20080926 A Resinagem de Pinus no Contexto Mundial
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

20080926 A Resinagem de Pinus no Contexto Mundial

on

  • 8,614 views

 

Statistics

Views

Total Views
8,614
Views on SlideShare
4,378
Embed Views
4,236

Actions

Likes
3
Downloads
96
Comments
1

11 Embeds 4,236

http://areldorado.com.ar 2284
http://www.areldorado.com.ar 1891
http://www.linkedin.com 17
http://translate.googleusercontent.com 13
http://www.slideshare.net 8
https://www.linkedin.com 6
http://honyaku.yahoofs.jp 6
http://areldorado.com 5
http://webcache.googleusercontent.com 3
http://cms.pagelime.com 2
http://207.46.192.232 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • I would like to learn more about crude gum.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

20080926 A Resinagem de Pinus no Contexto Mundial 20080926 A Resinagem de Pinus no Contexto Mundial Presentation Transcript

  • A Resinagem de Pinus no Contexto Mundial Alex Cunningham [email_address] Avaré – São Paulo - Brasil 26 / Setembro / 2008 Clique sobre as imagens para avançar
  • oleo resina miera crude gum gemme 松脂 pez Onde, quanto, como, de quais espécies, por quanto, há outras alternativas? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • “ O objetivo de fazer um prognóstico não é de prédizer o futuro mas de dizer-lhe o que você precisa saber para tomar ações significativas no presente.” Paul Saffo Six Rules for Accurate Effective Forecasting Harvard Business Review , July-August 2007, 122-131  
  • oleo resina miera crude gum gemme 松脂 pez Onde e quanto? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • 10.000 100.000 1.000.000 CHI BRA INS IND MEX ARG RUS HON MAL CAM VIE NEP POR ....... ONDE E QUANTA OLEORESINA DE PINUS É PRODUZIDA? Produção de Oleoresina em Ton / Ano Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 The World’s Forests [http://www.fao.org/forestry/static/data/fra2005/maps/2.2.jpg] Ton / Ano
  • 10.000 100.000 1.000.000 CHI BRA INS IND MEX ARG RUS HON MAL CAM VIE NEP POR ....... ONDE E QUANTA OLEORESINA DE PINUS É PRODUZIDA? Típica distribução de Pareto 80/20 com três segmentos diferenciados. Ton / Ano The World’s Forests [http://www.fao.org/forestry/static/data/fra2005/maps/2.2.jpg] Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • 10.000 100.000 1.000.000 CHI BRA INS IND MEX ARG RUS HON MAL CAM VIE NEP POR ....... ONDE E QUANTA OLEORESINA DE PINUS É PRODUZIDA? Estimativa da FAO nas mudanças da superfície florestal mundial – 2000/2005. Ton / Ano Countries with large net change in forest area 2000-2005 [http://www.fao.org/forestry/static/data/fra2005/maps/2.7.jpg] Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • oleo resina miera crude gum gemme 松脂 pez Como? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? Basicamente hoje são utilizados quatro sistemas ... HUGUES MAZEK (RILL) “ CHINÊS” Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 “ BRASILEIRO”
  • 10.000 100.000 1.000.000 CHI BRA INS IND MEX ARG RUS HON MAL CAM VIE NEP POR ....... Ton / Ano COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? Dois deles arcaicos ... Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 HUGUES MAZEK (RILL)
  • 10.000 100.000 1.000.000 CHI BRA INS IND MEX ARG RUS HON MAL CAM VIE NEP POR ....... Ton / Ano COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? ... mais um sistema eficaz porem pouco eficiente! Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 “ CHINÊS” HUGUES MAZEK (RILL)
