Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Porcelanato
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
808
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PORCELANATO O porcelanato é um tipo de revestimento cerâmico fabricado com tecnologia avançada. Diferencia-se dos demais revestimentos em função do seu processo de queima (alta temperatura) das matérias primas nobres que compõem a sua massa e também da absorção de água que é baixíssima, sendo < 0,1% para os porcelanatos técnicos e < 0,5% para os porcelanatos esmaltados. Este tipo de revestimento cerâmico, que teve origem na Europa (Itália), começou a ganhar destaque no Brasil no começo da década de 90. Sua tecnologia possibilita a reprodução da beleza das pedras naturais, mas com características técnicas muito superiores. TOXICIDADE AMBIENTAL: Não apresenta toxicidade ambiental. Mas a argamassa utilizada na sua instalação e os rejuntes podem ser, devendo haver um cuidado especial na aplicação. INFLAMABILIDADE: O porcelanato não é inflamável. Por ser fabricado a altas temperaturas, é resistente ao calor. http://crayonline.files.wordpress.com/2009/06/porcelanato.jpg LIMPEZA E MANUTENÇÃO: Na limpeza do dia-a-dia, recomenda-se a utilização somente produtos de limpeza doméstica isentos de ácidos em sua composição. O mais indicado é pano úmido ou esponja com detergentes neutros, alcalinos ou à base de amônia. Deve-se evitar o uso de detergentes agressivos, ácidos ou soda cáustica, bem como escovas e produtos concentrados de amoníaco que atacam o esmalte das peças e seu rejuntamento. Há um removedor especial para porcelanato que pode ser usado tanto para a limpeza após a obra (em alta concentração 1:1 em água) como na limpeza diária, sempre em diluição com água. Não recomenda-se a utilização de ceras ou ressaltadores de brilho, já que eles podem produzir efeitos não desejados na superfície do porcelanato. DURABILIDADE E SUSTENTABILIDADE: Possui altíssima resistência à abrasão, impermeabilidade, praticamente ausência de expansão por umidade e alta durabilidade, quando comparado às pedras naturais e outros tipos de cerâmica. O porcelanato tem maior durabilidade que o granito, porque é mais duro na escala de MOHS (escala aplicada a pedras naturais). Materiais sustentáveis devem possuir custo-beneficio similar ao de seus contratipos, devem apresentar qualidade e durabilidade comprovada e ser produzidos com responsabilidade social e ambiental. A maneira correta de avaliação é a análise de toda a cadeia produtiva, desde a extração de matéria- prima a manufatura. Para materiais como porcelanatos é interessante optar por fabricantes que utilizem materiais reciclados para compor o produto (sem, é claro, perder a qualidade), e que tenham a extração de matérias-primas e manufatura do produto nas proximidades da obra, reduzindo assim os gastos com transporte. Portanto, a sustentabilidade do porcelanato depende da marca do mesmo.de objetos pesados e pontiagudos. Bibliografia: Fórum da construção. Disponível em: BÁRBARA HOLZMANN MASS <http://www.forumdaconstrucao.com.br/conteudo.php?a=23&Cod=454>. CONFORTO AMBIENTAL II Brasil pisos. Disponível em: <http://www.brasilpisos.com.br/page_1151326740171.html>. Ceusa. Disponível em: <http://ceusa.virtualiza.com.br/br/faq.php?i=21>. abril/2010 SOS Porcelanato. Disponível em: <http://www.sosporcelanato.com.br/> Scielo. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ce/v52n323/32086.pdf>.