Acto.IT Portfolio

  • 616 views
Uploaded on

Portfolio

Portfolio

More in: Business , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
616
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
7
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.
  • 2. May/2009
  • 3. Bem-Vindos
    Fruto da coalizão do saber de profissionais com mais de 10 anos de vivência a campo em Tecnologia da Informação, nossas equipes compreendem o que significa trabalho: seriedade.
    A alegria dos que conosco colaboram, provém da entrega de projetos qualitativamente inovadores, fruto da observância de valores éticos consistentes que permeiam os grupos de interesse, incisivamente focados em objetivos comuns.
    Aliados estratégicos – isto é, parceiros, colaboradores, fornecedores e clientes – agrupam-se mediante demanda, solidária e respeitosamente acolhendo desafios crescentes, em mercados novos e/ou diferenciados.
    Fomentamos o responsável aplicar de práticas e processos gerenciais, condensando o extenso conjunto de referências téorico-acadêmicas– por vezes excessivamente complexas – modelando ferramentas efetivas que alicerçam turbulências advindas dos ambientes externo e interno, habilitadas a iluminar o caminho do sucesso em projetos sucessivos que demandem visão de curto, médio e longo prazos – confiabilidade almejada por instituições verdadeiramente modernas e sóciorresponsáveis.
    Desafios:
    Reposicionar nossos clientes diante de mercados que dia a dia, buscam competitividade;
    Unir-se a profissionais qualificados e experientes em variados segmentos econômicos;
    Converter Serviços Profissionais em produtos tangíveis mediante foco em melhorias qualitativas;
    Mitigar impactos resultantes de retrabalho, fomentando a integridade dos produtos conforme entregues ao longo de cada ciclo de vida dos projetos, assegurando qualidade aos grupos de interesse envolvidos;
    Transmutar interfaces relacionais em alianças estratégicas, a despeito do papel exercido dentro da cadeia de valor do segmento econômico no qual a atua.
    Acto.IT
  • 4. Visão
    Marcos 5
    Soluções 6
    Gestão em Processos 7
    Gestão da Implementação de Projetos (PM) 8
    Gestão Empresarial Integrada (ERP) 9
    Inteligência em Negócios (BI) 10
    Fábrica de Software 11
    Banco de Dados 12
    Sistemas Operacionais 13
    Regimes & Sistemas Fiscais Especiais 14
    Auditoria Tributária Eletrônica 16
    Integração Administrativo Tributária 17
    SPED Fiscal & Contábil 18
    Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) 19
    Suporte & Manutenção 23
    Aliados & Ações 24
    Fundamentos 25
  • 5. Marcos
    Força
    Entregar compromissos cativos da responsabilidade, ética e altos padrões qualitativos, direcionados – de maneira única – a objetivos devidamente compartilhados.
    Aço, um dos principais bens de exportação do Brasil.
    Alicerce
    Fidelidade;
    Disciplina;
    Aprendizado Contínuo;
    Flexibilidade para Ousar;
    Reconhecimento em Alianças.
    Busca
    Reconhecimento em TI, dada excelência em implementações permeadas
    por abordagens inovadoras.
    Conquistas
    Atuação pioneira em mercados novos e/ou parcamente atendidos;
    Independência tecnológica alicerçando lisura e inovação contínua;
    Serviços de crescente padrão qualitativo;
    Metodologias de comprovada aplicabilidade;
    Práticas e processos consagrados em contextos téorico-empíricos;
    Retenção, melhoria e multiplicação de benefícios comuns.
