41
PV2D-07-GG-34 Geografia Geral 3
Urbanização, Agricultura e População MundialUrbanização, Agricultura e População Mundial...
42
08.
Relacione as colunas de acordo com as definições.
a) Metropolização
b) Sítio urbano
c) Município
d) Conurbação
e) Êx...
43
PV2D-07-GG-34
11. UFPE
Sobre o tema “processo de urbanização no mundo
desenvolvido e subdesenvolvido”, analise as propo...
44
16. UnB-DF
A cidade é o local que melhor evidencia o poder do
homem de adaptar-se e mesmo de construir ambien-
tes. Com...
45
PV2D-07-GG-34
d) O processo de rápida urbanização nos países
desenvolvidos encontra-se superado, embora as
taxas de nat...
46
ção, reflexos rápidos, golpe de vista, gestos atléticos
e instinto de sobrevivência. A máxima dominante é o
“Sempre aler...
47
PV2D-07-GG-34
28. Unioeste-PR
“Apartir do começo do século XX o processo de centra-
lização [da cidade] e a sua corresp...
48
32.
A urbanização é, sem dúvida, a principal transforma-
ção social do nosso tempo. Em 1880, apenas 3% da
população mun...
49
PV2D-07-GG-34
40. UFU-MG
Após a década de 50, verifica-se, no processo de
urbanização de algumas regiões do mundo, a for...
50
45. Vunesp
A tabela seguinte contém dados das regiões metropolitanas com mais de 10 milhões de habitantes em
2000, núme...
51
PV2D-07-GG-34
47. UFV-MG
O gráfico a seguir apresenta as maiores aglomerações
urbanas do mundo no período entre 1970 e 2...
52
ao ônibus depois do trem
hora e meia de viagem até o emprego
marmita caquética no almoço
Hora e meia de viagem de volta...
53
PV2D-07-GG-34
16. entre as metrópoles globais incluem-se grandes
cidades do Terceiro Mundo, as quais, entretanto,
apres...
54
As megacidades no novo milênio – 1975/2015
(áreas urbanas com mais de 10 milhões de habitantes)
Aglomeração
urbana – Pa...
55
PV2D-07-GG-34
60. UEMG
Os Estados Unidos detêm hoje o índice de maior
produtividade agrícola do planeta.
Todas as alter...
56
68. FGV-SP
A agricultura do Brasil e a da Costa do Marfim têm em
comum o seguinte:
a) estão entre os primeiros produtore...
57
PV2D-07-GG-34
16. Devido aos riscos maiores de perda da colheita e a
outros custos de produção, os produtos “orgânicos”...
58
80. UEL-PR
Leia com atenção as três descrições de tipos de
agricultura que contêm algum dos indicadores que
caracteriza...
59
PV2D-07-GG-34
84. UFRJ
Os esquemas representam dois sistemas agrícolas.
Apresente duas características, uma quanto ao u...
60
90. UFRGS-RS
A produção agrícola é diversificada em nível mundial
devido às distintas condições físicas, econômicas,
tec...
61
PV2D-07-GG-34
I. a degradação do solo é um problema mundial
proveniente, principalmente, de desmatamento,
atividades ag...
62
102. Fatec-SP
Cerca de meio bilhão de pessoas no mundo sofreram
com a falta de água, em 2001, segundo informações
divul...
63
PV2D-07-GG-34
106. Mackenzie-SP
Considere o mapa, analise as afirmações e assinale
a alternativa correta.
Jurandyr Ross....
64
Capítulo 3
América do Sul, a fim de ampliar o acesso a todos
os mercados, já que tal prática não é adotada pelos
países ...
65
PV2D-07-GG-34
115. Unifesp
Observe a pirâmide populacional do México.
Atlante Geografico de Agostini, 2002
Leia as frase...
645
645
645
645
645
645
645
645
645
645
645
645
645
645
645
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

645

7,907

Published on

1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
7,907
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "645"

  1. 1. 41 PV2D-07-GG-34 Geografia Geral 3 Urbanização, Agricultura e População MundialUrbanização, Agricultura e População Mundial Capítulo 1 01. UEL-PR “A população, além de trocar de unidade espacial de forma duradoura, modifica sua atividade, transferindo- se do setor primário para o secundário ou terciário.” O texto refere-se à migração: a) pendular. d) rural-urbana. b) sazonal. e) urbano-rural. c) rural-rural. 02. UFSM-RS Assinale a alternativa incorreta relacionada às carac- terísticas da urbanização no século XX. a) Aceleração acentuada no ritmo de crescimento das cidades. b) Distribuição do fenômeno urbano por todos os continentes. c) Desenvolvimento das metrópoles modernas. d) Expansão da urbanização para além dos limites territoriais das cidades. e) Desvalorização do solo e não-fragmentação do espaço urbano. 03. UFSM-RS Nunca, na história da humanidade, houve tamanha concentração de poder num número limitado de luga- res, representados geograficamente pelas: a) capitais dos Tigres Asiáticos e dos países recen- temente industrializados (NICs). b) áreas do Círculo de Fogo, no Sudeste Asiático, Estados Unidos e Alemanha. c) Nações Unidas e Wall Street em Nova Iorque. d) megalópoles da América do Norte, do Japão e da Europa Ocidental, entre a planície do Pó e a bacia de Londres. e) cidades de Washington e Moscou, símbolos da atual bipolaridade mundial. 04. UFRGS-RS Entre os equipamentos urbanos que condicionam a descentralização das atividades econômicas e con- tribuem para o processo de decadência das áreas centrais das grandes cidades estão os: I. postos de saúde. II. shopping centers. III. cemitérios. IV. hipermercados. Quais estão corretos? a) Apenas I, II e III d) Apenas II e IV b) Apenas I, II e IV e) I, II, III e IV c) Apenas I e II 05. UEL-PR Com relação ao processo de urbanização, verifique as alternativas a seguir e identifique a que estiver incorreta. a) A ONU classifica como megacidades aglome- rados urbanos com mais de dez milhões de habitantes. b) O termo cidade global ou mundial surgiu nos anos 80, com a idéia de globalização. Esse conceito re- fere-se ao aspecto econômico e procura mostrar a importância mundial de certas cidades como Nova Iorque, Tóquio e Londres. c) Cidades como Paris, Londres e Nova Iorque, até as primeiras décadas do século XX, possuíam gigan- tescas favelas e áreas de moradias precárias. d) Atualmente, as metrópoles dos países subdesen- volvidos conhecem situações de miséria e falta de moradias, semelhantes às que ocorriam nos países desenvolvidos no século XIX. e) Entre os países de economia em transição, a China é o país que possui maior índice de urba- nização, com 76% da população residindo em cidades. 06. UFRR À medida que duas ou mais cidades crescem, tornando seus limites físicos muito próximos, estamos diante de um processo conhecido como: a) globalização. b) especulação. c) aglutinação. d) aglomeração. e) conurbação. 07. UFPB A metrópole é o lugar em que se dão sucessivas adaptações do espaço urbano com o objetivo de atender às exigências do mundo moderno, o que a distingue de quaisquer outras cidades. A distinção entre as metrópoles e as outras cidades pode ser identificada pela: a) construção de habitações para absorver a popu- lação oriunda da zona rural. b) construção de grandes avenidas perimetrais e radiais que cruzam a cidade. c) revitalização do sítio urbano e dos centros históri- cos para preservar a memória urbana. d) implantação de infra-estruturas e serviços que interligam e polarizam vários centros urbanos. e) valorização dos terrenos nas áreas periféricas por causa do crescimento horizontal da cidade.
  2. 2. 42 08. Relacione as colunas de acordo com as definições. a) Metropolização b) Sítio urbano c) Município d) Conurbação e) Êxodo rural ( ) Composto pelo espaço urbano e rural. ( ) Saída do campo para a cidade. ( ) Território onde se instala o centro administrativo de um município. ( ) Surgimento das grandes cidades. ( ) União entre as áreas urbanas de dois ou mais municípios. 09. UFF-RJ A localização de empresas no espaço urbano vem revelando novos critérios de seleção. Esses critérios apresentam uma superação da visão tradicional mar- cada pela concentração do mercado de mão-de-obra, de consumo e de matérias-primas. Dentre tais critérios, destacam-se: a) o baixo custo da mão-de-obra, a rede de transpor- tes intermodal desenvolvida e o acesso direto às matérias-primas. b) a participação gerencial do Estado, as estratégias de marketing e o crescimento contínuo da popula- ção. c) a distribuição de renda que garanta o crescimento do potencial de consumo, a escolaridade da força de trabalho e a segurança civil. d) a aglomeração de serviços bancários, a força de trabalho industrial especializada e a centralização administrativa municipal. e) a criação de distritos industriais, os incentivos fiscais para a exportação e os investimentos de capitais de origem estatal. 10. UFPB O gráfico abaixo apresenta o processo de urbanização no mundo, no período entre 1995 e 2020. MOREIRA, Igor. O espaço geográfico. Geografia geral e do Brasil. 38 ed. São Paulo: Ática, 1998, p. 162. A análise do gráfico aponta a tendência para a intensificação desse processo de urbanização que é justificada pelo aumento do(a): a) tamanho das cidades e diminuição da área rural. b) poluição nas cidades, devido ao avanço da urbanização. c) poluição nas grandes cidades resultando, conseqüentemente, no processo de metropolização. d) êxodo rural, determinado pelo crescimento vegetativo da população, em maior ritmo nas cidades que no campo. e) taxa da população urbana e conseqüente redução da população rural.
  3. 3. 43 PV2D-07-GG-34 11. UFPE Sobre o tema “processo de urbanização no mundo desenvolvido e subdesenvolvido”, analise as propo- sições a seguir. 1. Amaior parte dos países desenvolvidos capitalistas já atingiu níveis bastante altos de urbanização. 2. Quanto maior a urbanização verificada nos países subdesenvolvidos, menor a dependência da cidade em relação ao campo. 3. A urbanização moderna é um processo intima- mente relacionado à industrialização e ao capita- lismo. 4. No Brasil, o critério empregado para definir uma cidade é o ecológico-administrativo, ou seja, toda sede de município é cidade. 5. Em face do predomínio das atividades primárias, a maior parte dos países subdesenvolvidos não- industrializados possui baixos índices de urbani- zação. Estão corretas: a) 1, 2 e 4. d) 1, 4 e 5. b) 1, 3 e 5. e) 3, 4 e 5. c) 2, 4 e 5. 12. UFES Estados Unidos da América do Norte Adaptado de Visentini, J. W. Geografia geral e do Brasil. 1996, p. 35 A megalópole não é uma megametrópole. Ela se forma quando há conurbação de duas ou mais metrópoles ou quando o fluxo de pessoas, capitais, informações, mer- cadorias e serviços entre elas está plenamente integrado por modernas redes de transporte e comunicação. As megalópoles assinaladas na figura pelos números 1, 2 e 3 são, respectivamente: a) Boswash, Chipitts e San-San. b) Chipitts, Boswash e San-San. c) Chipitts, San-San e Boswash. d) San-San, Chipitts e Boswash. e) San-San, Boswash e Chipitts. 13. UEM-PR O processo de urbanização de uma sociedade origina uma rede urbana. Sobre o significado de rede urbana, assinale a alternativa correta. a) Refere-se à independência entre a área urbana e a área rural de um mesmo município. b) Trata-se das inúmeras relações travadas entre os bairros que compõem a zona urbana de uma cidade. c) Refere-se a um sistema integrado de cidades que abrange desde as pequenas ou locais, até as cidades gigantescas ou metrópoles, em um determinado espaço. d) Trata-se de um conjunto formado pelas atividades primárias, secundárias e terciária sem uma deter- minada cidade. e) Refere-se a um conjunto de pequenas cidades no interior. 14. UFC-CE (modificado) Na estruturação dos espaços mundiais, a internacio- nalização da economia vem consolidando, nas últimas décadas, as chamadas cidades globais – os vetores mais importantes da globalização. Folha de S. Paulo, 02/05/1999 – Especial Cidades, Ano 2000. Com base no texto acima, pode-se afirmar que: I. as cidades globais são aquelas que concentram conhecimentos em serviços ligados à globalização (escritórios das principais empresas mundiais em consultoria, publicidade, bancos, entre outros). II. elas formam uma rede de cidades por onde transita a maior parte dos fluxos de capital que alimenta os mercados financeiros internacionais. III. entre as cidades globais, destacam-se Nova Iorque, Tóquio, Londres (no Norte rico), além de outras como São Paulo, México (nos países em desenvolvimento). De acordo com o que foi exposto acima, assinale a opção correta. a) I e II estão corretas. b) II e III estão corretas. c) I, II e III estão corretas. d) Apenas I está correta. e) Apenas II está correta. 15. UFU-MG Durante alguns séculos, campo e cidade interagiam mutuamente, mas, com o processo que se inicia com as grandes navegações e consolida-se com a revolu- ção industrial, não é mais possível ficarmos imunes às mudanças e continuarmos com os mesmos conceitos e classificação hierárquica. Quando Lisboa, Londres, etc. têm relações intensas com áreas distantes, de onde vem grande parte de suas riquezas, é pouco falarmos apenas em uma cidade que tem um campo do qual depende e vice-versa, ou antes, é incorreto. SANTOS, M. Metamorfose do espaço habilitado. São Paulo: Hucitec, 1998, p. 54. Com base no texto acima, podemos afirmar que: a) as relações com as áreas longínquas ao campo imediato passam a ser uma constante, e mesmo uma necessidade para as cidades. b) como há trinta anos, atualmente é possível falar- mos em dicotomias como cidade/campo, agríco- la/industrial etc. c) quanto menos modernizada a atividade agrícola, mais ampla e dependentes são suas relações com as cidades. d) devidoàseparaçãocampo/cidade,hojeotrabalhador agrícola é um habitante exclusivo da zona rural.
