Overdenture sobre implantes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Overdenture sobre implantes

on

  • 1,417 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,417
Views on SlideShare
1,417
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
8
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Overdenture sobre implantes Overdenture sobre implantes Document Transcript

  • FA C U L D A D E D E O D O N TO L O G I A D E M A N A U S DISCENTE – ANDERSON ALMEIDA O R I E N TA D O R – D r. O S VA L D O S H I R ATA IMPLANTE II 2-2011 O V E R D E N T U R E S S O B R E I M P L A N T E S – R E V I S Ã O D A L I T E R AT U R AINTRODUÇÃOPara o sucesso de um tratamento com overdenture, o protesista deve conhecer e avaliar as características de cada sistema de retenção para que possa selecionar e aplicar o mais adequado para cada caso, como veremos nesta revisão deliteratura.REVISÃO DE LITERATURABATISTA e colab. (2006) relatam um caso clínico no qual dois caninos inferiores foram utilizados como suportes para uma overdenture retida pelo sistema barra-clip, apresentando a técnica de confecção e confirmando as overdentures comouma alternativa reabilitadora viável.GALINA & VIEGAS, (2007) relatam dois casos clínicos, destacando as vantagens da indicação de overdentures para reabilitação protética de maxila edêntula. No primeiro caso paciente, 60 anos, cuja queixa principal era a retençãoinsatisfatória da overdenture superior sobre três dentes e com magnetos que utilizava. O planejamento inicial era de prótese fixa tipo protocolo Bränemark, com retenção tipo barra-clipe. Para a confecção deste tipo de prótese, os implantesdevem estar adequadamente distribuídos e posicionados nas bases ósseas. Dessa forma, foram necessários procedimentos de enxertia óssea para a colocação dos implantes na posição planejada, atendendo aos anseios do paciente, areabilitação fixa sobre implantes na maxila foi concluída. No segundo caso relatado, a primeira indicação de overdenture foi baseada no restabelecimento do perfil facial. O paciente era dentado no arco inferior e apresentava fraturasfreqüentes de sua prótese total superior. A reabilitação com overdenture pode trazer muitos benefícios ao paciente, principalmente melhor retenção e estabilidade, a um custo muito menor que reabilitações fixas permite, ainda, maiorfacilidade de higienização e melhor restabelecimento do perfil facial, como apresentado nos casos relatados. Entretanto, considera-se sua confecção mais criteriosa do que a de uma prótese fixa.LANG e colab. (2006) apresentam uma revisão da literatura sobre overdentures mandibulares, desde a sua origem e inter-relação da prótese total com os implantes osseointegrados; níveis de sucesso nas reabilitações; números de implantesnecessários para retenção e estabilização; comparação entre os sistemas de retenção barra-clipe, bola e magneto; e qualidades de vida após a reabilitação com overdentures implanto-retidas.SILVA e colab. (2009) avaliam in vitro o gradiente de tensões dissipadas no osso, nas proximidades de dois implantes interligados por uma barra tipo Dolder, em um sistema de prótese mandibular mucossuportada e implantorretida por clipe.O intuito é saber qual disposição de clipes de 7 mm e 5 mm de comprimento, proporciona os menores níveis de tensão na região periimplantar. Na fase de pré-processamento desenvolveu-se um modelo tridimensional de um bloco de ossomandibular, de 48 mm de comprimento, 20 mm de altura e 12 mm de espessura. Foram usados dois implantes com hexágono externo, com 13 mm de comprimento por 3,75 mm de diâmetro, plataforma regular de 4,1 mm, isentos de filetesde rosca. Os clipes empregados foram de 5 mm e 7 mm. A barra utilizada foi de secção transversal circular com 2 mm de diâmetro 20 mm de comprimento interligando os dois implantes a partir de pilares. A nomenclatura adotada para osmodelos está relacionada à disposição dos clipes sobre a barra. Utilizou-se o centro da barra como referência para o posicionamento dos clipes.TABATA e colab. (2007) apresentam uma revisão de literatura com o objetivo de orientar o clínico a respeito das características de cada sistema de retenção utilizado em overdentures, bem como dos critérios que permeiam a seleção dométodo mais adequado para cada caso clínico.DISCUSSÃOSISTEMAS DE RETENÇÃO