Your SlideShare is downloading. ×
Gametogenese
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Gametogenese

651

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
651
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. GAMETOGÊNESE
  • 2. Vimos que os gametas são células haplóides originadas das células germinativas diplóides, por um processo de divisão celular chamado meiose. Porém, é importante lembrar-se de que os gametas são células especializadas e adaptadas à função que desempenham.
  • 3. Por isso, além da divisão meiótica, a gametogênese desenvolve processos de diferenciação celular. Acompanhe a seguir, a formação dos gametas masculinos e femininos humanos, procurando identificar as etapas da meiose bem como as transformações sofridas pelas células em seu processo de especialização.
  • 4. A espermatogênese é a gametogênese masculina, ou seja, é o processo de formação de espermatozóides (sptz)
  • 5. Os espermatozóides, gametas masculinos, originam-se de células diplóides (2n) especiais denominadas células germinativas. Tanto no homem como na mulher, as células germinativas encontram-se em órgãos denominados gônadas. As gônadas masculinas recebem o nome de testículos.
  • 6. A partir da 5ª semana de vida, um embrião já tem células germinativas em suas gônadas. Aos 7 anos de idade, aproximadamente, as células germinativas, realizam inúmeras mitose, dando origem as células chamadas espermatogônias, também diplóides. Período germinativo
  • 7. Na época da adolescência, algumas espermatogônias evoluem para um outro tipo de células, ainda diplóide, o espermatócito primário (cito I) Os espermatócitos primários sofrem a meiose I, transformando-se em espermatócitos secundários. Estes sofrem a meiose II, dando origem as espermátides, que são haplóides. Período de maturaçã o Período de maturação
  • 8. Por meio de um processo chamado espermiogênese, as espermátides passam por profundas transformações, evoluindo, finalmente, para espermatozóides. Estes apresentam uma cabeça, onde se encontra o material genético. Na região anterior da cabeça localiza-se o acrossomo, que possui uma enzima, que auxilia a penetração do sptz no óvulo. Período de diferenciação ou espermiogênese
  • 9. Logo após a cabeça segue-se a peça intermediaria, com inúmeras mitocôndrias, cuja função é providenciar a energia necessária à locomoção do sptz. Logo a seguir esta a cauda ou o flagelo, que tem origem a partir do crescimento de um dos centríolos e destina-se à locomoção da célula. O outro centríolo permanece próximo ao núcleo.
  • 10. Ovogênese: processo de formação dos óvulos, ocorre nas gônadas femininas chamadas ovários. OVULOGÊNESE OU OVOGÊNESE
  • 11. Ainda durante a gestação, as células germinativas dividem-se por mitose e formam blocos de células chamadas oogônias. Estas proliferam graças a inúmeras mitoses, aumentando também de volume e originando os ovócitos primários (cito I), que entram em meiose tão logo formados. Período de multiplicação
  • 12. Por volta do 7º mês de gestação, todas as oogônias já se transformaram em ovócitos primários. Estes entram em meiose I e concluem o estágio de paquíteno, permanecendo assim, ate a maturidade sexual da menina. São de 40 a 300 mil ovócitos, dos quais não mais de 400 completarão se desenvolvimento.
  • 13. Os ovócitos primários aumentam de volume porque seu citoplasma é preenchido por uma substância protéica chamada vitelo, que nutrirá o embrião no inicio do seu desenvolvimento. Os ovócitos também têm um revestimento membranoso denominado zona pelúcidaPeríodo de crescimento
  • 14. Por volta dos 12 anos, num curto período que antecede a ovulação, o ovócito primário completará a meiose I, que dará origem a duas células desiguais: um ovócito secundário (funcional) e um corpúsculo polar. Período de maturação
  • 15. Durante a ovulação, a expulsão do ovócito secundário pelo ovário, a meiose prossegue até o estagio de metáfase II. A conclusão da meiose II só ocorrerá se o ovócito secundário for fecundado. O corpúsculo polar formado nessa segunda divisão meiótica, assim como os anteriores, irá degenerar. Portanto, das quatro células haplóides que a meiose produz, apenas uma, na ovogênese, torna-se verdadeiramente um gameta.

×