• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
6ª Sessão
 

6ª Sessão

on

  • 581 views

 

Statistics

Views

Total Views
581
Views on SlideShare
568
Embed Views
13

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

2 Embeds 13

http://briteirosemformacao.blogspot.com 11
http://briteirosemformacao.blogspot.pt 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    6ª Sessão 6ª Sessão Presentation Transcript

    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização Avaliação das Escolas ( IGE) Modelo de Auto Avaliação ( RBE) Campos de análise Tópicos descritores Domínio/ Subdomínio Informação da auto- avaliação da BE 1. Contexto e caracterização da 1.2 Dimensão e condições físicas D.2. Condições humanas e materiais A BE apresenta … (indicar grau) de escola/agrupamento da escola para a prestação dos serviços condições de espaço e de mobiliário e equipamentos, garantindo uma utilização individual e em grupo e a satisfação das necessidades dos utilizadores (apresentar documentos caracterizadores da BE - planta, equipamentos; documentos comprovativos das melhorias conseguidas; análise dos resultados dos inquéritos. No que se refere à organização e funcionalidade do espaço, a BE foi avaliada pelos professores em (%) e pelos alunos em (%) … Quanto à variedade do material disponível foi avaliada pelos professores em (%) e pelos alunos em (%) … Quanto ao nível de equipamentos tecnológicos, foi avaliada por X% dos utilizadores como … Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização 1.3 Caracterização da população discente 1.4 Pessoal docente A.1 Articulação Curricular da BE com Os recursos da BE são rentabilizados as Estruturas de Coordenação pelos docentes no âmbito da Educativa e Supervisão Pedagógica e actividade lectiva em cerca de x % os Docentes São desencadeadas acções com vista à partilha, discussão e aprovação da missão e objectivos BE nos órgãos D.1 Articulação da BE com a escola/ de administração e gestão (conselho agrupamento. Acesso e serviços geral, director, conselho pedagógico) prestados pela BE departamentos curriculares e demais estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica (Ver actas de reuniões, relatórios) A equipa da BE é constituída por X elementos, cobrindo quase todas as áreas disciplinares. As horas atribuídas aos elementos da equipa são/não são suficientes para desenvolver um trabalho mais consistente (horários) 1.5 Pessoal não docente D.2. Condições humanas e A BE possui (ou não) a tempo inteiro materiais para a prestação dos uma assistente operacional com/sem serviços formação adequada Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização 1.6 Recursos financeiros D.1 Articulação da BE com a Os órgãos de direcção, administração escola/ agrupamento. Acesso e e gestão reconhecem o valor da BE, serviços prestados pela BE garantindo condições (indicar grau) em termos de verba para o seu funcionamento (apresentar parte do orçamento atribuída à BE) 2. O PROJECTO 2.1 Prioridades e objectivos A.1 Articulação Curricular da BE A BE colabora na elaboração dos EDUCATIVO com as Estruturas de Coordenação documentos oficiais da escola e está Educativa e Supervisão neles integrada, nomeadamente no Pedagógica e os Docentes PE, PAA, PCA (apresentar excertos dos documentos) A.2. Desenvolvimento das A BE desenvolve um trabalho literacias da informação, sistemático no desenvolvimento dos tecnológica e digital domínios apresentados pelo MAAB (Plano de Acção e relatórios) B. Leitura e literacia C.1. Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular 2.2 Estratégias e planos de acção A BE organiza … (indicar grau) A.2. Desenvolvimento das actividades de formação de literacias da informação, utilizadores com todas as turmas, tendo em atenção as necessidades detectadas. tecnológica e digital X % dos docentes articulam com a BE para o desenvolvimento das competências de informação. Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização X % dos alunos sabem utilizar com proficiência fontes de informação e estratégias de pesquisa diversificadas e detém excelentes competências tecnológicas, de acordo com o seu ano/ciclo de escolaridade. A BE desenvolve um trabalho … B. Leitura e literacia (indicar grau) de promoção da leitura e desenvolvimento da literacia com todas as turmas da escola/agrupamento (ver Plano de Actividades, Plano de Actividades e relatórios) Relativamente ao crescimento do gosto pela leitura, X % dos alunos usa a BE em contextos de leitura e a média de requisição domiciliária foi de x %. C.1. Apoio a actividades livres, A BE dinamiza um conjunto … extra-curriculares e de (grau) de actividades livres, de enriquecimento curricular carácter lúdico e cultural, que correspondem aos interesses e necessidades dos alunos (ver Plano de Actividades, Plano de Actividades e relatórios) Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização A BE promove a utilização autónoma e voluntária da biblioteca como espaço de lazer e livre fruição dos recursos e fomenta a aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomos pelos alunos (estatísticas de utilização), praticando um horário contínuo (anexar horário) 3. A ORGANIZAÇÃO E 3.1 Estruturas de gestão GESTÃO D.1 Articulação da BE com a A BE está bem integrada no DA ESCOLA escola/ agrupamento. Acesso e funcionamento