    5
  • 6. Soluções
    Fábrica de Software
    Gestão Empresarial
    Integrada
    (ERP)
    Inteligência de Negócios
    (BI)
    Arquitetura de TI
    Funcional
    Técnica
    Regimes & Sistemas Tributários Especiais
    Gestão de Processos em TI
    Modelagem
    Conformidade
    Banco de Dados
    Sistemas Operacionais
    Implementação de Projetos de TI
    Gestão da Seleção & Suprimento
    Suporte & Manutenção
    Qualidade & Desempenho em TI Certificação
    Portais
    Treinamento
    Infraestrutura
    6
  • 7. Gestão em Processos
    Emancipar redundâncias, retrabalho, perda de informação e refinar a resposta a mercado, há tempo motiva líderes focados na precisa, qualitativa e compassada alocação de valorosos recursos. Catalisando resultados, processos alinhados convidam comunidades engajadas em buscas atemporais, suplantando fronteiras. Revisitar processos esteia ambientes permeados de sinônimos – forças motrizes, mudanças e inovação ascendente – tipicamente em tempos de:
    Fusões, aquisições e integrações complementares conjuntas,
    modificando atitudes, moldando oportunidades de melhorias inéditas;
    Desafios regulares advindos de comunidades de negócios vizinhas
    – predominantemente entidades legais, qualificadoras e certificadoras –
    propõem ao empresariado o renovo de rotinas de posicionamento
    e de tomada de decisão, ativando o reaprendizado na prática e
    em conformidade com padrões recém-editados.
    Mapear, diagnosticar e re-avaliar modelos de gestão em TI;
    Recomendar melhorias e redesenhar processos em TI;
    Definir indicadores de desempenho;
    Transferir conhecimento, documentando procedimentos plenamente;
    Consolidar recomendações e novos processos;
    Instrumentar o fomento da estrutura organizacional, em sequência.
    Sabiamente
    7
  • 8. Gestão da Implementação de Projetos (PM)
    A aplicação segura de melhores práticas em Gestão de Programas e Projetos (PMI e outras referências de renome) transcende a consolidação de uma célula de equipe ou um Escritório de Projetos (PMO) – quer a nível corporativo, departamental e/ou junto a projetos não complexos e individuais – com vistas à concepção conjunta de métricas de controle e desempenho, espelhando previsões até o atendimento dos resultados almejados. Estamos aptos a:
    Supervisionar o emprego de conhecimento, competências e técnicas
    para salvaguardar entregas durante implementações de sistemas de TI, que estejam sob controle direto de marcos contratuais e objetivos comuns e precisos;
    Assegurar que o aspecto humano do gerenciar reflita – circunspecto à razão – a perspectiva de múltiplos grupos de interesse, com uma nuance de inovação, gerando a exclusividade que todos buscam:
    Dedicação
    Integração
    Escopo
    Comunicação
    Tempo
    Custos
    Qualidade
    Recursos Humanos
    Riscos
    Aquisições
    Experiência
    Gestão do Conhecimento
    Gestão da Mudança
    Otimização de Processos
    Definição de Melhores Práticas
    Avaliação de Desempenho
    8
  • 9. Planejamento Empresarial Integrado (ERP)
    Gestão da Relação
    com Clientes
    Desenvolver
    Vender
    Sistêmica
    Processamento de Transações, Informação Gerencial, Suporte à Decisão, etc.
    Gestão da Cadeia
    de Suprimentos
    Gestão
    Empresarial,
    Finanças, Projetos,
    Manutenção , RH
    Ofertar
    Planejar
    Atender
    Adquirir
    Inteligência
    de Negócios
    Entregar
    Produzir
    Benefícios
    Sistema de
    Gestão da
    Armazenagem
    Restringe redundâncias em tarefas;
    Reduz custos e despesas;
    Esteia processos de tomada de decisão empresarial;
    Confere assertividade e velocidade ao tempo de resposta a mercado;
    Alinha interfaces manuais, liberando recursos para novas atividades;
    Aperfeiçoa o fluxo de informação, incrementando qualidade e eficiência.
    R. Humanos
    Suprimentos
    Contabilidade
    Funcional
    Soluções por Área de Negócio
    Projetos
    Implementação
    Migração
    Roll-out
    Suporte e Manutenção
    Ajuste de Peculiaridades de Negócio
    Finanças
    Suprimentos
    Vendas
    Aquisição
    Manufatura
    Manutenção
    Recursos Humanos
    Projetos
    Relação com Clientes (CRM)
    Armazenagem (WMS)
    9
  • 10. Inteligência de Negócios (BI)
    A crescente competitividade de mercado motiva empresas à concepção de realces inovadores e, a despeito da tecnologia, a efetiva gestão tem-se tornado cada vez mais instrumental tanto à consolidação como à constante melhoria dos processos que regem seu proceder. Toma-se por garantida a liderança e esta deixa de constar entre os quesitos almejados. O mesmo, observa-se, permeia a adoção de ferramentas ligadas à inteligência de negócios.
