• Save
Inquerito Se 2007 08 Cores
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Inquerito Se 2007 08 Cores

on

  • 2,320 views

Power Point de um inquérito socioeducativo, apresentado durante o Seminário, Viver na Multiculturalidade, realizado na Escola Secundária de Seomara da Costa Primo, na Amadora, no dia 26 de Maio de ...

Power Point de um inquérito socioeducativo, apresentado durante o Seminário, Viver na Multiculturalidade, realizado na Escola Secundária de Seomara da Costa Primo, na Amadora, no dia 26 de Maio de 2008, pelo Dr. Manuel Morgado.

Statistics

Views

Total Views
2,320
Views on SlideShare
2,202
Embed Views
118

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

13 Embeds 118

http://multiculturalidade.blogspot.com 68
http://bibliotecaseomara.blogspot.com 15
http://saberseomara.blogspot.com 7
http://multiculturalidade.blogspot.pt 6
http://assuntoseducativos.blogspot.com 5
http://www.slideshare.net 4
http://saberseomara.blogspot.pt 3
http://www.saberseomara.blogspot.com 3
http://assuntoseducativos.blogspot.pt 2
http://assuntoseducativos.blogspot.com.br 2
http://66.102.9.132 1
http://saberseomara.blogspot.it 1
http://www.saberseomara.blogspot.pt 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Inquerito Se 2007 08 Cores Inquerito Se 2007 08 Cores Presentation Transcript

  • Inquérito Socioeducativo
  • Inquérito Socioeducativo Seomara da Costa Primo Maio 2008
  • DISTRIBUIÇÃO POR CURSOS
    • 60% dos alunos estão no Básico Regular e no Secundário C. H., atingindo 77% com o C. E. F. Básico.
  • 1.1. NATURALIDADE
    • 55% dos alunos são portugueses e 45% estrangeiros.
    • Os africanos rondam um terço da população escolar.
  • 1.2. DIURNO - NOCTURNO
    • No Diurno, 64% são portugueses. Dos restantes alunos, 61% são de Cabo Verde e Angola. Com os da Guiné, perfazem 79% de todos os alunos estrangeiros.
    • No Nocturno, os portugueses estão em minoria (46%). Nos estrangeiros, 88% são da Guiné, Angola e Cabo Verde.
  • INÍCIO DE ESTUDOS
    • 30% dos alunos só iniciam os estudos em Portugal a partir do 5º ano. No Diurno, 26% e no Nocturno, 51% dos alunos não detêm tais bases linguístico-culturais.
  • HABILITAÇÕES DOS PAIS
    • 47% dos Pais só têm escolaridade até ao 6º ano e 30% apenas a 4ª classe (29% no Diurno – 40% no Nocturno).
  • VIVEM COM OS PAIS?
    • Sinal evidente de uma extensa crise social da família, 46% dos alunos não vivem com um ou ambos os Pais.
    • Também no Diurno, 41% vivem só com um dos Pais (dos quais 12% com o Pai).
  • E AO PEQUENO-ALMOÇO?
    • Muitos alunos não tomam pequeno-almoço - a manhã corre com muita gente mal alimentada ou com fome!
    • Dos que tomam pequeno-almoço, 15% fazem-no na escola (onde os alimentos devem ter qualidade nutritiva).
  • RETENÇÕES
    • 74% dos alunos já tiveram pelo menos uma retenção (72% Diurno e 86% Nocturno).
  • MOTIVO DAS RETENÇÕES
    • Além da “falta de aproveitamento”, os alunos destacam as faltas injustificadas (21%) e os factores agregados de ausência (37% no seu total).
  • ESTUDO DIÁRIO
    • Em geral, só 27% dos alunos afirmam estudar diariamente (29% Dia – 14% Noite) - 90 m em média.
  • QUEM AJUDA?
    • Só 24% dos alunos referem ter quem os ajude a estudar (25% Dia – 16% Noite).
  • INSUCESSO
    • 1. Falta de hábitos de estudo
    • 2. Falta de atenção/concentração
    • 3. Desinteresse pelos conteúdos
    • 4. Indisciplina na sala de aula
  • REFLEXÃO FINAL
    • Os tópicos aqui brevemente focados põem à mostra sérios problemas e dificuldades:
    • Alunos sem estudar, sem bases linguísticas, sem hábitos adequados, na crise social da família e da própria escola
    • Por definição, a Escola é lugar de Cultura
    • Cultura consiste numa ordem coerente de valores vitais e espirituais
  • REFLEXÃO FINAL
    • Mas alastra uma nova barbárie tecno-pragmática:
    • põe-se a ciência acima da consciência, a riqueza sobre a virtude, o telemóvel à comunicação – o ter ao Ser;
    • prefere-se a desonestidade à moral, o aborto à vida humana, o legalismo à justiça – o útil ao Bem
  • REFLEXÃO FINAL
    • Sem raízes fortes a árvore decai e morre
    • Sem uma escala de valores, a sociedade perde unidade e cai na desordem
    • A Escola torna-se lugar de implosão cultural
    • E a “multi-culturalidade” não reflectirá necessariamente um enriquecimento, mas a desagregação dos valores no descontrolo político-social.
  • REFLEXÃO FINAL
    • O descontrolo apresenta 4 facetas:
    Trabalho Urbanismo Segurança Educação e
  • CONCLUSÃO
    • Perante o espectro de decadência geral, a sobrevivência da Escola passa por:
    • Planificar a passagem à qualidade
    • Revalorizar, responsabilizar e apoiar
    • Requalificar o meio escolar
    • Conter a indisciplina e prevenir a violência
    • O melhor investimento que um país pode fazer é nas suas crianças
    • Carol Bellamy
    • O melhor investimento que um país pode fazer é nas suas crianças
    • Carol Bellamy
    FIM