Your SlideShare is downloading. ×
0
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

ApresentaçãO AvaliaçãO Gestar

5,999

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
5,999
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. GESTAR II - LÍNGUA PORTUGUESA Secretaria Municipal de Educação – Fortaleza- Ce Formadora: Ana Leonília Alves de Sousa
  • 2. 1º Encontro – Auditório da SER III
  • 3.  
  • 4. 2º Encontro – 08/10/2009 Colégio Filgueiras Lima
  • 5.  
  • 6. <ul><li>TP 3 – Gêneros e tipos textuais: unidades 9 e 10 </li></ul><ul><li>Objetivo: sistematizar o conhecimento acerca da classificação dos Gêneros Textuais </li></ul><ul><li>Acolhida com o texto de Cora Coralina “Saber Viver” </li></ul><ul><li>Síntese teórica sobre o assunto estudado, destaque para o Gênero literário Cordel. </li></ul><ul><li>Exposição do relato do Avançando na Prática, a maioria fez sobre o gênero biografia. </li></ul><ul><li>Contação de histórias: O Cajueiro Botador, livro que compõe a coleção PAIC. </li></ul><ul><li>Planejamento de atividades do texto de Manuel Bandeira“Poema tirado de uma notícia de jornal” e com o poema canção “Bom dia” de Gilberto Gil e Nana Caymmi. </li></ul><ul><li>Motivação para o próximo encontro: identificação das tipologias narração, descrição e dissertação em alguns trechos de textos extraídos do caderno AA3. </li></ul>3º Encontro – 22/10/2009
  • 7.  
  • 8.  
  • 9.  
  • 10. 4º Encontro – 05/11/2009 <ul><li>TP 3 – Gêneros e Tipos Textuais: unidades 11 e 12 </li></ul><ul><li>Objetivo: sistematizar o conhecimento acerca das sequências tipológicas em gêneros textuais </li></ul><ul><li>Acolhida com o texto “A Revolução dos Campeões”. </li></ul><ul><li>Dinâmica para divisão dos grupos a partir do texto “Balas para Crescimento” e produção de uma síntese teórica de cada seção estudada. </li></ul><ul><li>Sistematização do conteúdo estudado através de um quadro síntese contendo tipologias, características e alguns enunciados ilustrativos. </li></ul><ul><li>Orientações sobre o portifólio dos professores cursistas, o projeto a ser desenvolvido na escola e a avaliação de entrada. </li></ul><ul><li>Os relatos do “Lição de Casa”: sequência tipológica descritiva. </li></ul><ul><li>Exibição do filme Vida Maria como motivação para o próximo encontro. </li></ul>
  • 11.  
  • 12. 5º Encontro – 19/11/2009 <ul><li>TP 4 – Leitura e Processos de Escrita I - unidades 13 e 14 Objetivo: Sistematizar e aprofundar as reflexões sobre letramento e leitura. </li></ul><ul><li>Acolhida com a exibição do vídeo do Programa de Formação de Professores Alfabetizadores – PROFA - Processos de Letramento. </li></ul><ul><li>Retomada dos estudos do TP4, unidades 13 e 14, com a leitura do texto de referência e alguns pontos relevantes do vídeo. </li></ul><ul><li>Socialização dos relatos: atividade sobre as festas locais (grupo de quadrilhas, festa tradicional na comunidade). </li></ul><ul><li>Orientações sobre a avaliação de entrada. </li></ul><ul><li>Dinâmica motivacional para os estudos das unidades 15 e 16 do TP4 através de tarjetas com procedimentos de leitura que deveriam ser afixados no mural, dividido em três seções: “antes da leitura”, “durante a leitura” e “após a leitura”. </li></ul>
  • 13.  