    Benefícios:
    Mitigar riscos e perdas;
    Otimizar a gestão competitiva orientada a desempenho;
    Propiciar a compreensão da informação corporativa como um todo;
    Facilitar a gestão da informação e análise de tendências;
    Aprumar o processo decisório.
    Via:
    Tecnologias dedicadas à extração, organização e consolidação de dados;
    Modelos, indicadores e ferramentas para análise/compreensão de forças motrizes e resultados;
    Governança e monitoramento estratégicos (BSC e KPI’s);
    Planejamento financeiro, administrativo e orçamentário;
    Ferramentas de análise e relato de informações.
    10
  • 11. Fábrica de Software
    Versado. Moderno. Estruturado.
    Tarefas que exigem precisão, detalhamento e velocidade permeiam cada linha de caracteres conforme traçada por austeridade metodológica, descortinam o caráter daqueles que empenham-se em atender particularidades, conferindo exclusividade a cada projeto, cada cliente, a despeito das similaridades que individualmente atendem.Aqui, você é atendido :
    Desenvolvimento
    Customizações de pacotes de software
    Customizações de sistemas existentes (legados)
    Sistemas exclusivos (tailor-made)
    Recompensas
    Relação Custo x Benefício;
    Gestão de Custos e Prazos;
    Conhecimento e Análise de Riscos;
    Gerenciamento de Requisitos;
    Células de Certificação da Qualidade;
    Testes de Especificações;
    Padrões de Desenvolvimento;
    Parâmetros de Comunicação;
    Documentação (As-Built*);
    Controle de Versões;
    Reutilização de Componentes.
    Especialidades
    Desenho de soluções
    Mapeamento e Testes de Requisitos
    Ferramentas & Linguagens de Programação
    Java, .Net, ASP, PHP
    PL/SQL, Forms & Reports
    Discoverer, Workflow Builder
    AOL, Frameworks Oracle
    Net Beans IDE, Eclipse IDE
    Adobe Dream Weaver CS4
    • Em conformidade com os padrões
    UML (UnifiedModelingLanguage).
    11
  • 12. Banco de Dados
    Desempenho, consistência e segurança para teu ambiente de Banco de Dados;
    Profissionais certificados com comprovada experiência em mercados locais e internacionais;
    AActo.ITdesenvolve projetos sobre uma variedade de produtos de Banco de Dados,
    especialmente Oracle, SQL/Server, Informix e DB2.
    Servidor Oracle
    Provendo                   
    Aplicativo do Banco de Dados
    Motor PL/SQL
    Instalação;
    Migração/Atualização de bancos de dados;
    Suporte técnico;
    Monitoramento contínuo (24X7);
    Segurança e disponibilização da informação;
    Assistência remota;
    Dimensionamento de capacidades;
    Serviços de recuperação de dados;
    Testes de compatibilidade de versões;
    Testes de alta disponibilidade;
    Real Application Clusters(RAC);
    Desempenho (Tuning). 
                              
    Procedimento
    Iniciar
    Processual
    Processual
    SQL
    Processual
    SQL
    FIM:
    Executor de Declarações
    Processuais
    Código do Programa
    Código do Programa
    Procedimento
    de
    Chamada
    Código de Programa
    Código de Programa
    Declaração
    Executora SQL
    Banco de Dados
    12
  • 13. Sistemas Operacionais
    Projetos que visam atender processos corporativos em regime 24x7, residem em ambientes operacionais exemplares.
    Nestes, quer sejam grandes e complexos ou pequenos e simples, tanto a instalação e manutenção, bem como o pronto, efetivo e eficiente suporte, são mandatórios.
    Necessidades complementares exigem equipes multicapacitadas
    inclusive em sistemas Linux e Unix (IBM-AIX, HP-UX, Sun-Solaris):
    Mapeamento do Ambiente
    Instalação de Sistemas Operacionais
    Configuração Básica (do parâmetro cerne) para atender peculiaridades
    do negócio (base de dados, servidores gerais, etc.)
