Relato de experiência - EEEF Ezequiel Nunes Filho (Esteio)

  • 933 views
Uploaded on

Apresentação da profª Ana Selma dos Santos, sobre o Programa de Leitura Lendo pra Valer.

Apresentação da profª Ana Selma dos Santos, sobre o Programa de Leitura Lendo pra Valer.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
933
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. APRESENTAÇÃO  ANA SELMA DA COSTA SANTOS  BIBLIOTECÁRIA NA E. E. E. F. EZEQUIEL NUNES FILHO - ESTEIO
  • 2. RELATO DE EXPERIÊNCIA LENDO PRA VALER 2012
  • 3. LENDO PRA VALER  PROGRAMA DE LEITURA, PARCERIA ENTRE A SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO E A CÂMARA RIO-GRANDENSE DO LIVRO, QUE VISA CONTRIBUIR PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE LEITORA NO RIO GRANDE DO SUL  VISITA DOS AUTORES NA ESCOLA COM ESTUDO PRÉVIO DAS OBRAS
  • 4. OBJETIVO GERAL  OBTER E AMPLIAR O GOSTO, O HÁBITO E AS HABILIDADES DE LEITURA BEM COMO ESTIMULAR A CRIAÇÃO DE NOVAS OBRAS
  • 5. PRESSUPOSTO PARA O SUCESSO DO PROJETO  A CAPACITAÇÃO E MOBILIZAÇÃO DOS PROFESSORES
  • 6. ENTÃO…  HOUVE INVESTIMENTO NA CAPACITAÇÃO DOS PROFESSORES
  • 7. 1ª REUNIÃO COM OS PROFESSORES  CONTAÇÃO DE HISTÓRIA: “A MENINA QUE SÓ PENSAVA EM DAQUI A POUCO” (Adriana Falcão)  EXERCÍCIO DE COMO TRABALHAR UMA OBRA LITERÁRIA  INFORMAÇÕES TÉCNICAS
  • 8. POR QUE LER?  QUESTÃO DE AUTONOMIA  QUESTÃO DE CIDADANIA  QUESTÃO DE ERUDIÇÃO  QUESTÃO DE FRUIÇÃO  QUESTÃO LÚDICA
  • 9. A LEITURA  TEM O ASPECTO INDIVIDUAL  TEM O ASPECTO SOCIAL  LEITURA CRÍTICA: TENTA DECIFRAR INTENÇÕES, COMPARA LEITURAS, QUESTIONA, TIRA CONCLUSÕES  PRESSUPÕE REFLETIR SOBRE AS IDEIAS E DEDUZIR IDEIAS QUE PODEM SER ÚTEIS ( NA VIDA PRÁTICA OU PARA O ESPÍRITO)
  • 10. A LEITURA NA ESCOLA  PRETENDE “TORNAR O INDIVÍDUO HÁBIL NO PROCESSO DE LER E ESCREVER, A FIM DE DESEMPENHAR DETERMINADOS PAPEIS NA SOCIEDADE”. Joseane Maia  PRECISA DE UM PROFESSOR-LEITOR, NÃO LEDOR:  “CARREGAR LIVROS” E COMPARTILHAR LEITURAS
  • 11. PROJETOS DE LEITURA  VISAM CRIAR, MANTER, AMPLIAR E QUALIFICAR O GOSTO PELA LEITURA.  QUANDO ESSE GOSTO SE EFETIVA A LEITURA PASSA A FAZER PARTE DA VIDA EXTRAPOLANDO O TEMPO ESCOLAR  PRETENDEM CRIAR AUTORES  EXISTEM PROJETOS DE LEITURA LIVRE E PROJETOS DE LEITURA PROGRAMADA QUE COMPLEMENTAM-SE
  • 12. HORA DA LEITURA  PROJETO DE LEITURA LIVRE  CONTATO COM O TEXTO ESCRITO  ESCOLHA LIVRE DE TEXTO  NÃO PRECISA TERMINAR A LEITURA  SEM COBRANÇA DA LEITURA FEITA  OBRAS LITERÁRIAS OU NÃO  OBJETIVA CRIAR O HÁBITO E O GOSTO PELA LEITURA
  • 13. LENDO PRA VALER  LEITURA DIRECIONADA DE DETERMINADA OBRA DE UM AUTOR CULMINANDO COM VISITA DO MESMO À ESCOLA  VISA QUALIFICAR A LEITURA DO ALUNO E INCENTIVÁ-LO A SER AUTOR (TEXTO OU IMAGEM)  A “COBRANÇA” MATA O GOSTO PELA LEITURA. POR ISSO A APRESENTAÇÃO DA OBRA DEVE SER DE FORMA CRIATIVA
  • 14. LITERATURA  É ARTE  ARTE DAS PALAVRAS  UM LIVRO LITERÁRIO É A JUNÇÃO DA LEITURA DE MUNDO, PENSAMENTOS E CONCLUSÕES OU DÚVIDAS DE UM AUTOR COM A PERCEPÇÃO E VIVÊNCIA DO LEITOR TENDO COMO RESULTADO EXPERIÊNCIAS ÚNICAS.
