Deriva Continental
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Deriva Continental

on

  • 655 views

Trabalho de Ciências Da Natureza, realizados pelos alunos .

Trabalho de Ciências Da Natureza, realizados pelos alunos .

Statistics

Views

Total Views
655
Views on SlideShare
655
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
15
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Deriva Continental Deriva Continental Presentation Transcript

  • Deriva dos Continentes
  • Alfred Wegeber Meteorologista alemão em 1915 publicou “ A origem dos Continentes e dos Oceanos “
  • Teoria da Deriva Continental Ao longo dos tempos, algumas pessoas intrigaram-se com a semelhança existente entre os contornos dos continentes, sobre tudo da África e da América do Sul, e chegaram a pensa se não seria possível que estas enormes massas da Terra tenham estado unidas no passado. Esta ideia foi muito discutida no século XX, quando foi apresentada a teoria da deriva continental.
  • Em que consiste esta teoria: A Teoria da Deriva Continental foi apresentada pelo cientista Alfred Wegener. Este cientista afirmava que na Era Paleozóica todos os atuais continentes teriam estado unidos, formando um único super continente denominado por Pangeia. Este continente estaria rodeado por um único oceano denominado por Pan-talassa.
  • Continente Pangeia Posteriormente na Era Mesozóica o super continente Pangeia ter-se à começado a fragmentar em continentes menores, que desde então se têm vindo a deslocar até às posições que atualmente ocupam.
  • Massas Continentais ❏ As massas continentais pouco densas flutuam sobre as massas oceânicas mais densas, de modo idêntico ao dos icebergues sobre a água.
  • Em que argumentos se baseou: Wegener fundamentou a teoria da deriva continental baseando-se em argumentos: ❖ ❖ ❖ ❖ Morfológicos Paleontológicos Litológicos Paleoclimáticos
  • Argumentos Morfológicos Contornos das costas dos continentes separados por oceanos que parecem poder encaixar como peças de um puzzle, sendo mais evidente entre as costas atlânticas de África e América do Sul.
  • Argumentos Paleontológicos Fósseis da mesma espécie foram encontrados em locais que distam milhares de quilômetros e estão atualmente separados por oceanos. É pouco provável que estes seres vivos pudessem ter percorrido estas elevadas distâncias.
  • Argumentos Litológicos - Presença de Rochas com a mesma idade em diferentes continentes, em locais complementares, hoje separados.
  • Argumentos Paleoclimáticos O estudo dos climas antigos trouxe algumas surpresas. Sedimentos glaciares que só se formam a altas latitudes e baixas temperaturas, foram encontrados em zonas como a África e América do Sul. Isto indica que estes continentes já estiveram próximos do pólo sul e que entretanto se afastaram mantendo os registos nas rochas.
  • Teoria da tectónica de placas: Divide a Terra em placas litosféricas que se movimentam por cima da astenosfera (esfera do magma). Porque se movimentam? ● ● Correntes geradas no magma (correntes de convecção); Temperaturas (movimentam os materiais sólidos e líquidos). Rifte- magma sobe e empurra as placas para fora (formação da crosta oceânica). Fossa oceânica- a crosta oceânica é destruída os materiais são mais densos e a crosta oceânica mergulha por baixo da crosta continental. Limites de placas: Convergentes- zona do rifte (zona de construção da crosta); Divergentes- fossa oceânica (zona de construção de crosta); Conservativos/ transformantes- não há destruição nem construção de crosta.
  • ➢ Deriva continental (video) Trabalho realizado por: Amanda Cadete 7ºD nº2