UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ        SETOR DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS        DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA  DOENÇAS SEXUALMENTE ...
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ                  SETOR DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS                   DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA ...
Quase todo mundo já ouviu falar em doençassexualmente transmissíveis, ou DSTs. Muitaspessoas pensam que sabem o suficiente...
Para começar, vamos falar das doenças causadaspor bactérias. São elas: clamídia, gonorréia esífilis.CLAMÍDIA:             ...
GONORRÉIA:                         2A gonorréia é uma doença causadapela bactéria Neisseria gonorrheae.Pode provocar infla...
SÍFILIS:A sífilis é uma doença causada pela bactériaTreponema pallidum. Além de ser transmitidasexualmente, pode ser trans...
Existem ainda, as doenças causadas por vírus:AIDS, Hepatite B e herpes.AIDS:                                           4É ...
HERPES:                             5Herpes simples é uma infecção causada pelovírus herpes humano (HSV 1 e 2) que secarac...
Algumas   doenças   podem    ser     causadas   porparasitas como tricomonas por exemplo.TRICOMONÍASE:É uma doença causada...
Todas estas doenças podem causar sérios danos,sendo   alguns   irreversíveis.   Além   disso,   opreconceito da sociedade ...
MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISMétodos anticoncepcionais, são métodos usadospara     evitar   a   gravidez   indesejada.   Esses...
MÉTODOS COMPORTAMENTAISTABELINHA:O ciclo menstrual tem aproximadamente 28dias, tendo inicio no 1° dia da menstruação. Aovu...
MÉTODOS COMPORTAMENTAISTEMPERATURA BASAL:                 Consiste na observação                 da       mudança      de ...
MÉTODOS DE BARREIRACAMISINHA MASCULINA:                         Impede a subida dos                         espermatozóide...
MÉTODOS DE BARREIRACAMISINHA FEMININA:Constitui-se em um tubo de poliuretano comuma extremidade fechada e a outra abertaac...
MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISDIAFRAGMA:É um anel flexível deborracha que deve sercolocado na vaginapara fechar a entradapara o...
MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISDIU – DIPOSITIVO INTRA-UTERINO:Os DIUs são artefatos de polietileno, aos quaispodem ser adicionad...
MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISPÍLULAS ANTICONCEPCIONAIS:São comprimidos compostos de estrógeno eprogesterona.As mais comuns são...
MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISPÍLULA DO DIA SEGUINTE:É um método anticoncepcional que pode evitar agravidez após a relação sexu...
MÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS MÉTODOS DEFINITIVOS:São métodos realizados através de cirurgia.Laqueadura tubária ou ligadura de...
PARA LEMBRAR...A MELHOR MANEIRA DE SE PREVINIR DE UMAGRAVIDEZ      INDESEJADA    E    TAMBÉM    DASDOENÇAS    SEXUALMENTE ...
Referências•   http://www.scielo.br/pdf/ref/v9n2/8641.pdf - Orientação    Sexual - MEC – Parâmetros curriculares nacionais...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Cartilha DSTs e métodos anticoncepcionais

9,069

Published on

As bolsistas do projeto de extensão elaboram cartilhas didáticas sobre os temas de algumas aulas. Esta contém exemplos de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e os principais métodos anticoncepcioonais para evitar a gravidez, inclusive os de barreira que protegem também conta DSTs.

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
9,069
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
189
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cartilha DSTs e métodos anticoncepcionais

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (DST) EMÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS
  2. 2. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA “FISIOLOGIA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS PARA A CIDADANIA” (Projeto de extensão) DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (DST) E MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISProfª Orientadora: Ana Maria C. FiladelfiGraduanda: Alessandra A. Schwanke
  3. 3. Quase todo mundo já ouviu falar em doençassexualmente transmissíveis, ou DSTs. Muitaspessoas pensam que sabem o suficiente sobreessas doenças. Mas será que realmente sabem?Esta cartilha tem o intuito de ampliar seusconhecimentos a respeito destas doenças, afimde que você saiba quais são elas, o que elaspodem causar na sua e saúde e principalmente...Como fazer para prevenir-se delas!Primeiramente é importante ressaltar que nemtodas as DSTs são transmitidas apenas pelocontato sexual sem proteção. A AIDS e ahepatite, por exemplo, possuem outras vias detransmissão, como será explicado adiante.Muitas destas doenças tem cura, mas mesmoassim podem causar uma série de complicaçõesque podem ser irreversíveis!
