• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Periodo arcaico
 

Periodo arcaico

on

  • 8,223 views

 

Statistics

Views

Total Views
8,223
Views on SlideShare
8,223
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
75
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Periodo arcaico Periodo arcaico Presentation Transcript

    •  O Período Arcaico da Grécia é referente a um momento de desenvolvimento cultural, político e social. Situado entre os anos 700 e 500 a.C., esta fase sucede a Idade das Trevas e oferece os primeiros passos para a democracia grega. Durante esse periodo, houve o processo de fundação de pólis.
    •  Com o surgimento da propriedade privada, iniciaram os conflitos entre os grupos, e para lidar com as constantes crises, os proprietários de terra passaram a formar associações, as fatrias, que formaram as tribos, que, por sua vez, se organizaram em demos. Os demos deram origem às cidades- Estados, ou pólis, a principal transformação do período Arcaico .
    •  Cada cidade-Estado grega era um centro político, social e religiosoindependente, com uma classe dominante, deuses e um sistema de vida próprios. Tinham liberdade e autonomia política e econômica. Nas pólis não existia separação entre as áreas rural e urbana, nem existiam relações de dependência. Muitos habitantes das pólis, principalmente da nobreza, habitavam em casas de campo.
    • O centro político-administravivo das pólis era a Acrópolis (geralmente a região mais alta da cidade-estado). Na Acrópolis se encontravam o templo principal da pólis, os edifícios públicos, a Ágora (espaço em que ocorriam debates e decisões políticas) e a Gerúsia. Ao redor da pólis havia uma espécie de cinturão rural, onde eram produzidos grande parte dos alimentos necessários para a manutenção da pólis.
    •  A cada 4 anos, as olimpíadas reuniam as cidades- estado gregas para competirem entre si em diversas modalidades esportivas. As competições davam uma trégua entre a rivalidade violenta entre as cidades- estados, ou seja, mantinham-nas unidas, apesar da hostilidade entre os concorrentes.
    •  Apresentamos a seguir, a evolução de duas pólis gregas, as cidades de Atenas e Esparta. Veja como essas cidades foram fundadas, como evoluíram e como estavam estruturadas em termos político, ecônomico, e social.
    •  Conhecida como a cidade exemplar da Grécia Antiga, por sua cultura e prosperidade econômica, Atenas, se desenvolveu na Ática, região cercada de montanhas. Por causa da falta de terras férteis, os atenienses voltaram-se para a pesca, a navegação e o comércio marítimo.
    •  Com o passar do tempo, a socidade ateniense tirnou-se cada vez mais complexa, dividindo-se, basicamente, em 6 classes.
    •  Cidadãos de Atenas e inicialmente os únicos a possuir direitos políticos. Representavam cerca de 10% da população Ateniense. Formavam a aristocracia dos grandes proprietário de terra. Dominavam as maiores e melhores planícies.
    •  Camponeses se diretos políticos. Tinham pequenas propriedades localizadas, geralmente, nas montanhas. Em razão de dívidas, corriam o risco de tornarem-se escravos.
    •  Muitos migraram, e alguns continuaram vivendo nas pólis. Não tinham propriedades e nem direitos. Dedicavam-se ao artesanato e viviam em condições miseráveis.
    •  Comerciantes e artesões, que buscavam o enriquecimento. Junto com os gergóis e os thetas formavam o povo (demos) ateniense.
    •  Estrangeiros que habitavam atenas e seus descendentes. Eram livres, porém não tinham quaisquer direitos políticos ou a terras. Obrigados a prestar serviços militares. Dedicavam-se ao artesanato e comércio para se sustentar. Pagavam impostos para viver em Atenas.
    •  Inicialmente, eram prisoneiros de guerras, logo se transformaram na base da produção agrária, e pela aquisição por compra e escravidão por dívidas, compondo a grande maioria da população. Eram propriedade particulare de seus senhores, e protegidos contra maus tratos excessivos. Atuavam em todos os ofícios e muitos se tornaram livrems, ams jamais cidadãos. Vivivam em melhores condições que os thetas, por terem a proteção de seu senhor.
    •  Em Atenas, a monarquia foi poderosa até meados do século VIII a.C. De um lado, eupátridas buscavam conservar seu poder e riquesas. De outro lado, georgóis empobreciam e tornavam- se escravos por não poderem pagar suas dividas.E por fim, comerciantes enriqueciam rapidamente, e passavam a exigir suas participações na política. Essa situação levou o povo a exigir reformas sociais, surgindo assim, legisladores atenienses.