PARA OVERDENTURETABATA e colab. (2007) apresentam uma revisão de literatura com o objetivo de orientar o clínico a respeito das características de cada sistema de retenção utilizado em overdentures, bem como dos critérios que permeiam a seleção dométodo mais adequado para cada caso clínico. Sistema barra/clipe Consiste num sistema de encaixe de um clipe a uma barra que une dois ou mais implantes, podendo ser confeccionada em diversas ligas metálicas, como titânio ou ligasnobres. O clipe utilizado neste sistema pode ser metálico ou de plástico. O sistema esférico é composto basicamente por um sistema de encaixes do tipo macho/fêmea, sendo o componente macho normalmente fixado ao implante(abutment) e apresentando a forma de uma projeção com o pescoço mais estreito, no qual o anel de borracha (O’ring) do componente fêmea se adapta. Já o componente fêmea geralmente possui um anel de borracha envolvido por umacápsula metálica, que pode apresentar dimensões e formas diferentes. O sistema magnético é constituído por um ímã e um componente magnético; o ímã é fixado na sobredentadura e o componente magnético é parafusado ao implante.Diante do exposto, é lícito considerar que o protesista deve conhecer e avaliar as características de cada sistema de retenção para que possa selecionar e aplicar o mais adequado para cada caso. Isso tornará o prognóstico do tratamentoreabilitador mais favorável e aumentará a longevidade do aparelho protético.COMPARAÇÃO ENTRE SISTEMAS DE RETENÇÃO˸BARRA-CLIPE, BOLA E MAGNETO..Em 2006 LANG e colab. apresentam uma revisão da literatura sobre overdentures mandibulares, desde a sua origem e inter-relação da prótese total com os implantes osseointegrados; níveis de sucessos nas reabilitações; números deimplantes necessários para retenção e estabilização; comparação entre os sistemas de retenção barra-clipe, bola e magneto; e qualidades de vida após reabilitações com overdentures implanto-retidas. O sistema barra clipe foi superior aosoutros na maioria dos trabalhos revisados. Parece não haver nenhuma diferença estatística quando overdentures mandibulares retidas por dois implantes são comparadas com as retidas por três ou mais implantes quanto a satisfação dopaciente e manutenção à longo prazo. A satisfação, qualidade na alimentação e segurança em se relacionar, do paciente portador de prótese total convencional é consideravelmente elevada após a sua substituição por uma overdentureimplanto suportada.OVERDENTURE RETIDA POR BARRABATISTA e colab. (2006) relatam um caso clínico no qual dois caninos inferiores foram utilizados como suportes para uma overdenture retida pelo sistema barra-clip, apresentando a técnica de confecção e confirmando as overdentures comouma alternativa reabilitadora viável. Paciente J.N.S., 68 anos de idade desdentado total maxilar, e apresentava ainda os dois caninos inferiores. Foi proposto ao paciente a confecção de uma prótese total convencional superior, em oposição auma overdenture inferior retida por barra. As próteses foram preparadas para serem instaladas. Realizou-se o isolamento relativo dos dentes pilares e a barra foi cimentada com cimento de fosfato de zinco. Após a presa do mesmo realizou-se a remoção dos excessos e preparação para a instalação das próteses. O clipe retentivo plástico foi posicionado sobre a barra, e preparado para ser capturado. A apreensão do clipe foi realizada com resina acrílica autopolimerizável,tomando-se o cuidado de evitar que possíveis excessos pudessem penetrar por sob a barra e impedir sua retirada. O sucesso dos tratamentos com overdentures está diretamente relacionado a um planejamento correto e detalhado do casoclínico, que incluem: seleção adequada do caso e dos dentes de suporte; - adequado tratamento endodôntico, periodontal e restaurador prévio à confecção da prótese; - elaboração e execução de um regime adequado de higienização pelopaciente e; manutenções freqüentes pelo profissional.BARRA CLIPE˸UMA SOLUÇÃO EM MAXILA EDENTULAEm 2007 , GALINA & VIEGAS) relatam dois casos clínicos, destacando as vantagens da indicação de overdentures para reabilitação protética de maxila edêntula. No primeiro caso paciente, 60 anos, cuja queixa principal era a retençãoinsatisfatória da overdenture superior sobre três dentes e com magnetos que utilizava. O planejamento