  • 10.000 100.000 1.000.000 CHI BRA INS IND MEX ARG RUS HON MAL CAM VIE NEP POR ....... Ton / Ano COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? E finalmente um só sistema moderno! Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 HUGUES MAZEK (RILL) “ CHINÊS” “ BRASILEIRO”
  • COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? Podemos classificá-los em três tipos: Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 Escaneado de Kronka (2005) (Hugues)
  • 1848> Pierre Hugues de Tarnaux, Bayone, França, patentea o primeiro sistema de resinagem. Foi aplicado a mais de um século na França, Espanha e Portugal; ainda hoje é aplicado na Indonésia! COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA HUGUES (FRANCÊS) Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA HUGUES (FRANCÊS)
  • COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 1869> US Patent 87,219 R.J.Steel; Espinha de peixe + boxing. 1871> US Patent 111,743 B.I.Hazard; Espinha de peixe + taça.
  • 1934> Melhorado na Áustria por volta de 1934 por Mazek-Fialla. Aplicado hoje na Indonésia e na Índia com leves mudanças. Se utiliza estimulante em spray. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA MAZEK OU RILL Karl Mazek-Fialla – The scientific basis of resin tapping ; Zbl. Ges Forst-u-Holzw 71(20/54):221-237 (1949).
  • Sistema desenvolvido a partir dos trabalhos (patenteados) de Steel e Hazard do século XIX no sudeste da USA. A estria e descendente e continua sem estimulação química. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA “CHINÊS” OU AMERICANO DE WOOD CHIPPING
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 1921> Eloise Gerry, fisiologa vegetal do USDA Forest Service, explica como a planta produz a resina (não é seiva!), na sua tese de doutorado - Oleoresin Production: A Microscopic Study of the Effects Produced on Woody tissues of Southern Pines by Different Methods of Turpentining - USDA Bulletim 1064. COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA “BRASILEIRO” OU AMERICANO DE BARK CHIPPING
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA “BRASILEIRO” OU AMERICANO DE BARK CHIPPING
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA “BRASILEIRO” OU AMERICANO DE BARK CHIPPING
    • 1974> O “Manual” de Ralph Clements faz a descrição completa do único sistema que podemos considerar “moderno”.
    • A estria não atinge o lenho da árvore.
    • É repetida cada 15 dias poupando mão de obra.
    • Utiliza a estimulação química em forma consistente.
    COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? = SISTEMA “BRASILEIRO” OU AMERICANO DE BARK CHIPPING Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 1911> US Patent 1,012,541 J.T. Gilmer, primeiro sistema fechado.
  • 10.000 100.000 1.000.000 CHI BRA INS IND MEX ARG RUS HON MAL CAM VIE NEP POR ....... Ton / Ano COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? Estimulação química pouco utilizada e sem novos aportes recentes. H 2 SO 4 ácido 2-cloro etil fosfônico (CEPA / etefon / Ethrel)
    • Extremamente Corrosivo!
    • Produto controlado em todo o mundo.
    • Presença de Enxofre no Breu (!?)
    lignosulfonatos
    • etefon a ph > 4.5 transforma-se em: ácido oxálico + etileno + ion cloro
    auxinas enzimas NAA biopirol pine fatting agent fungos + HCl Hessenland et al.; US Patent 2,053,031 (1934) paraquat Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? O ácido 2-cloro etil fosfônico (CEPA / etefon / Ethrel)
    • etefon a ph > 4.5 transforma-se em: ácido oxálico + etileno + ion cloro
    Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
    • Ethrel registrado pela Bayer no Brasil ( a concentração 720 tem preço de R$ 210,00 / litro ).