  4. 4. 44 16. UnB-DF A cidade é o local que melhor evidencia o poder do homem de adaptar-se e mesmo de construir ambien- tes. Como qualquer outro ambiente, a cidade deve ser mantida em equilíbrio, ainda que de forma artificial. Com relação à questão ambiental urbana, julgue os itens adiante. 1. A cidade é um ambiente antrópico. 2. O conjunto de fatores essenciais à vida, à saúde e ao conforto humanos nas cidades denomina-se ecologia urbana. 3. O campo e a cidade apresentam relações de complementaridade que formam um grande ecossistema, caracterizado por fluxos de matéria e energia entre um e outro. 4. No campo, em regiões distantes das cidades, encontram-se as ilhas de calor. 17. Cefet-PR Uma rede urbana é um espaço que surge do crescimento do número de cidades e da população que nelas vive e que, com o tempo, vai se hierarquizando, em função da influência que as cidades maiores exercem sobre as me- nores. A esse respeito, analise as afirmações a seguir. I. A existência de uma rede urbana completa parte do princípio de que não é necessária uma intensa ur- banização acompanhada por uma industrialização. II. Países de economia principalmente agrícola apresentam redes urbanas fracas e incompletas, sendo, portanto, a rede urbana característica de países mais desenvolvidos. III. Nos países emergentes como Brasil e Coréia, nota-se a presença de uma rede urbana mais hierarquizada, pois apresentam maiores índices de urbanização. IV. Existe uma regra geral para a hierarquização das cidades e a formação da rede urbana: para milhares de pequenas delas existem centenas de cidades médias e algumas poucas metrópoles. Estão corretas: a) apenas II, III e IV. b) apenas I, II e III. c) apenas II e III. d) apenas III e IV. e) todas as afirmações. 18. O conceito geográfico de ______________: ela só existe quando os fluxos e os fixos estão interligados. Os fixos são os assentamentos. Os fluxos são a dinâmica, que liga as necessidades. A _____________ é o eixo de ligação para a conexão das cidades. Funções da _______________ = comunicação + território. As lacunas podem ser preenchidas corretamente por: a) hierarquia urbana. b) cidade global. c) rede urbana. d) urbanização. e) metrópole. 19. Mackenzie-SP (modificado) No limiar do século XXI, o mundo já é uma imensa cidade. Uma cidade modulada em muitas cidades. O globo terrestre deixa de parecer um planeta, uma configuração cósmica, para se revelar uma criação humana da atividade social, de algo que se cria e recria no curso da história dos povos. Esse é o Atlas no qual se localizam as grandes e as pequenas cidades. São metrópoles e megalópoles, povoados e vilas, centros e periferias; sempre atados de perto e de longe por estradas, rodovias, ferrovias, linhas aéreas, infovias, sempre atados pelas atividades sociais, econômicas, políticas e culturais. Octavio Ianni – Folha Mais – 19/08/2001 No texto, o autor sugere que: I. o planeta Terra é, hoje, uma construção humana que se fez ao longo do tempo. II. as cidades, por menores que sejam, formam, graças aos meios de transporte e comunicação, um conjunto integrado. III. a cidade é a síntese de todo o país e de toda a sociedade. IV. as cidades formam um conjunto acabado, atado e imobilizado em suas relações. São verdadeiras: a) apenas I, II e III. d) apenas I e II. b) I, II, III e IV. e) apenas I, III e IV. c) apenas II e IV. 20. UFU-MG Os gráficos a seguir mostram modelos de transição demográfica e de urbanização, relativos às regiões desenvolvidas e subdesenvolvidas. POTTER, R. (1993). Urbanization in the Third World. Com base na análise dos modelos apresentados nos gráficos, todas as alternativas estão corretas, exceto: a) Aaceleração da urbanização ocorre, quer nas regi- ões subdesenvolvidas, quer nas desenvolvidas, no período em que as taxas de mortalidade começam a declinar. b) A urbanização, nas regiões subdesenvolvidas, inicia-se mais tarde e se processa com maior velocidade do que nas regiões desenvolvidas. c) A urbanização, nas regiões subdesenvolvidas, ocorre num contexto de crescimento natural da população mais elevado do que nas regiões de- senvolvidas.
  5. 5. 45 PV2D-07-GG-34 d) O processo de rápida urbanização nos países desenvolvidos encontra-se superado, embora as taxas de natalidade, desde meados do século XX, mostrem-se flutuantes. e) Os estágios de transição demográfica e os níveis de urbanização projetados para o ano 2000 suge- rem que o processo de urbanização da humanida- de já terminou. 21. UFF-RJ As Cidades Globais Os processos de dispersão espacial e integração econômica, típicos do período atual, têm contribuído para o aumento do papel de algumas cidades na economia mundial. São as chamadas cidades globais, que emergem como pontos internacionais para investimentos, para a localização de escritórios empresariais e para a prestação de serviços e de consultoria financeira a vários mercados da economia global. Segundo os geógrafos Taylor e Flint, haveria no mundo 10 cidades globais de primeira grande- za, assim distribuídas geograficamente: 3 na América do Norte (Nova Iorque, Chicago e LosAngeles); 4 na Europa (Londres, Paris, Frankfurt e Milão); 3 na Ásia (Tóquio, Hong Kong e Cingapura). AS 10 MAIORES AGLOMERAÇÕES URBANAS (população em milhões de habitantes) 1 - Tóquio 35,3 2 - Cidade do México 19 3 - Nova Iorque 18,4 4 - Mumbai (ex - Bombaim) 18,3 5 - São Paulo 18,2 6 - Déli 15,3 7 - Calcutá 14,2 8 - Buenos Aires 13,3 9 - Jacarta 13,1 10 - Xangai 12,4 Population Division of the Department of Economic and Social Affairs of the United Nations Secretariat (2004) Tendo em vista o conceito de cidade global e a sua interpretação, analise o texto e a tabela e assinale a opção correta. a) A inclusão de Tóquio como grande aglomeração urbana deve-se ao fato de a capital japonesa ser o maior centro industrial e financeiro mundial. b) A relação de cidades globais apresentada revela o poder dos centros hegemônicos do capitalismo e a existência de uma periferia mais integrada à economia mundial. c) As cidades globais estão localizadas em países que vêm desempenhando um papel relevante na economia mundial há mais de um século. d) O peso demográfico de Nova Iorque, Mumbai e São Paulo é praticamente o mesmo e esta posição tende a se manter durante as próximas décadas. e) O fato de Nova Iorque eTóquio figurarem como aglo- merações urbanas e também como cidades globais demonstra que os dois conceitos são equivalentes. 22. UEPB As cidades globais ou metrópoles mundiais repre- sentam: I. as capitais político-administrativas dos países do norte. II. os espaços de comando que sediam as decisões estratégicas e a produção do conhecimento. III. os locais que difundem as inovações e estimulam novos comportamentos sociais. IV. as cidades que se situam no topo da hierarquia urbana nacional de cada país, oferecendo serviços especializados e absorvendo as mais recentes inovações produzidas no exterior. Estão corretas apenas as proposições: a) I e IV. b) I e III. c) II e III. d) I, III e IV. e) II e IV. 23. UFC-CE As cidades se consolidaram com mais ênfase após a Primeira Revolução Industrial, originando uma série de fenômenos espaciais. Sobre esse assunto, marque as alternativas verdadeiras. 01. O campo existiu durante séculos sem a cidade, e as primeiras cidades dependiam do meio rural. 02. A intensificação do êxodo rural traz como conse- qüência a urbanização. 04. A urbanização consiste no crescimento demográ- fico das cidades, podendo ser igual ou menor que o crescimento do campo. 08. A um sistema hierarquizado de cidades, que vai das cidades pequenas até as metrópoles, dá-se o nome de rede urbana. 16. Ocorre um processo de conurbação quando uma cidade cresce de forma vertical, tanto com construção de altos edifícios quanto de galerias e instalações subterrâneas. Dê a soma dos números dos itens corretos. 24. UEL-PR (modificado) Analise a imagem e leia o texto a seguir. Augusto Malta, sem título, Rio de Janeiro, 1920-30. Cria-se na cidade moderna um campo de batalha diário entre os pedestres e os novos veículos automotores. Qualquer percurso exige atenção máxima, concentra-
  6. 6. 46 ção, reflexos rápidos, golpe de vista, gestos atléticos e instinto de sobrevivência. A máxima dominante é o “Sempre alerta!” SEVCENKO, Nicolau. História da vida privada no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1998. v.3, p.550. Com base na imagem, no texto e nos conheci- mentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir. I. Por terem se tornado ações automáticas, caminhar, atravessar uma rua, prestar atenção ao trânsito e nos arredores passaram a ser irrelevantes e dispensáveis no mundo moderno. II. A imagem apresenta uma apropriação social do espaço urbano que se contrapõe àquela descrita no texto, pois retrata uma cena típica de cidades pré-industriais. III. Aexpansão da área de concentração que caracte- riza o espaço urbano das grandes metrópoles se tornou possível em decorrência do surgimento de novas tecnologias de transporte e comunicação. IV. A metrópole, em países subdesenvolvidos, repre- senta um espaço privilegiado para a incorporação de objetos e relações advinhas de países mais desenvolvidos. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I e II. c) III e IV. b) II e III. d) I, II e IV. 25. UFRGS-RS Sobre a população urbana dos países capitalistas desenvolvidos, considere as seguintes afirmações. I. Sua população se caracteriza por intensas rela- ções sociais e é susceptível às inovações. II. Elevada proporção da população ativa se con- centra em atividades dos setores secundário e terciário. III. O Reino Unido apresenta, atualmente, mais de 90% de sua população concentrada nas cidades. Quais são as corretas? a) Apenas I. d) Apenas I e II. b) Apenas II. e) I, II e III. c) Apenas III. 26. Unioeste-PR O século XX viu a consagração do processo de urba- nização e suas conseqüências – a extensão contínua dos subúrbios. Em quase todo o mundo, aproxima-se a era da urbanização total e de uma sociedade liberada do dualismo entre a cidade e o campo. O futuro da cidade, Jornal Folha de S. Paulo, em 27.06.1995 Sobre o processo de urbanização da humanidade, é correto afirmar que: 01. até por volta da Primeira Revolução Industrial, o campo mantinha a hegemonia sobre a cidade, uma vez que nele se concentrava a maioria da população e a maior parte das riquezas. 02. após o século XIX, vem ocorrendo um crescimento urbano a partir da transferência de pessoas do campo para a cidade, também conhecida como êxodo rural. 04. a urbanização originou redes urbanas, ou seja, um sistema integrado de cidades que vai das cidades pequenas ou locais até as metrópoles com influ- ência mundial. 08. a conurbação resulta do crescimento vertical das cidades, através de edifícios ou, às vezes, galerias e instalações subterrâneas. 16. o termo megalópole se refere a áreas superurba- nizadas, onde, numa pequena extensão territorial, há várias metrópoles e centenas de outras cidades menores. 32. nos chamados países do Terceiro Mundo, este fenômeno, muito embora hoje intenso, começou a ocorrer apenas nos anos 1990. 64. o maior crescimento da população urbana mundial continua ocorrendo nos países capitalistas desen- volvidos. Dê a soma dos números dos itens corretos. 27. UnB-DF A Revolução Industrial provocou uma grande urbani- zação e também acelerou o uso dos recursos naturais. O crescimento das indústrias ampliou a oferta de empregos nas cidades, desenvolveu ainda mais o comércio e os bancos e estimulou o crescimento do nú- mero de escolas, hospitais e outros serviços, atraindo populações para a cidade. Por outro lado, o consumo de matérias-primas e mercadorias representou um volume maior de poluição ambiental e de demanda de recursos naturais. Desse modo, a questão ambiental e a urbanização são fenômenos hoje vistos de forma inter-relacionada. Julgue os itens a seguir, referentes a essa temática. I. Adestruição ambiental contínua forçou o homem a abandonar as áreas não-urbanas e a migrar para as cidades, as quais não dependem do meio físico como as áreas rurais. II. As grandes cidades são uma exigência do homem, que necessita viver em grandes comunidades com contigüidade geográfica para dar vazão aos seus instintos sociais gregários e às suas necessidades culturais. III. As opções oferecidas pelo meio urbano – comér- cio, indústrias, emprego, lazer, educação, saúde e proximidade com o poder – atraem, em número cada vez maior, as pessoas para as cidades. IV. Diferentemente do ocorrido no passado, devido aos grandes níveis de estresse provocados pelo cotidiano urbano, a humanidade começa a aban- donar as cidades e a procurar áreas verdes, com ar e águas não-poluídos, para morar e trabalhar, havendo, então, uma tendência ao esvaziamento populacional das grandes cidades.
