Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
5,584
On Slideshare
5,532
From Embeds
52
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
107
Comments
0
Likes
0

Embeds 52

http://anaclaurod.blogspot.com 30
http://anaclaurod.blogspot.com.br 18
http://anaclaurod.blogspot.pt 4

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Enzimas Hepáticas
  • 2. fígado
    Maior órgão glandular;
    Possui inúmeras funções metabólicas: síntese de proteínas e aa, uréia, bile, modificação de gorduras, glicólise,armazenamento de glicose, ciclo de Krebs, vitaminas, ferro, remoção de substâncias tóxicas-drogas.
  • 3. Fígado
    Funções
    • Armazenamento: glicogênio, triglicerídeos, vitaminas lipossolúveis, Fe, Cu.
    • Excretora: bile, colesterol, ácidos biliares
    • Defesa: células Kupffer (fagocitose)
  • 4. Fígado
    Provas de função hepática (TFH)
    Bilirrubinas
    albumina sérica
    hemostasia(atividade protrombina, tempo tromboplastina, teste após vit K)
    Enzimas
    Aminotransferases
    fosfatasealcalina
    GGT
  • 5. BILIRRUBINA SÉRICA
    + Glicuronídeo
    Bili conjugada
    ou direta
    Bili não conjugada ou indireta
  • 6. BILIRRUBINA
    BILI DIRETA :
    EXCREÇÃO – URINA E FEZES
    LIMIAR RENAL – 29 mg/100ml
    Icterícia – Coloração visível de bilirrubina
  • 7. BILIRRUBINA
    HEMÓLISE - BI (não conjugada)aumentada
    OBSTRUÇÃO BILE
    PROBLEMAS DE CONJUGAÇÃO
  • 8. ENZIMAS
    Enzimas – são proteinas com propriedades catalíticas devido a sua capacidade de ativação específica de seus substratos
    Fatores que influenciam as reações enzimáticas:
    Efeito do pH na velocidade da reação
    Efeito da temperatura sobre a velocidade da reação
  • 9. Enzimas Hepáticas
    Enzimas: quando liberadas do fígado, tem acesso imediato à corrente sanguínea;
    Enzimas hepáticas: ALT, AST, GGT, CHS, LD, GMD e ALP;
    AST, ALT, GGT e CHS: identificam 95% das formas de lesão hepática.
  • 10. Enzimas hepáticas
    Aminotransferases:
    ALT = TGP -> mais específica
    AST = TGO -> menos específica
    Fosfatase alcalina
    GGT = Gama glutamiltranspeptidase
  • 11. Enzimas Hepáticas
    Aminotransferases
    ALT > AST: lesão mais extensa e menos profunda.
    AST > ALT: maior gravidade da lesão - lesão mais profunda.
    ALT
    AST
  • 12. Enzimas Hepáticas
    GGT e ALP
    Avaliam a capacidade de excreção do fígado;
    Associam-se a alterações hepatobiliares.
  • 13. Síndromes hepáticas
    Icterícia: Hemólise (Formação)
    Hipertensão portal
    Insuficiência hepática
  • 14. LESÃO HEPATOCELULAR – TGO, TGP AUMENTADOS
    FAL – AUMENTO PRODUÇÃO DEVIDO A COLESTASE
    GGT – MICROSSOMAL – COLESTASE (Sensível)
    ALBUMINA – PRODUÇÃO DO FÍGADO (Hipoalbuminemia – doença grave de fígado)
    TAP aumentado – doença grave do fígado
    AFP – Ca fígado
  • 15. Hepatite Viral Aguda
    Inflamação do fígado;
    Período de incubação: 15 a 40 dias;
    Período pré-ictérico: 5 dias (3 a 10 dias);
    Manifestações clínicas: sintomas gastrintestinais, febre, calafrios e mal estar, aversão ao café e cigarro.
  • 16. Hepatite Viral Aguda
    Leucopenia
     da atividade enzimática;
     AST e ALT  : mais de 10x os VR, geralmente mais de 20x.
     ALP : menos de 3x os VR, alguns 5x (compressão dos canalículos);
  • 17. Hepatite Viral Aguda
    Bilirrubinas: começam a  (período ictérico dura em média 4 semanas);
    ALP: geralmente começa a  logo após o início da icterícia;
    AST:  1 a 2 semanas pós pico;
    Fase de convalescência: 4 a 6 semanas;
    • AST  ALT (altas atividades): evolução para a
    forma necrosante grave da hepatite;
    •  GMD e  da CHS: severidade da lesão.
  • Hepatite Crônica
    Destruição lenta dos hepatócitos (regeneração/cicatrização-fibrose);
    Manifestações clínicas: Inapetência, adinamia e icterícia (alguns casos ausente);
    Aminotransferases:  habitualmente menos de 10x os VR (AST>ALT);
    A HA pode evoluir para HC (6 meses);
    Relatos: 15% dos pacientes com hepatite crônica ativa (período de agudização) apresenta aminotransferases com níveis maiores.
  • 18. Cirrose - Hepatopatia crônica
     Processo difuso de fibrose e formação de nódulos, acompanhando-se freqüentemente de necrose hepatocelular. Apesar das causas variarem, todas resultam no mesmo processo.
    Etiologias: álcool, vírus da hepatite ou etiologia desconhecida, cirrose biliar primária, cirrose relacionada com doença de Wilson, hemocromatose e deficiência de 1-antitripsina;
  • 19. Cirrose Hepática
    Exibe uma grande variabilidade de alterações das provas hepáticas;
    Transição da HC para cirrose:  quociente AST/ALT.
  • 20. Cirrose Alcoólica
    Lesão hepatocelular aguda de grau leve a moderado;
     4x as aminotransferases;
     considerável de GGT;
    ALP normal;
    Bilirrubinas normais;
    Decurso da doença: aminotransferases (metabolização das enzimas).
  • 21. Tumores HepáticosCarcinomas Hepatocelulares Primitivos
    Processo crônico invasivo;
    AST quase sempre maior que ALT;
    LDH, ALP e GGT: valores elevados;
    -feto proteína: + na maioria dos casos;
    • Padrão enzimático do fígado metastático: varia de
    acordo com o número e extensão das metástases.
  • 22. Hepatopatia Alcoólica
    Alcoólatra sem cirrose;
     de GGT;
    AST > ALT;
    Dano mitocondrial;
    ALT se liga ao acetaldeído (o que dificulta a sua liberação para o sangue).
  • 23. DISTRIBUIÇÃO DAS ENZIMAS DE IMPORTÂNCIA DIAGNÓSTICA
  • 24. Outras enzimas de utilidade diagnóstica
    • Enzimas Cardíacas : CPK, CKMB
    • 25. Gama glutamiltransferase
    Obstrução biliar intra ou pós hepática; hepatite infecciosa;
    • AMILASE
    pancreatite aguda;derrame pleural; caxumba; peritonite;
  • 26. Outras enzimas de utilidade diagnóstica
    • Colinesterase
    Envenenamento por inseticidas
    • Fosfataseácida
    câncer da próstata
    • Antígeno específico da Próstata
    Câncer da próstata