  • 15. LITERATURA  TRATA DE TEMAS UNIVERSAIS E EXISTENCIAIS.  AMPLIA A VISÃO DE MUNDO, CRIA CARTASE, EMANCIPA, FAVORECE O PENSAMENTO CRÍTICO, EXERCITA A IMAGINAÇÃO E A FANTASIA, DESENVOLVE A CRIATIVIDADE, PROPICIA IDENTIFICAÇÃO COM OS PERSONAGENS, PRODUZ EMOÇÕES, EVOCA MEMÓRIAS, DESPERTA REFLEXÕES, PROVOCA LINKS, PERMITE VIVER OUTRAS VIDAS E/OU SITUAÇÕES
  • 16. LITERATURA  PRODUZ SERES CAPAZES DE PROPOR SOLUÇÕES CRIATIVAS PARA SI E PARA O MUNDO E DE TRABALHAR PARA EFETIVÁ-LAS  NÃO POSSUI A FUNÇÃO DE “EDUCAR” NEM DE “AMPLIAR CONHECIMENTO”  PASSA SABEDORIA.
  • 17. LITERATURA INFANTIL  O QUE É?  LITERATURA  A CRIANÇA IRÁ INTERAGIR COM O LIVRO E COM O TEXTO NO SEU NÍVEL, DE ACORDO COM SUAS VIVÊNCIAS E LEITURAS ANTERIORES
  • 18. APRESENTANDO A OBRA  TEMOS QUE LER ESTE LIVRO PARA FAZER UM TRABALHO  NUNCA DESSA FORMA  O OBJETIVO É LER  DE VÁRIAS FORMAS (BRINCAR)  COM AS ATIVIDADES PROPOSTAS O LIVRO ESTARÁ TÃO APROPRIADO DO ALUNO QUE SERÁ NATURAL CRIAR ALGO A RESPEITO DA LEITURA
  • 19. APRESENTANDO A OBRA  CONTANDO A HISTÓRIA  LENDO PARTE DA HISTÓRIA  ENTRANDO NO TEMA DO LIVRO  CONTANDO COM ENTUSIASMO ALGO QUE LEU  AGUÇANDO A CURIOSIDADE  PROJETANDO AS ILUSTRAÇÕES  CONTANDO A BIOGRAFIA DO AUTOR  COM MÚSICA  USANDO LEITURAS DOS ALUNOS
  • 20. TRABALHANDO A OBRA  NUNCA PERGUNTE O QUE O AUTOR QUIS DIZER  DESMONTANDO E REMONTANDO O TEXTO  MUDANDO FINAIS, O TEMPO, O LOCAL, O TÍTULO…  RECORRENDO À MIDIA  MUDANDO A FORMA  ANALISANDO PERSONAGENS  QUEM VOCÊ GOSTARIA DE SER? P Q?  QUEM NÃO GOSTARIA DE SER? POR QUÊ?
