Your SlideShare is downloading. ×
0
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Encontro nacional de História da Mídia 2011 (Paraná)

717

Published on

Resumo do Encontro Nacional de História da Mídia, que foi realizado em abril deste ano, em Guarapuava (Paraná). …

Resumo do Encontro Nacional de História da Mídia, que foi realizado em abril deste ano, em Guarapuava (Paraná).
Na época, minha participação foi patrocinada pela agência Talk.

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
717
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Apresentação sobre o Encontro Nacional de História da Mídia Evento realizado em Guarapuava, Paraná. Abril/2011
  • 2. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra de Jean-Ives Mollier, da Université de Versalles -> Afirmou que o desenvolvimento das Social Networking é um perigo. Ressaltou que em virtude da internet as relações humanas não são mais as mesmas do século XIX. -> Citou Wikileaks e o medo que causou. Comparou a Lênin quando entregou cartas sobre um Ministro Russo. -> Segundo Mollier, a CIA e a KGB deveriam ser hackeadas para que a população tenha acesso à todas as informações.
  • 3. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Neste momento, Mollier citou alguns trechos da Teoria da Cultura de Massa (Indústria Cultural) dificuldade de popularizar os meios de comunicação Ele também afirmou que o cinema do século XX foi acusado de perverter a juventude daquela época Citou tablóides ingleses e suas matérias sobre crimes. livros/ jornais <----------- > destinados aos mais ricos bíblias/folhetos <------------> destinados aos mais pobres
  • 4. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia -> Mollier citou o caso do Patriot act nos EUA. Os bibliotecários devem comunicar ao FBI se estranhos consultarem livros de Bibliotecas Públicas. O Patriot act é uma Lei que tirou vários direitos dos cidadãos que moram nos EUA. Foi assinada por George W. Bush em 2001 e prevê que qualquer um pode ter a casa invadida e os bens investigados para manter a segurança da nação. Qualquer situação poderá ser considerada um ato de terrorismo. Patriot act
  • 5. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia -> Mollier citou censura que o Facebook e Google sofrem em alguns países (censura de mercado do século XXI); -> citou casos de divulgação na internet sobre a vida deParis Hilton e Lady Gaga; -> lembrou o bloqueio parcial ou total da internet no Egito, Líbia, Tunísia. - Mito da Caverna
  • 6. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia ‎ -> Mollier concluiu sua apresentação citando o “Mito da caverna de Platão: a luz da verdade pode cegar e queimar os olhos daqueles cuja arrogância levou a querer tudo saber, mas não há alternativa a não ser encarar a luz ofuscante do sol ou se contentar em se resignar de viver acorrentado em sua ignorância, deixando aos mestres ou aos deuses a tarefa de dividir entre eles os assuntos dos humanos comuns.&quot;
  • 7. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra de Jamile Santinello (Memória e esquecimento na rede: subjetividade no ciberespaço) -> A pesquisa dela começou quando ela digitou seu nome da rede em um site de busca; -> Citou: Castells (2009) redes constituem a nova morfologia social de nossas sociedades Recuero (2009) é definida por atores e conexões &quot;Para onde vai toda informação que você deleta, mas continua na rede?&quot; Também citou sequestros feitos a partir de informações divulgadas na rede. -> Lembrou a criação do Youtube- Google. Pessoas que fizeram sucesso na rede e depois foram para a Televisão.
  • 8. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra de Mariana Valente Uso de redes sociais para facilitar as informações da Assembléia Legislativa do Estado de Tocantins Citou como teoria : &quot;Revolução do informalismo&quot; semelhança entre fonte de produção e produto. Usou falas de Waerthein e Castells. Ciberdemocracia : maior acesso às informações do governo. Redes Tecnossociais (onde nem sempre ocorre interações), termo usado por Tania Mara Egler. Políticos X Tecnossociais Ex: aproximação do eleitorado e monitoramento da opinião pública.
  • 9. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra de Mariana Valente Uso de redes sociais para facilitar as informações da Assembléia Legislativa do Estado de Tocantins Análise do site da Assembléia Legislativa: Na página dos parlamentares há números de telefones, e-mails, mas nenhum perfil de &quot;redes tecnossoais&quot; é divulgado. 14 tem perfil no Orkut 11 tem comunidades no Orkut 11 tem perfil no Twitter 1 tem site pessoal
  • 10. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra de Maurilio, da UFT: Análise de duas matéria do Valor Online e sua versão para mobile -> a URL é diferente p web e mobile -> data antiga p/ mobile -> ressaltou ausência de infográficos nas matérias -> não existe adaptação do texto da web para a versão mobile -> matéria na web é exclusiva p/ assinantes e na web é disponível para todo mundo ler.
  • 11. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra Lost: ilha transmidiática Narrativa transmídia , termo criado por Henry Jenkis. &quot;histórias que se desenrolam em múltipas plataformas de mídia, cada uma delas contribuindo de forma distinta para nossa compreensão do univero&quot; Narrativa tradicional : possui início, meio e fim. Narrativa transmídia : no início pode ser surgir várias brechas para contar a histórias em outros meios