  7. 7. 47 PV2D-07-GG-34 28. Unioeste-PR “Apartir do começo do século XX o processo de centra- lização [da cidade] e a sua correspondente forma espa- cial, a área central, passaram a ser sistematicamente considerados pelos estudiosos do fenômeno urbano. De fato, a área central constitui-se no foco principal não apenas da cidade mas também de sua hinterlândia.” (CORRÊA, Roberto L. O espaço urbano. São Paulo : Ática, 1989.) Considerando o enunciado acima, sobre a área central nas grandes cidades, é correto afirmar: 01. O núcleo central apresenta um uso intensivo do solo, com alta concentração de atividades econô- micas, sobretudo do setor terciário. 02. A materialização do uso intensivo desta área pode ser constatada através da maior concentração ver- tical, facilmente distinguível na paisagem urbana. 04. É o ponto de gestão do território, pois aí estão lo- calizadas as sedes sociais ou escritórios regionais das principais empresas que atuam na cidade e em sua região de influência. 08. As atividades localizadas nesta área central são aquelas capazes de transformar custos locacio- nais elevados e ampla acessibilidade em lucros maximizados. 16. Apresenta-se como área residencial de alto status social, em razão das diversas vantagens que possui, como facilidade de tráfego e ausência de poluição, pelo fato das indústrias estarem locali- zadas na periferia da cidade. 32. A área central das cidades tornou-se foco dos estudos de vários pesquisadores somente quando ocorreu o intenso processo de urbanização da po- pulação européia, durante o auge do feudalismo. Some os números dos itens corretos. 29. UFRJ Se ao aterrisar em Trude eu não tivesse lido o nome da cidade escrito num grande letreiro, pensaria ter chegado ao mesmo aeroporto de onde havia partido. Os subúr- bios que me fizeram atravessar não eram diferentes dos da cidade anterior, com as mesmas casas amarelinhas e verdinhas. Seguindo as mesmas flechas, andava-se em volta dos mesmos canteiros, das mesmas praças. As ruas do centro exibiam mercadorias, embalagens e rótulos que não variavam em nada. Era a primeira vez que eu vinha a Trude, mas já conhecia o hotel em que por acaso me hospedei; já tinha ouvido e dito os meus diálogos com os compradores e vendedores de sucata; terminara outros dias iguais àquele olhando através dos mesmos copos os mesmos umbigos ondulantes. Por que vir a Trude, perguntava-me. E sentia vontade de partir. Pode partir quando quiser – disseram-me –, mas você chegará a uma outra Trude, igual ponto por ponto; o mundo é recoberto por uma única Trude que não tem começo nem fim, só muda o nome no aeroporto. Transcrito de: Ítalo Calvino. As cidades invisíveis. S. Paulo: Cia. das Letras, 1990. O autor aponta alguns aspectos e relações do urbano contemporâneo. Utilizando os elementos encontrados no texto, indique e analise a tendência do processo de urbanização descrita por ele. 30. UERJ Jornal do Brasil, 19/09/99 O processo de globalização da economia, que envolve a reestruturação técnica da produção e a redefinição da organização do trabalho, tem provocado drásticas mudanças sobre o nível de emprego e sobre a distri- buição de renda. Adaptado de Projeto RS, 2010 Realizando o futuro, pobreza urbana, 1998. Atualmente, a modernização da economia brasileira vem ocorrendo com o apoio da orientação neoliberal e com o empenho de acompanhar os novos patamares tecnológicos da revolução técnico-científica em curso. Considerando que, segundo muitos estudiosos, as medidas adotadas para tal opção têm um caráter excludente, visto que promovem a destruição de ati- vidades tradicionais e a não-inclusão dos destituídos no setor moderno: a) explique como esse processo de modernização com exclusão ocorre nas cidades; b) aponte um posicionamento defendido por aqueles que contestam a supervalorização do desenvolvi- mento tecnológico apoiada na política neoliberal. 31. UFSCar-SP Observe o quadro. As megacidades1 Tóquio, Cidade do México, Nova Iorque, São Paulo, Mumbai, Délhi, Calcutá, Buenos Aires, Xangai, Ja- carta, Los Angeles, Daca, Osaka, Rio de Janeiro, Ka- rachi, Pequim, Cairo, Mos- cou, Manila e Lagos. As cidades globais2 Nova Iorque, Tóquio, Lon- dres, Paris, Chicago, Frank- furt, Hong Kong, Los Ange- les, Milão e Cingapura. 1 Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), com base em dados de 2004. (www.un.org/.02.09.2005.) 2 Segundo Beaverstock; Smith; Taylor. A roster of world cities. GaWC, 1999. (www.iboro.ac.uk/. 02.09.2005.) O quadro apresenta formas distintas de classificar as grandes cidades na atualidade. a) Qual o critério básico para definir uma megacida- de? E uma cidade global? b) Justifique a localização das megacidades e das cidades globais, considerando o centro e a periferia do capitalismo.
  8. 8. 48 32. A urbanização é, sem dúvida, a principal transforma- ção social do nosso tempo. Em 1880, apenas 3% da população mundial vivia nas cidades. De 1950 até a virada do século XXI, a população urbana no mundo terá quadruplicado. A maior contribuição para esse aumento será dada por países: a) capitalistas desenvolvidos do hemisfério Norte. b) capitalistas subdesenvolvidos. c) socialistas de economia agrícola. d) socialistas de economia industrial. e) socialistas da África e da América Latina. 33. Mackenzie-SP Sobre o surto de urbanização que se verifica no mundo atual é correto afirmar que: a) é verificado com a mesma intensidade nos países desenvolvidos e subdesenvolvidos. b) é provocado, em todo o mundo, pelos altos índices de natalidade. c) é um fenômeno característico dos países indus- trializados europeus. d) é mais intenso nos países subdesenvolvidos, tendo como causa o êxodo rural. e) é mais intenso nos países desenvolvidos devido ao desenvolvimento industrial. 34. Leia o texto com atenção. Até a Segunda Guerra Mundial, o fenômeno foi lento e nasceu com a Revolução Industrial do século XVIII. Após a segunda metade do século passado, o fenô- meno se acelerou nos países ricos e atualmente marca os países subdesenvolvidos. O fenômeno enfocado é a(o): a) globalização. d) êxodo urbano. b) urbanização. e) megacidade. c) regionalismo. 35. UECE Tratando-se da degradação do meio ambiente em regiões urbano-industriais, é correto afirmar que: a) os países do Terceiro Mundo são os principais responsáveis pelas alterações atmosféricas re- gistradas no planeta. b) a queima de combustíveis fósseis, derivados do petróleo, não contribui para a ocorrência de mu- danças de temperatura. c) a verticalização das áreas urbanas afeta o meca- nismo de circulação do vento, contribuindo para o aumento das temperaturas. d) a excelente qualidade de vida da população dos grandes centros urbanos é diretamente proporcional à concentração dos grandes complexos industriais. 36. FAJ-SP O novo modelo de consumo tem produzido transforma- ções no espaço interno das metrópoles. Dentre elas destacam-se as seguintes, exceto: a) degradação no espaço central metropolitano. b) desenvolvimento do consumo como lazer. c) divisão menos elitista do espaço. d) localização de grandes estabelecimentos co- merciais ao longo de avenidas principais, vias expressas e rodovias. e) modificação no sistema de abastecimento. 37. PUCCamp-SP A população das grandes metrópoles brasileiras vê-se atingida pelas enchentes exageradas, pelo assorea- mento dos córregos e rios e pela impermeabilidade dos solos; pela destruição das áreas verdes, pela poluição do ar e da água, pela erosão que afeta os solos de áreas ocupadas de modo inadequado. A idéia central do texto faz referência: a) ao difícil acesso à terra nas cidades. b) às relações entre o indivíduo e a coletividade nas cidades. c) à intervenção do Estado na organização do espaço urbano. d) à capacidade de resistência da natureza ao cres- cimento urbano. e) aos problemas ambientais decorrentes da expan- são urbana desordenada. 38. Unicentro-PR Analise a tabela a seguir. Continentes Crescimento demográfico anual de 1996 a 2000 – % População urbana em 2000 – % A 0,89 35 B 0,51 35 C 0,15 74 Fnuap, ONU e Almanaque Abril, 2000. O processo de urbanização e o ritmo do crescimento demográfico, em termos mundiais, são bastante dife- renciados. Com base nos conhecimentos sobre o tema e na tabela, que representa três dos cinco continen- tes habitados do planeta, assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, os continentes A, B e C. a) Europa, Oceania e Ásia b) Europa, América e Oceania c) Oceania, Europa e África d) Ásia, Europa e América e) África, Ásia e Europa 39. UFRGS-RS Assinale a alternativa correta sobre aspectos da urba- nização nos países subdesenvolvidos. a) Nesses países, verifica-se um ritmo muito intenso no processo de urbanização. b) A urbanização teve início ainda no final do século passado. c) Oprocessodeurbanizaçãoestásendoacompanhado em igual ritmo pelo processo de industrialização. d) O Equador e a Venezuela são os países subde- senvolvidos mais urbanizados, onde a população urbana já supera 80% da população total. e) Apopulação urbana dos países subdesenvolvidos é sempre superior a 60% da população total.
  9. 9. 49 PV2D-07-GG-34 40. UFU-MG Após a década de 50, verifica-se, no processo de urbanização de algumas regiões do mundo, a for- mação de megalópoles. Sobre esse tipo de região urbana, é incorreto afirmar que: a) está associado às características do processo de urbanização típicas dos países desenvolvi- dos, sem condições de ocorrência nos países subdesenvolvidos. b) apresenta uma grande área de conurbação, cuja constituição é orientada pelos eixos de cresci- mento das principais cidades da região. c) ocorre em espaços onde se verificam fluxos intensos, decorrentes do dinamismo das ativida- des produtivas e de distribuição, dentre outras. d) foi identificado, primeiramente, nos EUA, mas, atualmente, é encontrado em outras áreas do mundo, notadamente em países da Europa e no Japão. 41. UFMG De acordo com dados da ONU, até o final do século, mais da metade da população do mundo viverá em cidades. Sobre o processo que levará à expansão da po- pulação mundial urbana, assinale a alternativa incorreta. a) Na África, a urbanização tem atingido índices sem precedentes, em parte como resultado da ampliação da área de seca que limita os espaços cultiváveis. b) Na América Latina, experimenta-se uma urba- nização intensa, em parte como resultado de se concentrarem, espacialmente, os escassos recursos econômicos. c) Na Ásia, vem se registrando um processo de urbanização lento, em parte como resultado das campanhas governamentais de incentivo à ocupação das terras agrícolas. d) Na Europa, o aumento da população das cidades tem sido insignificante porque o crescimento de- mográfico é baixo e a urbanização, um processo muito antigo. 42. PUC-MG Tendo em vista a evolução urbana das grandes cidades da América Latina, leia com atenção as afirmativas a seguir. I. A circulação, geralmente, obedece a modelos radiais, diante de um modelo do sistema viário com ligações bairros ao centro. II. O rompimento do modelo centro – periferia passa a ocorrer em função da adoção de novas formas de consumo com a implantação de centros admi- nistrativos, financeiros e de comércio, afastados da área central. III. Registra-se deterioração dos centros, que se contrapõe às novas áreas das cidades. É correto afirmar que: a) as três afirmativas são verdadeiras e se apre- sentam em uma seqüência lógica. b) as três afirmativas são verdadeiras, mas não se apresentam em uma seqüência lógica. c) apenas a afirmativa I é verdadeira. d) são verdadeiras apenas as afirmativas II e III. e) todas as afirmativas são falsas. 43. UFG-GO A urbanização dos países subdesenvolvidos cons- titui um fenômeno marcante da segunda metade do século XX. As características desse fenômeno, na América Latina, expressas na paisagem urbana das metrópoles, são decorrentes da: a) instalação de indústrias de bens de produção nos arredores das pequenas cidades e próximas às fontes de matéria-prima. b) inovação tecnológica e do aumento da produti- vidade das indústrias de bens de consumo, para suprirem as necessidades da vida urbana. c) implementação de parque industrial e da regula- ção, por meio do planejamento governamental, de deslocamentos populacionais para as cidades. d) industrialização tardia e da modernização das atividades agrícolas, conjugadas à concentração de pessoas nas grandes cidades. e) aglomeração humana e do aumento do poder aquisitivo da população, favorecidos pela ex- pansão do capital financeiro na economia. 44. UFF-RJ (modificado) A América Latina está se tornando uma das regiões mais urbanizadas do planeta. No atual milênio, o percentual estimado da população urbana latino- americana é de 80%. O processo de ocupação urbana, em curso no território latino-americano, apresenta, entre suas características: a) forma difusa, que acompanha o lento êxodo rural, assinalada por uma rede urbana de pequenas cidades. b) crescimento acelerado, particularmente após a Segunda Guerra Mundial, e forma concentrada em uma rede urbana marcada pela presença de grandes cidades. c) estrutura homogênea, formando rede de cida- des médias conectadas ao desenvolvimento de atividades rurais e mineradoras. d) função administrativa e portuária, constituindo uma rede litorânea de cidades como suporte das atividades de importação de bens. e) conteúdo marcantemente regional das cidades e forma dispersa que obedece à disposição do relevo.
