Your SlideShare is downloading. ×
0
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Flexibilidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Flexibilidade

5,384

Published on

Published in: Health & Medicine
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,384
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
242
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Avaliação daFlexibilidade
  • 2. Vó doHomem-Elástico Conceito O Flexibilidade: O Capacidade física que condiciona a capacidade funcional das articulações a movimentarem-se dentro dos limites ideias de determinadas ações. (TUBINO, 1985,p.181) O Capacidade de movimentar uma articulação através de sua amplitude de movimento completo (ACSM, 2007) O Habilidade de mover o corpo e suas partes dentro dos seus limites máximos sem causar danos nas articulações e nos músculos envolvidos (JOHNSON & NELSON, 1969) terça-feira, 18 de outubro de 2011 2
  • 3. ImportanteO Segundo Vianna (2009),... “[...] a manutenção dos níveis de flexibilidade em todas as articulações facilita o movimento, em contrapartida, quando uma articulação for movimentada além de sua amplitude, pode ocorrer dano tecidual” terça-feira, 18 de outubro de 2011 3
  • 4. Em flexibilidade...O ANCILOSE OU ANQUILOSE(↓) O Do grego (ἀγκύλος – “guiloch”) Termo ortopédico que significa “pouca” flexibilidade, causado por lesão ou doença (encurtados) Vb. ancilosarO HIPERMOBILIDADE (↑) O Termo que significa “muita” flexibilidade. (alongados) (HOUIASS,2009; VIANNA, 2009) terça-feira, 18 de outubro de 2011 4
  • 5. O Estudos sugerem que ancilosos e hiperflexíveis correm altos risco se sofrerem lesões musculoesqueléticos. terça-feira, 18 de outubro de 2011 5
  • 6. O Níveis adequados de flexibilidade mantêm: O A independência funcional O O desempenho das atividades diárias O A saúde em idade avançadaO O treinamento da flexibilidade assume importante funções: O Na profilaxia de lesões (prevenção) O No esgotamento do potencial do desempenho O No ajuste ideal do treinamento. terça-feira, 18 de outubro de 2011 6
  • 7. O A flexibilidade é limitada pelos seguintes fatores: O Estrutura das articulações O Massa e força muscular O Tônus muscular O Capacidade de treinamento músculo O Capacidade de estiramento dos tendões, ligamentos, cápsulas articulares e pele. O Idade e sexo. O Condição de aquecimento dos aparelhos locomotores terça-feira, 18 de outubro de 2011 7
  • 8. Componentes da flexibilidade O Mobilidade O Liberdade de movimento da articulação O Elasticidade O Estiramento elástico de componentes musculares. O Plasticidade O Grau de deformação temporária que sofrem as estruturas musculares e articulares que possibilitam o movimento O Maleabilidade O Modificação das tensões parciais da pele, causados pelas acomodações no segmento considerado (DANTAS,1994, p.170) terça-feira, 18 de outubro de 2011 8
  • 9. Métodos de flexibilidade Ativo ou flexionamento dinâmico Flexibilidade Facilitação Passivo ou neuromuscular flexionamento proprioceptiva estático (FNP) terça-feira, 18 de outubro de 2011 9
  • 10. Método ativo ou Flexionamento Dinâmico O Executado com exercícios dinâmicos. O Utiliza-se da INÉRCIA do segmento corporal em movimento, com força de amplitude maior que a normal. terça-feira, 18 de outubro de 2011 10
  • 11. Método passivo ou Flexionamento EstáticoO Executado com postura relaxada, atingindo a amplitude até o limite.O É mais adequado por três motivos. (DANTAS,1994) O ↓ dano tecidual O ↑ gasto energético O ↑ capacidade de redução/prevenção a dor muscular tecidual. terça-feira, 18 de outubro de 2011 11
  • 12. Método FNPO Criado com fins terapêuticos. (KABAT, 1952)O A partir de então Holtz criou o método 3S (scientific stretching for sports ) – Alongamento cientifico para o esporte.O Executado em três passos. O Mobilização do segmento até o limite de amplitude. O Realização de uma contração isometrica máxima durante 8 segundos máximo. O Esforço além do limite original, durante o relaxamento da musculatura após 18aterça-feira, de contração. outubro de 2011 12
  • 13. Entendendo o FNP Mobilização do segmento até o limite de amplitude – (sem ajuda) Mobilização do segmento até o limite de amplitude – (com ajuda) Realização de força isométrica por 8 segundos Realização de força além do limite original terça-feira, 18 de 13 outubro de 2011