    Apoio à Implementação do Software de Comunicação
    entre Servidores (TCP/IP, Samba, NFS)
    Configuração de Discos & Volume (LVM e Volume Manager)
    Configuração da Base de Dados Redundante (espelho do cluster ou
    conjunto de computadores/servidores usando HP-UX ServiceGuard)
    Configuração dos Serviços de Segurança (HTTP, FTP, Proxy e Firewall )
    Otimização do Ambiente de Desempenho via monitoramento/ajuste (tuning)
    Configuração do Ambiente de Armazenamento (EMC, IBM, StorageTek, HP, etc.)
    Treinamento de Equipes (UNIX, Linux, etc.)
    13
  • 14. Regimes & Sistemas Tributários Especiais
    De muitas maneiras, durante anos, empreendimentos aqui estabelecidos têm recorrido a uma variedade de benefícios tributários e/ou fiscais.
    Ofertados por entidades governamentais sob condições contínuas ou temporariamente, promovendo desenvolvimento sócioeconômico, estes deram origem a uma especialização conhecida como arquitetura tributária, aplicada a várias áreas corporativas interfuncionaistais como logística, controle financeiro, contabilidade, recursos humanos, operações de produtos e serviços, etc.
    Tal recurso tático de gestão estratégica tem assegurado economias financeiras e/ou econômicas excepcionais para aqueles que investem em gerar melhorias em manufatura, processamento e/ou prestação de serviços, no Brasil. Em última instância, todos geram prosperidade além fronteiras na medida em que aplica-se e distribui-se renda, de maneira aperfeiçoada.
    Até certo ponto, este instrumento de incremento do desempenho gerencial, vem em seu aspecto operacional, digitalizando-se cada vez mais, conferindo às empresas proatividade, precisão e inteligência no trato de compromissos assumidos perante sua missão corporativa ao simular auditorias e/ou fomentar a capacidade de execução e monitoramento no tocante a esta área do saber, levando ao surgimento de diversas várias vantagens competitivas adicionais.
    14
  • 15. Regimes & Sistemas Tributários Especiais
    O regime tributário brasileiro atualmente pauta-se em 79 impostos e mais de 5 mil leis, sujeitas à surpreendente média de 3 alterações a cada duas horas segundo pesquisas realizadas por especialistas do setor.
    Dado tal cenário, é perfeitamente compreensível que empresas – a despeito de recorrerem a serviços profissionais especializados de maneira rotineira – deixam de perceber oportunidades, falham na observância contínua da legislação e/ou simplesmente incorrem em não conformidades, sendo que todas impactam as forças motrizes da margem de contribuição à lucratividade.
    Entre outras ações preventivas e corretivas, no momento, o governo está implementando oSistema Público de Escrituração Digital (SPED)para substituir registros, declarações e rotinas de verificação tradicionais por um equivalente eletrônico.
    Cerâmica natural apresentando o fruto da árvore Jatobá, nativa ao Brasil.
    Da mesma maneira, o SINTEGRA – Sistema Integrado de Informações sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços – foi introduzido para facilitar a entrada de informação fornecida por contribuintes à Receita Estadual e para fomentar a tramitação de dados dentro e entre autarquias administrativas emulando o modelo europeu de IVA – devidamente ajustado às peculiaridades locais – salvaguardando a legislação federal constitucional.
    O propósito primordial da automação paulatina nesta área do saber é assegurar que informação vital à sociedade como um todo, seja repassada às Receitas federal, estaduais e municipais e departamentos de recolhimento do Fisco, e, subsequentemente, seja trocada e liberada entre as diversas entidades públicas e privadas envolvidas no cenário de cumprimento fiscotributárioe governança no Brasil.
    15
  • 16. Auditoria Tributária Eletrônica
    Idealizado para antecipar automaticamente o processo de análise do Fisco – aplicando-se as exigências legais do SINTEGRA e do SPED Contábil e Fiscal – este software audita todos os documentos emitidos perante as obrigações auxiliares, pré-confirmando conformidade da empresa frente à legislação vigente no país, antes que estes sejam formalmente encaminhados aos órgãos competentes. Através do software de Auditoria Eletrônica, você submete os arquivos digitais de sua empresa a uma análise minuciosa, identificando possíveis falhas e inconsistências nos procedimentos fiscais e nos sistemas (extração ou parametrização), minimizando os riscos de autuações. Além disso, é possível identificar créditos a serem recuperados e reduzir custos, melhorando a eficiência operacional e otimizando o resultado de seus negócios.