  • 14. 6º Encontro – 03/12/2009 <ul><li>TP 4 – Leitura e Processos de Escrita I - unidades 15 e 16 Objetivos: • Sistematizar conhecimentos acerca da leitura e da produção textual • Desenvolver uma sequência de aulas utilizando elementos do processo de produção textual. </li></ul><ul><li>vídeo/música motivacional “O sal da Terra”. </li></ul><ul><li>Retomada dos estudos das Unidades 15 e 16. Refletimos sobre as crenças e teorias que norteiam o trabalho do professor em relação ao ensino de produção textual e as mudanças em relação ao ensino da escrita. </li></ul><ul><li>Relato do Avançando na Prática: cartões postais. Destaca-se o trabalho de pré-escrita e a finalização da produção com a troca de cartões entre os alunos. </li></ul><ul><li>Planejamento de uma sequência de aulas com produção textual a partir de dois gêneros: anúncio publicitário e carta, tendo como base o texto visual da pág: 220, TP4. </li></ul>
  • 15.  
  • 16.  
  • 17.  
  • 18.  
  • 19. 7º Encontro – 09/12/2009 <ul><li>I OFICINA EXTRA Objetivo: Refletir sobre práticas de leitura e escrita como necessidades básicas do homem que vive em uma sociedade letrada. </li></ul><ul><li>Atividade de predição acerca do título do filme Narradores de Javé. </li></ul><ul><li>Exibição do filme, discussão e debate. </li></ul><ul><li>Atividade em duplas com envelopes coloridos contendo algumas cenas e perguntas relacionadas ao filme. </li></ul><ul><li>Relação entre o filme e os conteúdos trabalhados no TP4 sobre leitura, escrita e práticas de letramento. </li></ul><ul><li>Confraternização natalina com troca de cartões </li></ul>
  • 20.  
  • 21. 8º Encontro – 07/ 01/ 2010 <ul><li>II OFICINA EXTRA Objetivos: • Refletir sobre a importância da elaboração do projeto; • Vivenciar atividades sobre coesão e coerência textuais para aplicação em sala de aula. </li></ul><ul><li>Acolhida com o texto “A vida” de Mário Quintana </li></ul><ul><li>Apresentação sobre projetos educacionais. </li></ul><ul><li>Socialização de experiências acerca de projetos já realizados ou em andamento nas escolas de origem dos cursistas. </li></ul><ul><li>Aplicação das atividades sobre coesão e coerência textuais do AA5 </li></ul>
  • 22.  
  • 23. Aula 4 O sentido do texto Atividade 1 Algumas vezes esquecemos de empregar a palavra mais adequada ao texto e não conseguimos comunicar com precisão o que desejamos. Observe a seguir como ficou repleto de “vazios” o texto de um jovem esquecido. Você deverá discutir com um colega de sua turma sobre qual seria a melhor palavra para completar o pensamento do jovem e auxiliálo a concluir a sua produção. Capriche! Os três caras do caminhão de mudança chegaram cedo, antes das oito. Começaram a embalar as coisas miúdas: louças, ________________ , discos, ________________ . Disseram que já haviam feito mudanças ________________ sem quebrar nada. Minha mãe quis saber se a nossa ________________ era grande ou pequena. – A da senhora é ________________ – responderam. E foram lembrando: estavam na empresa há muito tempo, já viram de tudo. Uma vez precisaram de quatro caminhões. – Como é que pode? Minha mãe ficou ________________ . – A mudança da senhora cabe num caminhão só. Quando encontravam um copo trincado, mostravam: – É bom a senhora olhar, ver que já está assim. Meus irmãos ________________ a montar as caixas de papelão. Elas vinham dobradas, presas umas nas outras. Na medida da necessidade, iam sendo abertas e montadas. Depois de cheias e ________________ com fitas adesivas, eles escreviam: sala, banheiro, quarto de casal, etc. O caçula entrou dentro de uma ________________ , um dos homens brincou: – Vou te fechar aí dentro e levar para o ________________ . – Pode fechar – ele ficou todo animado. Meu outro irmão entrou em ________________ . – Não precisa ter medo – minha mãe riu. – Eles não levam nada vivo. – E se ele adoecer? Insistiu. – Ninguém aqui vai morrer, garoto – garantiu um dos ________________ , o mais velho. VIANA, Vivina de Assis. O mundo é pra ser voado . São Paulo, Scipione, 2006, Adaptado
  • 24.  
