Windows 7Este é o momento!<br />
Diferenças do Vista x Windows 7<br />
Agenda<br />Introdução;<br />Edições e Funcionalidades;<br />Novos Recursos de UI; Bibliotecas; <br />Busca Federada<br />...
Windows 7 SKUs:  Consumidores e Empresas<br />Especializadas<br />Consumidores<br />Empresas<br />Entusiastas  <br />Corpo...
Benefícios por SKU<br />Entusiastas que poderiam optar por Home Premium escolherão Ultimate porque…<br />Windows® 7 Ultima...
Habilidade de se usar múltiplos idiomas</li></ul>Windows® 7 Enterprise<br />Empresas que poderiam optar por Professional e...
DirectAccess
BranchCache™.
AppLocker™.</li></ul>Pequenas Empresas que poderiam optar por Home Premium escolherão Professional porque…<br /><ul><li>Ha...
Proteção de dados com backup avançado e Encrypted File System
LocationAwarePrinting</li></ul>Windows® 7 Professional<br />Windows® 7 Home Premium<br /><ul><li>Aero® Glass e Multi-touch...
Compartilhamento facilitado entre PCs e dispositivos
Windows Media Center e Media Streaming, incluindo Play To e suporte melhorado a múltiplos formatos de mídia;</li></ul>Cons...
Suporte de Rede avançado (ad-hoc wireless networks e internet connection sharing)
Sem restrições de hardware</li></ul>Windows® 7 Starter<br />Consumidores que prefeririam outros sistemas operacionais pref...
Seguro, Confiável e Suportado
Capacidade de unir-se a um HomeGroup</li></li></ul><li>Área de trabalho<br />Com o Windows 7 ficou mais fácil fazer mais n...
Novos papéis de parede<br />Novos papéis de parede espetaculares<br />Se você considera o visual da sua área de trabalho i...
Gadgets aprimorados<br />Gadgets, os populares miniprogramas introduzidos no Windows Vista, estão mais flexíveis e diverti...
Aero Peek<br />O Aero Peek permite que você enxergue através de outras janelas abertas no Windows 7. Basta apontar o mouse...
Aero Shake<br />Precisa vasculhar uma área de trabalho bagunçada para encontrar uma só janela? Basta clicar em um painel e...
Windows — Barra de Tarefas<br />Mas pode chamá-la de “superbarra”. É claro que a nova barra de tarefas do Windows 7 ainda ...
Central de Ações<br />Se você não gosta dos balões de aviso do sistema, a Central de Ações permite que você decida quais a...
Ajustar<br />O Ajustar é um novo e rápido (e divertido!) jeito de redimensionar as janelas abertas, simplesmente arrastand...
Listas de Atalhos<br />As Listas de Atalhos — um novo recurso no Windows 7 — levam você diretamente aos documentos, fotos,...
Dispositivos e impressoras<br />
Windows Live Essentials<br />O que é o Windows Live Essentials? Resumindo, é um software gratuito que permite a um computa...
Grupo Doméstico<br />O Grupo Doméstico elimina a dor de cabeça do compartilhamento de arquivos e impressoras em uma rede d...
Bibliotecas<br />As Bibliotecas tornam mais fácil localizar, trabalhar e organizar arquivos espalhados por seu computador ...
Windows Search<br />No Windows 7, você pode encontrar mais coisas em mais lugares — e com mais rapidez. <br />Comece a dig...
Suporte para 64 bits<br />S.O. De 64 bits gerencia quantidades maiores de informação que um sistema de 32 bits. Como pode ...
Gerenciamento de Energia<br />Cansou de ficar sem bateria no laptop quando você mais precisa? O Windows 7 foi feito para a...
Aprimoramentos do desempenho<br />Ninguém gosta de esperar. É por isso que fizemos o Windows 7 muito mais ágil para estar ...
Rede<br />Com o Windows 7, é muito fácil exibir redes e conectar seu laptop a elas, onde quer que você vá. Basta clicar no...
Windows Touch<br />Chega de usar o mouse: Com o Windows 7 e uma tela sensível ao toque, você pode ler jornais online, movi...
Windows Media Center<br />Assista, pause e grave TV ao vivo. Ouça suas músicas. Exiba sua coleção de fotos. Divirta-se com...
Busca Federada<br />MOSS 2007Team Sites<br />AX<br />CRM<br />NAV<br />AplicaçõesLOB<br />GP<br />EMC<br />Documentos<br /...
O que são os Conectores de Busca?<br />Criados usando um arquivo Open Search Description file (.osdx)<br />A execução de u...
O que são os Conectores de Busca?<br />Mostrar do bing e twitter<br />
Implementando Busca Federada<br />3. Distribua .osdx nos estações<br />Requisição http<br />1. Habilite os servidores corp...
Habilite a busca no front end
É suportado pelos servidores MOSS 2007 (out-of-the-box)
Não requer código no cliente</li></li></ul><li>Segurança na Busca Federada<br />Não há necessidade de novos métodos de aut...
Busca Federada para usuários de MOSS<br />Promove o uso de um índice central<br />Usuários podem buscar e manipular dados ...
Visão geral do Controle de Contas<br />O UAC foi introduzido no Windows® Vista<br />Um grande número de intervenções do UA...
UAC e os Grupos de Usuário<br /><ul><li>Antes do Windows Vista, um usuário comum tinha que fazer o log off, trocar o usuár...
Configurações de Segurança do UAC<br />Admin ApprovalMode para a conta de Administrador embutida<br />ü<br />Comportamento...
Prompt de Elevação<br />Nunca Notificar<br />Notificar-me somente quando programas tentarem fazer alterações no meu comput...
BitLocker™<br />Criptografa o Sistema Operacional por completo<br />ü<br />Proporciona proteção de dados offline<br />ü<br...
Requerimentos do BitLocker™<br />Chave de Criptografia de Descriptografia:<br />Hard drive:<br />Computador com TrustedPla...
O que é o BitLocker To Go?<br />Windows 7 estende o BitLocker Drive Encryption a dispositivos removíveis tais quais drives...
SmartCard
Alwaysauto-unlock this deviceon this PC</li></ul>ü<br />
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Windows 7

5,701

Published on

0 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,701
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Windows Vista Windows 7Timing5 years is too long between releases.Target is ~ 3 years between OS releases. PlanningWe need to be more proactive about value proposition.Clear vision and scope up front makes everything else easier.DisclosureTell early and often (even if it might change).Publically, we only share what we know to be true. Confidentially, we share with key partners to get feedback.Predictability Lack of predictability makes engagement harder for partners and customers.Share when things are ready, and minimize changes after that.Windows 7 Starter does not include:Aero Glass, meaning you can only use the “Windows Basic” or other opaque themes. It also means you do not get Taskbar Previews or Aero Peek. Personalization features for changing desktop backgrounds, window colors, or sound schemes. The ability to switch between users without having to log off. Multi-monitor support. DVD playback. Windows Media Center for watching recorded TV or other media. Remote Media Streaming for streaming your music, videos, and recorded TV from your home computer. Domain support for business customers. XP Mode for those that want the ability to run older Windows XP programs on Windows 7.
