguns gigantes da história que receberam este prémio... minhas realizações são mínimas".
    •  
    • * "A questão mais profunda acerca de minha aceitação deste prémio é o facto de eu ser o comandante-chefe de uma nação no meio de duas guerras".
    • * "Eu entendo por que a guerra não é popular. Mas também sei de uma coisa: a crença de que a paz desejável é raramente alcançada. A paz requer responsabilidade. A paz implica sacrifício. É por isso que a NATO continua a ser indispensável. É por isso que devemos fortalecer as Nações Unidas e as forças de paz regionais, e não deixar a tarefa para alguns poucos países".
    • * "Nós perdemo-nos quando comprometemos os ideais que lutamos para defender. E nós honramos esses ideais conservando-os não apenas quando é fácil, mas quando é difícil".
    • * "O mundo deve se unir para confrontar as mudanças climáticas. Há pouca controvérsia científica sobre o facto de que, se nada fizermos, enfrentaremos mais seca, mais fome e deslocamentos em massa que gerarão mais conflitos por décadas".
    • * "A coragem e o sacrifício do soldado são cheios de glória, expressando devoção ao país, à causa e aos companheiros de armas. Mas a guerra em si nunca é gloriosa, e nós jamais devemos exaltá-la dessa forma".
    • Bibliografia
    • [fonte: USA Today]
    • [fonte: CNN, Fox News]
    • [fonte: CNN]
    • [fonte: The Washington Post]
    • [fonte: U.S. Senate]
    • [fonte: Project Vote Smart]
    • [fonte: ABC News].
    • [fonte: Barack Obama.com]
    • [fonte: Chicago Sun-Times]
    • [fonte: Harvard Law Review]
    • [fonte: Religião e Política]
    • [fonte: Universidade de Chicago]
    • [fonte: CBS News]
    • Trabalho elaborado Por: Paulo Ribeiro