  • 25. O livro de Juarez Machado prevê uma seqüência de fatos, organizados em uma narrativa que o leitor reconhece a partir das imagens. Na atividade anterior, você encontrou algumas imagens e as ordenou, segundo os elementos gráficos que indicavam a idéia de causa e conseqüência dos fatos. Baseado na seqüência de acontecimentos escolhida por você, apresente as idéias de causa e conseqüência atribuídas às seis imagens: Discuta com a turma sobre as questões a seguir e julgue-as como verdadeiras (V) ou falsas (F): a) ( ) O personagem pode ser um jogador de futebol em dia de decisão de campeonato. b) ( ) O personagem é um homem adulto, usa chapéu e tem um início de dia tranqüilo. c) ( ) A história começa com a cena do chuveiro. d) ( ) A mesa posta indica que o personagem tomou o seu café da manhã com tranqüilidade. e) ( ) A maçã na lata de lixo não tem qualquer relação com as ações do personagem. f) ( ) Além das imagens de cada cena, há outros indícios que contribuam para a organização das imagens. g) ( ) A seqüência das imagens pode ser arbitrária, pois não há elementos gráficos e indicativos textuais que exijam uma ordenação específica. Agora, conte a sua versão da história de imagens para a turma e, depois, registre uma versão escrita da história que você criou.
  • 26.  
  • 27. <ul><li>Depois que você determinou a ordem dos quadrinhos, identifique quais informações na imagem da tirinha possibilitaram a sua ordenação dos fatos. </li></ul><ul><li>b) Você percebeu alguns recursos gráficos utilizados pelo desenhista que ofereçam ao leitor a idéia de continuidade da tirinha? Quais? </li></ul><ul><li>c) A imagem do Cebolinha com a mão no queixo antecipa ao leitor alguma informação da tirinha? </li></ul><ul><li>d) O movimento e a expressão no rosto da Mônica provocam alguma reação no Cebolinha. Justifique essa reação e relacione esse quadrinho com os demais. </li></ul><ul><li>e) Quais são as informações dos quadrinhos que permitem ao leitor reconhecer as três cenas como partes de uma mesma história? </li></ul>
  • 28. Como um exemplo desse tipo de contradição, observe a letra de música a seguir e procure relacionar as palavras à sua memória: Te ver (Skank) Te ver e não te querer É improvável, é impossível. Te ter e ter que esquecer É insuportável, é dor incrível. É como mergulhar num rio e não se molhar É como não morrer de frio no gelo polar É ter o estômago vazio e não almoçar É ver o céu se abrir no estio e não se animar É como esperar o prato e não salivar Sentir apertar o sapato e não descalçar É ver alguém feliz de fato sem alguém pra amar É como procurar no mato estrela-do-mar É como não sentir calor em Cuiabá Ou como no Arpoador não ver o mar É como não morrer de raiva com a política Ignorar que a tarde vai vadia e mítica É como ver televisão e não dormir Ver um bichano pelo chão e não sorrir É como não provar o néctar de um lindo amor Depois que o coração detecta a mais fina flor
