Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
O Estado E As RelaçõEs Internacionais Bogea
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

O Estado E As RelaçõEs Internacionais Bogea

  • 3,102 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,102
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
47
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O ESTADO E AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Profº Bogéa
  • 2. O ESTADO É uma criação recente da história humana.
    • Com as monarquias absolutas, a soberania associou-se ao território.
  • 3.
    • Nicolau Maquiavel (1469 – 1527) – O Estado deve afirmar sua soberania contra os interesses particulares.
    • Thomas Hobbes (1588 – 1679) – O Estado nasce do interior da sociedade, mas se eleva acima dela.
    TEORIAS POLÍTICAS SOBRE O ESTADO O Estado surge como manifestação da evolução humana, cujo sinal é a consciência da necessidade de um poder absoluto e despótico, voltado para a defesa as sociedade.
  • 4. FORMA CONTEMPORÂNEA DO ESTADO
    • John Lock (1632 – 1704) – defende a “limitação do poder”;
    • O Barão de Montesquieu (1689 – 1755) - desenvolveu a doutrina da separação dos poderes.
    • Jean-Jacques Rousseau (1712 – 1778) – A nação tornava-se a fonte do poder legítimo.
  • 5.  
  • 6. O SITEMA INTERNACIONAL DE ESTADOS
    • A preocupação com o sistema internacional de Estados foi estimulada pela constituição progressiva de uma economia integrada, de âmbito mundial.
    • No sistema mundial contemporâneo é possível identificar SUBSISTEMAS REGIONAIS .
  • 7.
    • A anarquia estrutural do sistema do Estados – gera nas unidades soberanas a percepção de insegurança. A finalidade principal da política externa dos Estados consiste em reduzir a sua insegurança. Para isso os Estados estabelecem alianças, firmam, tratados, erguem instituições internacionais.
  • 8. O Equilíbrio de Poder Auditório da Assembleia-Geral, na sede da Onu, em Nova York. A estabilidade dos sistemas internacionais corresponde, de modo geral, a uma situação de equilíbrio de poder entre as principais potências.
  • 9. A Europa e o congresso de Viena
    • O equilíbrio pluripolar europeu foi a moldura para a expansão da economia industrial e para o delineamento de um mercado mundial.
    • O equilíbrio pentagonal sofreu flutuações durante todo o século, mas apenas uma grande mudança – a Unificação alemã de 1871. Esse evento divide o século em dois períodos: depois dele, o crescimento da influência da Alemanha iria corroer lentamente a estabilidade europeia, até precipitar o continente na Primeira Guerra Mundial.
  • 10. O PENSAMENTO GEOPOLÍTICO Profº Bogéa
  • 11. A Geopolítica nasceu da aproximação entre geografia e o Estado.
    • O Estado como manifestação da vida, define: “Geopolítica é a ciência que concebe o Estado como um organismo geográfico ou como um fenômeno no espaço”.
    Rudolf Kjéllen Desfile Militar na Alemanha nazista. O pensamento geopolítico, por meio da doutrina do “espaço vital”[Lebensraum], serviu de fonte de legitimação do expansionismo de Hitler.
  • 12. O URSO E A BALEIA Alfred Thayer foi o primeiro a focalizar nos oceanos o horizonte e expansão do poder do Estado. - No Pacífico, a expansão do poder marítimo americano deflagrou uma prolongada rivalidade geopolítica com o Japão, que atravessaria as décadas e acabaria gerando a terrível confrontação naval da Segunda Guerra Mundial.
  • 13. HERTLAND versus RIMLAND
  • 14. A projeção geopolítica
    • A geopolítica opera com projeções cartográficas menos usuais, capazes de evidenciar realidades geralmente pouco enfatizadas
    • A geopolítica é um saber estratégico a serviço dos Estados, mas também uma ferramenta para a compreensão mais profunda e refinada das relações entre a política e a geografia.