inicial era de prótese fixa tipo protocolo Bränemark, com retenção tipo barra-clipe, o planejamento inicial era de prótese fixa tipoprotocolo Bränemark. Para a confecção deste tipo de prótese, os implantes devem estar adequadamente distribuídos e posicionados nas bases ósseas. Dessa forma, foram necessários procedimentos de enxertia óssea para a colocação dosimplantes na posição planejada, atendendo aos anseios do paciente, a reabilitação fixa sobre implantes na maxila foi concluída. No segundo caso relatado, a primeira indicação de overdenture foi baseada no restabelecimento do perfil facial.O paciente era dentado no arco inferior e apresentava fraturas freqüentes de sua prótese total superior. A reabilitação com overdenture pode trazer muitos benefícios ao paciente, principalmente melhor retenção e estabilidade, a um customuito menor que reabilitações fixas permite, ainda, maior facilidade de higienização e melhor restabelecimento do perfil facial, como apresentado nos casos relatados. O planejamento constitui um elemento fundamental nas reabilitaçõestotais superiores com próteses sobre implantes. O cirurgião-dentista possui inúmeras formas de tratamento para proporcionar ao paciente o melhor resultado estético e funcional possível. 2 – A observação dos casos relatados evidencia anecessidade de um planejamento individualizado, para que se chegue a um correto plano de tratamento, no qual as próteses fixas e overdentures podem ter um excelente prognóstico, desde que utilizadas no momento apropriado e nopaciente indicado.AVALIAÇÃO DAS TENSÕES DISSIPADAS NO OSSO EM DOIS IMPLANTES INTERLIGADOS POR BARRASILVA e colab. (2009) avaliam in vitro o gradiente de tensões dissipadas no osso, nas proximidades de dois implantes interligados por uma barra tipo Dolder, em um sistema de prótese mandibular mucossuportada e implantorretida por clipe.O intuito é saber qual disposição de clipes de 7 mm e 5 mm de comprimento, proporciona os menores níveis de tensão na região periimplantar. Na fase de pré-processamento desenvolveu-se um modelo tridimensional de um bloco de ossomandibular, de 48 mm de comprimento, 20 mm de altura e 12 mm de espessura. No modelo considerou-se a parte do osso cortical, do topo, com 1,5 mm, e 2 mm na base e a porção trabecular com 16,5 mm de altura. Foram usados doisimplantes com hexágono externo, com 13 mm de comprimento por 3,75 mm de diâmetro, plataforma regular de 4,1 mm, isentos de filetes de rosca. A barra utilizada foi de secção transversal circular com 2 mm de diâmetro. A nomenclaturaadotada para os modelos está relacionada à disposição dos clipes sobre a barra. Utilizou-se o centro da barra como referência para o posicionamento dos clipes.• A utilização de dois clipes no sistema proporcionou menores níveis de tensõesnas regiões periimplantares, na comparação com modelos com um clipe. A disposição dos clipes sobre a barra promove alteração no nível das tensões. Quanto mais próximos dos pilares estiverem os clipes menores os valores das tensõesperiimplantares.CONCLUSÃODe acordo com os dados coletados na revisão de literaturas, e possível concluir que entre os sistemas de retenção para overdentures, o sistema barra-clipe oferece um maior grau de estabilidade, em consequência, uma maior satisfação aopaciente.REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS1. BATISTA, A. U. D.; CASTRO, P. E. O.; BATISTA, J. D.; ARIOLI FILHO, J. N., OVERDENTURE RETIDA POR BARRA: UMA ALTERNATIVA À PRÓTESE TOTAL, Robrac, 15(40)˸2006.2. GALINA, G. & VIEGAS, V. N., OVERDENTURES E PRÓTESES FIXAS PARA REABILITAÇÃO COM IMPLANTES EM MAXILA EDÊNTULA, Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo, 19(1):61-7,jan-abr.,2007.3. LANG, J. P.; LAGUSTERA, C.; MENDONÇA, M. J.; TAKAHACHI, C., AVALIAÇÃO DOS SISTEMAS DE RETENÇÃO PARA OVERDENTURES IMPLANTO SUPORTADAS MANDIBULARES: REVISÃO DE LITERATURA, RGO, 54(4)˸356-362,out/dez.2006.4. SILVA, W. O.; GOMES, V. L.; ARAÚJO, C. M., Avaliação do sistema de retenção barra/clipe em prótese mucossuportada e implantorretida utilizando o método dos elementos finitos, Cienc Odontol Bras, 12(1):94-104,jan/mar.,20095. TABATA, L. F.; ASSUNÇÃO, W. G.; ROCHA, E. P.; ZUIM, P. R. J.; GENNARI FILHO, H., Critérios para seleção dos sistemas de retenção para overdentures implanto-retidas, RFO, 2(1)˸75-80,jan/abr., 2007.