    • Preço na China R$ 9,00 / litro para a concentração de 100%. Mais não usam ele na resinagem!
    • No Brasil usualmente aplicado a 2.5 %; sem a limitação de preço poderia ser aplicado até uma concentração de 10% e reemplazar em sua totalidade ao ácido sulfúrico.
    COMO É PRODUZIDA A OLEORESINA DE PINUS? O ácido 2-cloro etil fosfônico (CEPA / etefon / Ethrel)
    • etefon a ph > 4.5 transforma-se em: ácido oxálico + etileno + ion cloro
    Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • oleo resina miera crude gum gemme 松脂 pez De quais espécies? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • DE QUAIS ESPÉCIES A OLEORESINA DE PINUS É PRODUZIDA? Em mihares de toneladas métricas. Dados estimado para a safra 2006/2007. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 5 65 50 5 10 Outras espécies 5 70 30 30 10 Pinus caribeae 8 100 95 5 Pinus merkusii 1.300 100 100 100 1.000 TOTAL 2 35 35 Pinus yunnanensis 5 60 60 Pinus simão kesiya 17 220 20 60 140 Pinus elliottii 58 750 750 Pinus massoniana % TOTAL OUTROS PAÍSES INDONÉSIA BRASIL CHINA Espécie
  • DE QUAIS ESPÉCIES A OLEORESINA DE PINUS É PRODUZIDA? Elvira Rodriguez (1961) E onde está o Shangrilá? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Espécies resinadas na China JX GX FJ GZ GD ZJ HU HB AH SC YN Beijing Guangzhou Huangpu HN Trópico de Câncer Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 HN P. merkusii 0,25 HN P. caribeae 0,75 YN P. yunnanensis 4,00 YN P. simao kesiya 6,00 JX, GD, GX P. elliottii 14,00 GX, GD, FJ, GZ, JX, ZJ, HU, HB, AH, SC P. massoniana 75,00 Local Espécie %
  • Pinus yunnanensis Pinus caribeae Pinus simao kesiya Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 Áreas de coleta de dados na China Pinus tabuleiformis Pinus massoniana Pinus elliottii SA LN JX GX FJ GZ GD ZJ HU HB AH SC YN HN
  • YN É o Shangrilá está na Província de Yunnan, na China! Trópico de Câncer Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  •  
    • A Província de Yunnan, China, tem 700.000 hectares de Pinus yunnanensis e Pinus simao kesiya nativos!
    • Hoje produz 70.000 ton de breu ano.
    • Só uns 8% do recurso florestal é explorado.
    Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 A primeira curva do Rio Yangtze! 丽江
  • oleo resina miera crude gum gemme 松脂 pez Por quanto? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • POR QUANTO É PRODUZIDA A OLEORESINA? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • 1.4 8.75 35.0 2.14 3.0 8% 19% POR QUANTO É PRODUZIDA A OLEORESINA? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 BRASIL 4.0 CHINA
  • POR QUANTO É PRODUZIDA A OLEORESINA? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • POR QUANTO É PRODUZIDA A OLEORESINA? PREÇO ATUAL DA RESINA NA CHINA 6,400 RMB / MT @ 6.83 RMB / U$D = = 937 U$D / MT 3 MT / SAFRA * 937 U$D / MT = = 2,811 U$D / SAFRA (2,811 U$D / MT * 1.85 R$ / U$D )/ 6 MESES = = 866 R$ / MÊS Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • http://areldorado.com/ Pine Chemicals Brasil vs. China
