Your SlideShare is downloading. ×

Cuidados com o rn

5,985

Published on

0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,985
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
407
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CUIDADOS COM O RN • Os cuidados com o recém-nascido (RN) podem ser divididos em imediatos e gerais. Os primeiros são proporcionados logo após o parto até seu ingresso no alojamento conjunto. Os cuidados gerais são ministrados posteriormente, durante o período neonatal. • Os cuidados imediatos ao RN são prestados nas duas primeiras horas apos o parto, com o objetivo de proporcioná-lo condições satisfatórias para adaptação a vida extra- uterina.
  • 2. CUIDADOS GERAIS • Praticar o aleitamento exclusivo ao seio até o 6º mês de vida. • Manter posição correta durante a amamentação. • Levar o bebê para fazer o Teste do Pezinho após o 5º dia de vida. • Vacinar o bebê sempre nas datas marcadas a lápis no cartão da criança. (Lembre que as primeiras vacinas após a alta são as vacinas BCG contra a Tuberculose e contra hepatite B) . • Só atrase a vacina do seu filho se ele estiver com alguma doença que contra-indique vacinar no momento. • A caderneta de vacinação é válida em todo o Brasil. • Levar o bebê para fazer a Puericultura - é o acompanhamento da saúde do seu filho durante o 1º ano de vida. • Cuide bem do cartão da criança, pois ele é um documento para a vida inteira.
  • 3. No caso de cólicas: Realizar massagem na barriga do bebê, no sentido horário (como prevenção). Realizar exercícios com as perninhas, tipo bicicleta (como prevenção). Passar uma fralda de pano com o ferro quente e aplicar sobre a barriga do bebê (no momento da dor). OBS: Evite ao máximo administrar medicação para cólica ou dor e se for necessário faça somente com a prescrição do pediatra. CUIDADOS ESPECÍFICOS
  • 4. O bebê está amarelinho Praticar o banho de sol no início da manhã ou no final da tarde por 15 minutos, com o mínimo de roupa possível. Observar a parte branca do olho (esclerótida), se ficar amarela procurar imediatamente o pediatra para avaliação. CUIDADOS ESPECÍFICOS
  • 5. Brotoejas Manter o RN em ambiente limpo, arejado e ventilado. Vestir o RN de acordo com o clima. Usar 1 colher de chá de amido de milho na água do banho. OBS: no caso de temperaturas muito elevadas, o RN pode ficar no ambiente com ar refrigerado, mantendo-o com roupas adequadas à temperatura. CUIDADOS ESPECÍFICOS
  • 6. Higiene Dê no máximo dois a três banhos por dia Verificar a temperatura da água com a parte interna do antebraço para evitar queimaduras (a água do banho deve proporcionar bem-estar e conforto ao RN). Usar sabonete de glicerina para dar banho no bebê. Evitar usar óleos perfumados, colônias e talcos, pois podem causar alergia ao bebê. Limpar as narinas com contonete umedecido 1 vez ao dia (pelo menos). Fazer a higiene de genitália e bumbum a cada troca de fraldas, com água e sabão. CUIDADOS ESPECÍFICOS
  • 7. Pingar pelo menos meio conta-gotas de Soro Fisiológico 0,9%, em cada narina quatro vezes ao dia Fazer a higiene de genitália e bumbum a cada troca de fraldas, com água e sabão. Usar lenço umedecido somente quando não estiver em casa, pois podem causar alergia. Fazer limpeza dos olhos do bebê com água filtrada, pelo menos 1 vez ao dia. Limpar as orelhas do bebê, com cotonete umedecido com água filtrada, na hora do banho. Apenas por fora - não use cotonete dentro da orelha! Usar somente sabão de côco para lavagem das roupas do bebê. CUIDADOS COM O RN
  • 8. Cuidados com o umbigo Fazer a limpeza do umbigo a cada banho e sempre que molhar, usando álcool a 70%. Lembre que o álcool deve ser aplicado bem na base o côto, para que resseque bem. Mesmo depois de cair o umbigo, continue aplicando álcool a 70% na cicatriz para retirar qualquer umidade que fique após o banho. Lembre-se: o umbigo do bebê só cairá quando estiver bem ressecado. Não se preocupe: o clamp umbilical, depois de fechado, não abre mais. Portanto, o umbigo pode ser manipulado sem medo. O coto umbilical demora, em média, de 7 a 14 dias para cair. OBS: O álcool a 70% pode ser comprado em farmácias e drogarias ou pode ser feito em casa (1 copo de água filtrada e fervida + 2 copos de álcool 98%). CUIDADOS COM O RN
