Your SlideShare is downloading. ×
25 abril
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

25 abril

1,302

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,302
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O DIA 25 DE ABRIL DE 1974 40 ANOS passados e temos a liberdade de ler este texto sem medo. Mas medo de quê? – perguntarão vocês muito admirados. Medo da censura! Este pequeno e inofensivo texto não poderia ser lido sem ir à “tesoura “, ou seja, era lido e relido pelos censores a mando do governo e da polícia política, a P.I.D.E., para ver se encontravam algumas palavras disfarçadas a falarem mal do governo. Se as houvesse, eram logo riscadas e não podiam ser publicadas. Muitos homens e mulheres de todas as classes sociais foram presos e torturados nas prisões: era a soco, a pontapé, obrigavam à posição de estátua (não se podiam mexer durante horas a fio), passavam fome e sede, eram as feridas que não saravam, os longos e intermináveis interrogatórios privados do sono, os choques eléctricos… enfim, um sem número de torturas. Tortura, a palavra que hoje quase todos os jovens desconhecem. Felizmente! Porque tantos anos de ditadura foram demasiados a abafar o país, a sufocá-lo de atraso em relação aos outros países da Europa. Mas, um dia, um grupo de militares armados com espingardas que não mataram, resolveu acabar com esta situação dolorosa: foi o dia 25 de Abril de 1974. O povo agradeceu ao Movimento das Forças Armadas – MFA - com flores, belos cravos vermelhos e brancos, o símbolo da LIBERDADE. A professora: Ana Pereira

×