  • O Grupo Doméstico elimina a dor de cabeça do compartilhamento de arquivos e impressoras em uma rede doméstica. Conecte dois ou mais computadores com o Windows 7, e o Grupo Doméstico permitirá iniciar fácil e automaticamente o compartilhamento de músicas, fotos, vídeos e documentos em bibliotecas com outras pessoas da casa. O novo menu “Compartilhar com”, enquanto isso, fornece uma maneira rápida de compartilhar arquivos individuais. Preocupado com a sua privacidade? Nós também. É por isso que o Grupo Doméstico é protegido por senha e permite que você tenha controle total. Você decide o que é compartilhado—e o que permanece particular. Também é possível tornar seus arquivos "somente leitura", para que outras pessoas possam visualizar as suas coisas (mas não tocar nelas). Você pode ingressar em um grupo doméstico usando qualquer edição do Windows 7, mas só pode criar um nas edições Home Premium, Professional ou Ultimate
  • Digamos que você esteja montando um álbum de família a partir de fotos armazenadas em um disco rígido externo, no computador do seu amigo e no seu laptop do trabalho. No Windows 7, você simplesmente cria uma biblioteca, fornece um nome a ela (por exemplo, "Fotos da Família") e informa ao Windows que pastas extensas sua nova biblioteca deve incluir. Suas fotos ainda estão fisicamente localizadas em locais diferentes mas agora elas são exibidas em uma única janela. As Bibliotecas — novo recurso do Windows 7 — tornam mais fácil localizar, trabalhar e organizar arquivos espalhados por seu computador ou pela rede. Uma biblioteca reúne suas coisas em um lugar—sem importar onde realmente elas estão armazenadas. O resultado? Você se torna mais produtivo.Digamos que você esteja montando um álbum de família a partir de fotos armazenadas em um disco rígido externo, no computador do seu amigo e no seu laptop do trabalho. Antes, procurar fotos específicas teria sido uma chatice. No Windows 7, você simplesmente cria uma biblioteca, fornece um nome a ela (por exemplo, "Fotos da Família") e informa ao Windows que pastas extensas sua nova biblioteca deve incluir. Suas fotos ainda estão fisicamente localizadas em locais diferentes—mas agora elas são exibidas em uma única janela. O Windows 7 vem com bibliotecas para documentos, músicas, fotos e vídeos. Mas você pode personalizá-las ou criar suas próprias bibliotecas, com apenas alguns cliques. E isso não é tudo. Também é possível classificar rapidamente e mudar suas bibliotecas de lugar—por exemplo, documentos por tipo, fotos por data em que foram tiradas ou música por gênero. E compartilhe facilmente as bibliotecas com pessoas em uma rede local (consulte Grupo Doméstico).
  • Se você foi comprar um computador recentemente, é provável que tenha percebido que há um número maior de computadores com processadores de 64 bits e deve ter se perguntado quais as vantagens deles.Grosso modo, um computador de 64 bits pode gerenciar quantidades maiores de informação que um sistema de 32 bits. Como pode usar mais RAM—de 4 GB para cima—, um computador de 64 bits pode ser muito mais rápido ao executar vários programas de uma vez.O que você deveria comprar? Se você tende a usar vários programas simultaneamente ou precisa alternar entre eles frequentemente—ou mesmo se você quiser que seu computador possa usar as grandes quantidades de memória disponíveis atualmente—um sistema de 64 bits é uma ótima escolha. Se você usar apenas um ou dos programas abertos por vez ou tiver hardware e software mais antigos que não são suportados por um computador de 64 bits, um sistema de 32 bits é uma boa escolha.De qualquer forma, se você escolher um sistema de 32 ou 64 bits, o Windows 7 estará pronto.
  • Search in Windows 7 Beta is all about getting to your content.  In the enterprise especially, your content has been moving all over the place.  Previously Windows could only search your local content – your locally indexed files, e-mail, and offline files.  Windows 7 Beta enables you not only to search your local content, but also for content indexed by a remote server.  This is very important as more and more enterprise content moves to content management systems like SharePoint and as vertical web sources become more essential data sources for knowledge workers.Use the graphic in this slide to explain how as software and services evolve, especially in the corporate environment, what a user considers “their” data is growing beyond the desktop. Their data is migrating to multiple different kinds of repositories like SharePoint, any of the Microsoft Dynamics products, and so on depending on the specific needs of the data and user. These new repositories are typically implemented by having some sort of web service front end that users interface with and then a complex database or other infrastructure underneath that holds the data.The problem many corporations are experiencing with these new repositories is that there is a heavy cost to users learning how to use them, especially if they have to learn how to use multiple different repositories. A simple task like finding and editing the document now becomes quite complex because it is no longer sitting on my desktop. Federated Search in Windows 7 is designed to connect to these repositories with web front ends so their data can look and feel like normal files in Windows.
  • The recommended method for creating search connectors is by using an OpenSearch Description file (.osdx file). Search connectors are automatically created when an .osdx file is opened in Windows 7 Beta. Users are most commonly exposed to search connectors in the Favorites list in the Windows Explorer Navigation Pane. This link in the Navigation Pane is a regular file-system shortcut to the search connector that is stored in the user’s Links folder. Clicking the favorite link connects to the server and allows the user to type in a query term in the input box.Review the federated search process as outlined in the graphic.Review the following question from the Student Guide with the class:Question: Is the receipt of OpenSearch formatted URL queries supported by your Web servers, and do they support returning RSS or ATOM-based results?Answer: Answers will vary depending upon each student’s organization.
  • This graphic provides an overview of the installation requirements for federated search in a new environment. For each of the steps in this diagram, review the details with the class.1 - First you have to enable the servers to accept remote queries from the Windows 7 client. 2 - Then you have to create the OpenSearch description files that describe how to connect to your server. 3 - Next you deploy these to the client machinesNow you are ready for a user to do a query. Here is how the client machine connects to the server:1 – When the user types a query, it is converted into an http query to the server.2 - The server then responds by sending back a page of RSS results. The client then parses the RSS and shows the user the list of results like you saw in the demo.Enterprise customers who have already set up enterprise index servers can deploy a few group policies that allow links to it to be pinned in the UI. It is also possible to pin these to the Start menu. After you have done a search in the Start menu, these links will become available to roll the query over to your enterprise search server.A few notes about the OpenSearch protocol, which is a light-weight protocol developed originally by Amazon. It was built using mature http and RSS web standards. Microsoft Office SharePoint Server 2007 and the SharePoint Search Server 2008 already support it. Deployment does not require installing any client code. Adding OpenSearch support to an existing service is often a very quick process for a developer. Most search servers with a web front end already support receiving query terms in the URL and some of them already support returning results in RSS or Atom format. For Web servers that already have Web front ends, look for an RSS output option. If you find that, in almost every instance the server can be used as an entry-level OpenSearch source.Review the following question from the Student Guide with the class:Question: What types of custom data stores do you and your customers employ that are prime candidates for a federated search?Answer: Answers will vary depending upon each student’s organization.
  • Since Federated Search uses the standard Windows authentication stack, you may never see an authentication prompt in an enterprise environment that uses your Windows logon credentials.Any Security Service Providers (SSPs) added in the future will also be compatible. Most search servers support authentication so that they can show you just the results that should be visible to you based on your permissions and no more. Windows does not currently have support for web forms authentication.With a simple drag and drop following a federated search, you can select one or more documents and copy them to your desktop or to a USB key. This works securely by using the same zone checking and checks for dangerous files that Internet Explorer uses when downloading files.
  • Expand on the following key points for each section of the slide:Promoting the use of central index and team sites:The Windows Explorer UI provides a familiar UI for users to search and act on data from SharePoint – just as they act on local files.The use of a central index and team sites blurs network boundaries because it makes the movement of data to central locations easier and more transparentManaging the server backend:Front-end UI isolated from the back-end server infrastructure. The key point here is that this feature maintains consistency of the user experience when the infrastructure is upgraded or reconfigured.The fact that IT managers can point users to the most authoritative or relevant data sources boosts discoverability during searches.
  • Users see what they are supposed to seeSuccessfully reduced incidents of malware infection compared to Windows XP SP2 usersBuilt on WindowsBenefits of UAC:By reducing the number of operating system applications and tasks that require elevation and user prompts, UAC enables standard users to do more than before and with fewer prompts.Users with administrative privileges can adjust the consent prompt behavior.
