AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ENGº DUARTE PACHECO
_______________________________________________________________________
CEF B -...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Ficha informativa 4

1,096

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,096
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Ficha informativa 4"

  1. 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ENGº DUARTE PACHECO _______________________________________________________________________ CEF B - Curso de Educação e Formação Tipo 2 – Nível 2 - Serviço de Mesa CMA – Ficha Informativa 4 – Trabalho de Pares- Módulo A 1 ______________________________________________________________________________________ COMUNICAÇÃO EFICAZ E ASSERTIVA O nosso comportamento não é inato, ou seja, não nascemos com este ou aquele comportamento. O comportamento adquire-se ao longo da vida e podemos sempre modificá-lo ou ajustá-lo conforme as situações e o tipo de comunicação que estamos a estabelecer. FATORES PARA UMA COMUNICAÇÃO EFICAZ Antes de falar, devemos esclarecer as ideias e saber os objetivos (saber o que vamos dizer). Saber escutar - “Ouvir é ouro, falar é prata.” Usar uma linguagem simples, direta e evitar estar com rodeios. Conter as emoções negativas: não mostrar receios, tristeza, pessimismo, alegria excessiva, etc. Atentar nos aspetos não verbais da comunicação: evitar os gestos, os esgares, os sorrisos sem razão, o piscar muito os olhos, etc. Saber gerir situações de ruído: se surgir, interromper o discurso e aguardar que termine. Saber ser, saber estar: ser sociável, simpático, cordial, atencioso, não usar vocabulário que possa ofender. Saber dar e receber feedback: haver uma boa comunicação entre o emissor e o recetor evitando os monólogos falando exageradamente. A MENSAGEM EMISSORES RECETORES  Devemos ir direitos ao assunto.  Ser diretos e afirmativos.  Ser oportunos – aguardar a vez de falar.  Ser neutros – não julgar os outros.  Dizer o que queremos à pessoa e não a outras.  Esperar que nos perguntem para podermos responder, dando feedback.  Estar atentos ao que nos dizem: não desviar o olhar, interromper ou falar com outros ao mesmo tempo.  Não fazer juízos de valor antecipadamente.  Se houver ruído, focarmo-nos mais na pessoa para entender a mensagem.  Dar a entender que se percebeu a mensagem.  Ouvir a pessoa até ao fim, sem interromper ou ir embora.  Devemos confirmar o início da conversa, verificar se foram focados todos os pontos de interesse.  Conclusão:  Para uma boa comunicação e um bom relacionamento interpessoal, devemos ouvir e ver mais do que falar. Prof. Ana Pereira

×