  • 21. TRABALHANDO A OBRA  EXPLORANDO AS ILUSTRAÇÕES  CONHECENDO O LIVRO: PRODUTO CULTURAL  JURI SIMULADO  DESENHAR OUTRAS CAPAS PARA OS LIVROS  ESCREVER SEU PRÓPRIO TEXTO  JOGOS, BRINCADEIRAS  ESTUDO DO GÊNERO  LER RESENHAS, COMENTÁRIOS
  • 22. CRIANDO A PARTIR DA OBRA  TRABALHOS ESCRITOS INDIVIDUAIS E/OU COLETIVOS  SEMINÁRIOS  TRABALHOS MANUAIS: BONECOS, MAQUETES, FANTOCHES, DOBRADURAS  PRODUÇÕES ARTÍSTICAS: MUSICA, TEATRO, PINTURA/DESENHO
  • 23. PREPARANDO A APRESENTAÇÃO  UMA BOA APRESENTAÇÃO É FRUTO DE UM BOM TRABALHO EM SALA DE AULA  EXPOSIÇÃO DAS PRODUÇÕES CRIATIVAS DOS ALUNOS  ENCENAÇÃO  MÚSICA  DEPOIMENTOS  CONVERSA COM A AUTORA  MONÓLOGO DA AUTORA  RECITAÇÕES
  • 24. LENDO PRA VALER 2012 ESCOLA EZEQUIEL  AUTORA: Gláucia de Souza  VISITA: DATA: 11 DE OUTUBRO  HORÁRIO:  LOCAL:  OBRAS:
  • 25.  “PARA ISSO É QUE O ESCRITOR FOI FEITO. PARA MOSTRAR A REALIDADE SOB UM NOVO ÂNGULO, PARA CRITICAR O QUE SE PASSA POR TODA PARTE E PARA NÃO DAR SOLUÇÃO A COISA NENHUMA E, SOBRETUDO, PARA NÃO DAR CONSELHOS. CADA UM QUE ENCONTRE A SUA VERDADE SOZINHO”. Ruth Rocha
  • 26.  „LIVROS NÃO MUDAM O MUNDO, QUEM MUDA O MUNDO SÃO AS PESSOAS. OS LIVROS SÓ MUDAM AS PESSOAS”. Mário Quintana
  • 27. I - 1ª REUNIÃO COM OS PROFESSORES  CONTAÇÃO DE HISTÓRIA: “A MENINA QUE SÓ PENSAVA EM DAQUI A POUCO” (Adriana Falcão)  EXERCÍCIO DE COMO TRABALHAR UMA OBRA LITERÁRIA  INFORMAÇÕES TÉCNICAS  APRESENTAÇÃO DA AUTORA
  • 28. II - 2ª REUNIÃO COM OS PROFESSORES  APRESENTAÇÃO DOS RESUMOS DAS OBRAS DE GLÁUCIA DE SOUZA PARA QUE ESCOLHESSEM OS TÍTULOS COM OS QUAIS PODERIAM TRABALHAR  FONTE PRINCIPAL: VITRINE LITERÁRIA  Gláucia de Souza Tecelina il. Critina Biazetto Projeto, 2002  LEVANTAMENTO DE IDEIAS DE POSSÍVEIS TRABALHOS COM OS LIVROS  SOCIALIZAÇÃO: NOVAS IDEIAS
  • 29. III – AQUISIÇÃO DAS OBRAS  VERBA DA SEDUC  DIREÇÃO
  • 30. IV – ENTREGA DAS OBRAS AOS PROFESSORES  TRABALHOS COM OS ALUNOS (PRÉ A 8ª)  PRODUÇÕES DOS ALUNOS
  • 31. V- 3ª REUNIÃO COM OS PROFESSORES  PARA VER O ANDAMENTO DO TRABALHO  PLANEJAMENTO DA VISITA DA AUTORA: LOCAL, SALAS, DETALHES…
  • 32. VI – ORGANIZAÇÃO DA VISITA  CONTATOS COM A AUTORA  AGENDA DO DIA  SELEÇÃO DAS PERGUNTAS  AQUISIÇÃO DAS CAMISETAS  DECORAÇÃO DA ESCOLA
  • 33. VII – DIA DA VISITA  TODOS DE CAMISETA DO PROJETO  RECEPÇÃO À GLÁUCIA  DVD RODANDO NO SAGUÃO  VISITAÇÃO DA AUTORA AOS TRABALHOS  APRESENTAÇÃO DOS ALUNOS  CONVERSA DA ESCRITORA COM OS ALUNOS  COQUETEL  JORNAL DO DIA
  • 34. VII - AVALIAÇÃO  GOSTEI MUITO DA GLÁUCIA  OS LIVROS DELA SÃO TÃO BONS…  COMO ELA É SIMPÁTICA  ELA SABE PRENDER A ATENÇÃO DOS ALUNOS  ADOREI OS LIVROS DELA  VALEU A PENA
  • 35. VII – E HOJE?  ESTANTE DO LENDO PRA VALER BEM PROCURADA
  • 36. VIDEO