  • Draw upon your experience to identify issues that you have experienced regarding user permissions. For example, describe problems you might have experienced in previous Windows versions when users were given administrative privileges rather than standard user permissions simply to perform basic system tasks such as adding a printer, or configuring the time zone. Of course, one of the problems with this approach is that many users installed unauthorized software because their administrative privileges allowed them to do so. Starting with Windows Vista, many of these tasks no longer require administrative privileges.Review with the class the question in the Student Guide:Question: If you ever installed Windows XP, how did the Windows XP Setup Wizard configure each new user account? What were the implications of this action?Answer: When Windows® XP is initially installed, the Windows XP Setup Wizard creates all user accounts as local administrators. This account type enables users to install, update, and run software since an administrator account has system-wide access. When a user is added to the local administrators group, that user is automatically granted every Windows privilege. While it may seem clear that all users will not be able to read, alter, and delete any Windows resource, many enterprise IT departments running Windows XP had no other option but to make all of their users administrators.You should explain to students the principle of Admin Approval Mode, which is the underlying principle of the UAC security model. Users elevate from a standard to administrator user to perform tasks that require an administrator access token. When a standard user attempts to perform an administrative task, UAC prompts the user to enter valid credentials for an administrator account. This is the default for standard user prompt behavior.The elevation prompt displays contextual information about the executable that is requesting elevation. The context is different depending on whether the application is Authenticode signed. The elevation prompt has two variations: the consent prompt and the credential prompt. Each of these prompts are explained in the table on the slide.Important – the problem users encountered with Windows Vista was the excessive number of prompts that were required. In Windows 7 Beta, this issue has been addressed. Inform the students that you will cover how this problem was fixed in the upcoming slides. That having been said, you should note that while the number of UAC elevation prompts for a standard user performing an everyday task has been reduced in Windows 7 Beta, there are times when it is appropriate for an elevation prompt to be returned. For example, viewing firewall settings does not require elevation; however, changing the settings does require elevation because the changes have a system wide impact.Review with the class the question in the Student Guide:Question: What are the differences between a consent prompt and a credential prompt?Answer: A consent prompt is displayed to administrators in Admin Approval Mode when they attempt to perform an administrative task. It requests approval from the user to continue with the task being performed. A credential prompt is displayed to standard users when they attempt to perform an administrative task.
  • There are nine Group Policy Object (GPO) settings that can be configured for UAC. These are identified in the table on the slide. A more detailed version of this table is located in the Main training document. As you review each setting with the class, you can reference the additional information in the table and present it to the class. Review with the class the question in the Student Guide:Question: Which User Account Control detects when an application is being installed in Windows 7 Beta?Answer: User Account Control: Detect application installations and prompt for elevation.
  • This slide lists each of the UAC security settings. Each of these are included in the table in the Student Guide. You should be familiar with the description of each so that you can mention them as you review the settings on the slide.You should also point out to the students that the configuration choices they make in their environments affect the prompts and dialog boxes that standard users, administrators, or both can view. You can use the following example: You may require administrative permissions to change the UAC setting to "Always notify me" or "Always notify me and wait for my response." With this type of configuration, a yellow notification appears at the bottom of the User Account Control Settings page indicating the requirement. Review with the class the question in the Student Guide:Question: What two configuration options are combined to produce the end user elevation experience?Answer: User Account Control security settings configured in Local Security Policy and User Account Control settings configured in the Action Center in Control Panel.You should demonstrate where to find these settings to the class.
  • You should begin this topic by discussing the challenges organizations face in controlling which applications run, including:The packaged and custom applications a user can accessWhich users are allowed to install new softwareWhich versions of applications are allowed to run for which usersImportant - AppLocker is ideal for organizations that currently use Group Policy to manage their Windows 7 Beta computers or have per-user application installations. Because AppLocker is an additional Group Policy mechanism, IT Professionals and system administrators need to be comfortable with Group Policy creation and deployment. Review with the class the question in the Student Guide:Question: What are some of the applications that are good candidates for applying an AppLocker rule?Answer: The suggestions from the class will vary.
  • You should point out the following key items that affect the usage of AppLocker:Without default rules, critical system files might not run.Once you have created one or more rules in a rule collection, only applications that are affected by those rules are allowed to run. If the default rules are not created and you are blocked from performing administrative tasks, restart the computer in safe mode, add the default rules and delete any deny rules that are preventing access, and then refresh the computer policy.
  • Review the Hardware Requirements with the students.
  • These are the required Firewall Ports for Subnet Configuration
  • Discuss how BranchCache helps reduce WAN link utilization and improve the responsiveness of network applications for branch office workers that are accessing main office servers. The main benefit of BranchCache for users is the reduction in application responsiveness and file transfer time. For IT professionals, review the benefits that are included on the slides. Have students contribute other benefits that they may encounter.Talk about how malicious users are unable to access content that they are not authorized to view because cached content is encrypted. Explain the concept of identifiers. User this information in the following slides as you talk about how information and data is cached and retrieved. A computer must obtain the identifier that describes a piece of content to decrypt that content after downloading. The identifiers, provided by the server, include a digest of the content. After downloading from the cache, the client computer verifies that the content matches the digest in the identifier. If a client downloads an identifier from the server, but cannot find the data cached on any computers in the branch, the client returns to the server for a full download.BranchCache only serves content to users who have the correct permissions and always checks to make sure it is delivering the latest version of the file.Question How does BranchCache prevent malicious users from accessing content?Answer Malicious users are unable to access content that they are not authorized to view because cached content is encrypted.
  • All client computers must be running Windows 7 Beta to use BranchCache. On Windows 7 Beta clients, BranchCache is off by default. Client configurations can be performed through Group Policy or done manually. The following are common client computer configuration settings:Turn BranchCache onSet caching mode to cooperative or hostedSet hostname of hosted cache serverSet client cache size to percentage of disk or maximum size in bytesSet cache location on diskSet firewall rulesContent discovery: UDP 3702 (WS-Discovery protocol)Content download: TCP 80 (HTTP protocol)To enable BranchCache on client computers, configure the group policies. These are available in the Group Policy editor by expanding Administrative Templates, expanding Network, and then clicking BranchCache. Additional policy information is contained on the Course Companion CD.In Distributed Cache Mode, BranchCache uses the HTTP protocol for data transfer between client computers and the WS-Discovery protocol for cached content discovery. The client firewall must be configured to allow incoming HTTP and WS-Discovery traffic on computers that use Distributed Cache mode. The HTTP protocol is also used by clients configured to use the Hosted Cache mode, but the WS-Discovery protocol is not. Clients operating in Hosted Cache mode must be configured to allow incoming HTTP traffic from the Hosted Cache server. Steps to explain how to configure the host firewall are included on the Course Companion CD.After the client computer is configured, use the netshbranchcache show status ALL command at the Command Prompt to check client settings. Use the netshbranchcache show hostedcache command at the Command Prompt to display the computer name or fully qualified domain name of the Hosted Cache server. If the client computer is not configured to use a Hosted Cache server, the command output indicates that. The command verifies firewall settings and checks for a valid certificate on the Hosted Cache server.Question Which of the following operating systems is a requirement on client computers using BranchCache?Answer The answer(s) are in bold.a. Windows Server® 2008 R2 b. Windows Vista®c. Windows® 7 Beta d. Windows XP®
  • On the Windows Server 2008 R2, BranchCache is not automatically installed. After Windows Server 2008 is installed, you can configure BranchCache by using Group Policy:Set caching mode to cooperative or hostedSet hostname of hosted cache serverEnable for all file shares on a computer, or on a file share by file share basisEnable on a Web server (must be enabled for all Web sites)Equip Hosted Cache with a certificate trusted by client computers that is suitable for Transport Layer Security (TLS)On the Windows Server 2008 R2 computer, BranchCache is not automatically installed. After BranchCache is installed, you can configure it by using Group Policy and the following guidelines:Enable for all file shares on a computer, or on a file share by file share basisEnable on a Web server (must be enabled for all Web sites)Equip Hosted Cache with a certificate trusted by client computers that is suitable for Transport Layer Security (TLS).After BranchCache is installed and configured on the client and server, monitor BranchCache effectiveness and health in Performance Monitor. The BranchCache performance counters exist under the heading BranchCache. Two common counters are BytesFromCache and BytesFromServer. More information about the counters is included on the Course Companion CD.