  10. 10. 50 45. Vunesp A tabela seguinte contém dados das regiões metropolitanas com mais de 10 milhões de habitantes em 2000, números que são uma fonte de constante preocupação para a ONU, visto que em 1950 apenas Londres e Nova Iorque atingiam esse total. As projeções indicam que, em 2015, 23 áreas metropolitanas terão mais de 10 milhões de habitantes. Analise a tabela e, utilizando seus conhecimentos geográficos, assinale a alternativa que contém três conseqü- ências deste elevado crescimento populacional e os países onde este processo tem sido mais intenso. a) Aumento do poder aquisitivo, diminuição dos investimentos estrangeiros, aumento da produção industrial; países do Oriente Médio e da América Latina. b) Diminuição da população economicamente ativa, aumento do setor informal, aumento da população abaixo da linha de pobreza; países da Ásia e da África. c) Aumento do trabalho infantil, aumento do setor agrícola, aumento da produção industrial; países da Ásia Meridional e Extremo Oriente asiático. d) Diminuição da população economicamente ativa, aumento do setor eletroeletrônico, aumento da escolari- dade; países da Europa do leste e da África. e) Aumento do número de mulheres, diminuição da produção agropecuária, diminuição da população abaixo da linha de pobreza; países da Europa Ocidental e Austrália. 46. Vunesp As grandes cidades dos países pobres concentram graves problemas sócio-ambientais, exceto: a) ausência de rede de esgoto. b) precariedade dos transportes públicos. c) altos índices de doenças infecto-contagiosas. d) déficit de moradias e de abastecimento de água. e) aumento dos empregos no mercado formal.
  11. 11. 51 PV2D-07-GG-34 47. UFV-MG O gráfico a seguir apresenta as maiores aglomerações urbanas do mundo no período entre 1970 e 2010. De acordo com os dados anteriores, é incorreto afirmar que: a) São Paulo teve um crescimento proporcional e absoluto superior ao do Rio de Janeiro. b) nenhuma das maiores aglomerações urbanas situa-se no continente europeu. c) São Paulo será a maior aglomeração urbana do mundo ao final da primeira década do século XXI. d) o continente asiático concentra o maior número de aglomerações urbanas com mais de 10 milhões de habitantes. e) a população de Osaka manteve-se praticamente inalterada no período abordado. 48. UFMS Na década de 1950, existiam apenas vinte cidades no globo terrestre que possuíam população superior a 2,5 milhões de habitantes. Entre essas cidades, apenas seis estavam situadas no Terceiro Mundo. A projeção para essa virada de milênio é que, das 46 maiores aglomerações do mundo, pelo menos vinte delas estarão no Terceiro Mundo. De acordo com o texto, assinale a alternativa correta. a) Neste final de século, a urbanização passou a ser encarada como um acontecimento muito rápido e momentâneo. b) A urbanização é um fenômeno que não segue o processo lento da infra-estrutura espacial e, em muitas áreas do globo terrestre, está ocorrendo de forma descontrolada. c) Todas as cidades que apresentam população su- perior a dez milhões de habitantes estão situadas nas zonas intertropicais do globo terrestre, portanto no Terceiro Mundo. d) As elevadas taxas de urbanização encontradas nos diversos países do globo terrestre indicam o predomínio das atividades ligadas ao setor secun- dário da economia. e) O aumento de cidades do Terceiro Mundo com alto poderio econômico, como São Paulo, BuenosAires e Cidade do México, reduz o grau de dependência das grandes potências do Primeiro Mundo. 49. Cefet-PR O espaço global da “era da informação” é polari- zado pelas cidades onde se concentram as sedes das instituições que controlam as redes mundiais: bolsas de valores, corporações bancárias e indus- triais, companhias de comércio exterior, empresas de serviços legais e financeiros e agências públi- cas internacionais. Essas são as cidades globais. Das alternativas a seguir, identifique a que estiver incorreta. a) Vários centros urbanos do mundo subdesenvol- vido se caracterizam, nitidamente, como cidades globais e as principais estão na Ásia: Nanquim, na China, e Kuala Lumpur, na Malásia; na América Latina: Rio de Janeiro, no Brasil, Buenos Aires, na Argentina, e Cidade do México, no México. b) As cidades globais funcionam como centro de tomadas de decisões capazes de afetar a orga- nização de territórios, em escala macrorregional, continental ou mundial. Portanto, as funções e atividades desses centros urbanos estão asso- ciadas muito mais ao mercado mundial do que à economia nacional. c) As cidades globais completas localizam-se nos países desenvolvidos e as principais são os centros financeiros mundiais – Nova Iorque, nos Estados Unidos, Londres, na Grã-Bretanha, Frankfurt, na Alemanha, e Tóquio, no Japão. Num patamar inferior, aparecem concentrações financeiras e de serviços como Paris, na França, Zurique, na Suíça, Milão, na Itália, Amsterdã, na Holanda, Toronto, no Canadá, e Sydney, na Austrália. d) Fora dos países desenvolvidos, alguns centros urbanos se caracterizam, nitidamente, como cida- des globais, como Cingapura e Hong Kong, pois a condição de cidade-Estado estruturou economias direcionadas ao mercado mundial. e) Existem cidades que desempenham algumas funções globais limitadas – São Francisco, nos Estados Unidos, funciona como aglomeração de empresas de alta tecnologia; Bruxelas, na Bélgica, é sede de instituições públicas de âmbito interna- cional; Roterdã, na Holanda, é conexão portuária do comércio mundial. 50. Unama-AM Cidade-dormitório Simplório, moleque de rua queria brinquedo que via na TV não pode, muito caro dinheiro dos pais só dá para comer e pagar aluguel. Simplório cresceu brincando na chuva simplório rapazinho queria continuar os estudos não pode, disse o pai tem que trabalhar e ajudar a sustentar os irmãos. Simplório é apresentado ao trem
  12. 12. 52 ao ônibus depois do trem hora e meia de viagem até o emprego marmita caquética no almoço Hora e meia de viagem de volta. In: Criança, de Sérgio Alves, mimiogr., s/d. Esses versos mostram algumas características dos trabalhadores que habitam as periferias das grandes cidades brasileiras. Identifique essas ca- racterísticas. a) Facilidade de acesso ao local de trabalho, condi- ções condignas de moradia e precoce ingresso no mercado de trabalho. b) Devido ao significativo nível de renda, dispõem de habitações confortáveis, geralmente conjuntos ha- bitacionais, que possuem infra-estrutura sanitária, escolas e postos de saúde. c) Reduzida renda familiar, precárias condições de moradia, transporte e educação; precoce ingresso no mercado de trabalho e família numerosa. d) Habitam periferias, principalmente áreas de inva- são, embora disponham de fácil acesso ao local de trabalho. e) Geralmente são trabalhadores qualificados, de classe média, com razoável padrão de vida. 51. Unioeste-PR Os dados apresentados na tabela abaixo resultam de projeções realizadas sobre o crescimento das maiores áreas metropolitanas do mundo. As maiores áreas metropolitanas em 2015 Cidades População estimada (em milhões) 1. Tóquio (Japão) 28,7 2. Mumbai (ex-Bombaim) (Índia) 27,4 3. Lagos (Nigéria) 24,4 4. Xangai (China) 23,4 5. Jacarta (Indonésia) 21,2 6. São Paulo (Brasil) 20,8 7. Karachi (Paquistão) 20,6 8. Pequim (China) 19,4 9. Dacca (Bangladesh) 19,0 10. Cidade do México (México) 18,8 World Resources Institute, 1996. O Estado de S. Paulo, 02/06/96, Caderno Cidades A partir dessas projeções, é correto afirmar: 01. O aumento da população urbana, principalmente em áreas metropolitanas, é um indício de que a qualidade de vida irá melhorar nesses países em virtude das condições de saneamento básico, saú- de, educação e emprego oferecidas nas cidades. 02. Segundo as projeções, as maiores áreas metro- politanas do mundo estarão localizadas predomi- nantemente em países pobres. 04. Seessasprojeçõesseconfirmarem,serãomuitoagra- vadososproblemasjáexistentesrelativosàhabitação, transporte, qualidade do ar e da água, destinação do lixo e infra-estrutura das grandes cidades. 08. O aumento da população urbana relaciona-se, principalmente, às características do atual está- gio do capitalismo mundial, estágio que atribui à cidade o papel de gerenciamento dos processos de inovação econômica e tecnológica. 16. As maiores áreas metropolitanas estarão loca- lizadas em países de economia desenvolvida, tendo em vista que seu processo de urbanização é anterior ao dos países em desenvolvimento. 32. Devido ao surpreendente crescimento de suas economias nos últimos anos do século XX, os países africanos apresentarão as maiores áreas metropolitanas do mundo, aumentando de forma significativa a taxa de urbanização do continente. Dê a soma dos números dos itens corretos. 52. Unioeste-PR História e, especialmente, os índices de urbanização são diferenciados, e determinados pelo tipo de do- minação/subordinação estabelecido entre os países industriais e os dependentes. Esta relação de dependência específica e, portanto, diferenciada histórica e espacialmente em relação a cada uma das economias dependentes, decorre do tipo e do grau de dominação-subordinação estabelecidos, e promove níveis de urbanização diferentes. SPOSITO, Maria E. B. Capitalismo e urbanização. São Paulo: Contexto, 2000. p. 69. Sobre o assunto enunciado, é correto afirmar que: 01. a crescente modernização econômica e a urbani- zação dos países latino-americanos provocou uma diminuição significativa das desigualdades sociais nesses países, visto que houve uma interação deles à produção e ao consumo capitalista mundial. 02. uma das principais características da urbaniza- ção latino-americana é a macrocefalia urbana, ou seja, algumas cidades, como Buenos Aires e Montevidéu, por exemplo, concentram exagera- damente papéis urbanos não só pelo tamanho, mas pela importância política e econômica que representam para o país como um todo. 04. as desigualdades sociais nos países latino- americanos refletem-se diretamente no espaço urbano, sendo a paisagem das grandes cidades marcada pela convivência de áreas extremamente modernas e ricas e outras bastante precárias, sem infra-estrutura e serviços públicos essenciais. 08. entre as metrópoles globais não estão incluídas grandes cidades do Terceiro Mundo, visto que não são lugares-chave para os serviços avan- çados e para as telecomunicações necessárias à implementação e ao gerenciamento das ope- rações econômicas globais.