    •  Drácon: redigiu as leis – até então orais - , dificultando sua manipulação pelos eupátridas. Sólon: Aboliu a escravidão por dívidas, libertou os devedores da prisão e determinou a devolução de terras confiscadas pelos credores eupátridas.. Criou órgãos legislativos; a Bulé (ou Conselho dos 400), que preparava leis, e a Eclésia (Assembléia Popular), que as votava.
    •  Eclésia: Assembléia popular que aprovava as medidas da Bulé. Bulé: Ou Conselho dos 400 que elaboravam as leis a serem votadas pela assembléia popular. Arcontado: Exerciam a justiça e administração. Estrategos: Cuidavam do exército. Helieu: Tribunal de justiça popular.
    •  Pisístrato: estabeleceu a tirania. Procurou amenizar as diferenças sociais, patrocinando várias obras públicas, gerando emprego a thetas e georgóis descontentes. Hiparco e Hípias: filhos de Pisístrato, não deram seguimento as reformas. Clístenes: Foi neste contexto que ocorreu uma grande revolta liderada por Clístenes, que instituiu a democracia na cidade
    • A democracia ateniense era formada com a participação de cidadãos atenienses (homens e adultos,ou seja, acima de 18 anos, filhos de pai e mãe ateniense, oriundos de todas as camadas sociais, até os mais pobres) que correspondiam a uma minoria, pois eram excluídos os estrangeiros, escravos e mulheres, que representavam 90% da população de Antenas.
    •  Representou os valores de austeridade, espírito cívico, submissão total do indivíduo ao Estado. Sociedade conservadora, patriarcal, aristocrática, gue rreira e eugênica (não se admite defeitos físicos nos cidadãos).
    • A sociedade Espartana tinha uma divisão mais simples, sendo separada em três camadas: Os Espartanos, Periecos e Hilotas.
    •  Descendentes dos conquistadores dórios. Únicos com direito a cidade, portando, com direitos políticos. Somavam entre 8 e 9 mil guerreiros e formavam a classe dominante, que monopolizava os poderes militar, político e religioso.
    •  Moradores dos arredores de Esparta. Homens livres, mas sem quaisquer direitos. Trabalhavam como camponeses, comerciantes ou artesões. Tinham direitos a terras e bens móveis. Obtiam lucro de seus serviços. Serviam ao exército em caso de grande necessidade.
    •  Escravos pertencentes ao estado. Do seu trabalho, provinha o sustento da população. Em caso de insubimissão eram mortos sem direito a julgamentos. O governo mantinham-lhes a obediência pelo terror, como por exemplo, atravéz da krypteia.
    • O código de leistribuído a Licurgoorganizou o sistemapolítico e aadministração deEsparta.
    •  Em Esparta, a monarquia não se extinguiu. Excercida por dois reis pertencentes a familias diferentes, sem muitos poderes, com funções militares e religiosas.
    •  Conselho de ansiãos aristocratas (gerontes). Formado pelos dois reis, juntamente com 28 esparciatas com mais de 60 anos. Tinham função administrativa, e controlavam as atividades dos diarcas. Funcionavam como órgãos legislativo e judiciário, elaborando leis e projetos.
    •  Assembléia popular, base do sistema político. Formada por todos os cidadãos maiores de 30 anos. Votavam as leis e decisões tomadas pela Gerúsia. Escolhiam os Gerontes (exceto os dois reis) e os Éforos.
    •  Autoridades máximas executivas. 5 aristocratas, eleitos anualmente pela Ápela. Comandavam reuniões e fiscalizavam a vida dos cidadãos. Selecionavam recém-nascidos, administravam negócios públicos e podiam vetar todos os projetos de lei.
    • A finaliade da educação espartana, era formar guerreiros. Aos 7 anos de idade, os meninos eram afastados de suas mães, e levados a escolas, onde aprediam a guerriar, a lutar, ginásticas, estratégia e afins, e só retornavam a suas casas aos 18 anos. As mulheres espartanas eram treinadas pra ser boas esposas e mães, e aprendiam artesanatos, ler e escrever.
    •  Tiveram inicio as guerras Médicas, envolv endo o Imério Persa e os gregos, já no século V a.C, dando ínicio ao Período Clássico.
    • Aline Negromonte........................................... Número: 01João Victor Pinto Ferrari.................................. Número: 09Kleyton Pastor................................................. Número: 10Lucas Rossi...................................................... Número: 11