  • http://community.winsupersite.com/blogs/paul/archive/2009/04/24/secret-no-more-revealing-virtual-windows-xp-for-windows-7.aspxWindows 7 terá Windows XP embutido!24/04/2009 19:10Acabou o mistério: os problemas de compatibilidade que infernizaram o Windows Vista serão coisa do passado com o Windows 7, devido à nova tecnologia Windows XP Mode (XPM, Virtual Windows XP, Virtual XP ou VXP).O XMP é baseado na próxima geração do Microsoft Virtual PC, que ainda não foi lançada. O XP Mode basicamente é composto por dois itens: um ambiente virtual baseado no Virtual PC e uma cópia licenciada do Windows XP Professional com o SP3. E o mais incrível é que ele estará disponível para download gratuitamente no site da Microsoft para todos os usuários do Windows 7 Professional, Enterprise e Ultimate. A única exigência é ter um processador que suporte a tecnologia Intel VT-x ou AMD-V (virtualização assistida por hardware).Como funciona o XMP?O XMP funciona de forma semelhante ao Virtual PC, mas com um detalhe importante: assim como ocorre com o MED-V (Microsoft Enterprise Desktop Virtualization), o XPM não necessita que você execute o ambiente virtual como um computador diferente. Ao invés disso, você instala os programas dentro do Windows XP virtual e pode executá-los como se eles estivessem no próprio Windows 7.Parece complicado, mas não é. Na prática, você poderá executar o IE6 e o IE8 lado a lado, como se ambos estivessem instalados no Windows 7, embora o IE6 esteja sendo executado dentro de um "Windows XP invisível". Esse é o grande trunfo do XMP: para o usuário final, ele permite rodar todos os programas compatíveis com o Windows XP sejam executados no Windows 7. É como se o usuário estivesse rodando o Windows XP ao mesmo tempo que o Windows 7, e ambos utilizando o mesmo desktop.Exemplo práticoA imagem abaixo mostra o Office 2003 rodando juntamente com o Office 2007 no Windows 7. O curioso é que o Office 2003 não está instalado no Windows 7, mas sim no "Windows XP Mode". Note que a barra superior do Office 2003 mostra os botões do Windows XP, indicando que ele está rodando sob "Windows XP Mode", enquanto o Office 2007 mostra os botões do Windows 7, indicando que ele está instalado no Windows 7. Todo programa que estiver rodando sob o "Windows XP Mode" mostrará os botões do Windows XP. Mesmo que ambos estejam rodando em sistemas operacionais diferentes, eles aparecem juntos no mesmo desktop, e têm total interação: você pode arrastar um objeto do Office 2007 e soltá-lo no Office 2003, e vice-versa, como se ambos estivessem rodando no Windows 7. Windows XP e Windows 7 rodando simultaneamente!A instalação do Windows XP Mode é muito semelhante à instalação do Virtual PC: No final da instalação do Windows XP Mode, você tem um desktop secundário com o Windows XP:Outro detalhe importante é que o "Windows XP Mode" suporta periféricos USB, algo que o Virtual PC atual não suporta. Com isso, se o usuário tiver um periférico que funciona somente no Windows XP, ele poderá instalar os drivers como se estivesse no Windows XP e utilizá-lo normalmente.A instalação do Office 2003 no Windows XP Mode segue a mesma rotina da instalação do Windows XP: Enfim a Microsoft resolveu definitivamente os problemas de compatibilidade do Windows XP com o Windows 7, simplesmente embutindo o Windows XP no Windows 7. Isso terá um resultado muito positivo no sucesso do Windows 7, pois os usuários do Windows XP poderão migrar para o novo sistema operacional sem se preocuparem com o principal impecilho: compatibilidade. Desta vez a Microsoft acertou em cheio. 
  • With this slide, you should begin by discussing some of the issues in Windows PowerShell 1.0, and then focus on the improvements made in Windows PowerShell 2.0. Before Windows 7 Beta, IT professionals had to deal with the following issues in Windows PowerShell 1.0:Windows Eventing integrated with Task Scheduler to provide automation based on eventsNo built-in scripted automationIT Professionals needed to deploy PowerShell 1.0 or use other complex scripting languages to automate common tasksYou should mention how Microsoft has focused on making Windows PowerShell 2.0 the de facto standard for making management changes across Microsoft’s products and partners. Windows PowerShell 2.0 introduces several significant features that extend its use, improve its usability, and allow more efficient and comprehensive control and management of the Windows environment. These are outlined on the slide, so you can discuss each bullet.Finally, point out that Windows PowerShell 2.0 includes other cmdlets, providers, and tools that you can use and manage other Windows technologies such as:Active Directory® Domain ServicesWindows® BitLocker™ Drive EncryptionDHCP Server serviceGroup PolicyRemote Desktop ServicesWindows Server BackupYou should review the list of PowerShell 2.0 enhancements that are listed in the Student Guide.You should spend some time discussing cmdlets (pronounced command-lets) , which are one of the most powerful features of PowerShell. A cmdlet is a single-feature, task-oriented command that manipulates objects in Windows PowerShell. For example, PowerShell includes cmdlets that:Append text to a fileRead and write XML filesManage servicesManage files and foldersExamples of the new cmdlets in Windows PowerShell 2.0 include:“get” cmdlets retrieve data“set” cmdlets establish or change data“format” cmdlets format data“out” cmdlets direct output to a specified destinationYou can use the question in the Student Guide to initiate a class discussion on which new feature they think will be most beneficial to their organization. There are no wrong answers to this question.
  • Remoting might be a term that some of the students are not familiar with. It is simply an abbreviated term for Remote Administration. It is an industry-standard term, and you should point out that the process of remoting enables IT professionals to:Monitor and maintain computersDistribute updatesRun scripts and background jobsCollect dataMake uniform, optimized changes to one computer or to hundreds of computersAnother option for running Windows PowerShell scripts on remote Windows 7 Beta computers is to use logon, logoff, startup, and shutdown scripts defined in GPOs. Earlier Windows versions supported specifying only command files for these scripts. Windows PowerShell 2.0 provides far more flexibility and power than is available in command files.This next point might be too technical for your class if they are all novice users. However, if you have a bunch of veteran IT professionals in class, you will want to point out that the remoting features of Windows PowerShell are built on Windows Remote Management (WinRM), the Microsoft implementation of the WS-Management protocol. WinRM is a standard SOAP-based, firewall-compatible communications protocol. It uses the WS-Management protocol with a special SOAP payload designed specifically for Windows PowerShell commands. Review the question in the Student Guide with the class.Question: What permissions must an IT professional have to run Windows PowerShell 2.0 commands on a remote computer?Answer: To run remote PowerShell commands, IT professionals must have permission to:Connect to the remote computerRun Windows PowerShell 2.0Access the data stores (such as files and folders) and registry on the remote computer
  • Review the process diagram on the slide. From a security standpoint, you should point out the following three important features: When you connect to a remote computer, the system uses the user name and password credentials on the local computer to log you into the remote computer. For all other transmissions, the credentials are encrypted.For additional protection, you can use the UseSSL parameter with the Invoke-Command, New-PSSession and Enter-PSSession commands to use https instead of http.The Student Guide includes a bullet point indicating a ComputerName parameter has been added to several cmdlets. You should point out to the class that these cmdlets, which allow you to get information about remote computers, use .NET methods to get their data. In doing so, these cmdlets do not rely on Windows PowerShell remoting and do not require any new programs or configurations. You should also stress the point that when running commands on multiple computers, IT professionals should be aware of differences between the remote computers, such as differences in operating systems, file system structure, and the registry. When discussing the differences between remote computers, review the main training document for this slide. In that content, you will find two examples relating to this topic that deal with the default starting location in the home directory. Use these examples during your discussion.
  • Windows 7

    1. 1. Windows 7Este é o momento!<br />
    2. 2. Diferenças do Vista x Windows 7<br />
    3. 3. Agenda<br />Introdução;<br />Edições e Funcionalidades;<br />Novos Recursos de UI; Bibliotecas; <br />Busca Federada<br />AppLocker™<br />BitLocker™ To Go<br />BranchCache™e DirectAccess;<br />XP Mode<br />PowerShell <br />PSR<br />
    4. 4. Windows 7 SKUs: Consumidores e Empresas<br />Especializadas<br />Consumidores<br />Empresas<br />Entusiastas <br />Corporativo<br />Windows® 7 Home Premium<br />Windows® 7 Professional<br />Windows® 7 Ultimate<br />Windows® 7 Enterprise<br />Ambientes gerenciados, proteção de dados avançadas, necessidades específicas em segurança e rede. Disponível por SA<br />Para quem deseja todas as funcionalidades, inclusive empresariais<br />SKU focada em pequenas e médias empresas e usuários que possuem múltiplos equipamentos, redes, backup, servidores. Disponível através de OEM e varejistas<br />SKU padrão para o consumidor final, proporciona funcionalidade completas em hardwares recentes, facilidade de conexão e ambiente visualmente rico<br />Mercados Emergentes<br />PCs para Iniciantes<br />Windows® 7 Starter<br />Windows® 7 Home Basic<br />SKU disponível por meio de OEM para consumidores preocupados unicamente com custo<br />SKU voltada para mercados emergentes, consumidores preocupados unicamente com custo<br />
    5. 5. Benefícios por SKU<br />Entusiastas que poderiam optar por Home Premium escolherão Ultimate porque…<br />Windows® 7 Ultimate<br /><ul><li>Ultimate fornece tudo que o Windows 7 tem a oferecer , combinando todas as funcionalidades do Home Premium e Enterprise (sem um acordo de VL).