    Proteja sua Empresa
    Gestão Fiscal Estratégica
    Opera a despeito do tipo de plataforma de ERP
    Realiza verificações a intervalos menores que 24 hs
    Verifica 100% dos documentos fiscais
    Facilita a análise de não conformidade e inconsistências
    Checa procedimentos e rotinas fiscais
    Confirma a situação de clientes e fornecedores
    identifica transações com empresas não qualificadas
    Facilita a identificação de parâmetros incorretos
    Compara dados relatados no GIA com arquivos
    fiscais do SINTEGRA e do SPED
    Identifica inconsistências/ocorrências, evitando multas
    Apóia previsões contábeis e decisões de alocação
    alternativa de orçamentos
    Analisa todos os lançamentos (produto, código, classificação,
    alíquota, preço e imposto a recolher, entre outros)
    Fornece mais de 150 relatórios e consultas customizadas, que
    provêm subsídios para uma gestão fiscal estratégica
    Disponibilizado em plataforma Web, Garantia CertiSign
    Precisão
    Agilidade
    Oportunidades de Negócios
    =
    Alto Valor Agregado
    16
  • 17. Integração Administrativo Tributária
    Com a aprovação em 2004 de uma ementa constitucional determinando às administrações tributárias atuação integrada – inclusive com relação ao compartilhamento de cadastros e de informações fiscais – surgiram projetos de desenvolvimento de sistemas a exemplo do SPED, de modo a modernizar a lide do histórico e altíssimo grau de descentralização fiscal existente no país.
    Tal descentralização reflete não apenas os inúmeros benefícios fiscotributáriosconcendidos visando o desenvolvimento sócioeconômico do país mas também a própria forma federativa do Brasil. Assim, durante décadas, justificou-se a notória burocracia, a multiplicidade de rotinas de trabalho, o baixo grau de troca de informações confiáveis e a ausência de compatibilidade entre os dados econômicofiscaisdos contribuintes. Fomentou-se portanto um conjunto de conseqüências deletérias para o governo, os próprios contribuintes e naturalmente, a sociedade como um todo, impactando a imagem interna e externa do país, conseqüentemente gerando transtornos de extensa repercussão político sócioeconômica. A integração administrativotributáriaresultante do esforço ora empreendido, no entanto, finalmente propiciará relevantes mudanças no modo como negócios são e serão doravante conduzidos.
    Mudanças no modo ou maneira de conduzirem-se negócios, implicam em alterações em processos funcionais internos às empresas e entre estas, seus clientes, fornecedores e demais interfaces regulares.
    Por conseguinte, todo o parque de sistemas informatizados que os apóiam bem como a infraestrutura e recursos humanos associados – todo o entorno organizacional enfim – demandarão adequações em regime de urgência, a despeito do cronograma proposto pelo governo no site da SEFAZ, uma vez que este determina a data limite a partir da qual deverá ocorrer o pleno atendimento à nova legislação.
    17
  • 18. SPED Fiscal & Contábil
    A Escrituração Fiscal Digital (EFD) é um arquivo eletrônico composto de registros relativos a documentos fiscais e dados pertinentes ao fisco estadual e à Secretaria da Receita Federal do Brasil, que apresentam as apurações das operações e prestações conforme declaradas pelos contribuintes. Trata-se de um arquivo a ser assinado e transmitido digitalmente através da internet, denominado SPED Fiscal.
    Já o SPED Contábil (ECD) é um módulo de sistema informatizado especial, desenhado para substituir a escrituração mercantil tradicional. Ambos foram homologados pelo IOB – um das mais renomadas empresas ligadas a esta especialidade que oferta informações objetivas – ao qual recorrem inúmeros membros da comunidade contábil do Brasil, por conta das inúmeras alterações na legislação pertinente ao tema.