  • 29. <ul><li>Ao expressar o sentimento que tem pela pessoa amada, o eu-lírico (voz do poema) anuncia várias contradições impossíveis e inimagináveis. Qual é a intenção do autor ao empregar esse recurso? </li></ul><ul><li>Como o texto mantém uma ligação entre as idéias com tantas contradições? </li></ul><ul><li>Os versos Te ver e não te querer e Te ter e ter que esquecer trazem informações sobre os sentimentos do eu-lírico (a voz do poema) que dialogam com os sentimentos do leitor, fazem com que este se lembre de experiências pessoais ou imagine relacionamentos </li></ul><ul><li>que ainda não vivenciou. </li></ul><ul><li>A imagem da angústia e da impossibilidade está impressa na contradição da idéia </li></ul><ul><li>central expressa nos versos ter e não querer. </li></ul><ul><li>Releia, atentamente, os versos numerados a seguir e justifique a contradição de </li></ul><ul><li>idéias construídas em cada verso: </li></ul><ul><li>a) versos 5, 7, 9, 13 e 18 </li></ul>
  • 30. Uma história sem pé nem cabeça! ( ) Marília era bem pequena, ( ) que a cômoda no quarto da ( ) colo e deixava que os tocasse ( ) os vidros de perfume, a caixa ( ) onde acendiam velas se ( ) quando descobriu o Mar. Não ( ) Dona Beatriz ria ao vê-la na ( ) anos tinha, mas lembrava-se ( ) faltava luz à noite. ( ) com os dedinhos grossos. A ( ) ponta dos pés, querendo alcançar ( ) conseguia se lembrar quantos ( ) Tudo o que havia sobre a ( ) mãe mostrava os porta-retratos, ( ) de jóias (com margaridas pintadas ( ) mãe era mais alta que ela. ( ) cômoda parecia precioso, intocável. ( ) na tampa) o castiçal prateado ( ) os objetos. Pegava Marília no ( ) – Mamãe, deixa eu ver lá em cima! RIOS, Rosana. Marília, Mar e Ilha . Editora Estação Liberdade.
  • 31. O anúncio das Casas Bahia, uma rede nacional de lojas revendedoras de eletrodomésticos, móveis populares e utensílios em geral chama a atenção do consumidor justamente pela negação. Observe:
  • 32. <ul><li>Qual é a intenção do anúncio? </li></ul><ul><li>Qual é a função da palavra não neste texto? </li></ul><ul><li>Para o consumidor, qual é o efeito provocado pela leitura desse cartaz? </li></ul><ul><li>A partir da relação de palavras do quadro a seguir, elabore um anúncio publicitário e divulgue o seu produto para os colegas na sala de aula: </li></ul><ul><li>não perca - jamais - nunca - de jeito algum - nem pense em impossível – imperdível - você nunca viu - não há nada igual - nunca existiu - não compre ainda </li></ul><ul><li>Para criar o seu anúncio, divulgue o produto que desejar ou utilize uma das sugestões a seguir: </li></ul><ul><li>sabonete para espinhas - sala de aula ao ar livre - tênis sem chulé - meias que refrescam - restaurante natural - escola com dois recreios - biblioteca pública - festa do doce na praça - bolsas femininas - sapatos masculinos </li></ul>
  • 33.  
  • 34. 9º Encontro – 21/ 01/ 2010 <ul><li>TP5 – Unidades 17 e 18: Estilística e Coerência Textual Objetivos: • Analisar a construção da coerência em textos variados; • Refletir sobre alguns recursos expressivos presentes nos textos. </li></ul><ul><li>Acolhida: Soneto de Fidelidade e a música: “Eu sei que vou te amar”. </li></ul><ul><li>Planejamento de atividades a partir de dois textos: “A poesia na música”, do caderno AAA5 (p.18 a 20) e o texto publicitário “casa”, constante no TP5 (p. 89 e 90). </li></ul><ul><li>A partir da socialização e discussão das atividades elaboradas por cada dupla fez-se a retomada dos conteúdos das Unidades 17 e 18, Estilística e Coerência Textual. </li></ul><ul><li>Discussão acerca dos relatos reflexivos sobre as atividades do “Avançando na Prática”, abordando os aspectos positivos e os pontos suscetíveis de melhorias. </li></ul><ul><li>Motivação para o próximo encontro. </li></ul>
  • 35.  
  • 36.  