    6. 6. Habilidade de se usar múltiplos idiomas</li></ul>Windows® 7 Enterprise<br />Empresas que poderiam optar por Professional escolherão Enterprise porque…<br /><ul><li>BitLocker™ (em drives internos e externos)
    7. 7. DirectAccess
    8. 8. BranchCache™.
    9. 9. AppLocker™.</li></ul>Pequenas Empresas que poderiam optar por Home Premium escolherão Professional porque…<br /><ul><li>Habilidade de se unir a uma rede gerenciada (domínio)
    10. 10. Proteção de dados com backup avançado e Encrypted File System
    11. 11. LocationAwarePrinting</li></ul>Windows® 7 Professional<br />Windows® 7 Home Premium<br /><ul><li>Aero® Glass e Multi-touch e reconhecimento de escrita
    12. 12. Compartilhamento facilitado entre PCs e dispositivos
    13. 13. Windows Media Center e Media Streaming, incluindo Play To e suporte melhorado a múltiplos formatos de mídia;</li></ul>Consumidores escolherão Home Premium porque…<br />Consumidores de mercado emergentes preferirão Home Basic porque …<br />Windows® 7 Home Basic<br /><ul><li>LiveThumbnailPreviews & experiência visual realçada
    14. 14. Suporte de Rede avançado (ad-hoc wireless networks e internet connection sharing)
    15. 15. Sem restrições de hardware</li></ul>Windows® 7 Starter<br />Consumidores que prefeririam outros sistemas operacionais preferirão Starter porque…<br /><ul><li>Incomparável compatibilidade com aplicações e dispositivos
    16. 16. Seguro, Confiável e Suportado
    17. 17. Capacidade de unir-se a um HomeGroup</li></li></ul><li>Área de trabalho<br />Com o Windows 7 ficou mais fácil fazer mais na área de trabalho. <br />Novas maneiras de manipular janelas<br />Sobrecarregado de janelas abertas? O Windows 7 vem com três novos recursos simples e poderosos chamados Aero Shake, Aero Peek e Ajustar para ajudá-lo a eliminar instantaneamente a bagunça na área de trabalho. <br />
    18. 18. Novos papéis de parede<br />Novos papéis de parede espetaculares<br />Se você considera o visual da sua área de trabalho importante, o Windows 7 inclui uma grande variedade de novos planos de fundo de área de trabalho (papéis de parede). Experimente também a nova apresentação de slides para área de trabalho, que altera a imagem de fundo de tempos em tempos. <br />O Windows 7 permite que você expresse facilmente a sua personalidade, com novos temas criativos e outros toques personalizados. <br />
    19. 19. Gadgets aprimorados<br />Gadgets, os populares miniprogramas introduzidos no Windows Vista, estão mais flexíveis e divertidos. E, agora, você pode deixá-los em qualquer lugar da área de trabalho. <br />Os seus gadgets favoritos podem ficar em qualquer lugar da área de trabalho do Windows 7. <br />Observação: Nem todos os recursos mencionados aqui estão disponíveis em todas as edições do Windows 7. Consulte as páginas de recursos de cada edição para mais detalhes.<br />
    20. 20. Aero Peek<br />O Aero Peek permite que você enxergue através de outras janelas abertas no Windows 7. Basta apontar o mouse para a borda direita da barra de tarefas—e ver as janelas abertas ficarem transparentes na hora, revelando todos os ícones e gadgets ocultos. <br />Para mostrar rapidamente uma janela escondida, aponte para a sua miniatura na barra de tarefas. Agora, apenas essa janela aparece na área de trabalho. <br />O Aro Peek é um recurso exclusivo das edições Home Premium, Professional e Ultimate do Windows 7<br />
    21. 21. Aero Shake<br />Precisa vasculhar uma área de trabalho bagunçada para encontrar uma só janela? Basta clicar em um painel e sacudir o mouse. Pronto! Todas as janelas abertas desaparecem, exceto a que você escolheu. Sacuda de novo — e todas as janelas voltam. (Quem disse que o velho mouse não pode aprender truques novos?) <br />
    22. 22. Windows — Barra de Tarefas<br />Mas pode chamá-la de “superbarra”. É claro que a nova barra de tarefas do Windows 7 ainda é o mesmo local familiar para alternar entre janelas. Mas agora ela está mais fácil de se visualizar, mais flexível e mais eficiente. <br />Por exemplo, no Windows 7, é possível &quot;fixar&quot; programas favoritos em qualquer lugar da barra de tarefas, para fácil acesso. Não gostou muito do alinhamento de ícones? Agora você pode reorganizá-los do modo que desejar, clicando e arrastando. Finalmente, há novas maneiras para se visualizar janelas. Aponte o mouse sobre um ícone da barra de tarefas para ter uma visualização em miniatura dos programas e arquivos abertos. Em seguida, mova seu mouse sobre uma miniatura para visualizar a janela em tela inteira. Você pode até mesmo fechar janelas das visualizações em miniatura—o que economiza bastante tempo. <br />
    23. 23. Central de Ações<br />Se você não gosta dos balões de aviso do sistema, a Central de Ações permite que você decida quais alertas do Windows 7 deseja ver ou não.<br />A Central de Ações consolida o tráfego de mensagens dos principais recursos de manutenção e segurança do Windows, incluindo o Windows Defender e o Controle de Conta de Usuário. Se o Windows precisar da sua atenção, o ícone da Central de Ações será exibido na barra de tarefas. Você pode ajustar suas escolhas no Painel de Controle.<br />
    24. 24. Ajustar<br />O Ajustar é um novo e rápido (e divertido!) jeito de redimensionar as janelas abertas, simplesmente arrastando-as para as bordas da tela. Dependendo de que borda você escolher—superior ou inferior, esquerda ou direita—a janela irá se expandir verticalmente, preencher a tela, ou você pode até colocar as janelas lado-a-lado. O Ajustar faz com que ler, organizar e comparar janelas seja tão fácil quanto... bem, ajustá-las. <br />
    25. 25. Listas de Atalhos<br />As Listas de Atalhos — um novo recurso no Windows 7 — levam você diretamente aos documentos, fotos, músicas ou sites que você usa todos os dias. Para abrir uma Lista de Atalhos, basta clicar com o botão direito do mouse em um ícone de programa na barra de tarefas do Windows 7. (Você também os encontrará no menu Iniciar.)<br />O que você vê em uma Lista de Atalhos depende totalmente do programa. A Lista de Atalhos do Internet Explorer 8 mostra os sites visitados com frequência. Windows Media Player 12 lista músicas que você escuta mais. Sua Lista de Atalhos está com um favorito faltando? Você pode &quot;fixar&quot; o arquivo que desejar nela. <br />As Listas de Atalhos não mostram apenas atalhos de arquivos. Às vezes, elas também permitem acesso rápido a comandos para coisas como redigir novas mensagens de email ou reproduzir músicas. <br />
    26. 26. Dispositivos e impressoras<br />
    27. 27. Windows Live Essentials<br />O que é o Windows Live Essentials? Resumindo, é um software gratuito que permite a um computador com o Windows 7 fazer mais coisas legais. Coisas como email, mensagens instantâneas, edição de fotos e publicação em blogs. <br />Windows Live Essentials está disponível no site do Windows Live. O download gratuito inclui:<br />Messenger<br />Converse instantaneamente com os amigos e familiares em seu computador ou dispositivo móvel. <br />Galeria de Fotos<br />Encontre, corrija e compartilhe suas fotos. <br />Mail<br />Gerencie várias contas de email (como Hotmail) em um só lugar.<br />Writer<br />Redija seu blog, adicione fotos e vídeos e poste-os na Web.<br />MovieMaker<br />Transforme suas fotos e vídeos em filmes e apresentações de slides incríveis.<br />Proteção para a Família<br />Gerencie e monitore atividades online, para a segurança de seus filhos. <br />Barra de ferramentas<br />Pesquise instantaneamente em qualquer página da web.<br />