    Objetivos:
    Promover a integração dos fiscos federal, estadual e municipal
    Padronizar e racionalizar o fornecimento de informações às instituições regulatórias e de fiscalização
    (Banco Central do Brasil, Comissão de Valores Mobiliários, Secretaria da Receita Federal e Superintendência
    de Seguros Privados)
    Permitir acesso compartilhado a registros digitais efetuados por contribuintes através de terceiros,
    legitimados
    Acelerar a identificação de não conformidades (ilícitos) tributários
    Aumentar a percepção do risco por parte do contribuinte faltoso
    Incrementar a arrecadação tributária
    Benefícios Sociais:
    Redução do custo de armazenamento de documentos
    Redução do custo referente ao cumprimento de obrigações acessórias
    Troca de informações entre contribuintes em formato padronizado
    Redução no tempo investido dada a presença de auditores fiscais nas instalações do contribuinte
    Simplificação e agilização de procedimentos controlados por órgãos reguladores e administração tributária da União, Estados, DF e Municípios
    Redução do envolvimento involuntário em práticas fraudulentas
    Equalização de informações prestadas por contribuintes às diversas unidades federativas, órgãos reguladores e de fiscalização
    Painting of Luca Pacioli, attributed to Jacopo de` Barbari. Source: Wikipedia
    18
  • 19. Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)
    Tomando-se apenas o aspecto de automação da informação (sistemas legados, ERP´s de renome do mercado, softwares específicos, customizações, bancos de dados e outros) que grandes contribuintes –
    os primeiros a atender à nova legislação – estarão ajustando, verifica-se como ao assim procederem, diversos outros setores econômicos que encontram-se interligados aos mesmos, igualmente, por conta da posição que ocupam perante a cadeia produtiva na qual encontram-se inseridos, buscarão adequar-se e por conseguinte o próprio mercado de tecnologia da informação haverá de acompanhar a consequenteexpansão de demanda sobre os produtos e serviços que oferta a mercado.
    Atender à imensa demanda resultante portanto de uma única nova determinação fiscotributário, configura por si só, significativo desafio, a despeito do surgimento de novos sistemas, tais como o SPED Fiscal, SPED Contábil e a Nota Fiscal Eletrônica. O empresariado de todos os portes, passará a valorizar, ponderar e tomar decisões com base em um novo conjunto de benefícios, advindos da introdução de novas legislações e dos sistemas ora ofertados pelo mercado e pelaActo.IT entre os quais, para a sociedade, quanto à Nota Fiscal Eletrônica destacam-se :
    Canário da terra, nativo ao Brasil e alguns países latinoamericanos
    Redução
    do consumo de papel, com impacto positivo no meio ambiente
    Incentivos
    ao comércio eletrônico
    ao uso de novas tecnologias
    à padronização dos relacionamentos eletrônicos entre empresas
    ao surgimento de oportunidades de negócios e empregos na prestação de
    serviços ligados à Nota Fiscal Eletrônica, inclusive a cadeia de Suprimentos,
    em particular a área de logística, setor igualmente responsável por
    relevantes transtornos históricos no país
    19
  • 20. Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)
    Para implantar um modelo nacional de documento fiscal eletrônico que substitua, gradativamente, a emissão do documento fiscal em papel, a NF-e apresenta-se como versão digitalizada que configura uma pré-aprovação a ser obtida junto ao Ministério da Fazenda, de remessa de mercadorias entre as partes envolvidas em transações comerciais no país. Obrigatória para contribuintes produtores de mercadorias que recolhem ICMS e IPI em seus estados de origem, todos atenderão à nova regra, sendo que, emitida e armazenada eletronicamente, a NF-e :
    tem validade jurídica (assinatura digital do remetente)
    permanece apenas em ambiente virtual
    registra digitalmente, a movimentação de mercadorias entre as partes ANTES do transporte/entrega
    PORTANTO:
    assegura a identidade do emissor
    garante o recebimento dos impostos por parte do governo
    permite o acompanhamento em tempo real das operações comerciais
    permite que o destinatário planeje ANTES a logística e rotinas de recebimento, inclusive a
    escrituração
    simplifica as obrigações acessórias dos contribuintes
    uma vez que a versão impressa apenas faz alusão
    ao registro digital, enquanto a mercadoria é entregue pelos meios de transporte eleitos pelo vendor e/ou
    comprador, acompanhada do DANFE – Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica – uma
    representação gráfica simplificada da NF-earmazenada no sistema informatizado do governo.