  • 37. 10º Encontro – 04/ 02/ 2010 <ul><li>TP5 – Coesão textual e relações lógicas no texto Unidades: 19 e 20 Objetivo: Consolidar as reflexões provocadas pela leitura e o desenvolvimento das atividades propostas nas unidades estudadas. </li></ul><ul><li>Acolhida com o vídeo: “O ponto”. </li></ul><ul><li>Retomada dos estudos das unidades 19 e 20 do TP5 sobre coesão textual e relações lógicas no texto. </li></ul><ul><li>Relato reflexivo </li></ul><ul><li>Construção de texto coletivo. </li></ul><ul><li>Apresentação das produções textuais seguidas de análise e sugestões para aplicação em sala de aula. </li></ul><ul><li>Avaliação escrita orientada por alguns elos coesivos. </li></ul><ul><li>Motivação através do poema “Ai se sesse” (Zé da luz), declamado pelo Cordel do fogo encantado. </li></ul>
  • 38.  
  • 39.  
  • 40.  
  • 41. 11º Encontro – 25/ 02/ 2010 <ul><li>TP1 – Linguagem e Cultura – Unidades 1 e 2: Variantes linguísticas: dialetos e registros e variantes linguísticas: desfazendo equívocos </li></ul><ul><li>Objetivo: Refletir sobre normas e usos da língua, buscando compreender como essas variantes se efetivam em nossa interação cotidiana. </li></ul><ul><li>Apresentação de um vídeo da música de Patativa do Assaré “Vaca Estrela e Boi Fubá”. </li></ul><ul><li>Retomada dos estudos da TP1, unid. 1 e 2, através da discussão de algumas atividades: grau de formalidade em registros escritos, carta de duas pessoas de dialetos etário e social diferentes. </li></ul><ul><li>Aplicação da atividade do AA1(unid.2, aula 08): Existe linguagem errada? </li></ul><ul><li>Análise crítica dos depoimentos através da modalidade oral e escrita, explicitando os pontos de concordância e discordância em relação a um dos depoimentos escolhido pelo grupo . </li></ul><ul><li>Vídeo/música Monte Castelo do grupo Legião Urbana, remetendo-se a intertextualidade presente, tema do próximo encontro. </li></ul>
  • 42.  
  • 43.  
  • 44.  
  • 45. 12º Encontro – 11/ 03/ 2010 <ul><li>Acolhida com fábula: A cigarra e a formiga. </li></ul><ul><li>Retomada dos estudos do TP1, unidades 3 e 4, através da discussão acerca de algumas atividades do TP e da leitura do livro O carteiro chegou para tratarmos da intertextualidade. </li></ul><ul><li>Relato reflexivo </li></ul><ul><li>Planejamento e socialização de duas atividades para aplicação em sala de aula: fábula A llíngua, TP1, pags. 172 e 173 e o poema Desejos de Victor Hugo, juntamente com a música Pra recomeçar de Frejat. </li></ul><ul><li>Proposta de cronograma para os próximos encontros </li></ul><ul><li>Avaliação escrita e orientações para o próximo encontro. </li></ul>
  • 46.  
  • 47.  
  • 48. Avanços: <ul><li>Relato de professores sobre as atividades com produções de textos de forma processual. </li></ul><ul><li>Reflexão da prática do professor. </li></ul><ul><li>Reorganização dos conteúdos. </li></ul><ul><li>Assistência técnica por parte da SME em relação aos recursos de projeção multimídia. </li></ul>
  • 49. Dificuldades: <ul><li>Ausência de políticas púbicas do município para formação continuada para o professor em horário de serviço. </li></ul><ul><li>Professores indo ao encontro sem a leitura prévia do material. </li></ul><ul><li>Estrutura inadequada para as formações: local, logística, material de expediente, etc. </li></ul><ul><li>Dificuldade em dedicar o tempo necessário ao estudo e acompanhamento que o programa exige. </li></ul><ul><li>Calendários de atividades escolares diferenciados devido à greve, dificultando a aplicação das atividades do “Lição de casa”. </li></ul><ul><li>O programa não atender a totalidade de professores da rede. </li></ul>

×