global da serviços prestados pela BE escola/agrupamento, que a contempla na formulação e desenvolvimento da sua missão, princípios e objectivos estratégicos e operacionais (PEA, RI, PCA) O professor bibliotecário tem assento no conselho pedagógico. Os órgãos de direcção, administração e gestão reconhecem … (indicar grau) o valor da BE, garantindo … (indicar grau) condições em termos de recursos humanos (horários, formação da equipa) e de verba para o seu funcionamento (orçamento) Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização 3.2 Gestão pedagógica A.1 Articulação Curricular da BE A BE desenvolve um trabalho com as Estruturas de Coordenação considerado … (indicar grau) de Educativa e Supervisão cooperação com todas as estruturas Pedagógica e os Docentes de coordenação educativa e de supervisão pedagógica da escola/agrupamento: conselho pedagógico, departamentos curriculares, áreas disciplinares, coordenadores de estabelecimento e conselhos de turma (apresentar actas, dados de questionários, registos de opinião) A BE colabora activamente com todos os docentes responsáveis pelas Áreas Curriculares Não Disciplinares, pelos apoios educativos e pela equipa PTE (apresentar actas, dados de D.1 Articulação da BE com a questionários, registos de opinião) escola/ agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE No que toca à qualidade e articulação de actividades/projectos com a escola/agrupamento X % dos utilizadores avalia positivamente o trabalho da BE. A BE regista taxas de utilização correspondentes a X % do número Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização total de utilizadores. D.2. Condições humanas e A (s) professora bibliotecária (s) materiais para a prestação dos possui formação específica (X serviços pontos). X % dos utilizadores considera que o professor bibliotecário exerce uma liderança forte e uma gestão efectiva, mobilizando a equipa e a escola para o valor e para o trabalho com a BE A equipa tem (ou não) formação adequada e os seus elementos são (ou não) em número suficiente. A colecção responde (indicar grau) às necessidades de informação da escola/agrupamento (apresentar resultados de questionários) A taxa de requisição é de X % para os professores e de X% para os alunos O catálogo está totalmente /parcialmente informatizado e inclui recursos online, também devidamente organizados Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização Existe uma partilhada de documentação entre as várias C.2 Projectos e parecerias bibliotecas do Agrupamento A BE desenvolve uma política permanente de difusão da informação com o objectivo de divulgar recursos de informação e incentivar o seu uso (apresentar registos de actas de CP e outras reuniões, avisos, boletins, página na internet…) 3.3 Procedimentos de auto- avaliação institucional D.1 Articulação da BE com a A BE implementa um sistema de escola/ agrupamento. Acesso e auto-avaliação sistemático que serviços prestados pela BE controla o processo de funcionamento, identificando pontos fracos e fortes e fomentando a melhoria da qualidade, através da análise e divulgação dos resultados e posterior planificação (Plano de acção, registo de evidências, plano de melhoria…) Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização 4. LIGAÇÃO À 4.1 Articulação e participação dos C.2 Projectos e parecerias A BE mobilizou e contou com a COMUNIDADE pais e encarregados de educação participação dos pais/EE em X na vida da escola actividades conjuntas. 4.2 Articulação e participação das C.2 Projectos e parecerias A BE envolveu os órgãos de poder autarquias local em X projectos do agrupamento (Plano de acção, de Actividades e relatórios) 4.3 Articulação e participação das C.2 Projectos e parecerias A BE estabeleceu X parcerias com instituições locais – empresas, outras entidades nos diferentes instituições sociais e culturais projectos do Agrupamento (Plano de acção, de Actividades e relatórios) A BE participou em X acções/reuniões com outras escolas/agrupamentos, com o SABE e outras entidades num grupo de trabalho concelhio (registos/actas) D.2. Condições humanas e Existe uma rede partilhada de materiais para a prestação dos documentação entre as várias escolas serviços do agrupamento e a BM (registos vários) 5. CLIMA E AMBIENTE 5.1 Disciplina e comportamento A.2. Desenvolvimento das A BE favorece com o seu trabalho o EDUCATIVOS cívico literacias da informação, desenvolvimento, visível em X % tecnológica e digital dos alunos, de um leque de valores e de atitudes indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo da vida. Ana Silva DREN 8
    • O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização 5.2 Motivação e empenho C.1. Apoio a actividades livres, A BE fomenta a aquisição e extra-curriculares e de desenvolvimento de métodos de enriquecimento curricular trabalho e de estudo autónomos pelos alunos, proporcionando um horário de funcionamento contínuo (apresentar horário) 6. Todos os domínios Todo o trabalho da BE e com a BE RESULTADOS visa a melhoria dos resultados ACADÉMICOS escolares dos alunos, o desenvolvimento de competências essenciais a utilizar ao longo da vida e a sua melhoria como ser humano e cidadão. Nota: os campos a vermelho são alguns dos retirados do MAAB que considero impossíveis de quantificar. Ana Silva DREN 8