Your SlideShare is downloading. ×
Boletim pief
Boletim pief
Boletim pief
Boletim pief
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Boletim pief

386

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
386
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Alunos do PIEF –Bairro Social de Paradinha Volume 1, Edição 1 Fevereiro 2013 BOLETIM AMBIENTAL Proteger a Floresta… Porquê? Porque é ela que nos protege do sol. Porque é um sítio onde se Porque ela é que nos dá o oxigénio. encontram muitos animais.Sumário Proteger a Floresta ...Porquê? Para os animais se protegerem Árvore é… Declaração universal dos direitos das árvores Desabafos de uma árvore Preocupações da árvore do bairro de Paradinha Preocupações da árvore do Fontelo Carta à Ministra do Ambiente Porque sem ela não temos oxigénio. Porque é o nos so amb ie nte. xtin ção. is da e ger o s anima ote Para pr ela não p odemos viver. Porque sem
  • 2. Página 2 Árvore é … A árvore é o qu e nos dá os fru tos. a. ue nos dão vid s árvores porq Temos que proteger a A árvore é um bem precioso que nós temos para nos dar sombra e tudo mais. É uma amiga espetacular É preciso tratar dela como da nossa família Árvore é ... É um ser vivo que nos dá vida.
  • 3. Página 3 Declaração universal dos direitos das árvores 1. As árvores têm direito a terem água. 2. Têm direito a viver num local preservado. 3. Têm direito a reproduzir-se no seu habitat. 4. Têm direito a ser protegidas dos incêndios. 5. Não devem ser abatidas. Devemos usar energia solar. 6. A sua existência é importante para outras espécies. 7. Têm direito a viver no ambiente de onde são naturais. Desabafos de uma árvore… Como eu gostaria de voltar à minha infância de um dia!! Que feliz eu era na quinta do Sr. João, quando chegava a Pri- mavera e também o quente Verão. Que bela eu era! Tinha saúde para dar e vender. Tinha uma vida sossegada… e a gora vivo ao pé desta estrada tão movimentada. Eu não estou nada feliz porque estou sozinha e não tenho nenhuma árvore para falar.Declaração Universal dos Direitos das Árvores Quem me dera estar no quintal no Sr. António e poder dar frutos para os meninos comerem. Eu queria estar num sítio sossegado e com os animais a brincarem na minha sombra. Ai meu Deus! Eu não queria estar aqui. Quando era mais nova havia sossego e paz. Agora que construíram uma cidade ninguém me liga. Os fumos e o barulho das motas e dos carros acabaram com a minha felicidade.
  • 4. PREOCUPAÇÕES DA ÁRVORE DO BAIRRO DE PARADINHA Sou uma árvore grossa e com muita ramagem, daqui vejo os alunos do PIEF, às vezes chegam a horas e outras nem por isso… Já começo a ficar saturada do lixo que as pessoas atiram para o chão, sempre que fazem compras na D. Celeste. O que mais me custa, nos dias de calor, é ter sede, porque ninguém me rega. O único que se lembra de me regar é o cachor- rinho da D, Celeste, o Leão. Tenho receio que me aconteça o mesmo que á minha vizinha, que não passa de um tronco seco e abandonado. Gosto muito de ver a criançada do bairro a brin- car à minha volta e de ouvir as suas risadas, mas gostava que me dessem mais atenção. PREOCUPAÇÕES DA ÁRVORE DO FONTELO ... Sou um carvalho centenário do Fontelo e já aqui vivi muitas emoções. A mais marcante foi quando o Académico de Viseu subiu à 1ª divisão. Nesse dia os meus ramos serviram de bancada a quem não teve lugar ou dinheiro para en- trar no estádio! Que belos tempos eu passei… Mas hoje … já não tenho tanto sossego, estou velha e cansada, e já me custa ouvir o ruído das claques e dos carros que por aqui passam, até os pavões fo- gem de mim , para se abrigarem nas árvores mais jovens. Cada vez que chega um excursão o lixo sobra para mim, pois as pessoas não são cuidadosas. Os fumos dos carros que circulam na cidade põem em risco a saúde de todas as árvores. E BIENT A DO AM NISTR Paradinha,19 de fevereiro de 2013 À SRª MICARTA Exmª. Senhora Somos os alunos da turma AQPIEF do Bairro Social de Paradinha, em Viseu e vimos por este meio, manifestar a nossa preocupação pobre o ambiente e a saúde dos nossas árvores . Aqui no Bairro temos visto muito lixo no chão e as pessoas nem sempre rejeitam as árvores e os espaços verdes. Na nossa Cidade já há muito poluição atmosférica e sonora, pois há cada vez mais carros. Verificamos que grande parte das pessoas não utiliza os transportes públicos, nem se deslo- co a pé . Também há muitas famílias que ainda não fazem a separação do lixo , sobretudo as pessoas mais idosas , por falta de informação ou desconhecimento das vantagens da recicla- gem . Apelamos a que o seu ministério , com os meios ao dispor , promover ações de sensibiliza- ção do ambiente e qualidade para que se evite a degradação do ambiente e qualidade de vida de todas os seres vivos . Certos da sua compreensão e disponibilidade, subscrevemo-nos com atenção.

×