  4. 4. Para começar, vamos falar das doenças causadaspor bactérias. São elas: clamídia, gonorréia esífilis.CLAMÍDIA: 1Esta é uma doença causada pela bactériaChlamydia trachomatis. É muito comum, podeafetar homens e mulheres, além de sertransmitida da mãe para feto. Os sintomas são:• Homem: dor ao urinar, corrimento do pênis.• Mulher: corrimento vaginal, desconfortoabdominal.• Pode ser assintomática, ou seja, a pessoainfectada pode não apresentar nenhum sintoma.O tratamento é realizado com antibióticos eabstenção sexual, para evitar uma reinfecção.
  5. 5. GONORRÉIA: 2A gonorréia é uma doença causadapela bactéria Neisseria gonorrheae.Pode provocar inflamação na uretra, dor ouardência ao urinar e saída de secreção purulenta(com pus) através da uretra.Nos homens, em geral, a doença provocasintomas mais aparentes (secreção purulenta,ardência, eritema = vermelhidão/inflamação),mas, nas mulheres, pode ser assintomática ouprovocar corrimento vaginal, dor ao urinar eanormalidade no ciclo menstrual.O tratamento é realizado com antibióticos.Em casos mais graves, pode causar inflamaçãoda pelve, artrite, dermatite, meningite e atéesterelidade. A mulher grávida com gonorréiapode contaminar o bebê, levando à cegueiradeste.
  6. 6. SÍFILIS:A sífilis é uma doença causada pela bactériaTreponema pallidum. Além de ser transmitidasexualmente, pode ser transmitida na gravidezde mãe para filho (sífilis congênita).O tratamento é realizado com antibióticos.Quando não tratada, pode comprometer váriosórgãos, como olhos, pele, ossos, coração, cérebroe sistema nervoso.A doença é divididaem três fases: 3Primeira Fase: ocorre o aparecimento de umaferida que não dói, e some sem tratamento,apesar da bactéria continuar no organismo.Segunda Fase: aparecem manchas no corpo, naspalmas das mãos e na sola dos pés, ínguas(caroços), febre e mal estar. Muitas pessoaspodem não apresentar esses sintomas.Terceira Fase: pode afetar os ossos causando dorconstante, lesões indolores na pele, afetar amedula espinhal, podendo levar a umadificuldade para andar e ainda afetar outrosórgãos, como coração, vasos, olhos e fígado.
  7. 7. Existem ainda, as doenças causadas por vírus:AIDS, Hepatite B e herpes.AIDS: 4É uma doença infecciosa causada pelo vírus daimunodeficiência humana, que leva a uma perdada imunidade progressiva resultando eminfecções graves, tumores malignos emanifestações causadas pelo próprio vírus.Algumas pessoas podem apresentar fadigaextrema, febre, perda de peso, diarréia, suornoturno, suscetibilidade (= tendência) a outrasdoenças. Os sintomas podem demorar de 6 mesesa 10 anos para manifestarem-se ou podem nãoocorrer.Ainda não existe cura conhecida para a doença. Otratamento é realizado a partir do medicamentoAZT e outras drogas, que podem prolongar a vida.Porém, podem causar efeitos colaterais,reduzindo a qualidade de vida do paciente.
  8. 8. HERPES: 5Herpes simples é uma infecção causada pelovírus herpes humano (HSV 1 e 2) que secaracteriza pelo aparecimento de pequenasbolhas, especialmente nos lábios e nos genitais,mas que podem surgir em qualquer outra partedo corpo.A transmissão dá-se pelo contato direto daslesões com a pele ou a mucosa de uma pessoanão infectada. O vírus de herpes humano podepermanecer latente no organismo e provocarrecidivas (= reincidência) de tempos em tempos.Tratamento: sem cura conhecida, controladacom o antiviral aciclovir.
