Carlos Drummond de Andrade

  • 4,741 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
4,741
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
43
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
  • 2. Características de sua obra literária
    Sua estréia deu-se em 1930, com a obra Alguma poesia. De maneira geral, os poemas desse livro procuram retratar a vida à sua volta. O poeta, livre de preconceitos literários anteriores, procura “trabalhar a realidade com as mãos puras”; fala-nos de cenas do cotidiano, de paisagens, de lembranças, fotografando a realidade, retratando a “vida besta”.  De acontecimentos banais, corriqueiros, gestos ou paisagens simples, o eu lírico extrai poesia.
    Alguma poesia:Infância, Poema de sete faces
  • 3. Características de sua obra literária
    A palavra gauche (lê-se gôx), de origem francesa, corresponde a "esquerdo" em nosso idioma. Em sentido figurado, o termo pode significar "acanhado", " inepto". Qualifica o ser às avessas, o "torto", aquele que está à margem da realidade circundante e que com ela não consegue se comunicar. É assim que o poeta se vê. Logicamente, nesta condição, estabelece-se um conflito: "eu " do poeta X realidade. Na superação desse conflito, entra a poesia, um veículo possível de comunicação entre a realidade interior do poeta e a realidade exterior.
       Variantes da palavra gauche - como esquerdo, torto, canhestro - aparecem por toda a obra de Drummond, revelando sempre a oposição eu lírico X realidade externa, que se resolverá de diferentes maneiras.
  • 4. Características de sua obra literária
    Por outro lado, o poeta manifesta o seu pessimismo e a sua personalidade reservada, tímida, desconfiada, de um poeta que nasceu “para ser um gauche na vida”; outras vezes, deixa transparecer uma fina ironia e humor, utilizando-se também do poema-piada, herança dos modernistas da primeira fase. 
    Poema: Quadrilha, No meio do caminho
  • 5. Características de sua obra literária
    Muitos poemas de Drummond funcionam como denúncia da opressão que marcou o período da Segunda Grande Guerra. A temática social, resultante de uma visão dolorosa e penetrante da realidade, predomina em Sentimento do mundo (1940) e A rosa do povo (1945), obras que não fogem a uma tendência observável em todo o mundo, na época: a literatura comprometida com a denúncia da ascensão do nazi-fascismo.
        A consciência do tenso momento histórico produz a indagação filosófica sobre o sentido da vida.
  • 6. Características de sua obra literária
    Percebe-se em Drummond a luta, a contestação, pela palavra, das atrocidades que o mundo parecia aceitar. Lançou-se ao encontro da história contemporânea e da experiência coletiva, participando, solidarizando-se social e politicamente, descobrindo na luta a explicitação de sua mais íntima apreensão para com a vida como um todo.
  • 7. Características de sua obra literária
    Não há, entretanto, otimismo na visão do poeta. É sombria e pessimista a visão de mundo que se justapõe à esperança da revolução e da utopia. Assim, dor e esperança são os temas básicos que regem os poemas de Sentimento do Mundo.
    Assim, os temas políticos, o sofrimento do ser humano e as guerras, a solidão, o mundo frágil, os seres solitários predominam. A dor humana está lá; o eu lírico se resguarda e canta o outro, tão mais importante que ele próprio.
    Poemas: Confidência do itabirano, Mãos dadas, José
  • 8. Drummond não teve em mira, propriamente, selecionar poemas pela qualidade, nem pelas fases que acaso se observem em sua carreira poética. Encontramos assim, como pontos de partida ou matéria de poesia:
  • 9. 1 - O Indivíduo: O eterno conflito entre o eu e o social.
    2 - A terra natal: Itabira saudades e vivências.
    3 - A família: Itabira e vivências íntimas do menino.
    4 - Amigos: Homenagem aos amigos reais ou intelectuais.
    5 - O choque social: A violência humana.
    6 - O conhecimento amoroso: O amor altruísta (como só ele poderia existir).
    7 - A própria poesia: metalinguagem.
    8 - Exercícios lúdicos: A conseqüência do amar e desamar.
    9 - Uma visão, ou tentativa de, a existência: O estar no mundo.
  • 10. A estrutura formal da composição de Carlos Drummond de Andrade é a seguinte:
    1. Versilibrismo: o uso indiscriminado do verso livre. 2. Prosaísmo: adoção na poesia de processos adequados à prosa como o discurso direto, a ausência de rimas, a conversa com leitor. 3. Linguagem dinâmica e irônica: versos pequenos e concisos no significado, semelhante ao poema pílula de Oswald de Andrade.4. Cenas do cotidiano: a infância, a metrópole, Itabira e a família.5. Recriação metonímica da realidade sentida: Drummond apreende filosoficamente o mundo a partir de assuntos banais.
  • 11. Poema: Amar (Claro Enigma / 1951 – poesias filosóficas, reflexivas)