    28. 28. Grupo Doméstico<br />O Grupo Doméstico elimina a dor de cabeça do compartilhamento de arquivos e impressoras em uma rede doméstica. Conecte dois ou mais computadores com o Windows 7, e automaticamente o compartilhamento de músicas, fotos, vídeos e documentos em bibliotecas estará pronto. O novo menu “Compartilhar com”, enquanto isso, fornece uma maneira rápida de compartilhar arquivos individuais. <br />Preocupado com a sua privacidade? O Grupo Doméstico é protegido por senha e permite que você tenha controle total. Você decide o que é compartilhado—e o que permanece particular. Também é possível tornar seus arquivos &quot;somente leitura&quot;, para que outras pessoas possam visualizar as suas coisas . <br />Você pode ingressar em um grupo doméstico usando qualquer edição do Windows 7, mas só pode criar um nas edições Home Premium, Professional ou Ultimate<br />
    29. 29. Bibliotecas<br />As Bibliotecas tornam mais fácil localizar, trabalhar e organizar arquivos espalhados por seu computador ou pela rede. Uma biblioteca reúne arquivos sem importar onde realmente elas estão armazenadas. O resultado? Produtividade!<br />O Windows 7 vem com bibliotecas para documentos, músicas, fotos e vídeos. Mas você pode personalizá-las ou criar suas próprias bibliotecas, com apenas alguns cliques. E isso não é tudo. Também é possível classificar rapidamente e mudar suas bibliotecas de lugar. Classificar documentos por tipo, fotos por data em que foram tiradas ou música por gênero. E compartilhe facilmente as bibliotecas com pessoas em uma rede local.<br />
    30. 30. Windows Search<br />No Windows 7, você pode encontrar mais coisas em mais lugares — e com mais rapidez. <br />Comece a digitar na caixa de pesquisa do menu Iniciar—e você verá instantaneamente uma lista de documentos, fotos, músicas e emails relevantes no seu computador. Os resultados serão agrupados agora por categoria e conterão palavras realçadas e trechos de textos para facilitar sua verificação. <br />Poucas pessoas armazenam todos os seus arquivos em um lugar hoje em dia. Então, o Windows 7 também é projetado para procurar em discos rígidos externos, computadores em rede e bibliotecas. Sobrecarregado com os resultados da sua pesquisa? Agora você pode filtrá-los instantaneamente por data, tipo de arquivo e outras categorias úteis.<br />
    31. 31. Suporte para 64 bits<br />S.O. De 64 bits gerencia quantidades maiores de informação que um sistema de 32 bits. Como pode usar mais de 4 Gb RAM. O que você deveria comprar? Se você tende a usar vários programas simultaneamente ou precisa alternar entre eles frequentemente—ou mesmo se você quiser que seu computador possa usar as grandes quantidades de memória disponíveis atualmente—um sistema de 64 bits é uma ótima escolha. Se você usar apenas um ou dos programas abertos por vez ou tiver hardware e software mais antigos que não são suportados por um computador de 64 bits, um sistema de 32 bits é uma boa escolha.<br />De qualquer forma, se você escolher um sistema de 32 ou 64 bits, o Windows 7 estará pronto.<br />
    32. 32. Gerenciamento de Energia<br />Cansou de ficar sem bateria no laptop quando você mais precisa? O Windows 7 foi feito para ajudar a bateria a durar mais.<br />Como? Para começar, o Windows 7 é executado com menos atividades de fundo para que o processador do seu computador não trabalhe tanto e use menos energia. Outras inovações são a reprodução de DVD que exige menos energia (útil em voos longos), o escurecimento automático da tela, a desativação de portas não utilizadas e um indicador de duração da bateria mais preciso. Então, muito provavelmente você não será pego de surpresa por uma bateria descarregada.<br />
    33. 33. Aprimoramentos do desempenho<br />Ninguém gosta de esperar. É por isso que fizemos o Windows 7 muito mais ágil para estar sempre pronto para você. Os principais aprimoramentos de desempenho incluem: <br />Dormir<br />O Windows 7 foi projetado para entrar em suspensão, retornar dela e reconectar à rede sem fio mais rápido. <br />Pesquisa<br />Ao procurar alguma coisa, você quer respostas, não atrasos. No Windows 7, os resultados das pesquisas aparecem mais rápido. Organizar e agrupar os resultados das pesquisas também é muito mais rápido. <br />Dispositivos USB<br />Quando você conecta um pen drive ou um outro dispositivo USB pela primeira vez, o Windows 7 pode prepará-lo para você em segundos. Se você já tiver usado o dispositivo, a espera é ainda menor. <br />Mais leve e menos ocupado<br />Ao contrário das versões anteriores, o Windows 7 foi feito para executar serviços em segundo plano somente quando você precisar deles. Não está usando nenhum dispositivo Bluetooth? Portanto, o serviço Bluetooth do Windows 7 fica desativado. O Windows 7 também consome menos memória do que o Windows Vista. <br />
    34. 34. Rede<br />Com o Windows 7, é muito fácil exibir redes e conectar seu laptop a elas, onde quer que você vá. Basta clicar no ícone da rede na barra de tarefas. A opção Exibir Redes Disponíveis exibe todas as suas opções de rede com fio e sem fio—Wi-Fi, banda larga móvel, dial-up ou VPN corporativa. Mais um clique, e você está conectado.<br />
    35. 35. Windows Touch<br />Chega de usar o mouse: Com o Windows 7 e uma tela sensível ao toque, você pode ler jornais online, movimentar-se por álbuns de fotos e mudar arquivos e pastas de posição usando apenas os seus dedos. <br />Uma tecnologia de toque limitada esteve disponível no Windows por anos. Mas o Windows 7 a estende para cada canto do seu computador. O menu Iniciar e a barra de tarefas agora ostentam ícones maiores, prontos para serem usados com os dedos. Os aplicativos familiares do Windows 7 também estão prontos para o toque. Você até mesmo pintar com o dedo no Paint!<br />O Windows Touch — disponível apenas nas edições Home Premium, Professional e Ultimate do Windows 7 — também reconhece gestos multitoques (com o monitor direito). Precisa aumentar uma imagem? Junte seus dedos. Quer clicar com o botão direito em algo? Toque em algo com um dedo e dê um toque rápido com outro dedo, na tela.<br />
    36. 36. Windows Media Center<br />Assista, pause e grave TV ao vivo. Ouça suas músicas. Exiba sua coleção de fotos. Divirta-se com entretenimento online. E faça tudo isso do sofá da sala. É de se espantar que os críticos digam que o Media Center é a jóia da coroa do Windows? <br />No Windows 7, nós deixamos o Media Center ainda melhor — adicionando novos recursos incríveis (muitos sugeridos por vocês) e retoques visuais. O Windows Media Center está disponível nas edições Home Premium, Professional e Ultimate do Windows 7. <br />
    37. 37. Busca Federada<br />MOSS 2007Team Sites<br />AX<br />CRM<br />NAV<br />AplicaçõesLOB<br />GP<br />EMC<br />Documentos<br />Repositóriosde Documentos<br />Índices Corporativos<br />E-mail<br />Firewall<br />Internet<br />Intranet<br />
    38. 38. O que são os Conectores de Busca?<br />Criados usando um arquivo Open Search Description file (.osdx)<br />A execução de um arquivo .osdx cria um novo conector de buscas no cliente e o coloca nos favoritos do Windows Explorer<br />O arquivo .osdx define como se deve consultar o servidor e qual o formato de retorno<br />HTTP request, XML reply;<br />Leve e simples de implementar;<br />2. Windows busca os termos por meio de uma requisição HTTP<br />1. Conector de Busca (.osdx) Instalado<br />3. Resultados RSS recuperados do servidor<br />
    39. 39. O que são os Conectores de Busca?<br />Mostrar do bing e twitter<br />
    40. 40. Implementando Busca Federada<br />3. Distribua .osdx nos estações<br />Requisição http<br />1. Habilite os servidores corporativos (OpenSearch)<br />2. Crie o .osdx<br />RSS resultados<br />Use o protocolo OpenSearch<br /><ul><li>Protocolo http simples apoiado em RSS & ATOM
    41. 41. Habilite a busca no front end
    42. 42. É suportado pelos servidores MOSS 2007 (out-of-the-box)