  13. 13. 53 PV2D-07-GG-34 16. entre as metrópoles globais incluem-se grandes cidades do Terceiro Mundo, as quais, entretanto, apresentam características particulares devidas à modernização incompleta, sua e do respectivo país, segundo as condições próprias de cada Estado-nação. 32. o processo de urbanização latino-americano deu-se de maneira homogênea e uniforme, não sendo importantes as características históricas e culturais próprias de cada um dos países. Some os números dos itens corretos. 53. Unioeste-PR A cidade é lugar onde se concentra a força de trabalho e os meios necessários à produção em larga escala – a industrial –, e, portanto, é o lugar da gestão das decisões que orientam o desenvolvimento do próprio modo de produção, comandando a divisão territorial do trabalho e articula a ligação entre as cidades de rede urbana e entre as cidades e o campo. SPÓSITO, Maria E.B. Capitalismo e urbanização. São Paulo: Contexto, 1994. Considerando o enunciado acima, é correto afirmar: 01. A cidade é, particularmente, o lugar onde se reúnem as melhores condições para o desen- vovimento do capitalismo, pois o seu caráter de concentração e densidade viabiliza a realização com maior rapidez do ciclo do capital, desde a produção até o consumo. 02. Não se deve identificar exclusivamente a cidade com o capitalismo, porque este modo de produ- ção também está no campo e só é possível de se reproduzir através do aumento da articulação entre a cidade e o campo. 04. Com o processo de industrialização que atingiu diversos países, acentuou-se a articulação en- tre a cidade e o campo, transformando o rural em espaço dependente do urbano, inclusive porque há um aumento do consumo da produção e dos serviços da cidade pelos moradores do campo. 08. O desenvolvimento do capitalismo industrial provocou fortes transformações nos modelos da urbanização, no que se refere ao papel desempe- nhado pelas cidades e na sua estrutura interna. 16. A urbanização de uma sociedade origina uma rede urbana, isto é, um sistema integrado que vai das cidades pequenas até as metrópoles ou megalópoles. Some os números dos itens corretos. 54. Unicamp-SP SegundoprojeçõesdaCEPAL(ComissãoEconômicapara aAméricaLatina–marçode1991)paraapróximadécada, 20 dos 25 maiores núcleos urbanos se encontrarão na parte mais pobre do planeta, na qual atualmente cerca de 25% da população vive em estado de absoluta pobreza. Por que é esta a tendência da urbanização mundial? 55. UFPR O que é urbanização e qual sua conseqϋência na qualidade de vida das populações? 56. UFRJ Em cidades grandes ou pequenas, em países pobres e mesmo em países ricos, cresce o número de pessoas que sobrevivem do comércio ambulante informal. Apresente duas razões que expliquem a expansão da prática do comércio ambulante no mundo. 57. Unicamp-SP O fenômeno da urbanização ocorre em escala mundial, tanto nos países ricos quanto nos países pobres e em diferen- tes hierarquias. Considerando que as megacidades são aquelas que apresentam mais de 10 milhões de habitantes e que as cidades globais são os centros da economia mundial, observe os quadros a seguir e responda: As megacidades no novo milênio – 1975/2015 (áreas urbanas com mais de 10 milhões de habitantes) Aglomeração urbana – País População (em milhões) Taxa de crescimento (em porcentagem) 1975 2000 2015 1975 – 2000 2000 – 2015 Tóquio – Japão 19,8 26,4 27,2 1,16 0,19 São Paulo – Brasil 10,3 18 21,2 2,21 1,11 Cidade do México – México 10,7 18,1 20,4 2,1 0,82 Nova Iorque – EUA 15,9 16,7 17,9 0,21 0,47 Mumbai (Bombaim) – Índia 7,3 16,1 22,6 3,13 2,26 Los Angeles – EUA 8,9 13,2 14,5 1,57 0,62 Calcutá – Índia 7,9 13,1 16,7 2,02 1,66 Dacca – Bangladesh 2,2 12,5 22,8 7 3,99 Déli – Índia 4,4 12,4 20,9 4,13 3,45 Xangai – China 11,4 12,9 13,6 0,48 0,36 Adaptado de www.fnuap.orb.br/ESTRUT/SERV/arquivos/TAB_indicadores8.xls
  14. 14. 54 As megacidades no novo milênio – 1975/2015 (áreas urbanas com mais de 10 milhões de habitantes) Aglomeração urbana – País População (em milhões) Taxa de crescimento (em porcentagem) 1975 2000 2015 1975 – 2000 2000 – 2015 Buenos Aires – Argentina 9,1 12 13,2 1,1 0,61 Jacarta – Indonésia 4,8 11 17,3 3,31 3,0 Osaka – Japão 9,8 11 11 0,45 - Beijing (Pequim) – China 8,5 10,8 11,7 0,95 0,49 Rio de Janeiro – Brasil 8,0 10,7 11,5 1,16 0,54 Karachi – Paquistão 4 10 16,2 3,69 3,19 Manila – Filipinas 5 10 12,8 2,75 1,56 Adaptado de www.fnuap.orb.br/ESTRUT/SERV/arquivos/TAB_indicadores8.xls a) Quais são as três megacidades que no período 1975-2000 apresentaram as maiores taxas de crescimento? Aponte as principais razões desse significativo crescimento. b) Dentre as megacidades, Nova Iorque e Tóquio são os principais exemplos de cidades globais. Identifique duas características das cidades globais. c) Explique uma conseqüência socioeconômica do crescimento acelerado das megacidades nos países pobres. Justifique sua resposta. 58. UFG-GO As paisagens urbanas, nas sociedades capitalistas, são dinamizadas pela apropriação e pelo uso intensi- vos do solo urbano, que definem a função e a forma das cidades. Tendo a foto como referência: São Paulo, década de 1990: Avenida Paulista. ROSS, Jurandy Sanches. org. Geografia do Brasil. 2. ed. São Paulo: Edusp, 1998. p. 448.Adaptado. a) identifique e descreva dois aspectos dessa paisagem, quanto à forma, que demonstram a apropriação e o uso do solo urbano; b) apresente duas funções das cidades contemporâ- neas que dinamizam as paisagens urbanas. 59. Vunesp Observe a tabela a seguir. Maiores cidades do mundo-1995 e 2015, em milhões de habitantes 1995 2015 Tóquio, Japão 26,8 Tóquio, Japão 28,7 São Paulo, Brasil 16,4 Mumbai, Índia 27,4 Nova Iorque, EUA 16,3 Lagos, Nigéria 24,4 Cidade do México, México 15,6 Xangai, China 23,4 Mumbai (ex: Bombaim) Índia 15,1 Jacarta, Indonésia 21,2 Xangai, China 15,1 São Paulo, Brasil 20,8 Los Angeles, EUA 12,4 Karachi, Paquistão 20,6 Pequim, China 12,4 Pequim, China 19,4 Calcutá, Índia 11,7 Dacca, Bangladesh 19,0 Seul, Coréia do Sul 11,6 Cidade do México 18,8 ONU, 1995 Estimativas feitas pela ONU indicam que no ano 2025 dois terços da população mundial estarão vivendo nas cidades. a) Identifique as cidades incluídas entre as 10 maio- res do mundo que, em 1995, não se localizavam nas áreas mais ricas do planeta. Destaque três aspectos relacionados à qualidade de vida, que são característicos das referidas cidades. b) Compare os dados de 1995 com a projeção feita para o ano 2015 e destaque as mudanças que, possivelmente, ocorrerão quanto à localização geográfica das maiores concentrações urbanas.
  15. 15. 55 PV2D-07-GG-34 60. UEMG Os Estados Unidos detêm hoje o índice de maior produtividade agrícola do planeta. Todas as alternativas caracterizam a agropecuária dos EUA, exceto: a) a existência de áreas agrícolas especializadas. b) o elevado grau de mecanização. c) a forte presença de empresas que atuam em vários países do globo. d) o emprego de 65% da população economicamente ativa no setor primário da economia. 61. UFU-MG Interprete o fragmento abaixo. Há muitos séculos os agricultores vêm tentando me- lhorar as espécies de plantas por meio da realização de cruzamentos e da seleção de sementes. No século XX, com o desenvolvimento da transgenia, foi possível realizar a melhoria genética, por meio do planejamento e da execução de cruzamentos controlados e da sele- ção planejada, revolucionando o processo de produção agropecuária. COELHO, Marcos de Amorim e SOARES, Lygia Terra. Geografia Geral: o espaço natural e socioeconômico. São Paulo, Moderna, 2001. p. 389. Aqueles que defendem a ampla aplicação de modifica- ções genéticas consideram como vantagens algumas das afirmações abaixo, exceto: a) o aumento brutal da produtividade e da produção desses alimentos acarretaria menores riscos e gastos. b) como a alimentação é a base da vida saudável, os alimentos transgênicos podem interferir na saúde das pessoas. c) com a criação de plantas mais resistentes reduz o uso de agrotóxicos e de fertilizantes. d) os transgênicos resolveriam o problema da fome no mundo. 62. UFSM-RS Em qualquer sistema agrícola, a produtividade de- penderá da combinação de três fatores principais, que são: a) capital variável, trabalho e produção. b) capital fixo, adubação e mecanização. c) trabalho, terra e capital constante. d) capital constante, terra e irrigação. e) seleção de sementes, adubação e mecanização. 63. UFPE Essa prática agrícola visa, de uma certa maneira, a que- brar ciclos de doenças e pragas, mudando a cultura de lugar, e a poupar o solo da exaustão causada pela mono- cultura. Um dos exemplos mais comuns no Brasil dessa prática agrícola são as culturas do milho e do feijão. O que está sendo especificamente descrito? a) A agricultura integrada. b) A agricultura orgânica. c) A rotação de culturas. d) A agrossilvicultura. e) A agricultura de plantation. 64. Plantation tem origem no capitalismo comercial do século XVI, com cultivos tropicais, baseada na mono- cultura para exportação. Os países citados, apresentam este sistema, exceto: a) República Dominicana. d) Brasil. b) Colômbia. e) Gana. c) Canadá. 65. Mackenzie-SP Os países do golfo da Guiné, na África, são grandes exportadores de produtos agrícolas, mas suas po- pulações, muitas vezes, não têm o que comer. Essa situação se explica: a) pelo aumento das áreas de plantations, controladas especialmente por poderosas multinacionais. b) pelo baixo poder aquisitivo de populações que recebem muito pouco pelo trabalho executado. c) pela concorrência de produtos estrangeiros que chegam à região com preços incompatíveis para o consumo. d) pelo excessivo aumento do crescimento vegetativo de um continente que ocupa os primeiros lugares na população do mundo. e) pela falta de vias de escoamento de uma produção localizada em regiões de difícil acesso. 66. Mackenzie-SP A mobilização de abundante mão-de-obra em peque- nas propriedades, geralmente irrigadas, e a utilização de intensa adubação orgânica caracterizam o sistema agrícola conhecido como: a) jardinagem oriental. d) lavoura itinerante. b) roça tropical. e) plantations. c) rotação trienal. 67. Mackenzie-SP As grandes áreas de rizicultura do mundo se localizam no sul e sudeste da Ásia, onde: a) a mão-de-obra excedente da industrialização regional é utilizada na agricultura. b) há grande utilização da força de trabalho, pequena aplicação de capital e condições climáticas que favorecem uma sazonalidade muito pronunciada da atividade agrícola. c) as planícies aluvionais recebem uma atividade mui- to lucrativa para as plantations que industrializam os excedentes. d) a enorme população rural, com técnicas de jardi- nagem, sobrevive exclusivamente destes cultivos e da criação de bovinos e caprinos. e) a mecanização, cada vez maior, é responsável pela substituição da mão-de-obra humana, gerando fome e desemprego. Capítulo 2
  16. 16. 56 68. FGV-SP A agricultura do Brasil e a da Costa do Marfim têm em comum o seguinte: a) estão entre os primeiros produtores de café e cacau do mundo, ambos cultivados em solos de climas quentes e úmidos. b) a estrutura cooperativa da produção de frutas tro- picais propiciou a ampliação de sua participação no mercado internacional. c) possuem os maiores arrozais de sequeiro, em solos de clima semi-úmidos e semi-áridos. d) possuem extensas áreas do plantio da soja em terras subtropicais com chuvas de inverno. e) apresentam baixa produção de milho, tendo ne- cessidade de importar grandes tonelagens desse grão dos Estados Unidos e do Canadá. 69. Unifor-CE Dentre as características da agricultura norte-ameri- cana, pode-se citar: a) o protecionismo estatal sob forma de subsídios aos agricultores. b) os elevados impostos federais pagos pelos produ- tores agrícolas. c) a grande participação do setor no Produto Nacional Bruto. d) a gradativa diminuição da produtividade agrícola devido ao esgotamento dos solos. e) o baixo preço das terras que ainda representam um custo abundante. 70. UEL-PR O mundo desenvolvido caracteriza-se por apresentar elevada urbanização, pequeno crescimento vegetativo e crescimento da população idosa. Quanto ao setor primário, apresenta: a) alta parcela do PNB, crescente mecanização e tendência à monocultura. b) alta participação do PNB, alta mecanização, cultu- ras visando à industrialização e formas intensivas de ocupação. c) alta participação do PNB, crescimento no comércio mundial, tendência à monocultura e alta mecani- zação. d) baixa parcela do PNB, tendência à monocultura, alta mecanização e culturas visando à industriali- zação e ao mercado externo. e) pequena parcela do PNB, alta mecanização, forma intensiva de uso da terra e comercialização dos produtos agrícolas visando ao mercado interno. 71. UEL-PR Em relação à agricultura dos Estados Unidos, é incor- reto afirmar: a) caracteriza-se pela presença de cinturões agríco- las ou belts. b) apresenta um elevado grau de mecanização. c) detém o maior índice de produtividade do planeta. d) caracteriza-se pela agroindústria. e) caracteriza-se por empregar a maior parte de sua população em atividades agrícolas. 72. Mackenzie-SP Assinale a alternativa correta, relativa aos efeitos da im- plantaçãodaRevoluçãoVerde,apartirdadécadade1950, que acentuou profundas alterações no espaço agrário mundial, sob o pretexto de eliminar a fome no mundo. a) Eliminação das práticas de plantations, nos países subdesenvolvidos, que vinham sendo utilizadas desde a época das colonizações, nos séculos XVI e XVII. b) Ampliação das práticas da agricultura com base familiar, levando, aos países subdesenvolvidos, sustentação tecnológica. c) Definição, nos países subdesenvolvidos, de uma estrutura fundiária injusta, com a reafirmação da concentração de terras. d) Utilização, nos países onde se implantou, de terras devolutas, visando à criação de cooperativas. e) Implantação de áreas para a produção de hortifru- tigranjeiros, denominadas cinturões verdes, para atender à demanda de consumo urbano. 73. Mackenzie-SP A tabela acima permite afirmar que: a) o papel dos fatores naturais, como elementos hostis ou adversos sobre as sociedades humanas, não tem um caráter de permanência. b) a adversidade dos fatores naturais não influencia a ocupação econômica do espaço. c) a humanidade não consegue transpor as hostili- dades impostas pelos fatores naturais. d) a mecanização é fundamental para o desenvol- vimento agropecuário, portanto a produção não depende dos fatores naturais. e) as regiões que mais produzem alimentos não necessitam de investimentos tecnológicos para contornar as adversidades naturais. 74. UEM-PR Assinale o que for correto sobre a Revolução Verde e a agricultura “orgânica”. 01. ARevolução Verde introduziu técnicas ecológicas de cultivo, visando ao aumento da produção agrícola. 02. A agricultura “orgânica” e a Revolução Verde contribuíram para a redução do desemprego no campo, por serem intensivas em utilização de mão-de-obra. 04. A Revolução Verde valorizava a monocultura em grandes propriedades, como forma de aumentar a produtividade. 08. A agricultura “orgânica” não utiliza produtos quí- micos prejudiciais à saúde.