  • 9. OUTRAS OBSERVAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O BEBÊ OLHOS => É freqüente a observação de manchas vermelhas dentro dos olhos ou inchaço nas pálpebras após o nascimento, que desaparecem sem a necessidade de nenhum cuidado especial. Algumas crianças apresentam uma irritação ocular denominada conjuntivite química pelo uso de uma medicação protetora nos olhos logo após o nascimento, que cede com a limpeza freqüente com água fervida morna, mas em não existindo a melhora é necessário se identificar se trata-se de uma conjuntivite bacteriana ou outra patologia assemelhada. MAMAS e GENITAIS => O inchaço das mamas do bebê, tanto em meninas como em meninos é freqüente, conhecido popularmente como "leite de bruxa" e deve-se aos hormônios maternos que passam ao bebê antes do nascimento, e que serão eliminados pela urina aos poucos. Não se deve espremer as mamas da criança pois há grande risco de causar infecção, complicação séria neste período. Nas meninas observa-se às vezes também uma saída de secreção e até um sangramento através da vagina, também devido aos hormônios recebidos da mãe. CUIDADOS COM O RN
  • 10. FEZES => As primeiras fezes do bebê são bastante peculiares: escuras e pegajosas, conhecidas como mecônio. Aos poucos as fezes tomam a cor de gema de ovo, característica das fezes do bebê alimentado ao seio. Inicialmente o bebê costuma evacuar após cada mamada (cerca de oito vezes ao dia), o que vai diminuindo aos poucos. Grande parte das crianças quando alimentada somente com leite materno costumam por volta do 1o. mês ficar por 3 a 4 dias sem evacuar, sendo perfeitamente normal pelo aproveitamento integral do leite materno, não havendo restos a serem eliminados, diferentemente de outros leites que deixam resíduos que precisam ser eliminados. FRIO/CALOR => O bebê apresenta a sensação de frio e calor semelhante aos adultos devendo ser agasalhado de acordo com a temperatura ambiente, sem exageros que podem inclusive causar febre. As roupas devem ser confortáveis deixando os braços e pernas com movimentos livres, sem ficar enrolando a criança que necessita desta liberdade para um melhor desenvolvimento. Os bebês prematuros apresentam algumas vezes uma maior dificuldade de manter uma temperatura adequada, daí se dizer que os prematuros são mais friorentos, porém na verdade eles também são mais sensíveis as altas temperaturas, ficando febris e até mesmo desidratando com maior facilidade. CUIDADOS COM O RN
  • 11. TROCA DE FRALDAS => Nas trocas de fraldas proceder a limpeza com água morna até retirar toda a sujeira, em meninas proceder sempre a limpeza da frente para as laterais para evitar a contaminação da vagina ou bexiga com fezes que podem causar infecções. Após a limpeza pode-se aplicar cremes para prevenir as assaduras. Se persistirem assaduras convém a avaliação do pediatra para o tratamento adequado pois podem ser indicativas de algum outro problema ou existir algum componente que não esteja permitindo a sua cura. Ao se utilizar fraldas descartáveis procure se informar sobre sua procedência e observe se não causam reações alérgicas. Um dos principais agentes causadores destas irritações e alergias é a cola usada nas fraldas em contato direto com a pele ROUPAS E FRALDAS DE PANO => Devem ser limpas somente com água e sabão neutro, pois detergentes em pó, água sanitária e especialmente amaciantes de roupa podem causar grandes irritações à pele do bebê. Os amaciantes devem inclusive ser evitados durante todo o 1º ano de vida. CUIDADOS COM O RN
  • 12. CHORO => Neste período inicial de contato com a vida exterior a criança chora por diversas razões visando atrair a atenção dos pais: por estar com fome, por estar molhada, devido as cólicas, sono, calor ou frio, desejo de companhia ou atenção, estranhando barulhos com os quais ainda não está familiarizada ou em reação ao estado de humor da sua própria mãe. O ideal quando a criança chora é justamente manter a tranqüilidade e observar com calma a criança que muitas vezes vai ela própria indicar o que está acontecendo. CUIDADOS COM O RN

×