Geologia2010 11

4,098 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,098
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
500
Actions
Shares
0
Downloads
363
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Geologia2010 11

  1. 1. GEOGRAFIA ESTRUTURA GEOLÓGICA
  2. 2. CAMADAS DA TERRA
  3. 5. LITOSFERA
  4. 6. DERIVA DOS CONTINENTES <ul><li>Teoria da Deriva Continental </li></ul><ul><li>Pangéia </li></ul><ul><li>Laurásia </li></ul><ul><li>Gondwana </li></ul><ul><li>Deriva Continental </li></ul>
  5. 11. Tectónica de placas
  6. 12. Teoria das Placas Tectônicas Esta teoria consiste na ratificação da teoria de Wegener, porém utiliza-se de um método científico, como a graduação ou mensuração do carbono radioativo. OBS: As regiões de maior atuação das placas tectônicas são as regiões localizadas nas bordas das placas, é ai então que encontramos as cadeias montanhosas, os vulcões e os tremores de terra.
  7. 13. A Terra é um planeta dinâmico Os processos que alteram a superfície terrestre podem ser de dois tipos: . Destrutivos (e.g. meteorizazação; erosão) . Construtivos (e.g. vulcanismo)
  8. 14. Tectónica de placas A - Processos internos na crusta terrestre
  9. 15. Deriva continental – os continentes movem-se na superfície da Terra Alfred Wegener (1880-1930) Evidências: Distribuíção de depósitos glaciáricos pérmicos nos continentes do hemisfério sul Ocorrências de depósitos fósseis vegetais nos continentes do hemisfério sul
  10. 18. Evolução
  11. 19. Tectónica de placas A litosfera dividida em segmentos – placas – que se encontram em movimento
  12. 20. TEORIA DA TECTÔNICA <ul><li>DISTRIBUIÇÃO DAS PLACAS </li></ul>
  13. 23. MOVIMENTOS DAS PLACAS <ul><li>Quando duas placas se separam formam-se RIFTS (fendas ) na crosta. </li></ul><ul><li>Quando duas placas se movem uma em direção a outra ,pode ocorrer subducção:uma das placas e forçada a mergulhar na outra. </li></ul><ul><li>Grau Geotérmico </li></ul>
  14. 25. SUBDUCÇÃO
  15. 27. RIFTS ( FENDAS )
  16. 30. FIGURA
  17. 31. Agentes internos do relevo <ul><li>TECTONISMO:Também chamados de movimentos diastróficos(distorções). </li></ul><ul><li>Formam as falhas. </li></ul><ul><li>DOBRAMENTOS:Quando as pressões são exercidas de forma horizontal . </li></ul><ul><li>Os movimentos horizontais são chamados orogenéticos. </li></ul><ul><li>VULCANISMO: Material magmático e expulso do interior da terra para a superfície. </li></ul>
  18. 32. Vulcanismo – fenómeno geológico com origem em processos que ocorrem no interior da terra. Erupção vulcânica – ascensão e saída de magma para a superfície terrestre As erupções vulcânicas são no geral manifestações de vida curta, mensuráveis. Vulcanologia – disciplina que estuda todos os aspectos relacionados com o vulcanismo
  19. 33. Magmas e vulcanismo Magma – mistura de fases fundidas, predominantemente silicatadas, que ao arrefecer consolida, formando rochas ígneas
  20. 36. VULCANISMO
  21. 37. VULCÕES LOCALIZAÇÃO A maioria dos vulcões da Terra está concentrada em duas áreas principais: Círculo de Fogo do Pacífico: desde a Cordilheira dos Andes até as Filipinas, onde se concentram 80% dos vulcões da superfície. Círculo de Fogo do Atlântico: América Central, Antilhas, Açores, Cabo Verde, Mediterrâneo e Cáucaso.