  • 12. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra Lost: ilha transmidiática Roteiro Lost Flashbacks (imagens do passado) e Flasforwards (imagens do que ainda ia acontecer) Até a terceira temporada Flashback final da terceira começou o Flashfowards quinta: duas realidades simultaneas sexta: realidade alternativa rementendo ao início da série
  • 13. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra Lost: ilha transmidiática Foram lançados 3 livros sobre personangens que estavam no avião, mas não na série de TV. Meta-romance: livro sobre conspiração Vídeo game Lost: tbm tinha um personagem que caiu na ilha, mas não foi citado na TV
  • 14. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra Lost: ilha transmidiática ARG- Lost Univesity (site da Universidade de Lost onde responde peguntas sobre a série, recebe carteirinha e com isso poderia comprar o Bluray. Também poderia ter aula sobre viagem no tempo, física quantica) ARG- Lost Experience ( enigmas de fatos da série) ARG- Find 815 ( jogo lançado um mês antes de iniciar a quarta temporada para encontrar os escombros do avião) ARG- Projeto de Recrutamento Dharma (site que dava a entender que em San Diego teria entrevistas de emprego p trabalhar em Dharma) Starwars tbm usou transmídia há muitos anos. Exemplos no Brasil: BBB; novela Viver a Vida; filme Meu nome não é Johny.
  • 15. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia André- UFPR: Folha de SP e o regime militar no Brasil &quot;caso da ditabranda em 2009&quot; &quot;O Governo da Dilma está levantando muitas questões sobre os Direitos Humanos para tentar julgar melhor esses crimes&quot; “ O SBT lançou a novela Amor e Revolução e os militares fizeram abaixo assinado para tirá-la do ar&quot; &quot;De 85 até 90 ainda existia poucos estudos sobre a ditadura&quot; Depois de 2000 foram encontradas 347 obras referentes ao tema na década de 70 era 2 obras e em 84 eram 4 obras Disseminação de livros com testemunhas da ditadura, não só da esquerda, mas de militares também. As memórias que prevalecem são da esquerda. A Folha foi descriminada. Hoje as esquerdas são vitimizadas e os militares são os que atacavam.
  • 16. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia André- UFPR: Folha de SP e o regime militar no Brasil A grande imprensa apoiou o regime militar. Em muitos casos o motivo foi por questões financeiras. Em 1962 foram fundidos a Folha da Manhã, da Tarde e da Noite em Folha de SP por Otávio Frias. O jornal existia desde 1921. De 1972 a 1974 foi realizado a revolução tecnológica Depois de 1974 foi feita a definição de projeto editorial político O gol militar foi muito bem recebido na Folha de SP. O Boris Casoy foi o que mais defendeu o regime. O período que a Folha mais ficou modernizou foi nos anos de chumbo da ditadura.
  • 17. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra da Bruna Renata- UFPR: Repórter João ANtonio da revista Realidade, de 1966 a 1968. Contextualização sobre o Novo Jornalismo: viver a realidade daquilo que será divulgado.&quot;Registros de diálogos inteiros, construção cena a cena, registro dos hábitos e costumes“. O resultado disso era a Grande Reportagem. Exemplos de periódicos no Brasil que sofreram influencia disso: Jornal da Tarde e Revista Realidade. O Jornal da Tarde queria elevar a qualidade da liguagem e ter mais criatividade no texto. A base da revista Realidade eram as grandes reportagens e produção de matéria poderia demorar meses. Contexto: economia, fase pós JK e a Jovem Guarda.
  • 18. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Palestra da Bruna Renata- UFPR: Repórter João ANtonio da revista Realidade, de 1966 a 1968. 1965- número experimental com 250 mil exemplares e tudo foi vendido em uma semana. João Antonio foi contratado pela revista Realidade dps de escrever o livro Malangueta, Perus e Bacanaço. Gostava de temas de crimes, prostituição, jogos... Para fazer matérias sobre o Porto de Santos o João Antonio ficou 1 mês lá e contou a história de 2 prostitutas que vivam lá.
  • 19. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Apresentação da representação da Feevale. Eleição presidencial de 89, no Correio do Povo, jornal gaucho. Encarte deste jornal: Correio da Eleição. Ela escolheu essa eleição porque foi a primeira com eleição direta depois da ditadura. O encarte tinha 4 páginas diárias sobre a eleição. Foram ao todo 39 encartes. Foi feita análise de conteúdo: qualitativa. Nesta época, os presidenciáveis (+ de 20) não eram os principais personagens, pois se divulgavam muitas informações sobre a redemocratização. Também divulgavam a relação dos presidenciáveis com o RS... O jornal praticamente criou uma Cartilha Eleitoral: informações e reflexões. O Correio do Povo posicionou-se a favor do Brizola e contra o Collor. No Estado, Collor recebeu poucos votos.
  • 20. Palestra de Jean-Ives Mollier História da Mídia Obrigada! A minha participação no Encontro Nacional de História da Mídia só foi possível graças ao patrocínio da Talk – Estratégias Digitais que bancou as passagens e hospedagem. Ana Célia Costa Mídias Sociais Talk Brasília

×