  17. 17. 57 PV2D-07-GG-34 16. Devido aos riscos maiores de perda da colheita e a outros custos de produção, os produtos “orgânicos” costumam ter preço final superior ao dos produtos cultivados da forma convencional, isto é, com uso de agrotóxicos sintéticos prejudiciais à saúde. 32. As verduras e os legumes produzidos pela agri- cultura “orgânica”, no Brasil, são rejeitados pelo consumidor, pois apresentam aspecto pouco atraente. Devido a esse motivo, não chegam às prateleiras dos grandes supermercados e não têm padrão para exportação. Some os números dos itens corretos. 75. As receitas das colheitas e a produtividade animal registram valores muito inferiores quando comparados com a média da União Européia devido ao baixo inves- timento agrícola, à fraca mecanização, ao pouco uso de fertilizantes e por causa do fragmentado sistema de ocupação da terra. As principais colheitas são as de cereais (trigo, cevada, milho e arroz), batatas, uvas (para a vinicultura), azeitonas e tomates. (...) Um terço do país é arborizado. Grande parte das áreas montanhosas está bem adaptada à silvicultura, e os produtos da floresta (cortiça, resina e madeiras de pinho e eucalipto), cujo valor de mercado tem vindo a aumentar, registram uma grande procura no campo industrial. Avasta costa marítima em um país de pequeno território e a abundância de peixes nas águas que rodeiam o país favorecem o desenvolvimento da indústria pesqueira.As sardinhas, anchovas e atum apanhados na costa, além de outras espécies, como o bacalhau do Atlântico Norte, contribuem fortemente para o abastecimento de comida. A indústria pesqueira prosperou e os seus produtos são exportados para o mundo. adaptado de http://www.portugal-live.net acesso em 10/04/2007 O texto refere-se a um membro da União Européia des- de 1986. Assinale a alternativa que indica esse país. a) Reino Unido b) França c) Portugal d) Romênia e) Suécia 76. Unipar-PR O projeto de lei agrícola (Farm Bill) aumenta os gas- tos do governo com a agricultura em cerca de 70% e amplia os subsídios à produção. O projeto detalha a entrega de fundos para os produtos agropecuários e para programas de reflorestamento, conservação de terra, alimentação para os pobres e pesquisa agrope- cuária, entre outros. A nova lei agrícola tomará o lugar da “Lei de Liberdade para o Campo”, de 1996, que reduzia subsídios e o excesso de safras. A Farm Bill é mais um passo no protecionismo prati- cado pelo país: a) EUA b) Japão c) China d) Alemanha e) Dinamarca 77. Cefet-PR Assinale, entre as alternativas abaixo, a que apresen- ta a principal e correta diferença entre a agricultura da América do Norte e a da Europa. a) A economia da plantation é característica da Eu- ropa, enquanto nos Estados Unidos existe grande número de lavouras de subsistência. b) Nos EUApredominam as pequenas propriedades, ao contrário da Europa, onde as planícies abrigam extensos latifúndios. c) A população ativa no setor na Europa é muito rarefeita, enquanto na América do Norte quase 40% da PEA trabalha nos campos. d) Na Europa o sistema agrícola combina a rotação de culturas, enquanto nos EUA predominam grandes áreas especializadas. e) Não existem grandes diferenças entre a agricul- tura praticada nestas regiões. 78. PUC-SP O açúcar foi escolhido por Portugal como produto em que se basearia a colonização brasileira, e a produção açucareira ocorreu de acordo com a plantation, tendo como características: a) monocultura, latifúndio e trabalho escravo, voltado para o mercado externo. b) policultura, latifúndio e trabalho escravo, voltado para o mercado interno. c) policultura, minifúndio e trabalho remunerado, voltado para o mercado externo. d) monocultura, minifúndio e trabalho escravo, vol- tado para o mercado externo. e) monocultura, latifúndio e trabalho remunerado, voltado para o mercado externo. 79. Vunesp O comércio internacional tem aumentado seu vo- lume nesses últimos anos. Mesmo os países em desenvolvimento têm visto sua participação crescer. É o caso do Brasil, que, segundo dados divulgados pela imprensa, participa com 1% desse comércio. Atualmente, nosso país é um dos mais ativos na OMC (Organização Mundial do Comércio) e: a) procura defender a criação de um mercado co- mum latino-americano nos moldes do Nafta ou da Alca. b) mantém uma política de defesa em relação à indústria extrativa nacional, atualmente estati- zada. c) exige que os países emergentes, como a Índia ou o México, aumentem as importações de nossos produtos. d) defende a expansão das políticas neoliberais, que têm como um de seus objetivos a redução das desigualdades no mundo. e) luta contra as altas taxas de importação impostas pelos países ricos que procuram defender seus produtos agrícolas.
  18. 18. 58 80. UEL-PR Leia com atenção as três descrições de tipos de agricultura que contêm algum dos indicadores que caracterizam. Tipo 1 – Não há ocorrência de latifúndios, é pequena a comercialização da produção, também é pequena a proporção de assalariados na mão-de-obra, assim como é ínfimo o investimento de capital. Tipo 2 – Quase não há ocorrência de latifúndios, a comercialização de produtos é bem grande, existe uma significativa proporção de assalariados envolvidos no processo produtivo e, por fim, há um grande investi- mento de capital na produção. Tipo 3 – Há uma grande ocorrência de latifúndios, é grande a comercialização da produção, assim como é também grande a utilização de mão-de-obra assa- lariada; todavia, o investimento de capital no processo produtivo é pequeno. Com base nas informações contidas nessas descri- ções, qual das conclusões seria a mais correta? a) Os tipos de atividades descritos caracterizam-se pelo uso intensivo da terra, do trabalho e do capi- tal. b) O volume de excedente de produtos alimentares é diretamente proporcional ao tamanho das pro- priedades. c) A agricultura do tipo 2 gera menos excedentes comercializáveis do que a agricultura do tipo 1. d) A agricultura do tipo 2 é o único dos três tipos que corresponde às características de um sistema agrí- cola intensivo quanto ao investimento de capital e uso da terra. e) O volume de capital investido é diretamente propor- cional à quantidade de mão-de-obra empregada, nos três tipos. 81. Cesgranrio-RJ Porcentagem do valor de produtos agrícolas na expor- tação de alguns países. Guia do Terceiro Mundo – 1986 Qual a afirmativa que não permite uma conclusão a partir dos dados fornecidos pela tabela? a) Esses países terão a lavoura de subsistência dimi- nuída não só pelo desvio de parte da mão-de-obra para os cultivos de exportação como também pela destinação dos melhores solos e da maior parte das terras para esses cultivos. b) A economia desses países é atrelada a produtos primários para exportação, cedidos a baixos preços e sempre com tendência à diminuição de cotação no mercado internacional. c) Esses países têm a sua economia baseada no cultivo de um só produto (monocultura) destinado à exportação, que é orientada do exterior pelos países centrais. d) Esses produtos são controlados por proprietários nacionais, o que beneficia a população nativa com melhores salários e a permissão aos trabalhadores de utilizarem parte da terra para a sua subsistên- cia. e) Não é vantajoso, para esses países, que a maior parte da renda bruta seja obtida pela exportação de um só produto. 82. UEM-PR Sobre a agricultura de subsistência ou itinerante, assinale a(s) alternativa(s) correta(s). 01. Envolve grandes contingentes de mão-de-obra temporária, de bóias-frias. 02. Comodispensaousodemaquináriopesado,favorece a conservação da estrutura e dos minerais do solo. 04. Utiliza técnicas rudimentares, simples. 08. Utiliza adubos orgânicos e é intensiva em mão- de-obra; por esses motivos, a produtividade é elevada, como se observa nos cultivos de arroz das planícies inundadas da Ásia. 16. Ocupa preferencialmente grandes propriedades rurais, latifúndios improdutivos e zonas de ocupa- ção pioneira. 32. Atende ao consumo alimentar dos próprios agri- cultores ou ao comércio urbano local, e ainda é comum em países africanos, em certas regiões do sul e do sudeste asiáticos e da América Latina. 64. No período colonial, foi responsável pelos cultivos de plantation. Some os números dos itens corretos. 83. Unicamp-SP Os processos dominantes de contra-reforma agrária no continente latino-americano foram responsáveis por uma dinâmica progressiva de concentração da riqueza e, especificamente, da terra. Processos de desagrega- ção social provenientes da excessiva acumulação de miséria resultaram na exclusão de contingentes con- sideráveis, tornando “exilados internos” cidadãos sem oportunidades de integração produtiva no mercado de trabalho formal. Grande parte deles são provenientes de uma expulsão estrutural do campo, cada vez mais fechado ao acesso à terra ou a políticas de reprodução da agricultura, sobretudo alimentar, o que circularmen- te atinge o abastecimento do mercado interno nacional de consumo basicamente popular. Adaptado de Ana Maria Motta Ribeiro. Sociologia do narcotráfico na América Latina e a questão camponesa, em Ana Maria Motta Ribeiro e Jorge Atílio Silva Iulianelli (orgs.). Narcotráfico e violência no campo. Rio de Janeiro: DP&A, 2000, p. 23. a) Explique como a intensificação da concentração de terras se colocou como obstáculo à agricultura camponesa na América Latina. b) Dificuldades de manutenção das famílias campo- nesas no campo têm reforçado o estabelecimento da prática de cultivo de plantas narcóticas como um agronegócio (narcoagronegócio). Por que o narcoagronegócio tornou-se uma atividade alter- nativa para os camponeses da América Latina? c) Cite dois países da América do Sul onde o cultivo da coca (Erythroxylum coca) é tradicional entre os camponeses.