  22. 39. Principais zonas de vulcanismo activo.
  23. 40. Principais zonas de vulcanismo activo.
  24. 41. FIGURA <ul><li>Formação das grandes cadeias de montanhas como os Alpes e os Andes. </li></ul>
  25. 42. Esquema de um vulcão
  26. 44. VULCANISMO
  27. 46. A actividade sísmica associada a manifestações vulcânicas é mais intensa durante os períodos explosivos
  28. 47. A actividade sísmica vulcânica pode gerar deslizamentos de terras
  29. 48. A actividade sísmica vulcânica pode gerar tsunamis
  30. 49. Escoada lávica Evolução sequencial das erupções vulcânicas
  31. 50. 1 – Emissões gasosas
  32. 51. 2 - Formação do cone por acumulação e lavas e piroclastos
  33. 52. Estruturas e formas vulcânicas
  34. 53. Cones vulcânicos
  35. 54. Lago de lava no interior duma cratera
  36. 55. Lava proveniente da cratera
  37. 56. Modelo do relevo do fundo oceanico , ao longo de uma crista médio-oceanica (vermelho acastanhado) . O azul corresponde às regiões mais baixas (vales) , enquanto, do verde passando pelo amarelo até ao castanho-avermelhado , corresponde às regiões elevadas (montanhas).
  38. 58. GEOTERMIA A água das fontes termais ou géiseres, também são utilizadas para aquecimento doméstico. Aproveitamento da energia geotérmica        
  39. 60. Na Islândia, existem lagos aquecidos por energia geotérmica
  40. 61. Furo Geotérmico
  41. 62. Aproveitamento de fluidos geotérmicos
  42. 63. ESQUEMA
  43. 66. VULÇÕES ATIVOS
  44. 67. O que é um terremoto terremoto = abalo sísmico = tremor de terra O fenômeno geológico é o mesmo, variando apenas o tamanho. Usa-se “terremoto” para os grandes abalos, que normalmente não ocorrem no Brasil.
  45. 68. Sismos são provocados por “pressões geológicas”. Aumento gradual (centenas de anos) de pressões geológicas e deformações. Deslizamento de blocos (poucos segundos) numa falha geológica.
  46. 70. convecção lenta, de grande escala (cm/ano) litosfera
  47. 71. Crosta litosfera ou placa astenosfera Oceano Pacífico Andes placa de Nazca
  48. 72. Sismos na placa Sul-Americana 1975-1995 magnitudes > 4,5 Atividade no Brasil é muito baixa !
  49. 73. Os terremotos destrutivos (magnitude acima de 6) só ocorrem em grandes falhas geológicas nas bordas das placas , como nos ANDES (original) e no meio do oceano Atlântico. Como o Brasil está no meio da Placa Sul-Americana, longe das bordas, terremotos fortes são extremamente raros.
  50. 74. Magnitude é uma escala logarítmica: cada ponto corresponde a um aumento de 10 x nas vibrações ! 2 3 5 4 possibilidade de trincas, sentido até ~40 km
  51. 75. TERREMOTOS
  52. 77. CONSEQUÊNCIAS
  53. 79. FOTOS
  54. 80. ROCHAS <ul><li>MAGMÁTICAS </li></ul><ul><li>METAMORFICAS </li></ul><ul><li>SEDIMENTARES </li></ul>
  55. 81. EXEMPLOS .
  56. 82. Calcário-Mármore Granito - Gnaisse <ul><li>Formada pela transformação de outras rochas </li></ul>Metamórfica Calcário,Carvão <ul><li>De origem orgânica </li></ul>Estalactite <ul><li>De origem química </li></ul>Areia,Arenito,Argilito. <ul><li>Detrítica </li></ul>Sedimentar Bassalto,Riolito,Andesito. <ul><li>Extrusiva ou vulcânica </li></ul>GranitoSienito,Diorio,Gabro <ul><li>Intrusiva ou plutônica </li></ul>Magmática Exemplos Classificação/Tipo QUADRO ESQUEMATICO DAS ROCHAS
  57. 85. CICLO DAS ROCHAS
  58. 86. CICLO DAS ROCHAS

×