  • INFORMAÇÕES DO MERCADO CHINÊS DE BREU 1) http ://www.rosinnet.com/ Informe de mercado semanal elaborado pelo George Zhou. Hoje muito bom! 2) http ://www.rosineb.com/ Mercado eletrônico de resina, breu e terebintina. 3 ) Nanning Bulk Commodities Exchange / CCCFNA Mercado eletrônico de breu. Começou a operar em Agosto 2008. Comercializa 300 MT/ diárias de breu. 4) Condições climáticas das áreas de produção ... Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • PREÇO DO BREU 1920 - 2008 U$D/MT Ajustado ao valor do U$D de 2005 Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • PREÇO DE UMA CESTA DE COMMODITIES 1920 - 2008 Petroleo, grãos, minerais, carne, etc. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • PREÇO DO BREU 1920 - 2008 ... e agora um sobre o outro! U$D/MT Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alguns commodities hoje. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • oleo resina miera crude gum gemme 松脂 pez Há outras alternativas? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • HÁ OUTRAS ALTERNATIVAS ALÉM DA OLEORESINA DE PINUS? Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
    • SIM! E SÃO DUAS ...
    • BREU DE TALL OIL: A recuperação dos acidos resínicos (oleoresina) contidos na madeira do pinus nas fábricas de papel que utilizam o processo Kraft.
    • RESINAS DE HIDROCARBONETO: Produzidas a partir de cortes (PyGas) obtidos durante o fracionamento do petróleo.
  • INDÚSTRIA QUÍMICA INDÚSTRIA PETROQUÍMICA FÁBRICA DE PAPEL HÁ OUTRAS ALTERNATIVAS ALÉM DA OLEORESINA DE PINUS? Indústria de adesivos, tintas, etc. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 Resinas de Breu Resinas Politerpénicas Resinas de Hidrocarboneto Breu Terebintina Breu de Tall Oil Terebintina ao Sulfato PyGas Floresta de Pinus Resinagem Corte de Madeira Oleoresina Sabão Chips Madeira Carvão Bacia de Petróleo Extração de Petróleo Petróleo FÁBRICA DE BREU Pine Chemicals
  •  
  • HÁ OUTRAS ALTERNATIVAS ALÉM DA OLEORESINA DE PINUS? = BRASIL HOJE Indústria de adesivos, tintas, etc. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 Resinas de Breu Resinas Politerpénicas Resinas de Hidrocarboneto Breu Terebintina Breu de Tall Oil Terebintina ao Sulfato PyGas Floresta de Pinus Resinagem Corte de Madeira Oleoresina Sabão Chips Madeira Carvão Bacia de Petróleo Extração de Petróleo Petróleo ~70,000 MT/ANO ~10,000 MT/ANO ~9,000 MT/ANO (2009) ~800 MT/ANO ~20,000 MT/ANO C9 Potencial +34,000 MT/ANO C5
  • HÁ OUTRAS ALTERNATIVAS ALÉM DA OLEORESINA DE PINUS? = CHINA HOJE Indústria de adesivos, tintas, etc. Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008 Resinas de Breu Resinas Politerpénicas Resinas de Hidrocarboneto Breu Terebintina Breu de Tall Oil Terebintina ao Sulfato PyGas Floresta de Pinus Resinagem Corte de Madeira Oleoresina Sabão Chips Madeira Carvão Bacia de Petróleo Extração de Petróleo Petróleo ~750,000 MT/ANO ~100,000 MT/ANO ~200,000 MT/ANO C9
  • oleo resina miera crude gum gemme 松脂 pez Conclusão Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • CONCLUSÃO Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
    • Precisamos fazer “NETWORKING”!
    • 28 a 30 de Setembro 2008 – PCA CONFERENCE, Prague, AUSTRIA.
    • Junho 2009 – CHINA GUM ROSIN TRADE CONFERENCE
    • Qingdao, Shandong, CHINA – Tema sugerido: Resinagem de Pinus.
    • 20 a 22 de Setembro 2009 – PCA CONFERENCE, San Francisco, USA.
    • 18 a 25 de Outubro 2009 – XIII° Congreso Florestal Mundial, Buenos Aires, ARG.
    • http://www.cfm2009.org/
    • Visite nossos sites:
    • http ://areldorado.com/
    • http ://areldorado.googlepages.com/
    • http://areldorado.com/ojo_de_la_cerradura/pine-tapping-2/
    • http://picasaweb.google.com/ar.eldorado.ltda
    • http://www.linkedin.com/in/alexcunn
    Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008
  • Agradeço a todos aqueles: pessoas físicas, empresas e associações; que apoiaram minhas viagens em busca de conhecimento que tornaram possível esta apresentação. A TODOS OS PRESENTES MUITO OBRIGADO!! Alex CUNNINGHAM [email_address] Avaré – 26/Set/2008