  19. 19. 59 PV2D-07-GG-34 84. UFRJ Os esquemas representam dois sistemas agrícolas. Apresente duas características, uma quanto ao uso da terra, outra quanto ao objetivo da produção, para: a) a agricultura itinerante; b) a agricultura empresarial. 85. UFRN O sistema atmosférico apresenta uma dinâmica bastante complexa, envolvendo trocas de energia, em escala global, com os oceanos e os continentes. Para explicar o funcionamento desse sistema, os meteorologistas e os climatologistas vêm utilizando modelos numéricos, processados em supercomputadores, cujos resultados orientam as ações para o planejamento e a expansão de atividades econômicas, como a agricultura e o turismo. Com base nessas informações, explique como o conhe- cimento da dinâmica atmosférica pode orientar o plane- jamento das ações direcionadas para a agricultura. 86. Vunesp Apesar de toda a discussão acadêmico-científica a respeito dos produtos transgênicos, a área plantada no mundo vem aumentando ano a ano, passando de 1,7 milhões de hectares, em 1996, para 67,7 milhões de hectares, em 2003. Observe o mapa, que apresenta os países onde ocorre a plantação de transgênicos. a) Que diferenças podem ser destacadas quanto ao número de países onde se cultivam os transgêni- cos nos hemisférios Norte e Sul? Cite três produtos agrícolas nos quais já acontece a aplicação da engenharia genética. b) Aponte dois argumentos favoráveis à produção transgênica: um relativo à segurança alimentar, e outro relativo à segurança do meio ambiente. 87. Espcex-SP O governo delimitou 900 áreas de todo o país que deverão ter prioridade nas atividades federais de con- servação ambiental. A definição das áreas prioritárias é resultado de discussões feitas desde 1998 entre téc- nicos do governo, organizações não governamentais e especialistas do setor. Adaptado de Correio Popular. Campinas, 23 de maio de 2004, pp. 8-12 Em duas das áreas delimitadas pelo governo, a ação antrópica tem produzido grande desertificação. Na primeira, o corte da vegetação para servir como lenha, o pastoreio há séculos e a prática agrícola sem conhe- cimentos técnicos já produziram cerca de 40.000 km2 de “quase deserto”. Na segunda, a degradação tem avançado como conseqüência da pressão elevada do pastoreio sobre o solo e do uso do fogo para eliminar as sobras secas de pastagem após o invernoAdegradação já atinge diversos municípios, formando um areal que em 1987 correspondia a mais de 1.500 hectares. Os domínios vegetais que envolvem as áreas citadas são, respectivamente: a) mata Atlântica e campos da região Sul. b) Cerrado e mata de Araucária. c) Caatinga e campos da região Sul. d) Cerrado e mata Atlântica. e) mata Atlântica e Caatinga. 88. Mackenzie-SP A lixiviação, um dos fenômenos que podem diminuir a fertilidade dos solos, é: a) proveniente da exposição do solo às intempéries que determinam a perda de elementos nutritivos; fenômeno que ocorre nas zonas equatoriais e tropicais úmidas; b) o carreamento dos elementos nutrientes do solo pelas águas das chuvas e ocorre apenas em ter- renos inclinados das zonas temperadas; c) um processo característico das regiões intertropi- cais com estações chuvosas e seca alternadas, o que acarreta a remoção somente da sílica e torna o solo impermeável; d) resultante da ação microbiana do solo nas zonas subtropicais florestadas; e) típica do hemisfério Norte. 89. Vunesp Com o crescimento mundial da população e a eleva- ção do padrão de vida de parte dela, o consumo de alimentos tem aumentado. No entanto, a expansão das áreas de cultivo se defronta com diversos problemas. Assinale a alternativa que apresenta somente fatores limitantes para a agricultura. a) Desertificação, matéria orgânica, lixiviação, salini- zação b) Acidez, erosão, desertificação, lixiviação e terra- ceamento c) Aridez, laterização, salinização, desertificação d) Terraceamento, laterização, lixiviação, salinização e) Macronutrientes, erosão, laterização, lixiviação
  20. 20. 60 90. UFRGS-RS A produção agrícola é diversificada em nível mundial devido às distintas condições físicas, econômicas, tecnológicas e culturais das regiões geográficas. Abaixo, no primeiro bloco, são citados quatro sistemas agrícolas. No segundo bloco, são apresentadas as caracterizações de três deles.Associe adequadamente as caracterizações aos respectivos sistemas. 1. Agricultura de jardinagem 2. Agricultura de plantation 3. Agricultura moderna 4. Agricultura ecológica ( ) Predomínio de pequenas ou médias propriedades especializadas na rizicultura, que adotam técnicas milenares de cultivo e utilizam mão-de-obra familiar. ( ) Produção obtida em médias e grandes proprie- dades altamente capitalizadas, que apresentam alta produtividade em decorrência, entre outros fatores, da seleção de sementes e da mecaniza- ção intensiva. ( ) Produção obtida em pequenas e médias proprieda- des com mão-de-obra familiar, com uso de técnicas de controle biológico e informacional, fertilizantes orgânicos e rotação de culturas. Aseqüência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é a) 4 - 1 - 2. d) 1 - 3 - 2. b) 2 - 4 - 1. e) 2 - 1 - 4. c) 1 - 3 - 4. 91. Vunesp O solo é a camada superficial da crosta terrestre, re- sultado da ação do I . Quando usado com práticas agrícolas incorretas, pode sofrer a II e tornar-se inadequado para a agricultura. As lacunas I e II devem ser corretamente preenchidas por: a) tectonismo – laterização b) tectonismo – decomposição c) diastrofismo – lixiviação d) intemperismo – erosão e) geomorfismo – erosão 92. PUC-MG A noção de solo fértil responde a um amplo conjunto de necessidades da sociedade que o utiliza, variando, portanto, de acordo com as sociedades. Isso porque a fertilidade do solo, em nossa sociedade, é definida pela capacidade de responder às necessidades da lógica capitalista, isto é, de proporcionar condições para a apropriação da renda e do lucro. Assinale: a) se as duas afirmativas são verdadeiras e a segun- da é justificativa da primeira. b) se as duas afirmativas são verdadeiras e a segun- da não é justificativa da primeira. c) se a primeira afirmativa é verdadeira e a segunda é falsa. d) se a primeira afirmativa é falsa e a segunda é verdadeira. e) se a primeira e a segunda afirmativas são falsas. 93. UEM-PR Mesmo não gozando de consenso nos meios cien- tíficos, a produção de alimentos transgênicos pode representar uma conquista histórica importante da espécie humana em sua luta pela subsistência através dos séculos. Sobre esse assunto, assinale o que for incorreto. a) As espécies transgências são aquelas que têm genes de outras espécies e que podem passá-los aos descendentes. b) O desenvolvimento das técnicas que permitem produzir espécies transgênicas só foi possível após a descoberta da estrutura da molécula de DNApor Watson e Crick, em 1953. c) As técnicas de produção de transgêncicos per- mitem aumentar a variabilidade genética desses organismos. d) O emprego de plantas e de animais transgênicos permite aumentar a produção agropecuária. e) Transgênicos são indíviduos de uma espécie que contêm segmentos de DNA de outros indivíduos da mesma espécie. 94. PUC-SP A laterização é um dos maiores problemas dos solos tropicais, e a sua formação é explicada pela: a) desintegração e decomposição das rochas. b) incorporação e decomposição dos microorganis- mos animais e vegetais. c) concreção ferruginosa e intemperismos que levam à remoção da sílica e à concentração em ferro e alumínio. d) grande quantidade de partículas retentoras de umidade e pela conseqüente esterilidade. e) transformação das rochas preexistentes em virtude de novas condições de temperatura e pressão. 95. UFSM HELENE, M. et alii. A fome na atualidade. S. Paulo, 1994, p. 23 (adaptado). Pelos gráficos, pode-se inferir que:
  21. 21. 61 PV2D-07-GG-34 I. a degradação do solo é um problema mundial proveniente, principalmente, de desmatamento, atividades agrícolas e pastoreiro excessivo. II. a exploração excessiva dos solos vem provocando a sua degradação em continentes que são inte- grados por grande número dos países do Terceiro Mundo. III. os pastoreio excessivo constitui-se no principal agente de degradação do solo em quase todo o mundo, com exceção da América do Sul, América Central, Ásia e Europa. IV. o desmatamento e as atividades agrícolas consti- tuem-se nas principais causas de degradação do solo na Europa e América do Norte. Estão corretas: a) apenas I e II d) apenas I, II e III b) apenas I e III e) apenas II e IV c) apenas III e IV 96. UFC-CE O terraceamento e o plantio em curvas de nível são exemplos de práticas de conservação do solo. Marque a alternativa que indica corretamente as suas principais finalidades. a) Reduzir a erosão e incrementar a infiltração da água no solo. b) Diminuir a infiltração da água no solo e ampliar o escoamento superficial. c) Aumentar a evapotranspiração e reduzir a infiltra- ção da água no solo. d) Combater a infiltração da água no solo e incremen- tar a evapotranspiração. e) Preservar a vegetação natural e aumentar o esco- amento superficial das águas. 97. UEPE A palavra “solo” pode ser empregada para designar formas de utilização do espaço terrestre pelas coleti- vidades humanas, mas também pode ser compreen- dida como um corpo natural onde habita uma grande quantidade de seres vivos, dele se utilizando. Sobre esse tema, podemos dizer que: I. o solo é formado pela ação de desagregação de uma rocha matriz, causada pelos agentes intem- péricos. II. a parte superficial do solo sofre de forma mais intensa as forças do intemperismo e, por isso, é formada por partículas em geral menores do que as encontradas em áreas mais profundas. III. as características dos solos e os seus tipos variam de um local para o outro. IV. as encostas mais íngremes de áreas tropicais úmidas apresentam, em geral, solos rasos e pouco produtivos. V. os solos desenvolvidos em terrenos vulcânicos, como as áreas basálticas, são de baixa fertilidade e só se prestam ao cultivo de culturas temporárias. Estão corretas: a) I, II, III, IV e V. d) I e III. b) I, II, III e IV. e) II, III e IV. c) I e V. 98. UFPI Existe um tipo de processo racional de conservação do solo que consiste em dividir a área utilizada para atividades agrícolas em quatro partes. Duas delas são cultivadas com espécies diferentes. Na terceira, faz-se a pecuária, e a última permanece em repouso ou em adubação verde. De tempos em tempos, faz-se uma troca da localização de cada uma das atividades. Identifique esse processo. a) Rotação de terras e culturas. b) Sistema de plantation. c) Sistema de plantio em curvas de nível. d) Agricultura de vazante. e) Sistema de queimadas em vertentes íngremes. 99. Unifesp O uso intensivo de defensivos agrícolas contribui para a: a) porosidade do solo, retirando microorganismos do horizonte B. b) descontaminação de aqüíferos, eliminando bacté- rias que vivem na água. c) secagem do solo hidromórfico, ampliando a área agricultável. d) lixiviação do solo em terrenos íngremes, permitindo o cultivo em terraços. e) degradação do solo, devido à concentração de poluentes. 100. UECE Leia a citação de Francisco Graziano Neto em Questão Agrária e Ecologia e escolha o que a ela se relaciona. O desenvolvimento tecnológico proposto para a agri- cultura visa a diminuir o ciclo da produção das culturas e criações... buscando maiores taxas de lucro. a) As tentativas constantes do capital em dominar a natureza têm ocasionado os problemas ecológicos ou a própria destruição dela. b) A aplicação de tecnologias avançadas contribui para aumentar a variação de ecossistemas. c) O custo da tecnologia não favorece o lucro final da agricultura. d) A disseminação de técnicas modernas reduz a ampliação de áreas com monocultura. 101. Unisa-SP Nas encostas montanhosas, onde a erosão é mais intensa, devem-se cultivar (de preferência em cima de terraços) produtos permanentes, como a arboricultu- ra; os vales e as planícies ficam reservados para as culturas temporárias. A principal idéia contida no texto é o fato de que: a) as técnicas agrícolas variam de acordo com os tipos de cultivo. b) as culturas, para defesa dos solos, devem-se distribuir de acordo com o relevo. c) as técnicas agrícolas estão na dependência dos tipos de relevo. d) o relevo pode interferir na escolha dos cultivos. e) a erosão é mais intensa nas áreas montanhosas do que nas planas.
