Juventude & obesidade

2,361 views
2,172 views

Published on

Dossiê sobre o tema polêmico JUVENTUDE E OBESIDADE, desenvolvido pelo 3º Ano da EE Prof. Dr. Oswaldo dos Santos Soares, São Vicente, em 2009, na matéria de DAC, pela Prof. Ana Paula R. de Olive

Published in: Education
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Eu estou feliz em saber que tenho site onde posso ter acesso gratis de informações científicas do meu curso, obrigado
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,361
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
30
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Juventude & obesidade

  1. 1. Juventude & Obesidade DOSSIÊ
  2. 2. Sumário <ul><li>Juventude & Obesidade </li></ul><ul><li>Intro </li></ul><ul><li>Crianças e jovens acima do peso </li></ul><ul><li>Os pais tem culpa deste problema? </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Alimentação Correta </li></ul><ul><li>Alimentos e Nutrientes necessários de uma saúde adequada </li></ul><ul><li>Dietas regulamentares para um jovem (criança) obeso (a) </li></ul><ul><li>Depoimentos de especialistas </li></ul><ul><li>Doenças & Obesidade </li></ul><ul><li>Doenças causadas nos adolescentes obesos </li></ul><ul><li>Tratamentos contra as doenças </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A adolescência é considerada uma fase vulnerável, em termos nutricionais, principalmente pelo fato de haver maior demanda de nutrientes relacionada ao aumento dramático no crescimento e desenvolvimento físico, mudança de estilo de vida e hábitos alimentares inadequados. Além disso, a participação em esportes, a gravidez, o desenvolvimento de distúrbios na alimentação, a realização excessiva de dietas, o uso de álcool e de drogas são situações comuns na vida dos adolescentes, podendo comprometer mais ainda o seu estado nutricional. </li></ul>
  5. 5. Crianças e jovens acima do peso <ul><li>As crianças e adolescentes brasileiros cresceram mais, mas também estão mais gordas. Dados da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares) do IBGE revelam que 5,9 milhões de jovens estão acima do peso. Os dados são da pesquisa realizada entre 2002-2004. A obesidade atinge 817 mil jovens, o que corresponde a 2,3%, sendo as meninas mais vulneráveis do que os meninos. Referentes à população adulta: 11% dos adultos são obesos. A obesidade pode aumentar os casos de diabetes. Nas últimas três décadas, as crianças passaram a ver mais TV e a se exercitar menos. O excesso de peso infantil, que era de 3,9% em 1974-1975, passou a afetar 16,7% em 2002-2004. </li></ul><ul><li> </li></ul>
  6. 6. Os pais tem culpa deste problema? <ul><li>Muitos pais acham natural que seus filhos prefiram uma torta de morangos a comer uma salada de folhas verdes. Os pais não podem se esquecer que a criança se proteja totalmente no modelo alimentar dos pais e não sabem distinguir o que é saudável ou não.Algumas vezes a obesidade começa cedo, muitas vezes o bebê recebe uma mamadeira reforçada e engrossada com farinhas todas as vezes que chora, condicionando-o a receber comida sempre que precisar lidar com alguma frustração. </li></ul><ul><li>Mediante a esta e muitas outras situações, podemos concluir que os pais são, de fato, culpados por esse problema. Vale lembrar que não possuem 100% de culpa, pois cabe à criança o dever de cuidar da própria saúde. Mas uma criança que nunca teve “conhecimento do que é saudável”, como cuidará de seu próprio ser? Será que seus pais não a amam ao ponto de ensiná-la a ter uma boa saúde ou realmente não se preocupam? </li></ul>
  7. 7. Alimentos e Nutrientes necessários de uma saúde adequada
  8. 8. Dietas regulamentares para um jovem (criança) obeso (a) <ul><li>A dieta ideal deveria ser composta de : cereais, tubérculos, raízes, pães, massas, que fornecem carboidratos necessários para o crescimento da criança e devem ser ingeridas de 6 a11 porções diárias; frutas devem ser ingeridas de 2 a 4 porções, vegetais 3 a 5 porções; carnes, aves, peixe, ovos, feijão, e nozes 2 a 3 porções; laticínios 2 a 3 porções e óleo, gordura e açúcar esporadicamente. Esta orientação é extraída do &quot;Guia Alimentar da Pirâmide&quot; proposta pelo &quot;Departamento de Agricultura dos EUA, em 1992.A Pirâmide dos Alimentos é um instrumento visual simples e prático que oferece conceitos alimentares importantes como variedades, proporção e, moderação. </li></ul><ul><li>Mas apenas uma dieta regulamentada é o suficiente? A resposta é NÃO! Isso não é o bastante, os pais, os familiares devem ter uma papel extremamente importante e fundamental contra essa guerra contra os males da saúde incorreta. </li></ul>
