Membrana celular

1,231 views
1,043 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,231
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
27
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Membrana celular

  1. 1. A membrana plasmática e a parede celular
  2. 2. O ramo da Biologia que se dedica ao estudo da célula é a Citologia (do grego citos, “célula”; logos, “estudos”, “tratados”). Célula é a menor unidade viva capaz de manifestar as propriedades de um ser vivo: ela sintetiza seus próprios componentes, cresce e se multiplica. A célula é a sede das atividades químicas do organismo.
  3. 3. Nosso estudo da célula começa pela estrutura que delimita o conteúdo celular separando-o do meio externo: a membrana plasmática, plasmalema ou simplesmente membrana celular. Trata-se de uma película bastante delgada, cuja espessura varia de 6 nm a 10 nm. Com dimensões tão reduzidas, a membrana plasmática só pode ser vista ao microscópio eletrônico (M.E).
  4. 4. Os primeiros dados a respeito da composição química da membrana plasmática foram obtidos por volta de 1902, quando Overton observou que as substâncias lipossolúveis penetram na célula mais facilmente do que as hidrossolúveis. Como a membrana representa a barreira entre o conteúdo celular e o meio externo.
  5. 5. Overton concluiu que a facilidade de penetração estaria relacionada com uma afinidade química entre ela e as substâncias que a atravessavam. Assim, propôs que a membrana plasmática seria composta por uma camada lipídica dupla.
  6. 6. Mais tarde, Davson e Danielli, baseando-se nas informações anteriores e em diversas propriedades da membrana plasmática, propuseram que ela deveria estar organizada em uma estrutura “em sanduíche” e que a dupla camada lipídica estaria revestida por proteínas em ambas as superfícies.
  7. 7. O aprimoramento do microscópio eletrônico, o progresso das técnicas para análise química e estudos de Biofísica levaram à proposição de novos modelos para a estrutura da membrana. O modelo mais aceito atualmente considera a membrana plasmática sendo formada por uma camada lipídica dupla, constituída por fosfolipídios, glicolipídios e colesterol e atravessada por várias classes de proteínas, entre elas as glicoproteínas. Por esse motivo dizemos a constituição da membrana celular é fosfoglicolipoproteíca.
  8. 8. Propriedades da membrana plasmática • Endocitose e exocitose: é a incorporação e a eliminação de substâncias através da membrana. • Permeabilidade seletiva: é a capacidade que a membrana plasmática tem de controlar o que entra e sai da célula.
  9. 9. Osmose: além de proteger, a membrana plasmática controla a entrada e a saída de substâncias da célula. Isso se deve à permeabilidade que ela apresenta. O movimento da água através da membrana plasmática é chamado osmose. Transporte através da membrana Transporte passivo: não demanda gasto de energia por parte da célula, ocorre através da difusão e da osmose.
  10. 10. Por meio da osmose, a água pode entrar na célula e sair dela através da membrana. No entanto, ele não acontece aleatoriamente, mas na dependência de certas condições.
  11. 11. O movimento da água se dá sempre no sentido da solução menos concentrada para a mais concentrada. Isto significa que, se houver proporcionalmente maior quantidade de substâncias dissolvidas dentro da célula, do que fora dela, a água entra e vice-versa. Após certo tempo, as concentrações tendem a se igualar, já que a maior quantidade de soluto em um dos meios foi compensada por proporcional aumento de solvente. É esse movimento da água, resultante da diferença do gradiente de concentração, que recebe o nome de osmose
  12. 12. Difusão facilitada
  13. 13. E a célula? o que aconteceria com ela se fosse mergulhada numa solução hipotônica? E se a solução fosse hipertônica? Hipertônico é o meio que contém maior quantidade de substâncias dissolvidas, sendo, portanto, mais concentrada. Ex. Em relação à água dos rios, a água do mar é mais concentrada, ou hipertônica. Em relação ao alto mar, a água das baias é hipertônica. Quando duas soluções têm a mesma concentração, dizemos que são isotônicas. Ex: soro fisiológico e sangue; água de coco e esperma.
  14. 14. Transporte ativo demanda gasto de energia por parte da célula Fagocitose: é o englobamento de substâncias sólidas através da membrana.
  15. 15. Pinocitose é a passagem de substâncias líquidas através da membrana. Clasmocitose é o processo de eliminação de substâncias resíduos ou através da membrana.
  16. 16. Bombas de sódio e potássio
  17. 17. Plasmólise e Desplasmólise A célula mantém sua configuração normal quando se encontra em meio isotônico, ou seja, a quantidade de sais é mais ou menos igual dentro e fora da célula. Quando em meio hipotônico ( quando há mais sais no interior da célula do que no meio) a célula absorve água tornando-se túrgida (inchada).
  18. 18. Em meio hipertônico (com mais sais nomeio externo da célula do que em seu interior) a célula perde água e murcha. Nesse caso dizemos que houve plasmólise. Uma célula plasmolisada colocada em meio isotônico absorve água e volta a forma original. Nesse caso dizemos que houve a desplasmólise
  19. 19. Especializações da membrana interdigitações desmossomos microvilosidades
  20. 20. A parede celular é um reforço externo à membrana celular, encontrada nas células vegetais e em algumas bactérias. Dotada de grande resistência que lhe confere a capacidade de proteger e sustentar as células onde ocorre. A PAREDE CELULAR
  21. 21. Nas células vegetais, essa parede é rígida e permeável constituída, principalmente por um polissacarídeo chamado celulose. Esse revestimento de celulose nas células vegetais permite a elas atingirem grandes alturas.

×