  • 14. Avaliação da flexibilidade O Marins & Giannichi (1998) apud Fernandes Filho (1999) ensinam: Testes lineares – Expressam resultados em escala de distância. Testes adimensionais – interpretação dos movimentos angulares comparando com folha de gabarito. Testes angulares – os resultados são expressos em ângulos formados entre dois seguimentos. terça-feira, 18 de outubro de 2011 14
  • 15. Avaliação da FlexibilidadeTestes lineares•Sentar-e-alcançar • (Seat and Reach) – Johnson & Nelson, 1979 – Banco de Wells.•Extensão de tronco e pescoço – (Medidas II) •(Trunk and Neck extension) – Johnson & Nelson, 1979 terça-feira, 18 de outubro de 2011 15
  • 16. Teste de Sentar-e-alcançarO Objetivo: medir flexibilidade do quadril, dorso e músculos posteriores dos MMII.O Coleta de resultados: melhor de 3 tentativas. terça-feira, 18 de outubro de 2011 16
  • 17. Teste de Sentar-e-alcançarO Procedimento: O Posição assentada. O Pés apoiados. O O testador de deve segurar os joelhos evitando o flexionamento. O Flexionar o quadril vagarosamente à frente empurrando o instrumento de medida ao máximo que puder utilizando a ponta dos dedos das mãos. O Realizar 03 tentativas. terça-feira, 18 de outubro de 2011 17
  • 18. Tabela de classificaçãoMorrow et al.(2003,p.221) citado em Fontoura (2008,p.142);Pitanga(2008,p.197) terça-feira, 18 de outubro de 2011 18
  • 19. Avaliação da FlexibilidadeTeste adimensional•Flexiteste – (ARAÚJO, 1987) •Método de avaliação passiva máxima de 20 movimentos articulares medidos em escala crescente de números inteiros de 0 a 4, perfazendo um total de 5 valores possíveis. (VEJAM AS FOTOS) terça-feira, 18 de outubro de 2011 19
  • 20. terça-feira, 18 de outubro de 2011 20
  • 21. terça-feira, 18 de outubro de 2011 21
  • 22. terça-feira, 18 de outubro de 2011 22
  • 23. terça-feira, 18 de outubro de 2011 23
  • 24. terça-feira, 18 de outubro de 2011 24
  • 25. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Tornozelos . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 25
  • 26. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Joelhos . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 26
  • 27. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Quadril . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 27
  • 28. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Quadril – parte 2 . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 28
  • 29. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Tronco . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 29
  • 30. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Tronco e punho . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 30
  • 31. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Punho e Cotovelo . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 31
  • 32. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Cotovelo e Ombro . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 32
  • 33. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Ombro . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 33
  • 34. Flexiteste – Gabarito de interpretação O Ombro . . terça-feira, 18 de outubro de 2011 34
  • 35. Resultados – Ficha de Coleta GRAU DE FLEXIBILIDADE MOVIMENTO 0 1 2 3 4 I TORNOZELO II  III  JOELHO IV  V  VI  QUADRIL VII  VIII  IX  TRONCO X  XI  XII  PUNHO XIII  XIV COTOVELO XV  XVI  XVII  OMBRO XVIII  XIX  XX  TOTAL 27 0 11 16 terça-feira, 18 de outubro de 2011 35
  • 36. ClassificaçãoCLASSIFICAÇÃO SOMATÓRIO DOS VINTE MOVIMENTOS Deficiente < 20 Fraco  21 a 30 Médio ( - ) 31 a 40 Médio ( + ) 41 a 50 Bom 51 a 60 Excelente > 60 Fonte : Araújo, 1987 terça-feira, 18 de outubro de 2011 36
  • 37. Bibliografia• FERNANDES FILHO, J.. A prática da avaliação física: teste, medidas e avaliação física em escolares, atletas e academias de ginásticas. Rio de Janeiro: Shape, 1999.• MARINS, J.C.B. Avaliação e prescrição de atividades física: guia prático. 3ªEd. Rio de Janeiro: Shape, 2003.• VIANNA, J; NOVAES, J. Personal training e condicionamento físico em academia. - 3ª ed. – Rio de Janeiro: Shape, 2009. terça-feira, 18 de outubro de 2011 37

×