    Agiliza-se um procedimento complexo
    que habitualmente constitui relevante ponto de estrangulamento
    na cadeia de logística do país que, vez por outra, impede de sobremaneira
    a fluidez do processo corporativo relativo à cadeia de suprimentos (SCM).
    Margens de lucro, em ultima instancia, são seriamente impactadas e,
    por conseguinte, o cenário econômico.
    Mitigar riscos dessa natureza vai além das fronteiras corporativas.
    Trata-se de ser efetivamente sóciorresponsável, neste país e portanto, também no exterior.
    20
  • 21. Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)
    Esta solução interage com os principais ERPs de mercado e atende ao procedimento da SEFAZ
    A empresa emissora de NF-e gera um arquivo eletrônico com as informações fiscais da operação comercial.
    Este é assinado digitalmente, garantindo a integridade dos dados e a autoria do emissor.
    O arquivo, que corresponderá à Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), é transmitido pela internet para a SEFAZ do estado do contribuinte emissor e a Secretaria da Fazenda procede com uma pré-validação do arquivo, devolvendo um
    protocolo de recebimento (Autorização de Uso).
    Sem esta, não poderá haver o trânsito da mercadoria.
    Este procedimento assegura o planejamento logísticotributáriopor parte do destinatário.
    A NF-e também é transmitida para a Receita Federal e ambos disponibilizam a informação via internet.
    Assegura-se assim portanto, a consulta, inclusive por parte do destinatário e outros legítimos interessados.
    Basta que detenham a chave de acesso (senha) ao documento eletrônico.
    Ao destinatário cabe confirmar a validade da NF-e portanto esta informação também consta do DANFE.
    Características
    Verifica junto à Secretaria da Fazenda (SEFAZ) a situação fiscal do destinatário
    Disponibiliza as NF-e aos destinatários
    Permite monitoramento detalhado ao longo do procedimento de emissão da NF-e
    Registra todas as ocorrências do sistema, apoiando análises de desempenho do
    procedimento internamente, do serviço prestado pela empresa e pela SEFAZ
    Registra o tempo de retorno e condição operacional das comunicações,
    inclusive dos meios de transmissão utilizados, amparando entradas em contingência
    Opera em ambientes Windows, Net Framework 1.1 ou superior
    Exporta/Importa arquivos XML de NF-e
    Trata as imagens de retorno enviadas pela SEFAZ
    Monitora o status do servidor da SEFAZ
    Verifica resultados dos arquivos de lotes processados junto à SEFAZ
    21
  • 22. Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)
    Benefícios
    Contribuinte Vendedor/Emissor
    Reduções
    custos de impressão, de aquisição de papel, de custos de envio do
    documento fiscal, de custos de armazenagem de documentos fiscais,
    do tempo de parada em postos fiscais, etc.;
    Simplificação
    de obrigações acessórias, como dispensa de AIDF;
    Incentivo
    ao uso de relacionamentos eletrônicos com clientes (B2B).
    Contribuinte Comprador/Receptor
    Eliminação
    de digitação de notas fiscais na recepção de mercadorias;
    Redução
    de erros de escrituração devido a erros de digitação de
    notas fiscais;
    Planejamento
    de logística de entrega pela recepção antecipada da
    informação da NF-e;
    Incentivo
    ao uso de relacionamentos eletrônicos com fornecedores
    (B2B).
    Administrações Tributárias
    Redução
    da sonegação e dos custos no processo de controle das notas
    fiscais capturadas pela fiscalização de mercadorias em trânsito;
    Aumento
    na arrecadação e na confiabilidade da Nota Fiscal;
    Melhorias
    no processo de controle fiscal (possibilitando um melhor
    intercâmbio e compartilhamento de informações entre os fiscos) e no
    suporte aos projetos de escrituração eletrônica contábil e fiscal da
    Secretaria da RFB (SPED).