  9. 9. Algumas doenças podem ser causadas porparasitas como tricomonas por exemplo.TRICOMONÍASE:É uma doença causada por um protozoáriochamado Trichomonas vaginalis. Além de sertransmitida sexualmente, a transmissãotambém pode ser por compartilhamento detoalhas de banho e roupas íntimas.A mulher pode apresentar corrimento vaginal edesconforto durante a relação.Tratamento: antibióticos e abstenção sexual. 6
  10. 10. Todas estas doenças podem causar sérios danos,sendo alguns irreversíveis. Além disso, opreconceito da sociedade diante dos portadoresdificulta ainda mais o tratamento, pois muitaspessoas sentem vergonha e medo de que seusamigos e familiares tenham conhecimento destefato.Portanto, a melhor maneira de evitar todos estesproblemas é prevenir-se! A camisinha, tantofeminina quanto masculina, é a única formaeficaz para se prevenir do contagio sexual destasdoenças.A camisinha, além de ser eficaz na prevenção dedoenças, também é efetiva na prevenção de umagravidez indesejada. Para conhecer melhor estae outras maneiras de prevenir a gravidez, vamosfalar agora dos Métodos Anticoncepcionais.
  11. 11. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISMétodos anticoncepcionais, são métodos usadospara evitar a gravidez indesejada. Essesmétodos podem ser divididos em:• Comportamentais;• De barreira;• DIU;• Hormonais;• Cirúrgicos;
  12. 12. MÉTODOS COMPORTAMENTAISTABELINHA:O ciclo menstrual tem aproximadamente 28dias, tendo inicio no 1° dia da menstruação. Aovulação ocorre no 14° dia do ciclo, podendohaver variações de acordo com cada pessoa. Ométodo da tabelinha baseia-se em calcular oinicio e o fim do período fértil, ou seja, quandoesta ocorrendo a ovulação, sendo que nesteperíodo a mulher deve evitar ter relaçõessexuais.Somente é adequado para mulheres com ciclomenstrual regular, pois não se pode ter certezade que a ovulação irá ocorrer exatamente no 14°dia do ciclo. Fatores como o estresse, porexemplo, podem atrasar ou adiantar a ovulação,tornando o método ineficaz.
  13. 13. MÉTODOS COMPORTAMENTAISTEMPERATURA BASAL: Consiste na observação da mudança de temperatura corporal ao longo do ciclo menstrual, que aumenta próximo à ovulação. Deve-se verificar a temperatura pela manhã, antes de realizar qualquer atividade.MUCO CERVICAL:Baseia-se na identificação do período fértil pelasmodificações cíclicas do muco cervical,proveniente do colo uterino, e que é bastantepegajoso na fase de ovulação. Colocar o mucoentre o indicador e o polegar e tentar separar osdedos. ATENÇÃO!! Estes métodos não são eficazes quando utilizados individualmente, devendo sempre ser utilizados juntos com outros métodos considerados mais seguros!!
  14. 14. MÉTODOS DE BARREIRACAMISINHA MASCULINA: Impede a subida dos espermatozóides até o útero. Método seguro, eficaz e previne as DSTs.Deve ser colocada quando o pênis estiver ereto.Não deve-se deixar entrar ar, para isso deve-seapertar a ponta da camisinha. Desenrolar acamisinha até a base do pênis. Retirar após aejaculação, amarrar a ponta e descartar.
  15. 15. MÉTODOS DE BARREIRACAMISINHA FEMININA:Constitui-se em um tubo de poliuretano comuma extremidade fechada e a outra abertaacoplado a dois anéis flexíveis também depoliuretano.Com os dedos indicadore médio empurrar oanel menor o máximoque der, uma parte ficapara fora da vagina. Retirar logo após a ejaculação fechando o anel maior externo. Alta eficácia – 82 a 97%
  16. 16. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISDIAFRAGMA:É um anel flexível deborracha que deve sercolocado na vaginapara fechar a entradapara o útero.Introduzir na vagina 15 a30 minutos antes eretirar somente 6 a 8hdepois da relação sexual.Pode ser higienizado earmazenado.ATENÇÃO!!Só deve ser usado comorientação médica. Éele quem irá indicar otamanho certo paravocê!!
  17. 17. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISDIU – DIPOSITIVO INTRA-UTERINO:Os DIUs são artefatos de polietileno, aos quaispodem ser adicionados cobre ou hormônios, quesão inseridos na cavidade uterina exercendo suafunção contraceptiva.Atuam impedindo a fecundação, tornando difícila passagem do espermatozóide pelo tratoreprodutivo feminino.Duração de 3 a 5 anos e alta eficácia – 95 a99,7%. ATENÇÃO!! Deve ser colocado pelo médico e é necessário um controle semestral.
