Plataformas logisticas

1,196
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,196
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plataformas logisticas

  1. 1. Plataformas Logísticas<br />
  2. 2. Plataforma Logística<br />Zona delimitada no interior da qual vários operadores exercem actividades directamente relacionadas com o transporte, a logística e a distribuição de mercadorias.<br /> A estratégia subjacente ao Programa Portugal Logístico aparenta privilegiar esta visão do conceito de plataforma logística.<br />
  3. 3. Variáveis de Diferenciação<br />As plataformas logísticas propostas pelo Programa Portugal Logístico não são todas iguais nem apresentam todas o mesmo potencial.<br /> Para além das diferenças em termos de dimensão, layout e áreas funcionais, é sobretudo no seu posicionamento face à envolvente e ao mercado que apresentam maiores diferenças.<br />
  4. 4. Variáveis de Diferenciação<br />Variáveis principais de diferenciação:<br />Proximidade a grandes pólos de geração;<br />Atracção de tráfego de mercadorias;<br />Densidade industrial;<br />Densidade económica e demográfica da região envolvente<br />
  5. 5. Potencial vs Opções de Desenvolvimento<br />Plataformas de tipo B<br />Estas plataformas inserem-se em territórios densos e dinâmicos do ponto de vista industrial e económico, designadamente nas áreas do Porto e Lisboa;<br />Beneficiam da presença de importantes pólos de atracção de tráfego, designadamente os portos de Lisboa e Setúbal e os portos de Leixões e Aveiro;<br />A diversidade da oferta de espaços de acolhimento empresarial e a forte presença de operadores logísticos de natureza diversificada justificam a opção por um modelo de desenvolvimento assente na especialização de funções;<br />Os impactes são muito significativos a diferentes níveis (reforço da atractividade locativa, re-ordenamento do território, melhoria da eficiência empresarial e ambiental, criação de emprego, etc.)<br />
  6. 6. Potencial vs Opções de Desenvolvimento<br />Plataformas de tipo C<br />Inserem-se em territórios com fraca densidade e dinamismo em termos industriais e económicos; nalguns casos, estes territórios desempenham funções de retaguarda industrial para as regiões espanholas de fronteira;<br />Não existem pólos de atracção de tráfego com significado, embora possam corresponder a espaços-canal com intensidades de tráfego consideráveis; contudo, a escassez de operadores logísticos implantados parece evidenciar um posicionamento frágil;<br />A reduzida taxa de ocupação e nível de procura dos espaços de acolhimento empresarial parecem justificar a opção por um modelo de desenvolvimento assente num perfil funcional generalista;<br />Os impactes expectáveis são difíceis de antecipar: pretende-se, sobretudo, mitigar handicaps locativos através da oferta de boas condições de implantação empresarial a baixo custo para apoiar a criação de emprego e a diversificação da economia local<br />
  7. 7. Síntese – Questões para Debate<br />As plataformas logísticas são actualmente vistas como uma nova panaceia para os problemas de desenvolvimento local e regional – serão, de facto, o instrumento infra-estrutural mais adequado para esse efeito?<br />Na concepção da Rede Nacional de Plataformas Logísticas predominou uma lógica de equidade no grau de cobertura territorial; contudo, as plataformas logísticas desempenham missões específicas e exigem condições de suporte que estão diferenciadamente distribuídas pelo território nacional;<br />O Portugal Logístico está a ser protagonizado pela iniciativa política – os agentes económicos queixam-se de não terem sido consultados ao longo do processo.<br />
  8. 8. Síntese – Questões para Debate<br />O Portugal Logístico ignora que já existe um sistema logístico no terreno; desconhece-se a forma como se pretende estimular a relocalização das estruturas existentes e a captação de novas estruturas para as plataformas a criar.<br />As plataformas logísticas estão a ser predominantemente encaradas numa perspectiva infra-estrutural, pouco ou nada se conhecendo sobre os modelos de negócio associados, os timings e sobre as próprias condições de viabilidade económicas – os potenciais utilizadores afirmam que sem estes dados é difícil ver nas plataformas logísticas uma alternativa credível.<br />O QUE ESPERAR DO PORTUGAL LOGÍSTICO?<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×