  22. 22. 62 102. Fatec-SP Cerca de meio bilhão de pessoas no mundo sofreram com a falta de água, em 2001, segundo informações divulgadas no Relatório do Fundo das Nações Unidas para a População. Essa crise de abastecimento ocorreu por várias razões, dentre elas: a) as secas prolongadas, em países daAmérica, Ásia, África e Oceania, e a contaminação dos cursos de água, por pesticidas e fertilizantes empregados na agricultura. b) a ausência de aqüíferos, na América Latina, para abastecimento da numerosa população e a con- taminação dos cursos de água, por pesticidas e fertilizantes empregados na agricultura. c) as secas prolongadas, em países daAmérica, Ásia, África e Oceania, e o fato de os grandes depósitos de água subterrânea concentrarem-se nos países desenvolvidos de baixa densidade demográfica. d) a ausência de aqüíferos, na América Latina, para abastecimento da numerosa população e a degra- dação do solo e das águas dos rios por dejetos industriais, impedindo sua utilização. e) a salinização de lagos no Canadá e países da América do Sul e o fato de os grandes depósitos de água subterrânea concentrarem-se nos países desenvolvidos de baixa densidade demográfica. 103. PUC-SP A cada ano que passa se perdem, no planeta, 11 milhões de hectares de terras cultiváveis por causa da erosão (...) Se essa tendência permanecer sem freios, perderemos 275 milhões de hectares até o ano 2025. Isso representará uma diminuição de 18% dos solos agricultáveis. Adaptado de El Atlas Gaya de La Gestión del Planeta, 1992 Assinale a alternativa cuja descrição corresponde a uma paisagem onde está havendo processo erosivo intenso. a) Área com declives acentuados, onde se mantêm a cobertura vegetal de porte, heterogênea, com estratos (herbáceo, arbustivo e arbóreo) e a formação de dossel, com solos de pouca profun- didade e alta pluviosidade, marcadamente nos meses de verão. b) Área sujeita a fortes precipitações em determina- das épocas do ano, além de ventos intensos, de onde foi retirada a maior parte da cobertura vege- tal, principalmente nos pontos de maior declive, para a formação de pastagens. c) Áreas de uso agrícola em terrenos de baixa decli- vidade, com presença de vegetação arbórea nos divisores de água e fundos de vale, cuja pluviosida- de é mais acentuada em alguns meses do ano. d) Área onde os cursos de água transportam pe- quena quantidade de sedimentos e as vertentes sofrem lenta evolução, com cobertura vegetal predominantemente herbácea e arbustiva e solos de profundidade média. e) Área de cultura agrícola em terrenos de declividade média, de longas vertentes, sendo estas marcadas pela introdução de curvas de nível. O regime pluvial é marcado por uma estação seca e outra chuvosa. 104. UEPG-PR O mundo produz alimento suficiente para que todos tenham uma alimentação adequada, mas a fome ainda é um dos grandes problemas da humanidade. Rela- cionado à produção de alimentos e à fome no mundo, assinale o que for correto. 01. As empresas agroquímicas, fabricantes de ferti- lizantes e pesticidas, que se tornaram empresas de grande porte, são as maiores incentivadoras da agricultura orgânica por reduzir a utilização de produtos químicos e a poluição, beneficiar a vida selvagem e melhorar a estrutura do solo. 02. Amecanização da agricultura gera o desemprego, as colheitas repetidas prejudicam o solo e o uso de fertilizantes e pesticidas químicos que são tó- xicos, causam danos à saúde e poluição do meio ambiente. 04. A agricultura orgânica possui vantagens do ren- dimento superior às das lavouras convencionais, da produção ser barata e do controle natural de pragas ser eficaz em qualquer tipo de clima, o que aumenta a oferta de alimentos mais baratos às populações mais carentes. 08. As lavouras de alimentos transgêncios reduzem a necessidade de produtos químicos, as colheitas têm mais rentabilidade e os produtos agrícolas têm mais durabilidade. No entanto, além de reduzir a biodiversidade, desconhecem-se ainda os efeitos desses alimentos a longo prazo em seres humanos e no meio ambiente. 16. A FAO (Food and Agriculture Organization) é um órgão da ONU que tem por objetivo o aumento dos níveis de produção de alimentos e nutrição em âmbito mundial. Some os números dos itens corretos. 105. PUC-RJ A biotecnologia compreende o desenvolvimento de técnicas voltadas para a adaptação ou o aprimora- mento de características dos organismos animais e vegetais, visando ao aumento da produção. Há várias décadas, seu desenvolvimento vem proporcionando benefícios socioeconômicos e ambientais nas regiões agrícolas. Entre esses benefícios temos, exceto: a) cultivar plantas de clima temperado, como a soja, o trigo e a uva, em regiões de clima tropical; b) acelerar o ritmo de crescimento das plantas e a engorda dos animais; c) aumentar o teor de proteínas, vitaminas e sais minerais em algumas frutas, verduras e cereais; d) aumentar o intervalo de tempo entre o amadure- cimento e a deterioração das frutas; e) transferir cultivos de cereais para ambientes cria- dos artificialmente em estufas.
  23. 23. 63 PV2D-07-GG-34 106. Mackenzie-SP Considere o mapa, analise as afirmações e assinale a alternativa correta. Jurandyr Ross. Geografia do Brasil I. A utilização de técnicas agrícolas arcaicas e a mono- cultura causam a perda e o empobrecimento do solo. II. Quantomaisdesenvolvidoopaís,maioréoempobre- cimento do solo, já que a produção agrícola é alta. III. O assoreamento, uma das conseqüências da per- da de solo, está relacionado ao desmatamento. IV. O desgaste maior do solo ocorre exclusivamente em regiões de clima temperado onde a quantidade de chuva é alta durante todo o ano. Estão corretas: a) apenas I, II e III. d) apenas II e IV. b) apenas I e III. e) I, II, III e IV. c) apenas III e IV. 107. Unicamp-SP O gráfico abaixo mostra os fluxos fluviais ocorridos após precipitações intensas, em bacias hidrográficas com diferentes tipos de usos, e ocupações das terras, na região dosApalaches, naAmérica do Norte.Apartir disso, responda ao que se pede. Adaptado de David Drew. Processos interativos homem-meio ambiente. Rio de Janeiro: DIFEL, 1986, p. 93. a) Por que o fluxo é mais intenso na área agrícola? b) Dentre as três bacias hidrográficas representadas no gráfico, qual seria aquela onde os processos erosivos seriam menos intensos? Justifique. c) Como a topografia de uma bacia hidrográfica interfere na vazão de um rio? 108. Vunesp O mapa e os blocos-diagramas ilustram um dos gran- des problemas do mundo moderno. a) Identifique o problema representado. Observe o mapa e indique as áreas do globo mais afetadas, em ordem decrescente. b) Por que há diferenças nas quantidades de kg/hec- tare/ano nos blocos-diagramas? Que recurso téc- nico poderia se utilizado para minimizar o problema das áreas íngremes onde a mata foi substituída? 109. UFBA O atual desenvolvimento científico e tecnológico alcan- çou, também, a agricultura e a pecuária, que fornecem a matéria-prima para a indústria de alimentos. Um dos campos em que esse desenvolvimento tem avançado mais é o da biotecnologia, que se vale principalmente da engenharia genética, responsável por um notável aumento nas taxas de produtividade agrícola e pela sensível melhora na qualidade dos animais criados com objetivos econômicos. MÉDICI; ALMEIDA, 2000, p. 13. De acordo com as informações contidas no texto e os conhecimentos sobre a agropecuária no espaço brasileiro e mundial, pode-se afirmar: 01. Os países em desenvolvimento utilizam suas áreas de maior produtividade, as quais resultam de gran- des investimentos de capital e de mais recursos tecnológicos, com o objetivo de exportação. 02. A agricultura orgânica não utiliza sementes trans- gênicas, fertilizantes químicos, nem agrotóxicos, porém seus produtos são mais caros que os con- vencionais, devido ao uso de fertilizantes naturais e à maior demanda de mão-de-obra. 04. A generalização dos subsídios na proteção dos produtos agrícolas é defendida pelos países da
  24. 24. 64 Capítulo 3 América do Sul, a fim de ampliar o acesso a todos os mercados, já que tal prática não é adotada pelos países desenvolvidos. 08. A atual estrutura fundiária do Brasil caracteriza-se pela baixa concentração de terras, somada à prio- rização de investimentos financeiros e tecnológicos nas atividades das pequenas propriedades e, em especial, na agricultura familiar. 16. As mudanças tecnológicas e a diversificação pro- dutiva ocorridas na agricultura brasileira, no início do século XX, eliminaram o modelo predatório que dominou o Período Colonial e permaneceu durante o Período Monárquico nacional. 32. A produção de transgênicos no mundo é liderada, atualmente, pelo Brasil, que supera tradicionais produtores, a exemplo dos Estados Unidos e da Argentina. 64. O Brasil é destaque mundial na comercialização de frangos e de carne bovina, mas a incidência da febre aftosa em rebanhos bovinos, em locais isolados, prejudica a imagem do país no exterior e reduz a exportação. Some os números dos itens corretos. 110. Unirio-RJ El Atlas Gaya de la Gestión del Planeta. Observe o esquema anterior e atenda ao que se solicita a seguir. a) Apresente duas razões para a situação nele retra- tada. b) Indique duas ações que possam contribuir para a diminuição da perda anual do solo. 111. UEL-PR A população mundial está concentrada sobretudo nos países subdesenvolvidos, ainda que alguns desenvol- vidos estejam entre os mais populosos. Em termos absolutos, qual é o continente mais populoso? a) Oceania. d) África. b) Ásia. e) América. c) Europa. 112. USF-SP “Chegamos a 2.000 com 6 bilhões de humanos.” “Um bilhão nesta semana.” Essa foi a manchete da imprensa anunciando o nasci- mento do bilionésimo habitante da/do...................... São três contra uma a chance de que o anônimo, mas esperadíssimo bebê, tenha nascido numa família de miseráveis, cresça sem teto nem escola e morra sem vintém. O país onde nasceu essa criança caracteriza-se por ter cerca de 50% da população analfabeta e 32% miserável (recebe menos de 1 dólar por dia). Esse país é a (o): a) Paquistão. d) Indonésia. b) Nigéria. e) Índia. c) Bangladesh. 113. Unicentro-PR “Predominava a população rural, com altas taxas de na- talidade, já que os filhos eram necessários às famílias para trabalhar no campo; e altas taxas de mortalidade em função das guerras, epidemias, péssimas condi- ções sanitárias e ineficiente assistência médica.” Essa informação está relacionada com o crescimento: a) lento da população mundial, que predominou até a Revolução Industrial. b) rápido da população mundial, que teve início com a expansão da primeira Revolução Industrial. c) lento da população, no período posterior à Segun- da Guerra Mundial. d) rápido, que caracterizou o período de implantação das empresas transnacionais nos países subde- senvolvidos. e) acelerado da população, decorrente da necessi- dade de trabalhadores no campo, em razão da mecanização agrícola e da industrialização. 114. FGV-SP A partir dos anos de 1980, as condições de emprego e trabalho foram se modificando em nível mundial. Refletindo sobre este novo mundo do trabalho, pode-se afirmar que há uma tendência para: a) ampliar o emprego informal e diminuir o poder dos sindicatos. b) estabilizar os percentuais de desemprego e reduzir o setor de serviços. c) aumentar o emprego industrial e diminuir as jorna- das de trabalho. d) estabilizar o crescimento de microempresas e diminuir o trabalho industrial. e) aumentar as jornadas de trabalho e ampliar o emprego agrícola.
  25. 25. 65 PV2D-07-GG-34 115. Unifesp Observe a pirâmide populacional do México. Atlante Geografico de Agostini, 2002 Leia as frases seguintes. I. A base mais larga indica a necessidade de inves- timentos em educação. II. Apopulação masculina é menor que a feminina na faixa até 10 anos. III. A maioria da população mexicana tem menos de 20 anos. IV. O topo estreito indica a prioridade em programas de previdência social. Está correto o que se afirma em: a) I e II. d) II e IV. b) I e III. e) III e IV. c) II e III. 116. UFJF-MG Observe, com atenção, as pirâmides etárias. Com base nas pirâmides e nos seus conhecimentos sobre estrutura etária, marque a alternativa correta. a) A pirâmide I indica um baixo crescimento vegetativo. b) Na pirâmide II, há um predomínio da faixa de jovens. c) As pirâmides I, II e III representam a transição demográfica. d) A pirâmide III mostra pequena população econo- micamente ativa. e) A pirâmide II indica que há uma baixa expectativa de vida. 117. UFJF-MG Uma análise recente do comportamento da população mundial tem demonstrado duas evidências: a primeira é a diminuição da taxa de fecundidade global (o número de filhos que uma mulher tem ao longo de sua vida); a segunda evidência é a elevação da expectativa de vida da população, o que significa na prática que as pessoas estão efetivamente vivendo mais no planeta e isso vale para as pessoas dos países mais pobres (50 para 67 anos), dos países mais ricos (76 para 86 anos) e dos países menos desenvolvidos (63 para 73 anos). Em termos populacionais, a relação entre as evidên- cias elevação da expectativa de vida e redução dos níveis de fertilidade gera: a) o aumento do número de idosos. b) a diminuição das taxas de natalidade. c) o aumento das taxas de mortalidade infantil. d) o aumento das médias de densidade demográfica. e) o aumento de base da pirâmide etária. 118. A distribuição da população pelo território mundial não é uniforme nem acontece ao acaso, mas segue uma série de fatores naturais, históricos e culturais. Assi- nale a alternativa que apresenta uma região de alta densidade em função da produção agrícola realizada na mesma: a) Planícies Centrais norte americanas. b) Costa nordeste dos Estados Unidos. c) Áreas de tchernozion nas planícies ucranianas. d) Vales aluviais do Sudeste Asiático. e) Planície setentrional da Europa. 119. PUC-SP Na hipótese de um país com grande população abso- luta e densidade demográfica de 15 hab/hm2 podemos observar que: I. a população encontra-se regularmente distribuída pelo espaço. II. a baixa densidade demográfica indica haver exce- lentes condições de vida. III. trata-se de um país muito populoso, porém pouco povoado. IV. o país conta com um extenso território. Está(ão) correta(s) apenas: a) II e III. d) I, III e IV. b) I e IV. e) III e IV. c) III.

×