    43. 43. Não requer código no cliente</li></li></ul><li>Segurança na Busca Federada<br />Não há necessidade de novos métodos de autenticação<br />Apoiado na pilha de Autenticação do Windows<br />NTLM, Basic over HTTPS, Kerberos<br />Usuários só encontram dados que eles podem acessar<br />
    44. 44. Busca Federada para usuários de MOSS<br />Promove o uso de um índice central<br />Usuários podem buscar e manipular dados do SharePoint usando o Windows Explorer<br />A centralização torna a manipulação fácil e transparente<br />Gerenciar o back-end causa menos impacto nos usuários finais<br />A interface (Front-end UI) é isolada da infra-estrutura do repositório (back-end)<br />Permite que os gerentes de TI direcionem os usuários para as fontes de dados mais relevantes e autoritárias<br />
    45. 45. Visão geral do Controle de Contas<br />O UAC foi introduzido no Windows® Vista<br />Um grande número de intervenções do UAC podiam distrair o usuário<br />Melhorado no Windows® 7 de forma a aumentar o controle sobre as intervenções<br />
    46. 46. UAC e os Grupos de Usuário<br /><ul><li>Antes do Windows Vista, um usuário comum tinha que fazer o log off, trocar o usuário, ou usar o “executar como” para se “elevar” a uma conta administrativa</li></ul>Standard UsersUAC pede credenciais com privilégios administrativos<br />AdministrativeUsers UAC pede permissão para completar a tarefa<br />
    47. 47. Configurações de Segurança do UAC<br />Admin ApprovalMode para a conta de Administrador embutida<br />ü<br />Comportamento de elevação para administradores em Admin ApprovalMode<br />ü<br />Comportamento de elevação para usuários comuns<br />ü<br />Solicitar elevação na instalação de aplicações<br />ü<br />Elevar apenas executáveis assinados e validados<br />ü<br />Elevar apenas aplicações UIAccess que são instaladas em locais seguros<br />ü<br />Execute todos os administradores em Admin ApprovalMode<br />ü<br />Chavear para o desktop seguro quando solicitar elevação<br />ü<br />Virtualizar falhas de escrita em arquivos e no registro<br />ü<br />
    48. 48. Prompt de Elevação<br />Nunca Notificar<br />Notificar-me somente quando programas tentarem fazer alterações no meu computador (não esmaecer minha área de trabalho)<br />Notificar-me somente quando programas tentarem fazer alterações no meu computador<br />Sempre Notificar<br />
    49. 49. BitLocker™<br />Criptografa o Sistema Operacional por completo<br />ü<br />Proporciona proteção de dados offline<br />ü<br />Protege todas as aplicações instaladas no volume criptografado<br />ü<br />Verificação de Integridade do Sistema<br />ü<br />Verifica a integridade dos componentes de inicialização e BCD (Boot Configuration Data)<br />ü<br />Garante a integridade do processo de inicialização<br />ü<br />
    50. 50. Requerimentos do BitLocker™<br />Chave de Criptografia de Descriptografia:<br />Hard drive:<br />Computador com TrustedPlatform Module (TPM) v1.2 ou posterior<br />Dispositivo de memória USB removível<br />Pelo menos duas partições<br />BIOS compatível com o TPM<br />Suporte a dispositivos USB no boot<br />
    51. 51. O que é o BitLocker To Go?<br />Windows 7 estende o BitLocker Drive Encryption a dispositivos removíveis tais quais drives USB<br />ü<br />Dsiponibliza políticas granulares para gerenciamento de Criptografia<br />ü<br />Usuários podem criptografar dispositivos portáteis e usá-los plenamente ou deixá-los sem criptografia e usá-los para leitura, apenas<br />ü<br />Habilita-se o BitLocker Drive Encryption clicando-se no dispositivo com botão direito e acionando o comando “Turn On BitLocker”<br />ü<br />Dados criptografados podem ser acessados em estações que não possuem o BitLocker habilitado<br />ü<br />O BitLocker pode ser configurado para destravamento por meio de:<br /><ul><li>Senha de Recuperação ou Passphrase
    52. 52. SmartCard
    53. 53. Alwaysauto-unlock this deviceon this PC</li></ul>ü<br />
    54. 54. Windows AppLocker<br />Nova funcionalidade de segurança do Windows 7<br />ü<br />Permite aos gerentes de TI especificar exatamente o que pode ser executado na estaçaõ de trabalho<br />ü<br />AppLocker é um mecanismo adicional de Política de Grupo<br />ü<br />Benefícios do AppLocker<br />Controla como os usuários podem acessar e executar aplicações<br />Garante que as estações só estejam rodando software aprovado e licenciado<br />
    55. 55. Substituindo Software Restriction Policies com AppLocker<br />O AppLocker substitui a funcionalidade Software Restriction Policies (SRP) disponível em versões anteriores<br />ü<br />O SRP snap-in e regras SRP estão inclusas no Windows 7 por questão de compatibilidade<br />ü<br />Regras AppLocker são completamente separadas das regras SRP<br />ü<br />Diretivas de Grupo AppLocker e SRP são, também, separadas<br />ü<br />Se regras AppLocker foram definidas em um Group Policy Object (GPO), apenas tais regras são aplicadas<br />ü<br />Defina regras AppLocker em uma GPO separada para garantir interoperabilidade entre diretivas SRP e AppLocker<br />ü<br />
    56. 56. Criando Regras AppLocker Padrão<br />Regras AppLocker Padrão:<br /><ul><li>Garante que arquivos fundamentais do O.S. possam ser executados por todos os usuários
    57. 57. Evita que usuários não são administradores executem programa instalados em seus perfis</li></ul>Crie regras padrão!!!<br />Regras Padrão habilitam o seguinte:<br />Todos os usuários podem executar programas (Program Files)<br />Todos os usuários podem executar arquivos assinado pelo Windows<br />Administradores podem executar todos os arquivos<br />
    58. 58. Criando Regras de AppLocker<br /><ul><li>Existe um assistente nas Diretivas de Segurança Local
    59. 59. Ao criar uma regra, você pode especificar um diretório que contenha os arquivos .exe</li></li></ul><li>Imposição e Validação de Regras<br />Imposição:<br /><ul><li>A Imposição é configurada por meio da Diretiva de Segurança Local
    60. 60. Atualize a política da estação usando o comando gpupdate seguido da opção /force</li></ul>Três opções de imposição estão disponíveis<br />Use o Visualizador de Eventos para verificar as <br />aplicações afetadas pelas regras AppLocker<br />
    61. 61. Sumário<br />Por padrão, o AppLocker não permite a execução de qualquer arquivo não permitido especificamente<br />ü<br />Inicialmente, espere mais chamadas de suporte devido a aplicações bloqueadas<br />ü<br />A degradação de performance é mínima devido às verificações em tempo de execução (DLLs!?!!)<br />ü<br />Regras AppLocker não podem ser usadas para gerenciar estações executando versões anteriores do Windows<br />ü<br />Se regras AppLocker estão definidas em uma GPO, apenas aquelas regras são aplicadas<br />ü<br />Quando o AppLocker é configurado para Audit only, a regra não é imposta<br />ü<br />Pelo menos um Windows Server 2008 R2 DC é necessário para hospedar as regras do AppLocker<br />ü<br />
    62. 62. DirectAccess<br />Propicia acesso transparente a recursos de rede internos<br />por meio da conexão de internet<br />ü<br />Permite o gerenciamento remoto, fora do escritório<br />ü<br />Estabelece conexão bidirecional que permite que a estação esteja <br />atualizada de acordo com as políticas da companhia<br />afim de receber atualizações de software<br />ü<br />Não requer uma conexão VPN<br />ü<br />Suporta múltiplos métodos de autenticação<br />ü<br />Configurável afim de restringir quais servidores, usuários e aplicações<br />são acessíveis<br />ü<br />
    63. 63. Cluster de Failover<br />FailoverClusteringpropicia alta disponibilidade para servidores DirectAccess<br />Três tipos de servidores DirectAccess se beneficiarão dos Clusters de failover:<br />6to4 Servers<br />IPsec To SP Server<br />IPsec Gateway Server<br />