  9. 9. Depoimentos de especialistas <ul><li>Dr. Edson Credídio (Medico Nutrólogo – Homeopata) </li></ul><ul><li>Procure ensinar à criança os benefícios de uma alimentação saudável. Inclua super-heróis, princesas ou seu animal preferido nas explicações, para que ela se interesse pelo assunto; </li></ul><ul><li>Varie os alimentos para que a criança não enjoe nem troque de lanche com os colegas; </li></ul><ul><li>Se você faz questão que a criança coma a fruta no lanche, lembre-se que ela também deve consumir algum alimento energético para ter pique para as aulas e as brincadeiras sem ficar cansada ou esfomeada. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>nutricionista Denise Rizzo </li></ul><ul><li>Aumentar o consumo de frutas, vegetais e grãos integrais; </li></ul><ul><li>Diminuir o consumo de gorduras animais, que são fonte de colesterol; </li></ul><ul><li>Diminuir o consumo de açúcar refinado; </li></ul><ul><li>Diminuir o consumo de sal e de alimentos ricos em sódio (ler o rótulo); </li></ul><ul><li>Procurar relaxar antes das refeições, o estresse pode aumentar a sensação de fome; </li></ul><ul><li>Evitar líquidos durante as refeições; </li></ul><ul><li>Evitar o excesso de condimentos como catchup, mostarda, maionese... prefira ervas naturais; </li></ul>
  11. 11. Doenças causadas nos adolescentes obesos <ul><li>Colesterol elevado: </li></ul><ul><li>O aumento de colesterol na corrente sanguínea pode ocasionar entupimento de veias e artérias causando o infarto e derrame. O colesterol provém de duas fontes: do seu organismo e dos alimentos que você ingere. No organismo ele é produzido pelo fígado e o colesterol proveniente da sua alimentação encontra-se em alimentos como: manteiga, margarina, creme de leite, bacon, leite integral, queijos amarelos, enfim, alimentos de origem animal; </li></ul><ul><li>Gastrite: </li></ul><ul><li>Gastrite é uma inflamação na mucosa do estômago, que podemos classificar de aguda ou crônica. Nos casos de gastrite crônica, o agente causador mais comum é a infecção pela bactéria helicobacter pylori. Mas também pode ocorrer devido ao fator hereditário, stress, má alimentação, realização de poucas refeições ao dia com grande volume de alimentos e com grandes intervalos entre cada refeição; </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Diabetes: </li></ul><ul><li>É uma doença caracterizada pela falta de produção ou produção insuficiente de insulina ou também pela ação insuficiente da insulina, que faz com que haja o aumento na taxa de glicose no sangue. A diabetes tipo II pode estar relacionada com o excesso de peso e a obesidade; </li></ul><ul><li>Hipertensão: </li></ul><ul><li>A hipertensão ocorre quando os níveis de pressão arterial encontram-se acima dos valores de referência para a população em geral. Podemos citar como causas da hipertensão a obesidade, consumo excessivo de álcool, sal em excesso, tabagismo, sedentarismo e fator hereditário. Esta doença é um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares. </li></ul>
  13. 13. Tratamentos contra as doenças <ul><li>Colesterol elevado: </li></ul><ul><li>É importante ter uma alimentação equilibrada, evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras, evitar também alimentos industrializados ricos em gordura trans e aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras e praticar atividade física regularmente. </li></ul><ul><li>Gastrite: </li></ul><ul><li>Ter uma alimentação fracionada, ou seja, comer mais vezes ao dia, em menores quantidades é uma das medidas a serem tomadas. Excluir alimentos que causam desconforto e irritam ainda mais a mucosa também é imprescindível, exemplo: frituras em geral, doces, bebidas à base de cafeínas, bebidas gaseificadas, bebidas alcoólicas, alimentos ácidos, condimentados e outros. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Diabetes: </li></ul><ul><li>Ter um acompanhamento com um profissional capacitado para elaborar um cardápio conforme a realidade da pessoa, controlar o consumo de carboidratos e incentivar uma reeducação alimentar, além da prática de exercícios físicos regularmente. </li></ul><ul><li>Hipertensão: </li></ul><ul><li>É fundamental ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios e diminuir o consumo de sódio, ou seja, o sal de cozinha e alimentos ricos em sódio, por isso fique atento nas embalagens dos alimentos. Os alimentos industrializados geralmente são ricos em sódio. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Obesidade é um problema sério que atinge não só os jovens, mas atinge todas as faixas etárias. É um malefício que abrange o mundo todo e é muito difícil de ser controlado. </li></ul><ul><li>Existem muitos tipos de tratamentos e remédios que tentam ajudar os “afetados” por esse mal, mas a realidade é que não existe uma cura definitiva. O melhor e mais efetivo remédio é a prevenção, entretanto ela não começa quando se é criança e sim quando se é um feto, ser vivo em formação. </li></ul><ul><li>Daí você pergunta: como isso é possível? Como que um feto pode controlar sua própria saúde? A resposta está com os pais (mais precisamente a mãe), pois estes são os responsáveis pela vida da criança. Quando ainda se é feto dentro da barriga da mãe, é possível que o feto já esteja obeso. Como? Recebendo uma quantidade de alimentos além do necessário para o seu desenvolvimento, causando uma super-alimentação, primeiro estágio de uma possível obesidade. </li></ul><ul><li>Por isso todo o cuidado é pouco, deve tomar as devidas precauções desde a união (casamento) dos pais até o filho poder ter responsabilidade de cuidar de si só. </li></ul>
  16. 16. Finalizando <ul><li>Nomes : Lucas de Faria Nº: 19 Nayla 29 3ºA </li></ul><ul><li>Profª: Ana Paula (Português) </li></ul>FIM

×