    22
  • 23. Suporte & Manutenção
    GESTÃO DE CHAMADOS
    Suporte2º. Nível
    Monitorar
    Parâmetros(SLA’s)
    Verificar Ocorrência
    Suporte3º. Nível
    Suporte1º. Nível
    ClassificarMelhorar
    Corrigir
    Identificar
    Abrir
    Chamado
    Identificar
    Corrigir
    ClassificarComplexidade
    Aplicar
    Solução
    Fornecedores
    Terceiros
    Adicionais
    Testar
    DefinirEstimar
    AprovarUsuário
    MonitorarSolução
    Base de Conhecimento
    Fabrica de Software
    Unidade de Tradução
    23
  • 24. Aliados & Ações
    IOB
    Instituto de InformaçõesFiscotributárias
    www.iob.com.br
    Desde: Janeiro 2009
    Telefônica
    Telecom
    www.telefonica.com.br
    Desenvolvimento : Intranet/Portal (2009)
    Thorey
    Tecnologia & SoluçõesEmpresariais
    www.thoreysa.com.br
    Desde: Março 2009
    CyberSearch
    RecursosHumanos
    www.cybsearch.com
    Alocações : emprojetosamericanos de ERP, Base de Dados e outros no Brasil (2009)
    Paradigma
    Consultioriaem TI /Processos
    www.pta.com.br
    Desde: Janeiro 2009
    IOB
    Soluções Fiscotributárias
    www.iob.com.br
    Desenvolvimento: Sistemas (2009)
    Yamaha
    Soluções Fiscotributárias
    www.yamaha.com.br
    Implantação: Auditor Eletrônico IOB (2009)
    Capgemini
    Serviços de Consultoria
    www.capgemini.com.br
    Desde: Outubro 2008
    CAOA
    RevendaAutomotiva
    www.caoa.com.br
    Implantação: Auditor Eletrônico IOB (2009)
    Casa das Guias
    Suprimentos
    www.casadasguias.com.br
    Suporte & Manut.: Banco de Dados Oracle (2009)
    Starsoft
    ERP para SMB
    www.starsoft.com.br
    Desde: Janeiro 2009
    TRI
    Tech. Resource International
    www.tri-cs.com
    Desde: Julho2008
    Scope Systems
    ERP/Soluções NF-e
    www.pta.com.br
    Desde: Janeiro 2009
    FagusConsultoria
    Auditoria Eletrônica
    www.fagusconsultoria.com.br
    Desde: Julho 2009
    Telmar / Tel-NT
    Telecom, fornecedor daTelefonica
    www.tel-nt.com.br
    Rollout: Oracle EBS R12 dos EUA para o Brasil (2008)
    Eaton
    Autopartes
    www.eaton.com.br
    Migração: Oracle EBS 11.5.9 para11.5.10.2
    Suporte à fase de Produção (2008)
    Key Support
    Consultoria & Projetos NF-e
    www.keysupport.com.br
    Desde: Agosto 2009
    Colorcon
    Farmaceutica
    www.colorcon.com
    Implementação: SoluçõesFiscaisLocais (2008)
    Adecoagro–
    Alimentos & EnergiaRenovável
    www. adecoagro.com
    Desenvolvimento: PL/SQL
    Suporte & Manut.: Base de Dados
    Treinamento: Oracle Applications
    Marfrig -
    Frigorífico
    www.marfig.com.br
    Suporte & Manut.: Base de Dados Oracle (2008)
    Clientes
    Parcerias e Alianças
    24
  • 25. Fundamentos
    “exaltá-lo-ei com ação de graças”
    S l 69:30
    Através do apoio de cunho cooperativo e sóciorresponsável, fazemos parte do grupo pioneiro que promove e atua em prol da cidadania conforme o proceder cristão, colaborando para com a melhoria do índice de desenvolvimento humano no Brasil, o Projeto idealizado e fomentado pelo Instituto de Inteligência em Inovação:
    Idealização:
    Instrumentação:
    monicabenke@gmail.com
    wright.marcia@gmail.com
    25
  • 26. Fundamentos

    actoitconsulting@actoit.com
    Fone: (5511) 3528-3919
    Celular: (5511) 8302-6565
    26
  • 27. Obrigado, convidado :
    !
    Rua Comendador Miguel Calfat, 128 – Itaim Bibi – São Paulo – SP – CEP: 04537-080
    27