  18. 18. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISPÍLULAS ANTICONCEPCIONAIS:São comprimidos compostos de estrógeno eprogesterona.As mais comuns são tomadas a partir do 5º diada menstruação – 1 por dia, até a cartela acabar,com um intervalo de 7 dias (menstruação) –algumas são coloridas com uma ordem paratomar e outras não têm intervalo entre umacartela e outra. Depende da dosagem hormonalde cada uma.Não recomendada para mulheres com menos de16 e mais de 40 anos.Podem causar efeitos colaterais como náuseas,ganho de peso, dor de cabeça, etc. ATENÇÃO!! Consulte um ginecologista antes de tomar pílulas anticoncepcionais!!
  19. 19. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAISPÍLULA DO DIA SEGUINTE:É um método anticoncepcional que pode evitar agravidez após a relação sexual, caso o métodooriginal tenha falhado ou em caso de estupro.Deve ser tomada até 72 horas após a relaçãosexual – somente em caso de emergência! Nãoinduz sangramento imediato.Pode ter inúmeros efeitos colaterais (náusea,vômito) e tem um índice de sucesso de 75%.Não é considerada abortiva, pois impede aovulação ou o encontro do espermatozóide com oóvulo (p. ex., modificando o muco). ATENÇÃO!! Não deve substituir o método anticoncepcional de rotina!
  20. 20. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS MÉTODOS DEFINITIVOS:São métodos realizados através de cirurgia.Laqueadura tubária ou ligadura de trompasuterinas e vasectomia, ligadura ou corte doscanais deferentes.Impedem o encontro dos gametas masculino efeminino. Não são recomendados para quem nãotem filhos e precisam de autorização legal dopaciente. LAQUEADURA VASECTOMIA
  21. 21. PARA LEMBRAR...A MELHOR MANEIRA DE SE PREVINIR DE UMAGRAVIDEZ INDESEJADA E TAMBÉM DASDOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS ÉBUSCAR INFORMAÇÃO E USAR SEMPRECAMISINHA!!CONVERSE COM SEU MÉDICO, COM SEUS PAIS EINFORME-SE, POIS SÓ ASSIM VOCÊ TERÁAUTONOMIA PARA TOMAR SUAS PRÓPRIASDECISÕES E SABERÁ A MEHOR MANEIRA DECUIDAR DE SI MESMO. INFORMAÇÃO É A MELHOR PREVENÇÃO!!
  22. 22. Referências• http://www.scielo.br/pdf/ref/v9n2/8641.pdf - Orientação Sexual - MEC – Parâmetros curriculares nacionais, acesso em 04/09.• http://www.afh.bio.br/reprod/reprod8.asp, acesso em 05/12.• http://www.copacabanarunners.net/anticoncepcionais.html , acesso em 05/12.• http://crv.educacao.mg.gov.br/aveonline40/banco_objetos_ crv/Metodos_contraceptivos.pdf, acesso em 05/12.• http://www.sxc.hu/, acesso em 05/12.• http://www.sempretops.com/diversos/metodos- contraceptivos/, acesso em 05/12.• http://www.sempretops.com/saude/pilula-do-dia-seguinte- menstruacao/, acesso em 05/12• 1.http://1.bp.blogspot.com/- 4pVwLRBSBAU/Tc4GP4oa7sI/AAAAAAAAFIU/u-tCKcgMp- 0/s1600/clamidia.jpg, acesso em 08/12.• 2.http://site.megaomni.com/img/803/GONORREIA%20%20 %20CORRIMENTO%20VAGINAL.gif, acesso em 08/12.• 3.http://www.mestredicas.com/wp- content/uploads/2012/07/conhe%C3%A7a-a- doen%C3%A7a-da-sifilis.jpg, acesso em 08/12.• 4.http://www.revistapontocom.org.br/wp- content/uploads/2009/12/hq-aids.jpg, acesso em 08/12.• 5.http://2.bp.blogspot.com/-FkJLeYewD-o/TiAzyb- WIPI/AAAAAAAAAlo/GCpYFMd0YGI/s1600/costas.jpg, acesso em 08/12.• 6a.http://www.tocadacotia.com/wp- content/gallery/tricomoniase-no-homem_1/tricomoniase- no-homem-10.jpg;• 6b.http://www.mundoeducacao.com.br/upload/conteudo_le genda/615e812a6a04b18d5788db6f54682509.jpg, acesso em 08/12.

×