    64. 64. Configuração de Subrede<br />Localização dos servidores DA emrelação à redeexistente<br />* Reconexão VPN - Usatecnologia IKEv2 paragarantirconectividadeconstante<br />
    65. 65. Para o usuário:<br />Melhora a resposta da rede, aplicações e<br />Tempo de transferência<br />Benefícios de se usar o BranchCache<br />Benefícios para os profissionais de TI<br />Reduz a utilização da WAN<br />ü<br />Otimiza o tráfego entre clientes e servidores<br />ü<br />Suporta protocolos de rede comumente utilizados<br />ü<br />Suporta Criptografia entre clientes e servidores<br />ü<br />Compatibilidade com protocolos de segurança<br />ü<br />Transparente para o usuário<br />ü<br />
    66. 66. Modos de Cache<br />DistributedCacheMode<br /><ul><li>O Cache é distribuído entre as estações cliente
    67. 67. Clientes adicionais recuperam o conteúdo do primeiro cliente que requisitou o conteúdo original
    68. 68. Benéfico para os escritórios remotos que não possuem um servidor local - Windows Server 2008 R2</li></ul>Estações são configuradas para APENAS UM modo de cache<br />HostedCacheMode<br /><ul><li>O Cache está em um servidor no escritório remoto
    69. 69. Estações clientes recuperam o conteúdo a partir do servidor local
    70. 70. Benéfico para grandes escritórios remotos que possuem recursos de hardware para um servidor local - Windows Server 2008 R2</li></li></ul><li>Distributed Cache Mode<br /><ul><li>Windows 7
    71. 71. Cache reside nos clientes (primeira requisição)
    72. 72. Cliente adicionais acessam o primeiro cliente
    73. 73. Windows Server 2008 R2
    74. 74. Habilitado para compartilhamentos específicos ou todos</li></li></ul><li>Hosted Cache Mode<br /><ul><li>Windows Server 2008 R2
    75. 75. Cache reside no servidor
    76. 76. Cliente adicionais acessam o servidor
    77. 77. Windows Server 2008 R2
    78. 78. Habilitado para compartilhamentos específicos ou todos</li></li></ul><li>Configure políticas de Grupo para habilitar o BranchCache nas estações:<br /><ul><li>TurnonBranchCache</li></ul>Habilite um dos modos de cache:<br /><ul><li>TurnonBranchCache – DistributedCachingmode
    79. 79. TurnonBranchCache – HostedCachingmode</li></ul>Configuração Cliente<br /> Configure regras de Firewall<br /><ul><li>Crie um regra para HTTP (necessária para ambos os modos:DistributedCachee HostedCache)
    80. 80. Crie um regra para WS-Discovery(necessária no modo DistributedCache)</li></li></ul><li>Configuração de Servidor<br />É necessário ter o Windows Server 2008 R2 no escritório centrale no escritório remoto, dependendo do Modo de Cache<br />BranchCache...<br /><ul><li>Não é instalado por padrão
    81. 81. É configurado manualmente por meio de Diretiva de Grupo
    82. 82. Pode ser habilitado para compartilhamentos específicos ou todos compartilhamentos
    83. 83. Habilitado em um servidor web para todos os sites</li></ul>O Performance Monitor...<br />Mensura a efetividade e saúde do BranchCache<br />Performance Counters:<br /><ul><li>BytesFromCache
    84. 84. BytesFromServer</li></ul>No HostedCache, o servidor deve ter um certificado confiado pelo cliente (TLS)<br />
    85. 85. Windows XP Mode, Virtual PC e MED-V?<br />O Windows Virtual PCé um hypervisortype IIno Windows 7 – i.e. habilita os usuários a executar múltiplas instâncias do Windows em um único dispositivo<br />O Windows XP Modefaz uso do Windows Virtual PCe uma imagem preconfigurada do Windows XP para criar um ambiente virtual<br />MED-Vé a camada de gerenciamento voltada para os gerentes de TI <br />Windows XP Mode não substitui MED-V.<br />
    86. 86. Windows XP Mode<br />O Windows XP Mode é desenhado para ajudar pequenas empresas a executar suas aplicações XP em suas estações Windows 7<br />O Windows XP Mode está disponível para o Windows 7Professional, Ultimate e Enterprise<br />O Windows Virtual PC permite lançar aplicações antigas transparentemente em um ambiente Windows XP a partir do menu iniciar do Windows 7<br />O Windows Virtual PC inclui suporte a dispositivos USB e é baseado em um novo núcleo que inclui suporte multi-threading<br />O Windows XP Mode melhor experienciado em PCs novos (OEMs) mas estará disponível como um download separado <br />http://www.microsoft.com/windows/virtual-pc/download.aspx<br />
    87. 87. Windows XP Mode<br />
    88. 88. Windows XP Mode<br />
    89. 89. Funcionalidades Chave<br />Configuração facilitada do Windows XP Mode<br />Suporte USB<br />Transparência no uso de Aplicações<br />Integração de Pastas entre o Windows 7 e o Virtual PC<br />Compartilhamento da área de transferência<br />Redirecionamento de impressão<br />
    90. 90. PowerShell<br />Windows PowerShell 2.0 é uma ferramenta de scripting embutida no Windows 7<br />ü<br />Scripts podem executar praticamente qualquer tarefa de gerenciamento que o gerente de TI precise automatizar<br />ü<br />Ferramentas de linha de comando podem ser chamadas do Windows PowerShell<br />ü<br />Faz uso do.NET framework, provendo acesso a milhares de objetos poderosos<br />ü<br />
    91. 91. PowerShell 2.0<br />
    92. 92. PowerShell Remoting?<br />O Windows PowerShell 2.0 permite executar procedimentos em <br />uma ou mais estações com um único comando<br />ü<br />Pode-se executar comandos individuais ou se criar uma<br />conexão persistente (sessão) para execução de uma série de comandos<br />ü<br />Dois tipos de “remoting”<br />One-to-many – executa scripts em múltiplas estações a partir de um console<br />One-to-one – troubleshoot remoto de uma única estação<br />
    93. 93. Comandos Remotos<br />1. O Console local envia o comando para a estação remota usando o protocolo WinRM<br />2. O comando é executado no Windows PowerShell, na estação remota<br />3. O resultado é enviado de volta por meio do protocolo WinRM e é exibido no console local<br />
    94. 94. PSR – Gravando um Problema<br />Saibaexatamentecomoreproduzir o problema antes de iniciar a gravação<br />ü<br />Adicionecomentáriosnastelascapturadas<br />ü<br />Pressionamento de teclasnãosãocapturadospreservando a integridade de senhas<br />ü<br />A resultado (MHTML) é armazenadoem um arquivo .zip e pode ser vistoem um navegadorouenviadopor email<br />ü<br />
    95. 95. Windows 1.0 – O mundo é azul<br />
    96. 96. Windows 2 versões 286 e 386 <br />Na moda dos anos 80 <br />
    97. 97. Windows 3.0 – Ambientegráfico<br />
    98. 98. Windows 3.1<br />Bandeira do Windows – Anos 90<br />
    99. 99. Windows 3.11 for Workgroups – Mundoconectado<br />Nãopodehaversomente um!<br />
    100. 100. Windows 95 – Maisdiversão<br />
    101. 101. Windows NT – Noiteestrelada<br />
    102. 102. Windows 98<br />Melhorparatrabalho e diversão<br />
    103. 103. Windows 2000<br />Maissegurança<br />
    104. 104. Windows Me<br />Próximo!!!!!!!<br />
    105. 105. Windows XP – O mundoaosseuspés<br />
    106. 106. Windows Vista – Mark I<br />
    107. 107. Windows 7 – Este é o momento!<br />
    108. 108. Obrigado<br />comunidade Pantanet<br />E <br />Campo Grande<br />© 2008 Microsoft Corporation. All rights reserved. Microsoft, Windows, Windows Vista and other product names are or may be registered trademarks and/or trademarks in the U.S. and/or other countries.<br />The information herein is for informational purposes only and represents the current view of Microsoft Corporation as of the date of this presentation. Because Microsoft must respond to changing market conditions, it should not be interpreted to be a commitment on the part of Microsoft, and Microsoft cannot guarantee the accuracy of any information provided after the date of this presentation. MICROSOFT MAKES NO WARRANTIES, EXPRESS, IMPLIED OR STATUTORY, AS TO THE INFORMATION IN THIS PRESENTATION.<br />
    109. 109. Windows 7Este é o momento!<br />

    ×